Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

Impresa - Tópico Geral

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Impresa - Tópico Geral

por lfa » 13/5/2022 15:59

MPAM Escreveu:Alvaro, boa tarde

O lucro por acção é pouco relevante na Impresa dado o valor da sua divida liquida. Nesta situação deverá atender-se aos multiplos de Ebitda.

As minhas contas são as seguintes:

8 x Ebitda Anual = 240Meur
Divida liquida 31/12/2021: 139Meur

Capitalização bolsista / cotação acção: (240Meur - 139Meur) / 168Macções =0,64 eur

Relembro que em 2017 ou 2018 a Altice quiz comprar a Tvi por 440Meur (Enterprise Value) - neste caso estou a atribuir à Impresa um EV de 240Meur.

Então porque é que a Impresa está a cotar a 0.20 eur?

Caro MPAM,

Ótima análise.

O tio Balsemão ainda é capaz de vender algumas.

O problema é mesmo ele e a sua entourage.

Abraço

É a confiança que transmitem ao mercado. O CEO da Edp de vez em quando compra uma acções da EDP. Por outro lado o CEO da Impresa compra obrigações da Impresa quando esta emite empréstimos obrigacionistas, é o que temos !!!!
 
Mensagens: 543
Registado: 29/11/2007 9:41
Localização: Lisboa

Re: Impresa - Tópico Geral

por Eduardo R. » 14/5/2022 6:28

MPAM Escreveu:Um dia o Dr. Pinto Balsemão (pessoa que considero honesta, leal e integra) ) vai querer que as pessoas que acreditaram nele e no seu projeto (e para o efeito pagaram +/- 3 euros por acção) não fiquem desapontadas tal como ficaram os accionistas da PT com o Dr. Granadeiro e seus compinchas. Com isto não estou a dizer que a dizer que a Impresa vai cotar a 3 euros, mas também não faz qualquer sentido estar cotada a 0,20 euros. Com um Ebitda anual de 30Meur a Impresa já deveria estar a cotar a mais de 60 cêntimos por acção (8x Ebitda).


O Dr. Pinto Balsemão não tem de agir segundo os interesses de pequenos acionistas, mas sim segundo os seus próprios interesses. A Impresa tem de percorrer o seu caminho e focar-se sobretudo na sua sustentabilidade financeira. Quando isso for atingido, sendo a familia a principal acionista, terá todo o interesse em começar a canalizar parte do cash-flow para dividendos.

A parte gira é que o cash-flow associado ao pagamento de juros e redução da dívida líquida equivale a cerca de 50% da cotação da Impresa. Ou seja, quem entrou nos últimos meses na Impresa e tiver a paciência para aguentar a redução da dívida para 70/80M (uns 4 ou 5 anos de espera), arrisca-se bem a ser compensado com uma yield-on-cost de 50% e, assumindo uma dividend-yield de 10% (conservador), ter uma valorização de capital na ordem dos 500%. Nada mau, mas para isso é importante que o mercado publicitário se mantenha estável (a tendência de queda da última década pode ser suavizada com a perda de competitivade das Big-Tech por questões de privacidade) e que não entrem em aventuras de aquisições recorrendo a mais financiamento dos bancos.
 
Mensagens: 28
Registado: 29/3/2022 14:04

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 14/5/2022 12:18

Eduardo, concordo com o que escreves, embora pense que as reservas livres poderiam ser usadas já, nem que fosse de modo simbólico.
Acredito num fundo a 21, embora a divergência no RSI me diga que poderá entrar um comprador. Entretanto temos de novo César Mourão na SIC e na OPTO com uma série de 10 episódios patrocinada pela STAPLES. Seria interessante a SIC ir abrindo alguns conteúdos da OPTO. Mas a reduzida aposta que mantenho está para lém do cenário que traças. :shock:
 
Mensagens: 7549
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral

por MPAM » 14/5/2022 13:19

Eduardo R. Escreveu:
MPAM Escreveu:Um dia o Dr. Pinto Balsemão (pessoa que considero honesta, leal e integra) ) vai querer que as pessoas que acreditaram nele e no seu projeto (e para o efeito pagaram +/- 3 euros por acção) não fiquem desapontadas tal como ficaram os accionistas da PT com o Dr. Granadeiro e seus compinchas. Com isto não estou a dizer que a dizer que a Impresa vai cotar a 3 euros, mas também não faz qualquer sentido estar cotada a 0,20 euros. Com um Ebitda anual de 30Meur a Impresa já deveria estar a cotar a mais de 60 cêntimos por acção (8x Ebitda).


O Dr. Pinto Balsemão não tem de agir segundo os interesses de pequenos acionistas, mas sim segundo os seus próprios interesses. A Impresa tem de percorrer o seu caminho e focar-se sobretudo na sua sustentabilidade financeira. Quando isso for atingido, sendo a familia a principal acionista, terá todo o interesse em começar a canalizar parte do cash-flow para dividendos.

A parte gira é que o cash-flow associado ao pagamento de juros e redução da dívida líquida equivale a cerca de 50% da cotação da Impresa. Ou seja, quem entrou nos últimos meses na Impresa e tiver a paciência para aguentar a redução da dívida para 70/80M (uns 4 ou %5 anos de espera), arrisca-se bem a ser compensado com uma yield-on-cost de 50% e, assumindo uma dividend-yield de 10% (conservador), ter uma valorização de capital na ordem dos 500%. Nada mau, mas para isso é importante que o mercado publicitário se mantenha estável (a tendência de queda da última década pode ser suavizada com a perda de competitivade das Big-Tech por questões de privacidade) e que não entrem em aventuras de aquisições recorrendo a mais financiamento dos bancos.


Eduardo R,

Eu não pretendo que o Dr. Pinto Balsemão defenda os interesses dos pequenos accionistas, mas sim os interesses da Impresa. Será que a taxa de juro paga num empréstimo obrigacionista é indiferente à capitalização bolsista dessa mesma empresa ? Andam a pagar 4 ou 5 % ao passo que empresas tidas como financeiramente sustentaveis pagam 2%.
Bons investimentos
 
Mensagens: 64
Registado: 24/5/2007 18:32
Localização: Lx

Re: Impresa - Tópico Geral

por suminvestido » 14/5/2022 14:25

As gordas mais valias na bolsa são as das empresas boas que ninguém, ou poucos, querem, o resto é conversa fiada
 
Mensagens: 589
Registado: 15/1/2008 23:45

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 15/5/2022 14:10

sumi, não só... mas algumas só acordam tarde. O que não significa que não acordem bem dispostas. :lol:
 
Mensagens: 7549
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral

por Eduardo R. » 15/5/2022 20:07

MPAM Escreveu:
Eduardo R,

Eu não pretendo que o Dr. Pinto Balsemão defenda os interesses dos pequenos accionistas, mas sim os interesses da Impresa. Será que a taxa de juro paga num empréstimo obrigacionista é indiferente à capitalização bolsista dessa mesma empresa ? Andam a pagar 4 ou 5 % ao passo que empresas tidas como financeiramente sustentaveis pagam 2%.


Não consigo estabelecer essa relação sem ter dados concretos. Talvez seja assim, mas faz-me mais sentido do ponto de vista do longo-prazo que o foco seja abater o máximo de dívida possível nesta boa fase do negócio (única forma de reduzir o risco financeiro da empresa) e, em simultâneo, aumentar os lucros gerados via poupanças com gastos financeiros. Dívida líquida mais baixa e lucros mais altos são essenciais para obter melhores condições de financiamento.

Agora, do ponto de vista dos investidores de curto-prazo, claro que era melhor que a empresa distribuisse um dividendo bem gordinho para levantar a cotação para que pudessem vender logo de seguida. No entanto, isso não seria muito do interesse nem da empresa nem dos investidores que estão atrás de ganhos a sério, até porque a situação rapidamente reverteria quando o mercado publicitário caísse e a Impresa continuasse com o fardo da dívida que tem neste momento.
 
Mensagens: 28
Registado: 29/3/2022 14:04

Re: Impresa - Tópico Geral

por LISBOA_CASINO » 16/5/2022 0:43

Continuamos a tentar arranjar argumentos para justificar a cotaçáo das empresas e tendemos a esquecermo-nos da principal razáo que , neste momento, condiciona o evoluir da cotaçáo para outros patamares !

- Os grandes investidores viraram costas a este setor, os velhos pequenos investidores estáo queimados com o setor e as novas geraçoes estáo mais viradas para outras aplicaçoes / mercados !

Sem esta inersáo, bem pode a divida estar a Zero que náo mudaria muito ! Aliás , se compararmos com 2014 , todos os indicadores estáo melhores e perspetivam uma evoluçáo positiva ( duvidas sobre resultados 1 semestre relacionadas com impactos do ataque cibernetico e evoluçáo publicidade - efeito guerra). No entanto, a cotaçáo está bem abaixo dos maximos 2014 ( acima 1,5), porque ?


- Derrocada da Bolsa portuguesa ( retalho)

- Derrocada das congeneres europeias (TF!, A3M entre outras)

+ Agravamento da problemas especificos Impresa ( Saida PSI, aposta em AC , problemas com
refinanciamento de divida .)

Os problemas financeiros especificos foram totalmente ultrapassados e os do setor começam a dar sinais de aparente melhoria de confiança, mas ainda é cedo para afirmar que lá foram os Investidores estáo a regressar a estas empresas !


Que a empresa está ao desbarato ! Náo deve haver grandes dúvidas !

Mas náo é a única !


Nota : Em relaçáo a avaliaçoes , sinceramente, em caso de venda no futuro proximo (náo acredito que seja feita em vida do Dr. Balsemáo), a mesma nunca seria realizada abaixo dos 2 euros !

Interessados náo faltaráo , mas é preciso que haja vontade de vender !

Quanto a alguma entrada no capital da SIC até 49%, acredito que a mesma seria bem vista pela familia. Mas aí, náo
deve haver grande interesse para participaçoes minoritárias. Mas pode ser que alguem arrisque, ganhar uma posiçáo
negocial mais favorável para um futuro náo muito longinquo

Quanto à estratégia da empresa : Concordo com o crescimento organico e reduçáo de divida sem distribuiçáo de dividendos, ou seja, aquilo que a empresa tem seguido nos 3 ultimos anos!


Por ultimo, coloco algumas curiosidades extra sobre a Impresa e estrutura acionista ?

Os 5% da MADRE é um investimento estratégico ou parquemento ?

Foram comprados durante o "ataque" à impresa e em defesa do acionista maioritario.

A participaçáo do BPI ?

Patquemento ou investimento da instituiçáo ? Estranho a sua permanencia !

Alvaro sobrinho ?

Em que situacáo se encontram estas açoes ?


Bons negocios
 
Mensagens: 1850
Registado: 23/11/2011 21:02
Localização: 16

Re: Impresa - Tópico Geral

por Eduardo R. » 16/5/2022 8:36

Se a Impresa reduzisse a dívida para 0, ia eu próprio limpar todo o float disponível. A falta de interesse está condicionada apenas pela indisponibilidade da administração em comunicar com os acionistas, em distribuir dividendos e pela baixa liquidez do título. Claro que estar num setor com receitas em queda também não ajuda, mas mantendo/subindo o cash-flow e ao preço certo, interesse haverá sempre. De qualquer forma, todos estes pontos serão resolvidos assim que a Impresa começar a distribuir dividendos novamente, e não há razão nenhuma para que não o faça - aliás, os Balsemão até serão os mais interessados em que isso aconteça, já que a manutenção da fortuna da família depende largamente disso. É uma questão de paciência e assegurar que o balanço está sólido antes de avançar.
 
Mensagens: 28
Registado: 29/3/2022 14:04

Re: Impresa - Tópico Geral

por LISBOA_CASINO » 16/5/2022 9:22

Eduardo R. Escreveu:Se a Impresa reduzisse a dívida para 0, ia eu próprio limpar todo o float disponível. A falta de interesse está condicionada apenas pela indisponibilidade da administração em comunicar com os acionistas, em distribuir dividendos e pela baixa liquidez do título. Claro que estar num setor com receitas em queda também não ajuda, mas mantendo/subindo o cash-flow e ao preço certo, interesse haverá sempre. De qualquer forma, todos estes pontos serão resolvidos assim que a Impresa começar a distribuir dividendos novamente, e não há razão nenhuma para que não o faça - aliás, os Balsemão até serão os mais interessados em que isso aconteça, já que a manutenção da fortuna da família depende largamente disso. É uma questão de paciência e assegurar que o balanço está sólido antes de avançar.




Eduardo R.

Parece-me que a Impresa nunca distribuiu dividendos desde que se encontra cptada em Bolsa .................

Mas pode-me estar a escapar alguma coisa de memória ! Pelo menos desde a aquisiçáo da SIC em 2006, náo me parece !



Quanto à divida , a TF1 e a ATRESMEDIA tèm dividas reziduais, brutais dividendos e apresenta igualmente um comportamento miserável hà muitos anos !

Por isso náo é assegurado que a existencia de um endividamento residual , aumente automaticamente o interesse ! Deveria , mas náo é bem assim !


Acredito na Impresa tal como tu acreditas e até a valorizo a preços superiores ! Mas é preciso que entrem fundos de investimento à séria e esses estáo fora do setor, por enquanto !



Bons negocios
 
Mensagens: 1850
Registado: 23/11/2011 21:02
Localização: 16

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 16/5/2022 9:27

LISBOA, o meu cenário anterior para 21 poderá ficar sem efeito, essa possibilidade parece-me agora mais elevada. A Impresa tem um suporte em 219 e se hoje conseguir fechar acima desse valor o meu cenário em 21 deixa de fazer sentido e partirá em alta. Tens razão, nunca distribuiu dividendos e foi colocada em bolsa a... é melhor nem falar nisso. :?
 
Mensagens: 7549
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral "uma opinião"

por Aqui_Vale » 16/5/2022 11:40

Àlvaro Escreveu:LISBOA, o meu cenário anterior para 21 poderá ficar sem efeito, essa possibilidade parece-me agora mais elevada. A Impresa tem um suporte em 219 e se hoje conseguir fechar acima desse valor o meu cenário em 21 deixa de fazer sentido e partirá em alta. Tens razão, nunca distribuiu dividendos e foi colocada em bolsa a... é melhor nem falar nisso. :?


Só para atualizar e relembrar :-k

CumPrim/
ValeAquilino
Anexos
IMPRESA 16 Maio.png
IMPRESA 16 Maio.png (135.09 KiB) Visualizado 480 vezes

Eu não sonho, faço planos. (A. S. V.)


"Se ensinares, ensina ao mesmo tempo a duvidar daquilo que estás a ensinar."
José Ortega Y Gasset
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2388
Registado: 29/11/2007 2:04
Localização: Açores

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 16/5/2022 12:36

No Bcp estou de acordo, na Impresa tenho sérias dúvidas. Ora espreita o semanal para ver o que te diz. A isso junta a já grande divergência do RSI... será? Apostaria mais em 219 ou, para um caso mais expremo: 21. :shock:
 
Mensagens: 7549
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral

por Eduardo R. » 16/5/2022 13:24

LISBOA_CASINO Escreveu:
Eduardo R. Escreveu:Se a Impresa reduzisse a dívida para 0, ia eu próprio limpar todo o float disponível. A falta de interesse está condicionada apenas pela indisponibilidade da administração em comunicar com os acionistas, em distribuir dividendos e pela baixa liquidez do título. Claro que estar num setor com receitas em queda também não ajuda, mas mantendo/subindo o cash-flow e ao preço certo, interesse haverá sempre. De qualquer forma, todos estes pontos serão resolvidos assim que a Impresa começar a distribuir dividendos novamente, e não há razão nenhuma para que não o faça - aliás, os Balsemão até serão os mais interessados em que isso aconteça, já que a manutenção da fortuna da família depende largamente disso. É uma questão de paciência e assegurar que o balanço está sólido antes de avançar.




Eduardo R.

Parece-me que a Impresa nunca distribuiu dividendos desde que se encontra cptada em Bolsa .................

Mas pode-me estar a escapar alguma coisa de memória ! Pelo menos desde a aquisiçáo da SIC em 2006, náo me parece !



Quanto à divida , a TF1 e a ATRESMEDIA tèm dividas reziduais, brutais dividendos e apresenta igualmente um comportamento miserável hà muitos anos !

Por isso náo é assegurado que a existencia de um endividamento residual , aumente automaticamente o interesse ! Deveria , mas náo é bem assim !


Acredito na Impresa tal como tu acreditas e até a valorizo a preços superiores ! Mas é preciso que entrem fundos de investimento à séria e esses estáo fora do setor, por enquanto !



Bons negocios


Não tinha feito essa comparação com os pares, mas é, de facto, um setor muito desvalorizado como um todo. De qualquer forma, a Impresa ainda está a 50% de quase todas as métricas de avaliação dessas empresas, portanto há espaço para convergência, mantendo o estado do negócio. Acho no entanto que os fundos de investimento não vão aparecer com a Impresa a cotar tão baixo e com a liquidez que tem. Veremos o que o futuro reserva, de qualquer forma o risco de falência é extremamente reduzido e o Price-to-book está a 0.23x pelo que há bastante margem de segurança ao nível atual.
 
Mensagens: 28
Registado: 29/3/2022 14:04

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 17/5/2022 10:54

Eduardo, repara que não há quem lhe pegue, todos querem mais abaixo. E esse é um grande problema. :shock:
 
Mensagens: 7549
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral

por Flavc » 17/5/2022 11:31

Alvaro para quem pretende entrar ou reforçar gradualmente a estes valores ( e estou a falar da raia miúda, eheh) é bom que não se estique muito.
 
Mensagens: 632
Registado: 9/3/2017 16:10

Re: Impresa - Tópico Geral

por suminvestido » 17/5/2022 12:04

Àlvaro Escreveu:Eduardo, repara que não há quem lhe pegue, todos querem mais abaixo. E esse é um grande problema. :shock:


O problema pode ser não haver interessados a vender mais abaixo.
Barato sim, mas o que é demais é moléstia :lol: :lol: :lol:
 
Mensagens: 589
Registado: 15/1/2008 23:45

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 18/5/2022 11:50

sumi, agora temos suporte em 215, há a possibilidade de ir lá caso os índices recuem. Mas, segundo consta, a SIC está apostada num período épico com apostas fortíssimas, entre elas: César Mourão (na SIC e na OPTO) e Carolina Loureiro, estre outras... o que, para uma empresa em risco de falência... Atenta nos 215 que aí talvez o cenário passe a ter outra cor.
 
Mensagens: 7549
Registado: 31/5/2014 23:07

Anterior