Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

Políticas para Portugal

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Políticas para Portugal

por PXYC » 26/11/2022 13:49

Marco Martins Escreveu:
Governo vai fazer lista de património a devolver às ex-colónias


https://leitor.expresso.pt/semanario/semanario2613/html/primeiro-caderno/capa/governo-vai-fazer-lista-de-patrimonio-a-devolver-as-ex-colonias

Compreendo que vejam Portugal apenas como um parasita que explorou as colónias, no entanto essa não é toda a realidade!!!
Portugal também fez um investimento enorme nas ex-colónias promovendo o seu desenvolvimento (é claro que segundo os padrões europeus.)..

Todos os países colonizadores foram parasitas. Não só de recursos naturais mas também de recursos humanos, relegados para mão de obra escrava ou, já no final, como cidadões de 4a categoria.

O que aconteceu a esses países depois da descolonização, se aproveitaram a independencia para desenvolver-se ou se criaram outra elite pronta a continuar a consumir os recursos naturais e humanos, já faz parte da historia desse país independente e tem pouco a ver com Portugal.
O que tem a ver com Portugal é nunca desmentir de que foi um país "ocupante" e parasita, não relativizar o passado, não desconsiderar o trauma cultural/historico dos nativos desses países, não dar indemnizações, manter boas relações comerciais (vantajosas a Portugal) com esses países.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 404
Registado: 13/10/2014 16:44

Re: Políticas para Portugal

por Opcard » 26/11/2022 14:34

PXYC Escreveu:
Marco Martins Escreveu:
Governo vai fazer lista de património a devolver às ex-colónias


https://leitor.expresso.pt/semanario/semanario2613/html/primeiro-caderno/capa/governo-vai-fazer-lista-de-patrimonio-a-devolver-as-ex-colonias

Compreendo que vejam Portugal apenas como um parasita que explorou as colónias, no entanto essa não é toda a realidade!!!
Portugal também fez um investimento enorme nas ex-colónias promovendo o seu desenvolvimento (é claro que segundo os padrões europeus.)..

Todos os países colonizadores foram parasitas. Não só de recursos naturais mas também de recursos humanos, relegados para mão de obra escrava ou, já no final, como cidadões de 4a categoria.

O que aconteceu a esses países depois da descolonização, se aproveitaram a independencia para desenvolver-se ou se criaram outra elite pronta a continuar a consumir os recursos naturais e humanos, já faz parte da historia desse país independente e tem pouco a ver com Portugal.
O que tem a ver com Portugal é nunca desmentir de que foi um país "ocupante" e parasita, não relativizar o passado, não desconsiderar o trauma cultural/historico dos nativos desses países, não dar indemnizações, manter boas relações comerciais (vantajosas a Portugal) com esses países.


Os Estrímnios foram os primeiros parasitas de Portugal logo seguidos dos Ofis
depois os Cempsos logo seguidos pelos Cónios … de tanto parasita acabamos povoados pelos Costas ..,
 
Mensagens: 3660
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: Políticas para Portugal

por NirSup » 28/11/2022 1:39

Re: Juicy Fields, Uma nova Pirâmide Financeira?
por NirSup » 3/6/2022 15:08

A pergunta que deve fazer quem investe nesta empresa é a seguinte:
Que garantias (garantias legais não garantias de bla bla) dá a empresa a quem investe nela de que o dinheiro investido será devolvido?
Friso bem: GARANTIAS LEGAIS.

Verifico, agora, que este tópico está bloqueado. Não entendo a razão, mas admito que possa haver razões para isso.
Vem, hoje, uma notícia na Comunicação Social de que já foram abertos 260 Inquéritos Penais por fraude envolvendo a Juicy Fields e que a investigação penal está concentrada na DCIAP.
Juice Fields Fraude.PNG


By Nirvana
Why 99% of the technical analysis you guys see on the internet is complete bullshit? ( r/wallstreetbets)
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3873
Registado: 29/4/2014 15:34

Re: Políticas para Portugal

por MarcoAntonio » 28/11/2022 3:23

O tópico em causa foi bloqueado devido a posts suspeitos que surgiram entretanto no tópico a promover a Juicy Fields e que incluiam até links directos para a página de registo, violando as regras do forum (os posts foram removidos e o tópico bloqueado).
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 37010
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: Políticas para Portugal

por BearManBull » 28/11/2022 17:48



Em Espanha uma vitima do próprio veneno. O apresentador do programa El Hormiguero foi a mais recente vitima da censura woke.

O estado espanhol promoveu uma campanha publicitaria que custou 1 milhão de euros ao bolso dos contribuintes para difamar o apresentador que há mais de 15 anos que tem este show em prime time.

Aos promotores woke, que pensem bem, isto é como no comunismo, vão matando todos os adversários até que chega a vossa vez.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6822
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por BearManBull » 28/11/2022 23:14

Enquanto os jovens ocidentais apelam cada vez mais ao control and censorship, a luta dos jovens chineses vai na direcção we want freedom. Prioridades...

Across the country, “want freedom” has become a rallying cry for a groundswell of protests mainly led by the younger generation, some too young to have taken part in previous acts of open dissent against the government.

“Give me liberty or give me death!” crowds by the hundreds shouted in several cities, according to videos circulating online, as vigils to mark the deaths of at least 10 people in a fire in Xinjiang spiraled into political rallies.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6822
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por Opcard » 3/12/2022 15:03

Nem todo é mau em Portugal ainda não chegamos a este estado de loucura .

“ Frederic Bas­tien é um his­to­ri­a­dor reco­nhe­cido. Tendo todas as qua­li­fi­ca­ções exi­gi­das, pen­sou recen­te­mente em can­di­da­tar-se a um cargo na Uni­ver­si­dade Laval, na cidade do Qué­bec.

Ele des­co­briu que sim­ples­mente não tinha o direito de fazê-lo. Por quê? É melhor citar a oferta de emprego: "ape­nas serão sele­ci­o­na­dos can­di­da­tos com as com­pe­tên­cias neces­sá­rias e que se tenham auto-iden­ti­fi­cado como mem­bro de pelo menos um des­tes qua­tro gru­pos sub-repre­sen­ta­dos (mulhe­res, Povos Indí­ge­nas, pes­soas com defi­ci­ên­cia e pes­soas per­ten­cen­tes a mino­rias visí­veis). »
Vamos tra­du­zir para aque­les que não estão fami­li­a­ri­za­dos com este jar­gão: os homens bran­cos sim­ples­mente não podem apli­car. O seu pedido dei­xará de ser tra­tado ape­nas de forma muito nega­tiva e mui­tas vezes rejei­tada a pri­ori: não será tra­tado de forma alguma.

Estas prá­ti­cas, conhe­ci­das, rara­mente são con­tes­ta­das. Por­que quem espera con­se­guir um lugar na Uni­ver­si­dade, ape­sar de tudo, tem todo o inte­resse em nunca denun­ciá-los, sob pena de se tor­nar um pária. Mas Bas­tien desa­fiou esta proi­bi­ção e atre­veu-se a nomear a rea­li­dade: como homem branco, é aqui vítima de dis­cri­mi­na­ção for­mal base­ada na raça e no género. Por outras pala­vras, dis­cri­mi­na­ção racista e sexista.
Aqui ele que­bra um tabu da ide­o­lo­gia diver­si­tá­ria, ale­gando que o racismo anti-branco é uma impos­si­bi­li­dade teó­rica, como as ciên­cias soci­ais ale­ga­da­mente demons­tra­ram. Fin­gir o con­trá­rio, sem sur­presa, seria um "mar­ca­dor da extrema direita". Como sem­pre.
 
Mensagens: 3660
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: Políticas para Portugal

por rg7803 » 3/12/2022 20:54

A Clara Ferreira Alves no Expresso desta semana fala um pouco sobre este aspecto que referes, justificando a ascensão dos movimentos populistas um pouco em todo o mundo ocidental pelo asco que as elites geram sobre os demais.

"As elites não sabem do que falam e não defendem os direitos dos pobres que não estão contemplados no seu espectro de atuação benéfica. Os pobres brancos, reformados, velhos, desempregados, zangados, excluídos, inconformados. Os que não são minorias étnicas, portadores de estigma ou ostentam uma sexualidade que se desvia da convenção até aí constituída em norma social."
“Buy high, sell higher...”.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4035
Registado: 1/5/2008 23:09
Localização: Almada.

Re: Políticas para Portugal

por Opcard » 4/12/2022 0:55

Mas todo tem origem na escola que não conta a verdade como lembra Rainer Zitelmann houve 24 experiência socialista todas falhadas , esses falhados no seu ódio a capitalismo tentam destruir a própria sociedade com a ideologia woke.

“ Ensinam-se muitas coisas na escola sobre os males do capitalismo, mas não sobre o socialismo. Dou um exemplo. Viajo muito por todo o mundo. Este ano fui a 15 países e para o ano vou a 35.

Nas minhas conferências costumo perguntar aos jovens se ouviram falar na escola do chamado “grande salto em frente”, de Mao, que foi a mais ambiciosa experiência socialista da História, e em que 45 milhões de pessoas morreram. Só três ou quatro pessoas dizem que sim, a maior parte nunca ouviu falar disso. No entanto, toda a gente ouviu falar dos males do capitalismo.

Tenho um capítulo no livro sobre o que se passou no Camboja, com Pol Pot, e que as pessoas não sabem. Esta é uma das razões. Educação, conhecimento da História. É por isso que tenho esta frase em destaque no meu livro. “O socialismo parece sempre bom no papel, menos quando está no papel de um livro de História”.
 
Mensagens: 3660
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: Políticas para Portugal

por Caramelo » 4/12/2022 21:00

Sol 3 12 2022.jpg
Sol 3 12 2022.jpg (935.5 KiB) Visualizado 1262 vezes
https://portadaloja.blogspot.com
 
Mensagens: 478
Registado: 25/4/2007 21:23
Localização: Lisboa

Re: Políticas para Portugal

por BearManBull » 4/12/2022 22:44

Opcard Escreveu:“ Ensinam-se muitas coisas na escola sobre os males do capitalismo, mas não sobre o socialismo. Dou um exemplo. Viajo muito por todo o mundo. Este ano fui a 15 países e para o ano vou a 35.


Aqui a tugalandia é caso cronico de anit-capitalismo educativo.

Mais impressionante é que tenho alguns amigos empreendedores que são completamente anti capitalistas e veem o socialismo português como sendo muito soft posicionando-se muito mais á esquerda, sustentando uma muito maior intervenção do estado na economia.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6822
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por BearManBull » 7/12/2022 17:23

Da amoxicilina ao paracetamol: Europa enfrenta escassez de medicamentos, alertam especialistas


Foi para isto que se construiu a UE.

Escassez de praticamente tudo, engenharia social, guerra, inflação, polarização, controlo praticamente ditatorial, usurpação fiscal.

Enfim que belo projecto de autocracia. nos últimos 10 anos parece que o mundo regrediu 50 anos.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6822
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por NirSup » 10/12/2022 16:00

Ministério Público já abriu mais de 3.500 inquéritos relativos a corrupção em 2022

A corrupção já chegou às mais altas instâncias do PODER: Municipal, Empresas do Estado, Central e Judicial. É o fim de linha.
Um país corrupto não cresce. E depois admiram-se que até a Roménia nos passe a perna.
Temos, ao menos, um país bonito e cheio de sol (quando não chove).
By Nirvana
Why 99% of the technical analysis you guys see on the internet is complete bullshit? ( r/wallstreetbets)
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3873
Registado: 29/4/2014 15:34

Re: Políticas para Portugal

por Opcard » 10/12/2022 16:24

Hoje é o país menos corrupto do mundo graças a David Lange penso que PPC leu sobre este homem , só que Portugal tinha um TC é uma constituição socialista ‘

Nos anos 80 a Nova Zelândia estava passando por uma crise muito intensa. O déficit público era enorme e a inflação dominava o mercado. A dívida externa e o desemprego aumentavam astronomicamente e a economia estava em estado de estagnação. Os impostos e taxas eram altíssimos. O Estado era absolutamente intervencionista e protecionista. O país estava praticamente falido.

“A instituição de altos níveis de transparência foi prometida e de fato cumprida na Nova Zelândia. As consequências da incompetência administrativa do governo geraram o seguinte: o tamanho do governo foi reduzido em 66%, medido pelo número de funcionários públicos; a fatia do governo no PIB, que era de 44%, caiu para 27%; o governo passou a produzir superávits orçamentários; estes foram utilizados para saldar a dívida; a dívida, que estava em 63% do PIB, caiu para 17%; o que sobrava do superávit de cada ano era compensado pela redução de impostos; o imposto de renda foi reduzido pela metade e vários impostos indiretos foram eliminados.

Como o próprio McTigue escreveu:

É preciso reconhecer que o principal problema com os subsídios é que eles tornam as pessoas dependentes; e quando você torna as pessoas dependentes, elas perdem sua criatividade e toda sua capacidade de inovação, tornando-se ainda mais dependentes. As reformas acabaram com todos os subsídios que o governo dava aos criadores de ovelhas da Nova Zelândia. Tal processo alterou a posição desses fazendeiros: antes, 44% de sua renda vinham dos subsídios do governo; depois, zero.

A liberdade demonstrou que, quando você dá às pessoas a opção de serem criativas e inovadoras, elas encontram soluções.

Com uma visão diferenciada sobre a função do governo, a Nova Zelândia eliminou todo o Ministério da Educação. Cada escola passou a ser administrada por um conselho de gestores eleitos pelos pais das crianças daquela escola, e por ninguém mais. Sob esse novo método, cada escola passou a receber dinheiro de acordo com o número de estudantes matriculados nela, sem impor condições especiais. Todas as escolas foram convertidas a esse sistema no mesmo dia. Escolas privadas passaram a ser financiadas da mesma maneira. Repentinamente os professores perceberam que, se eles perdessem alunos, perdiam o financiamento; e se eles perdessem o financiamento, perderiam seus empregos. O nível educacional da Nova Zelândia, que até então era 15% inferior ao de seus pares internacionais, tornou-se 15% superior.

O governo reformista da Nova Zelândia decidiu também que fornecer serviços sociais para tentar alterar comportamentos não era algo exequível dentro de um sistema tributário racional. Ato contínuo, eles escolheram apenas dois métodos de obter receitas — um reduzido imposto sobre a renda e um imposto "flat" sobre o consumo. E só. Todas as outras formas de tributação foram eliminadas. Ponto.

Os responsáveis pela desregulamentação reescreveram os estatutos sobre os quais se baseavam todas as regulações. Todas as leis ambientais, códigos tributários, decretos agrícolas, leis sobre saúde e segurança ocupacional — todos os calhamaços, cada um deles. Leis que tinham mais de 60 cm de espessura foram reduzidas a meras cem páginas. Novos estatutos revogaram todos os antigos. O objetivo era apenas criar o melhor ambiente possível para que a indústria pudesse prosperar.

E, ao que tudo indica, as indústrias prosperaram em vários lugares é possível ver anúncios vigorosos sobre a Nova Zelândia. "A Nova Zelândia é hoje uma fabrica geradora de empreendedorismo" é parte de um dos convites para que as pessoas invistam e morem lá.

Alegações de que o país "está na melhor posição para lidar com a tempestade global", "é o primeiro no ranking dos menos corruptos", "é a quarta economia mais livre do mundo", e "é o primeiro do mundo na proteção aos investidores" — tudo isso mostra um grande e jubiloso grito de mercados e pessoas que conseguiram sair do precipício por conta própria.

A Nova Zelândia disse não ao endividamento. Alguém vai imitar?
 
Mensagens: 3660
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: Políticas para Portugal

por BearManBull » 11/12/2022 18:56

Parece que as lideranças femininas têm surtido efeito. Cada vez no melhor caminho!
Viva o progresso! Vai ficar tudo bem! :mrgreen:

A 21 de novembro, Kaili surpreendeu no PE com um um discurso inflamado em defesa do Qatar, considerando o país uma "prova de como a diplomacia do desporto pode conseguir uma transformação histórica de um país com reformas que inspiram o mundo árabe". E foi mais longe: "Eu própria digo que o Qatar é líder nos direitos laborais. Apesar dos desafios, que levam até as empresas europeias a negar-se a aplicar essas leis, eles estão comprometidos com uma visão por opção e estão abertos ao mundo."






Pouco mais de um mês depois, Eva Kaili, de 44 anos, foi detida em Bruxelas, no âmbito de uma investigação sobre crime organizado, corrupção e lavagem de dinheiro ligada a movimentações lobistas apoio ao Qatar. Após a prisão, vários sacos com dinheiro foram encontrados na sua casa.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6822
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por BearManBull » 13/12/2022 0:47

"Chocada e surpreendida". Eurodeputada do PS pede para abandonar ONG no centro de escândalo de corrupção


A eurodeputada do PS reencaminhou ao Observador o email de renúncia que enviou para a Fight Impunity. Nesse pedido, Isabel Santos diz que ingressou na ONG convicta da “utilidade e importância do papel da sociedade civil no combate ao flagelo global da impunidade”, mas que depois de uma “séria reflexão” e ter ficado “surpreendida e chocada” exige ser destituída. A eurodeputada pede mesmo o “desenvolvimento imediato de todos os procedimentos” e que o seu nome seja “removido do site” da ONG.


Só não vê quem não quer. ONG=Mafia.

Este caso é a ponta do iceberg. As instituições europeias estão um completo antro de corrupção. Aquilo não tem ponta por onde se pegue.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6822
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por Àlvaro » 13/12/2022 7:13

Tomara Portugal ter feito um décimo do que fez a Europa. É exatamente isto que deverá ser feito: ao 1,º sinal afastar os bandidos do poder. Assim se salvaguardam as instituições. Por cá fez-se o contrário e o resultado está à vista com o caos instalado em toda a administração pública. Ainda esta semana saíu uma notícia a dar conta do elevado número de suborno sem os quais nada se resolve. Nada melhor que as cheias para explicar este País: é engnar o Povo e deixar andar que o dinheiro faz falta para comprar voto não poderá ir para obras estruturantes ou para investimento. Nas cheias, como em quase tudo, de um modo geral a gestão autárquica pauta-se pela lógica de compra de votos fácil... uma esgraça. Se não fosse a Europa estaríamos, não atrás da Roménia, mas atrás de Angola. :?
 
Mensagens: 8583
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Políticas para Portugal

por Opcard » 13/12/2022 13:03

Àlvaro Escreveu:Tomara Portugal ter feito um décimo do que fez a Europa. É exatamente isto que deverá ser feito: ao 1,º sinal afastar os bandidos do poder. Assim se salvaguardam as instituições. Por cá fez-se o contrário e o resultado está à vista com o caos instalado em toda a administração pública. Ainda esta semana saíu uma notícia a dar conta do elevado número de suborno sem os quais nada se resolve. Nada melhor que as cheias para explicar este País: é engnar o Povo e deixar andar que o dinheiro faz falta para comprar voto não poderá ir para obras estruturantes ou para investimento. Nas cheias, como em quase tudo, de um modo geral a gestão autárquica pauta-se pela lógica de compra de votos fácil... uma esgraça. Se não fosse a Europa estaríamos, não atrás da Roménia, mas atrás de Angola. :?


Se não fosse a Europa Portugal já não seria uma democracia .
 
Mensagens: 3660
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: Políticas para Portugal

por BearManBull » 15/12/2022 17:00

Eu nem sequer considero Portugal uma democracia. Pode-se votar mas o circulo de poder é fechado, basta ver que não existe oposição real ao governo.


Relativo à UE, temos de ver que este é um caso que saiu à luz do dia porque foi tudo feito completamente à descarada, tipo mafia de bairro. Isto só demonstra que as instituições da UE estão completamente podres. É fácil de ver nas decisões que são tomadas nos últimos 10-15 anos nota-se perfeitamente ali mão chinesa, árabe e russa. Se vocês não veem isso andam muito tapadinhos...


Aos procuradores, Giorgi disse que “partilhava tudo” com Panzeri e garantiu que o dinheiro encontrado em malas na casa que partilhava com Eva Kaili é dele e que a companheira não fazia a mínima ideia do esquema.


Agora este diz que a mulher é inocente. Mas qual era o interesse de alguém subornar este individuo se ele não tem poder para nada...


Um dos detidos no Qatargate implica mais dois eurodeputados no caso


Se começarem a cantar todos têm de dissolver o parlamento.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6822
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por Masterchief » 15/12/2022 17:49

Àlvaro Escreveu:Tomara Portugal ter feito um décimo do que fez a Europa. É exatamente isto que deverá ser feito: ao 1,º sinal afastar os bandidos do poder. Assim se salvaguardam as instituições. Por cá fez-se o contrário e o resultado está à vista com o caos instalado em toda a administração pública. Ainda esta semana saíu uma notícia a dar conta do elevado número de suborno sem os quais nada se resolve. Nada melhor que as cheias para explicar este País: é engnar o Povo e deixar andar que o dinheiro faz falta para comprar voto não poderá ir para obras estruturantes ou para investimento. Nas cheias, como em quase tudo, de um modo geral a gestão autárquica pauta-se pela lógica de compra de votos fácil... uma esgraça. Se não fosse a Europa estaríamos, não atrás da Roménia, mas atrás de Angola. :?

Mas o português gosta é disto. Ser enganado. Ser roubado com uma mão e darem-lhe esmolas com a outra. A culpa é do passos.
Este governo socialista do kosta é do mais "transparente" que existe. Mais transparente que isto não há. Só não vê quem não quer ver.

Infelizmente somos a Venezuela da europa e não vejo maneira de sairmos disto. O povo não quer ver o óbvio.
 
Mensagens: 472
Registado: 29/11/2007 2:53
Localização: V.N.Gaia

Re: Políticas para Portugal

por rg7803 » 15/12/2022 18:52

@bearmanbull

mas tu tens a ilusão que sem a UE os países da Europa estariam melhor? a sério que tu acreditas nisso?

tu achas, por exemplo, que Portugal sem UE, sem € estava melhor?
“Buy high, sell higher...”.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4035
Registado: 1/5/2008 23:09
Localização: Almada.

Re: Políticas para Portugal

por BearManBull » 15/12/2022 21:27

rg7803 Escreveu:@bearmanbull

mas tu tens a ilusão que sem a UE os países da Europa estariam melhor? a sério que tu acreditas nisso?

tu achas, por exemplo, que Portugal sem UE, sem € estava melhor?


Portugal em particular não. Acima de tudo não gosto do projecto UE actual, penso que estávamos bem antes do tratado de Lisboa a partir daí foi sempre a andar para trás, parece que em vez de ser Portugal a convergir com a UE foi a UE a convergir com Portugal.

Para o mim o papel da UE é a coesão entre estados independentes e não o de federação. Mais de 700 euro deputados.... mas andam a gozar coma cara de quem? e nem se sabe ao certo quantas instituições existem. Cargos para todos os gostos, um sorvedouro de dinheiro dos contribuintes e um ninho para gestar corrupção. Como é que se controla uma instituição destas dimensões completamente afastada dos eleitores? Nem sequer se pode votar no presidente, eu vejo a UE como uma muito pouco democrática.



Acredito que os países da Europa estariam melhor com uma CE do que com uma UE. Há anos que não vejo sair dali absolutamente nada que se aproveite. É só ideologias e extremismo, por alguma coisa temos os russos a invadir a Ucrânia para mim é evidencia do falhanço do que é a UE.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6822
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por Opcard » 16/12/2022 21:04

Divertir a PJ com assuntos sérios .

“Ohumorista Ricardo Araújo Pereira foi o convidado principal da conferência organizada ontem pela Polícia Judiciária (PJ), na sede nacional em Lisboa, para marcar o Dia Internacional de combate à corrupção.

A estrela da SIC comparou a luta contra os crimes de ‘colarinho branco’ em Portugal “a um combate de wrestling”. ”No final, ninguém se aleija”, gracejou.

Numa intervenção com cerca de meia hora, Ricardo Araújo Pereira recordou o caso ‘Bragaparques’. “O empresário Domingos Névoa foi absolvido depois de o tribunal entender que o político que recebeu os 200 mil euros de suborno pagos pelo arguido ‘não tinha poder para lhe resolver o problema’”.

Não é um badameco qualquer que é corrupto. Para o tribunal quem tenta subornar a pessoa errada não é um corrupto, é apenas um palerma”, considerou,
arrancando gargalhadas na audiência, na qual estava a procuradora-geral da República, Lucília Gago e o diretor nacional da PJ, Luís Neves. Este
comparou a luta anticorrupção “a uma luta pelos direitos humanos” e adiantou que “33% dos novos inspetores já trabalham na investigação”.
 
Mensagens: 3660
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: Políticas para Portugal

por NirSup » 17/12/2022 1:45

OPÇÕES

Pedro Nuno Santos e João Galamba farão parte do mesmo governo?
Screenshot_2022-12-17-00-37-42-336-edit_com.miui.home.jpg

Screenshot_2022-12-17-00-42-16-493-edit_com.twitter.android.jpg


Ó Pedro Nuno Santos, calado eras um poeta!

By Nirvana
Why 99% of the technical analysis you guys see on the internet is complete bullshit? ( r/wallstreetbets)
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3873
Registado: 29/4/2014 15:34

Re: Políticas para Portugal

por Masterchief » 17/12/2022 14:59

PS volta a distanciar-se do PSD
Partido de Luís Montenegro estava a aproximar-se dos socialistas desde julho, mas em dezembro a tendência inverte-se. Iniciativa Liberal e Bloco de Esquerda saem reforçados no barómetro deste mês da Intercampus.

https://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/detalhe/ps-volta-a-distanciar-se-do-psd

Sem comentários. Quem quiser que comente...
 
Mensagens: 472
Registado: 29/11/2007 2:53
Localização: V.N.Gaia

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Bing [Bot], PAULOJOAO e 21 visitantes