Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Lusitanus » 27/9/2022 11:03

PMP69 Escreveu:Parece-me impossível Putin sobreviver a tudo isto.


https://meduza.io/en/news/2022/09/25/russian-security-services-count-more-than-260-000-men-fleeing-russia


Pedro

O problema para Putin não são os que fogem da Rússia, são os que ficam na Rússia contrariados.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1109
Registado: 19/3/2021 0:23

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por PMP69 » 27/9/2022 11:20

Lusitanus Escreveu:
PMP69 Escreveu:Parece-me impossível Putin sobreviver a tudo isto.


https://meduza.io/en/news/2022/09/25/russian-security-services-count-more-than-260-000-men-fleeing-russia


Pedro

O problema para Putin não são os que fogem da Rússia, são os que ficam na Rússia contrariados.


Sim, claro, acrescentando a situação militar, as sanções .....

Acho que o regime começa a abanar, e que o Ocidente e especialmente os EUA têm mantido a guerra em "banho maria", para chegar a este ponto.

Como alguns aqui já o disseram, o regime tem que cair por dentro.


Pedro
 
Mensagens: 929
Registado: 11/2/2021 17:05

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Carrancho_ » 27/9/2022 11:57

O problema dos desertores é de fácil resolução na Rússia...



... eles têm uma poção mágica do género da do Panoramix, não dá força mas dá coragem, chama-se Vodka :lol:

Um abraço,

Carrancho
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1015
Registado: 17/1/2015 1:54

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por mais_um » 27/9/2022 12:47

Lusitanus Escreveu:Aqui não falta quem ache que as ameaças russas de uso de armas nucleares táticas não são para levar a sério, que são mera bravata, que são "bluff", etc.. Os EUA não são da mesma opinião, levam a sério essas ameaças e já deixaram um aviso à Rússia por ter feito tais ameaças.


Eu e tu podemos dizer que é bluff, um governo responsavel não o pode fazer, o Zelensky inicialmente disse que a questão nuclear não devia ser levado a sério, mas rapidamente mudou o discurso.

Os avisos (e não ameaças) feitos pelos EUA à Russia fazem parte da coreografia do processo.
"Só duas coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana. Mas no que respeita ao universo ainda não tenho a certeza" Einstein
“Com os actuais meios de acesso à informação, a ignorância não é uma fatalidade, mas uma escolha pessoal" Eu
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 8059
Registado: 14/11/2008 0:48
Localização: Lisboa

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Lusitanus » 27/9/2022 14:50

mais_um Escreveu:
Lusitanus Escreveu:Aqui não falta quem ache que as ameaças russas de uso de armas nucleares táticas não são para levar a sério, que são mera bravata, que são "bluff", etc.. Os EUA não são da mesma opinião, levam a sério essas ameaças e já deixaram um aviso à Rússia por ter feito tais ameaças.


Eu e tu podemos dizer que é bluff, um governo responsavel não o pode fazer, o Zelensky inicialmente disse que a questão nuclear não devia ser levado a sério, mas rapidamente mudou o discurso.

Os avisos (e não ameaças) feitos pelos EUA à Russia fazem parte da coreografia do processo.

Portanto tudo se resume a coreografia? :roll: Também muita gente pensava que eram só manobras militares na Bielorrússia, que era só exibição coreográfica na Bielorrússia, e que não haveria invasão da Ucrânia por parte da Rússia, e depois foi o que se viu. Eu não sei se a Rússia acabará por usar na Ucrânia armas nucleares táticas, mas ao contrário de muitos, aqui, levo a sério as ameaças russas nesse sentido e acho os russos muito bem capazes de o fazer se perderem território entretanto "anexado" por eles.

Que fique claro: não sei se a Rússia utilizará armas nucleares táticas na Ucrânia, mas acho que isso pode vir a acontecer, em caso de desespero da liderança russa.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1109
Registado: 19/3/2021 0:23

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Marco Martins » 27/9/2022 15:43

Aqui, como em tudo, o difícil é conseguir perceber até onde uma nação está disposta a ir para responder às intenções do seu líder e do seu governo!

Um Putin fragilizado e sem apoio do povo, poderá querer avançar a toda a força para ficar na história como aquele que contra tudo, conseguiu a vitória!

Um Putin fragilizado, mas com o apoio do povo, poderá continuar e mesmo avançar para algo mais extremo, para também ele dar ao povo aquilo que o povo deseja (ou a gloria que ele acha que o povo deseja).

Um Putin com bom senso, terminaria a guerra com um acordo (esta é a parte mais complexa, pois desde o início que a ideia é conquistar... nada mais)!!!

Um Putin desolado e arrependido, retiraria as tropas e sairia do governo (situação também complicada de acontecer porque ele não parece ser uma pessoa capaz de voltar atrás).

Um Putin arrependido e sem saída, terminaria com a sua vida (esta é uma possibilidade, embora não se saiba quem o substituirá).

Um Putin, igual a si mesmo, continuará a guerra até que o seu povo se revolte e o deponha (esta também é uma possibilidade, mas que poderá trazer instabilidade em toda a ásia).

Em qualquer dos casos, será normal a contestação do povo e dos militares.... se formos ver a nossa história e durante a guerra do ultramar, aconteceu o mesmo...

Uma coisa é lutar quando somos invadidos (que é o caso da Ucrânia) e outra coisa é lutar para tentar conquistar algo sem um objectivo claro (que não será simplesmente dizer que é para se livrarem nos nazis.... caso contrário a seguir, serão outras raças, outras religiões, outras étnias, ou o que quer que seja...).
 
Mensagens: 6057
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por mais_um » 27/9/2022 20:05

Lusitanus Escreveu:Que fique claro: não sei se a Rússia utilizará armas nucleares táticas na Ucrânia, mas acho que isso pode vir a acontecer, em caso de desespero da liderança russa.


Eu também não e numa situação de desespero pode vir a acontecer como afirmas (as armas existem, podem ser utilizadas) mas na actual situação a ameaça parece-me ser bluff mas não duvido que desde que começou a "operação especial" que os EUA estão a considerar todos os cenários e prepararem-se para essa eventualidade.
"Só duas coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana. Mas no que respeita ao universo ainda não tenho a certeza" Einstein
“Com os actuais meios de acesso à informação, a ignorância não é uma fatalidade, mas uma escolha pessoal" Eu
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 8059
Registado: 14/11/2008 0:48
Localização: Lisboa

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por MarcoAntonio » 27/9/2022 20:26

Lusitanus Escreveu:Eu não sei se a Rússia acabará por usar na Ucrânia armas nucleares táticas, mas ao contrário de muitos, aqui, levo a sério as ameaças russas nesse sentido e acho os russos muito bem capazes de o fazer se perderem território entretanto "anexado" por eles.

Que fique claro: não sei se a Rússia utilizará armas nucleares táticas na Ucrânia, mas acho que isso pode vir a acontecer, em caso de desespero da liderança russa.

Lusitanus, não sei quem são os "muitos" nem sei bem o que é que defines por levar a sério ou não. Aqui ninguém é alto responsável ou diplomata, portanto discutimos no plano da opinião (não somos presidentes, embaixadores ou ministros da defesa nem nada que o valha, vou assumir) e dizemos simplesmente o que pensamos sobre a probabilidade de determinadas ocorrências ou algo equiparável.



MarcoAntonio Escreveu:Em relação ao uso de armas nucleares, em particular, a minha posição mantém-se a mesma (utilização de armas estratégicas, probabilidade quase nula; utilização de armas tácticas, probabilidade baixa mas menos improvável). Não se percebe bem é porque é que parte da comunicação social ocidental continua a atribuir a Putin (e fora de aspas) algo que Putin não disse.

O que eu penso é o que está acima e nada tem que ver com "sério" ou "não sério", tem que ver com as probabilidades que atribuo a dois cenários possíveis em particular.

E se fosse diplomata/responsável nem estava a dizer isto na praça pública nestes termos, porque a minha responsabilidade era outra. Como não sou, estou muito mais à vontade para escrevê-lo desta forma. Aliás, já numa conversa com o bear, há uns meses atrás, eu mencionei que os cenários têm todos de ser ponderados por quem tem de gerir estas questões, mesmo que o risco seja baixo. Ninguém, em cargos de responsabilidade, pode assumir simplesmente que "não vai acontecer" (tenho a certeza que isto está no tópico algures).

Isto para frizar que eu posso estar a escrever "a probabilidade disto é virtualmente nula e daquilo é baixa" porque estou aqui no forum. Se fosse um representante do Pentagono, mesmo pensando o mesmíssimo, já não poderia falar nos mesmos termos.
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 36858
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Lusitanus » 28/9/2022 1:42

O embaixador da China nas Nações Unidas numa reunião do Conselho de Segurança da ONU, «para abordar as crescentes tensões resultantes da decisão de Moscovo de mobilizar parcialmente as reservas do exército e realizar referendos para anexação dos territórios ucranianos ocupados, declarou que a soberania e a integridade territorial de todos os países devem ser respeitadas».

«Na semana passada, à margem da Assembleia-Geral das Nações Unidas, os chefes da diplomacia chinesa e ucraniana já se haviam encontrado e Pequim já havia pedido respeito pela "integridade territorial de todos os países".».

A China pede respeito pela soberania e integridade territorial de todos os países (isso inclui a Ucrânia, não é verdade?) mas não condena a invasão da Ucrânia pela Rússia. :shock: :roll: Invadindo a Rússia a Ucrânia, a China estava à espera de quê? De que a Rússia não pretendesse apropriar-se de território ucraniano? :roll:
A posição chinesa relativamente à guerra na Ucrânia não tem sequer coerência! :wall: :wall: :wall:

https://www.dn.pt/internacional/ucrania ... 03927.html
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1109
Registado: 19/3/2021 0:23

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Marco Martins » 28/9/2022 8:47

mais_um Escreveu:
Lusitanus Escreveu:Que fique claro: não sei se a Rússia utilizará armas nucleares táticas na Ucrânia, mas acho que isso pode vir a acontecer, em caso de desespero da liderança russa.


Eu também não e numa situação de desespero pode vir a acontecer como afirmas (as armas existem, podem ser utilizadas) mas na actual situação a ameaça parece-me ser bluff mas não duvido que desde que começou a "operação especial" que os EUA estão a considerar todos os cenários e prepararem-se para essa eventualidade.


Temos sempre de olhar para as acoes de um pais como o resultado das acções de uma pessoa!
Se um assaltante entra numa casa ou num banco e se está armado, tudo pode acontecer!
Até pode ser a melhor pessoa do mundo, mas numa situação extrema, onde se vê sem qualquer saída e onde o respeito que ainda possa ter daqueles que lhe são próximos se desvanece... fica sempre no ar a dúvida sobre o próximo passo!!

Vejo o uso das armas nucleares um pouco como isso... são para estar quietas, no entanto elas existem e foram criadas para serem usadas, independentemente se é correcto ou não!!!
 
Mensagens: 6057
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Masterchief » 28/9/2022 16:40

TWITTER
Solovyov gets drafted and goes crazy.

https://twitter.com/R82938886/status/1574865224108220423?s=20&t=0tCIKF-6KL7BYnggGt6IEg

Os russos são doidos...
 
Mensagens: 452
Registado: 29/11/2007 2:53
Localização: V.N.Gaia

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por MarcoAntonio » 28/9/2022 17:44

Masterchief Escreveu:TWITTER
Solovyov gets drafted and goes crazy.

https://twitter.com/R82938886/status/1574865224108220423?s=20&t=0tCIKF-6KL7BYnggGt6IEg

Os russos são doidos...


Estão a discutir a mobilização no vídeo, mas a tradução não é verdadeira/correcta.

Ele não foi mobilizado (que se saiba) nem fala disso no vídeo, estão a discutir o processo de mobilização.
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 36858
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Carrancho_ » 28/9/2022 23:42

Mobilização de tanques do Far East da Rússia para a Ucrânia...

A Large Echelon With RU Tanks Comes From The Irkutsk Region || 10 T-80 Tanks And 21 T-62 Tanks


Um abraço,

Carrancho
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1015
Registado: 17/1/2015 1:54

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por BearManBull » 29/9/2022 7:27

Quem mais beneficiaria em tirar os oleodutos Nord Stream de atividade? Há quatro países com motivos para a sabotagem


A possível sabotagem dos gasodutos Nord Stream 1 e Nord Stream 2 vai mudar as peças no ‘xadrez energético’ que a Europa atravessa em funação da invasão da Ucrânia pela Rússia. Mas, afinal, quem poderia beneficiar mais com a interrupção do fornecimento de gás? Segundo a publicação ‘AsiaTimes’, os Países Bálticos, Finlândia, Ucrânia e EUA têm incentivos lógicos para danificar os oleodutos, embora com enormes riscos políticos, estratégicos e de segurança.

Os EUA há muito que se opõem à dependência da NATO (especialmente da Alemanha) do gás natural russo. Os Estados Unidos, de facto, usaram controlos de exportação para bloquear o oleoduto Yamal original na década de 1980, tentando desta forma alterar as decisões políticas da Europa perante a ameaça de um corte russo.

Ainda em 2018, o então presidente americano Donald Trump alertou os europeus na Assembleia Geral das Nações Unidas sobre o potencial corte de energia russo.

No mesmo dia da inauguração do ‘Baltic Pipe’, entre a Noruega e a Polónia, os dois oleodutos Nord Stream foram danificados perto da ilha dinamarquesa de Bornholm, no Mar Báltico – os estragos são significativos, o que descarta a possibilidade de uma falha técnica.

As reparações, ao que parece, vão demorar algum tempo – mesmo que seja dada prioridade ao Nord Stream 1, é improvável que regresse ao serviço antes do inverno. Os gasodutos estão em profundidades do mar que variam entre os 80 e 110 metros: um mergulhador normalmente opera a 6 metros, pelo que seriam necessáriso veículos submersíveis para colocar explosivos na tubulação. Os tubos submarinos do Nord Stream são feitos de aço grau DNV grau SAWL 485 (semelhante ao grau X70) para espessuras de parede que variam de entre 26,8 a 34,4 mm e foram fabricados por seis produtores qualificados (um na Rússia, quatro na Europa e um no Japão). Os tubos são envoltos em concreto.

A Ucrânia rapidamente acusou a Rússia das responsabilidade pelo “ataque terrorista e um ato de agressão à União Europeia”, indicou Mikhaylo Podolyak, conselheiro presidencial de Kiev. MAs há uma ‘falha’ na argumentação: a Rússia perderia toda a sua influência com a Europa se destruísse os seus próprios gasodutos. Portanto, quem sobra?

A própria Ucrânia é candidata, numa tentativa de prejudicar economicamente a Rússia, agora e no futuro. Mas, se fosse o caso, as suas relações com a Europa e a NATO ficariam tremendamente prejudicadas.

Quase todos os países europeus têm a capacidade técnica de operar offshore com veículos pilotados remotamente e alguns deles desenvolveram serviços militares subaquáticos (como os US Navy SEALS), que podem atacar e destruir alvos subaquáticos. Mas qual país europeu gostaria de fazer isso?

Seria muito arriscado para qualquer Estado europeu realizar uma operação de sabotagem contra os dois oleodutos. Primeiro, assim como os russos precisam do Nord Stream 1 e do Nord Stream 2 intactos, os europeus precisam deles intactos para futuras entregas de gás. Além disso, tal movimento poderia ser considerado pela Rússia como um ato de guerra.

Mas há exceções: A Finlândia, por exemplo, está numa séria disputa com a Rússia que começou com a decisão de Helsínquia em aderir à NATO. Em maio último, a Rússia cortou o fornecimento de gás, já depois de ter interrompido o fornecimento de eletricidade. É difícil entender por que a Finlândia pode considerar os oleodutos Nord Stream como alvo de qualquer retaliação, quando a própria Finlândia embargou carvão e petróleo russos.

A Rússia tem uma relação muito tensa com os Estados Bálticos e qualquer um deles pode realizar atos de sabotagem contra os gasodutos. No entanto, o facto de que isso privar a Europa de entregas de gás num futuro próximo, supondo o fim das sanções, isso torna um movimento improvável para qualquer país que dependa da NATO para a sua segurança e defesa.

Podem ter sido os Estados Unidos? Não é impossível. Se havia medo em Washington de que a Europa pudesse quebrar o consenso sobre as sanções à Rússia sobre a guerra na Ucrânia para se salvar de uma crise de energia neste inverno, então poderia haver lógica em tal movimento – mas também enormes riscos políticos, estratégicos e de segurança. Os EUA tornaram-se um importante ‘player’ de energia, enviando GNL para a Europa em quantidades cada vez maiores. A Europa tem usado o GNL fornecido pelos EUA para ajudar a encher os seus tanques de armazenamento para o próximo inverno.

A maioria das entregas americanas passa por França, com Espanha e Holanda como rotas secundárias. Há relatos de que os EUA estão quase no limite da capacidade de fornecimento de GNL para a Europa e Ásia – além de que os preços do gás natural nos EUA podem aumentar significativamente se for enviado mais GNL.


@multinews

Artigo com bom conteúdo mas muito mal escrito... O mais provável é que tenham sido os russos, mas com os USA nas mãos de quem está vai-se la saber.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6594
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por PMP69 » 29/9/2022 8:29

Carrancho_ Escreveu:Mobilização de tanques do Far East da Rússia para a Ucrânia...

A Large Echelon With RU Tanks Comes From The Irkutsk Region || 10 T-80 Tanks And 21 T-62 Tanks




Pareceu-me serem T-72, mas a serem T-62, é a prova que estão a usar "sucata".

No início da invasão viram-se alguns, eram aqueles que tinham uma "gaiola" por cima, para supostamente dar-lhe uma blindagem extra :wall:


Pedro
 
Mensagens: 929
Registado: 11/2/2021 17:05

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Goya777 » 29/9/2022 8:57

A tirarem tropas do leste ainda sao invadidos pela China :lol:
 
Mensagens: 2112
Registado: 17/7/2014 22:33

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por PMP69 » 29/9/2022 9:01

Simulador um ataque nuclear.

Salvo melhor opinião, as armas nucleares tácticas podem ter até 100 KT, sendo que por norma andam na casa dos 20 KT.

https://nuclearsecrecy.com/nukemap/


Pedro
 
Mensagens: 929
Registado: 11/2/2021 17:05

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Marco Martins » 29/9/2022 9:49

Goya777 Escreveu:A tirarem tropas do leste ainda sao invadidos pela China :lol:


Não duvido que todas as hipóteses estejam em cima da mesa por parte dos USA!

Se initialmente foram para a Ucrania 100mil soldados russos, agora foram convocados mais 300mil e ainda sairam do país 200mil em idade de luta (estes 200mil certamente serão a considerar famílias, mas de qualquer forma apontemos para 100mil). Teremos um total de 500mil militares alocados para a Ucrânia....
Quantos sobrarão para defender a Rússia noutros locais onde já existem algumas tensões e pedidos de independencia dentro da Russia?

Uma coisa é certa... quantas mais forças alocarem para a Ucrânia, mais fragilizados ficam noutros locais... mas a Russia tem a vantagem que não está numa guerra normal, onde possa igualmente ser atacada...
 
Mensagens: 6057
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Goya777 » 29/9/2022 10:06

Inicialmente penso que foram 200k para a Ucrania.
 
Mensagens: 2112
Registado: 17/7/2014 22:33

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por PMP69 » 29/9/2022 10:15

Goya777 Escreveu:Inicialmente penso que foram 200k para a Ucrania.


Penso que esse número não andava longe da realidade, incluindo as milícia de Donestk e Lugansk.

Mas como alguns já aqui disseram, esse número não é na totalidade composto por unidades operacionais, incluem unidades de apoio, como Comando e Serviços, Transportes e Logística .....


Pedro
 
Mensagens: 929
Registado: 11/2/2021 17:05

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por caldeirum » 29/9/2022 11:13

No caso de ataque nuclear à Ucrânia, qual seria a reação da NATO ou dos países mais a oeste? Nada, estariam quietinhos. Mais sanções? Aquelas que permitiram lucros recorde à Rússia?


Guerra na Ucrânia. Bruxelas reage a ameaça nuclear com novas sanções

Legislação para impor um teto ao preço do petróleo, a proibição de negócios e uma nova lista de personalidades ligadas ao regime fazem parte do pacote.

https://www.dn.pt/internacional/guerra- ... 06191.html


Maior produtora de petróleo da Rússia vê lucros dispararem apesar das sanções
https://executivedigest.sapo.pt/maior-p ... s-sancoes/

Isto não está a sair bem à Rússia? Continuo a ter as minhas dúvidas.
 
Mensagens: 233
Registado: 14/10/2021 22:31

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por Carrancho_ » 29/9/2022 12:35

Isto não está a sair bem à Rússia? Continuo a ter as minhas dúvidas.


A Guerra começou já decorridos 2 meses deste ano e convém relembrar que nos meses seguintes as compras intensificaram-se para aumentar as reservas dos países. Vamos ver daqui para a frente.
Um abraço,

Carrancho
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1015
Registado: 17/1/2015 1:54

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por PMP69 » 29/9/2022 14:34

 
Mensagens: 929
Registado: 11/2/2021 17:05

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por BearManBull » 29/9/2022 17:52

As consequências de continuar a escalar a guerra.

Europa deve preparar-se para possíveis apagões das redes móveis de telecomunicações no inverno, alertam responsáveis do sector

A Europa prepara-se para um possível apagão das redes móveis neste inverno, denunciou esta quinta-feira a agência ‘Reuters’ – a decisão da Rússia de interromper o fornecimento de gás, na sequência do conflito na Ucrânia, fez aumentar as possibilidades de falta ou racionamento de energia e as autoridades do sector das telecomunicações temem que um inverno rigoroso coloque a infraestruturas de telecomunicações europeias à prova, forçando as empresas e Governos a tentar mitigar o impacto.

Atualmente, não há sistemas de backup suficientes em muitos países europeus para lidar com cortes generalizados de energia, garantiram à agência noticiosa quatro executivos da área das telecomunicações, o que aumenta a perspetiva de um apagão. Diversos países da União Europeia – França, Suécia e Alemanha – já estão a tentar garantir que as comunicações possam continuar mesmo que possíveis cortes energéticos acabem por esgotar as baterias de reserva instaladas nas milhares de antenas de comunicação – a Europa tem quase meio milhão de torres de telecomunicações e a maioria tem baterias de backup que duram cerca de 30 minutos para operar as antenas móveis.

Em França, no plano apresentado pela distribuidora de eletricidade Enedis, estão incluídos potenciais cortes de energia em até duas horas no pior cenário, o que poderia afetar apenas partes do país de forma rotativa. Serviços essenciais, como hospitais, polícia e Governo, não serão afetados, disseram as fontes.

A Enedis já garantiu, em comunicado, que todos os clientes regulares foram tratados em pé de igualdade no caso de interrupções excecionais e garantiu que conseguiu isolar secções da rede para fornecer clientes prioritários, como hospitais, instalações industriais importantes e militares. Cabe no entanto às autoridades locais adicionar a infraestrutura das operadoras de telecomunicações à lista de clientes prioritários.

Já na Suécia, Itália e Alemanha, as empresas de telecomunicações já levantaram preocupações sobre possíveis faltas de eletricidade com os respetivos Governos. O regulador de telecomunicações sueco PTS está a trabalhar com as operadoras de telecomunicações e outras agências governamentais para encontrar soluções, incluindo conversas sobre o que acontecerá se a eletricidade for racionada. A PTS está a financiar a compra de postos de combustível transportáveis ​​e estações base móveis que se conectam aos telemóveis para lidar com faltas de energia mais longas.

O lobby italiano de telecomunicações apontou que quer que a rede móvel seja excluída de qualquer corte de energia ou paralisação de economia de energia, um projeto que vai apresentar ao novo Governo italiano de Giorgia Meloni – as quedas de energia aumentam a probabilidade de falhas nos componentes eletrónicos se forem submetidos a interrupções abruptas, apontou Massimo Sarmi, chefe do lobby de telecomunicações.

As operadoras de telecomunicações europeias devem rever as suas redes para reduzir o uso extra de energia e modernizar os seus equipamentos através de projetos de rádio mais eficientes, apontaram os responsáveis de telecomunicações. Para economizar energia, as empresas de telecomunicações estão a usar softwares para otimizar o fluxo de tráfego, fazer as torres “dormirem” quando não estiverem em uso e desligar diferentes bandas de espetro.

Na Alemanha, a Deutsche Telekom tem 33 mil estações de rádio móvel (torres) e os seus sistemas móveis de energia de emergência só podem suportar um pequeno número delas ao mesmo tempo, revelou um porta-voz da empresa. A Deutsche Telekom vai usar sistemas móveis de energia de emergência que dependem principalmente de diesel no caso de falhas de energia prolongadas.

Acostumados ao fornecimento ininterrupto de energia há décadas, os países europeus em regra não possuem geradores de backup de energia por períodos longos. “Estamos um pouco estragados, talvez em grandes partes da Europa, onde a eletricidade é bastante estável e boa”, denunciou um executivo do sector de telecomunicações. “Os investimentos na área de armazenamento de energia talvez tenham sido menores do que em alguns outros países.”


Depois do gás, Putin pode "bloquear a internet na Europa"

Quem o diz são os analistas. Depois da crise energética que Vladimir Putin, presidente da Rússia, tem provocado na Europa, o líder russo poderá agora também cortar o acesso à internet no Velho Continente.

De acordo com especialistas, como revela esta quinta-feira o jornal italiano Il Messaggero, Vladimir Putin poderá avançar para o corte de cabos submarinos, o que provocará um "apagão devastador". Segundo estes analistas de defesa, depois do ataque ao oleoduto Nord Stream, desbloqueou-se "uma nova frente da guerra, demonstrando que a Rússia é capaz de atacar infraestruturas críticas", o que prova que esta poderá ser uma "nova arma" contra o Ocidente.

"Em suma, a guerra do campo de batalha ucraniano está a mover-se para as águas geladas do Mar Báltico e do Oceano Atlântico. Uma guerra diferente, mas capaz de atingir diretamente o coração económico da Europa. Entre os possíveis alvos na mira de Moscovo estão os cabos submarinos na costa irlandesa, por onde passam 97% dos dados da internet europeia todos os dias, além de 10 triliões de dólares em transações financeiras e dados confidenciais", começa por ler-se no jornal, onde também são referidos os efeitos económicos devastadores que este corte provocaria na grande maioria dos países europeus.

"Longos quilómetros, são difíceis de defender, mas têm um valor inestimável: a sua sabotagem teria efeitos devastadores em todo o continente e nas suas respetivas economias. De acordo com um especialista em estratégia militar da Marinha dos EUA, os cabos podem ser atacados pelos submarinos "caçador assassino" de Putin, construídos especificamente para essa tarefa. Esses submarinos seriam equipados com braços robóticos para adulterar ou cortar cabos. Os submarinos espiões Losharik são transportados sob um enorme submarino "navio-mãe" (o Belgorod) e são construídos para esconderem-se no fundo do oceano", lê-se no jornal.

Também já esta semana, na TV estatal russa, um colunista da agência RIA Novosti destacou esta possibilidade. "Se a Rússia decidisse mostrar do que é capaz, escolheria todos os tipos de objetos perto do Reino Unido, incluindo cabos submarinos e os mesmos tubos, gasodutos", salientou Vladimir Kornilov.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6594
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Ucrânia vs Rússia - Escalada de tensão

por yggy » 29/9/2022 17:59

BearManBull Escreveu:As consequências de continuar a escalar a guerra.

Europa deve preparar-se para possíveis apagões das redes móveis de telecomunicações no inverno, alertam responsáveis do sector

A Europa prepara-se para um possível apagão das redes móveis neste inverno, denunciou esta quinta-feira a agência ‘Reuters’ – a decisão da Rússia de interromper o fornecimento de gás, na sequência do conflito na Ucrânia, fez aumentar as possibilidades de falta ou racionamento de energia e as autoridades do sector das telecomunicações temem que um inverno rigoroso coloque a infraestruturas de telecomunicações europeias à prova, forçando as empresas e Governos a tentar mitigar o impacto.

Atualmente, não há sistemas de backup suficientes em muitos países europeus para lidar com cortes generalizados de energia, garantiram à agência noticiosa quatro executivos da área das telecomunicações, o que aumenta a perspetiva de um apagão. Diversos países da União Europeia – França, Suécia e Alemanha – já estão a tentar garantir que as comunicações possam continuar mesmo que possíveis cortes energéticos acabem por esgotar as baterias de reserva instaladas nas milhares de antenas de comunicação – a Europa tem quase meio milhão de torres de telecomunicações e a maioria tem baterias de backup que duram cerca de 30 minutos para operar as antenas móveis.

Em França, no plano apresentado pela distribuidora de eletricidade Enedis, estão incluídos potenciais cortes de energia em até duas horas no pior cenário, o que poderia afetar apenas partes do país de forma rotativa. Serviços essenciais, como hospitais, polícia e Governo, não serão afetados, disseram as fontes.

A Enedis já garantiu, em comunicado, que todos os clientes regulares foram tratados em pé de igualdade no caso de interrupções excecionais e garantiu que conseguiu isolar secções da rede para fornecer clientes prioritários, como hospitais, instalações industriais importantes e militares. Cabe no entanto às autoridades locais adicionar a infraestrutura das operadoras de telecomunicações à lista de clientes prioritários.

Já na Suécia, Itália e Alemanha, as empresas de telecomunicações já levantaram preocupações sobre possíveis faltas de eletricidade com os respetivos Governos. O regulador de telecomunicações sueco PTS está a trabalhar com as operadoras de telecomunicações e outras agências governamentais para encontrar soluções, incluindo conversas sobre o que acontecerá se a eletricidade for racionada. A PTS está a financiar a compra de postos de combustível transportáveis ​​e estações base móveis que se conectam aos telemóveis para lidar com faltas de energia mais longas.

O lobby italiano de telecomunicações apontou que quer que a rede móvel seja excluída de qualquer corte de energia ou paralisação de economia de energia, um projeto que vai apresentar ao novo Governo italiano de Giorgia Meloni – as quedas de energia aumentam a probabilidade de falhas nos componentes eletrónicos se forem submetidos a interrupções abruptas, apontou Massimo Sarmi, chefe do lobby de telecomunicações.

As operadoras de telecomunicações europeias devem rever as suas redes para reduzir o uso extra de energia e modernizar os seus equipamentos através de projetos de rádio mais eficientes, apontaram os responsáveis de telecomunicações. Para economizar energia, as empresas de telecomunicações estão a usar softwares para otimizar o fluxo de tráfego, fazer as torres “dormirem” quando não estiverem em uso e desligar diferentes bandas de espetro.

Na Alemanha, a Deutsche Telekom tem 33 mil estações de rádio móvel (torres) e os seus sistemas móveis de energia de emergência só podem suportar um pequeno número delas ao mesmo tempo, revelou um porta-voz da empresa. A Deutsche Telekom vai usar sistemas móveis de energia de emergência que dependem principalmente de diesel no caso de falhas de energia prolongadas.

Acostumados ao fornecimento ininterrupto de energia há décadas, os países europeus em regra não possuem geradores de backup de energia por períodos longos. “Estamos um pouco estragados, talvez em grandes partes da Europa, onde a eletricidade é bastante estável e boa”, denunciou um executivo do sector de telecomunicações. “Os investimentos na área de armazenamento de energia talvez tenham sido menores do que em alguns outros países.”


Depois do gás, Putin pode "bloquear a internet na Europa"

Quem o diz são os analistas. Depois da crise energética que Vladimir Putin, presidente da Rússia, tem provocado na Europa, o líder russo poderá agora também cortar o acesso à internet no Velho Continente.

De acordo com especialistas, como revela esta quinta-feira o jornal italiano Il Messaggero, Vladimir Putin poderá avançar para o corte de cabos submarinos, o que provocará um "apagão devastador". Segundo estes analistas de defesa, depois do ataque ao oleoduto Nord Stream, desbloqueou-se "uma nova frente da guerra, demonstrando que a Rússia é capaz de atacar infraestruturas críticas", o que prova que esta poderá ser uma "nova arma" contra o Ocidente.

"Em suma, a guerra do campo de batalha ucraniano está a mover-se para as águas geladas do Mar Báltico e do Oceano Atlântico. Uma guerra diferente, mas capaz de atingir diretamente o coração económico da Europa. Entre os possíveis alvos na mira de Moscovo estão os cabos submarinos na costa irlandesa, por onde passam 97% dos dados da internet europeia todos os dias, além de 10 triliões de dólares em transações financeiras e dados confidenciais", começa por ler-se no jornal, onde também são referidos os efeitos económicos devastadores que este corte provocaria na grande maioria dos países europeus.

"Longos quilómetros, são difíceis de defender, mas têm um valor inestimável: a sua sabotagem teria efeitos devastadores em todo o continente e nas suas respetivas economias. De acordo com um especialista em estratégia militar da Marinha dos EUA, os cabos podem ser atacados pelos submarinos "caçador assassino" de Putin, construídos especificamente para essa tarefa. Esses submarinos seriam equipados com braços robóticos para adulterar ou cortar cabos. Os submarinos espiões Losharik são transportados sob um enorme submarino "navio-mãe" (o Belgorod) e são construídos para esconderem-se no fundo do oceano", lê-se no jornal.

Também já esta semana, na TV estatal russa, um colunista da agência RIA Novosti destacou esta possibilidade. "Se a Rússia decidisse mostrar do que é capaz, escolheria todos os tipos de objetos perto do Reino Unido, incluindo cabos submarinos e os mesmos tubos, gasodutos", salientou Vladimir Kornilov.


Não percebo, o que é que queres que façamos?
Queres que o deixemos em paz é isso? QUe limpe a Ucrania sem consequencias?
 
Mensagens: 352
Registado: 29/11/2007 11:56
Localização: Moscavide

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Bing [Bot], Esquinas3, KAWA, malakas, MP65, OCTAMA, PAULOJOAO, RuiGerente, xzx, zulu404 e 40 visitantes