Finanças & Fundos de Investimento

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 1/6/2018 16:05

What a difference a week makes. Six or seven days ago, the predominant meme on The Street and in the financial media was “why bother owning bonds if rates are rising and economic growth is accelerating? [...] [but on the last week] investment-grade bond holdings in Treasurys helped to offset the sudden swoon in the equity side of people’s portfolios.[...] Long-term oriented investors know better than to extrapolate a rising rate trend in the short-term and trash their asset allocation over it. But many investors are not getting the right guidance.


http://thereformedbroker.com/2018/05/30/it-works-as-advertised/
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 19/7/2018 23:41

O meu mais recente projecto é um site/blog onde irei agregar todas as ideias e posts que vou fazendo ao longo do tempo. Como sempre o caldeirão tem sido a minha casa e planeio a continuar com o t´´opico tal como está. Embora no site tenha um local para comentários também podem fazer as questões por aqui como de costume. Até porque no site é moderado e demora algum tempo a aparecer :?

Não sou o único escritor no site, sendo que o outro escritor é meu amigo e colega de profissão e uma pessoa cujo conhecimento eu reconheço imenso valor (aguarda neste momento a nota do nível 3 do CFA).

Finalmente, não sendo eu programador profissional não houve os normais cuidados com a criação de um site pago. Apenas foi testado em dois portáteis e em dois telemóveis. Qualquer problema/bug que vejam no site por favor avisem-me ;-)

Sobre a inflação e a perda do poder de compra

Luís Silva, 10 Julho 2018

Penso que todos estamos familiarizados com a inflação. Vamo-nos apercebendo que os produtos estão cada vez mais caros ao longo do tempo e que isso deriva da inflação.

Apresento contudo a idea de outro ponto de vista. Em vez de pensarmos numa perspectiva de que as coisas estão mais caras podemos pensar que o dinheiro vai perdendo o seu valor. Para comprar o mesmo produto, como por exemplo um café, temos de aumentar o montante de dinheiro. Isso resulta não só num aumento de preço do café, mas sim num aumento generalizado e sustentável dos preços dos bens, exactamente o conceito de inflação.

Esta perda do poder de compra do dinheiro é a verdadeira génese do problema e irei tentar transmitir isso com uma simulação de perda de valor do dinheiro em 50 anos só com uma inflação de 2% (em linha com o objectivo do BCE):

Imagem

Em cima como podemos ver o valor do "Principal" (jargão financeiro que apenas significa "valor inicial") é sempre de 100 euros.

Contudo, isso é o valor nominal. Daqui a 50 anos a quantia de 100 euros com certeza valerá menos do que vale hoje. Podemos calcular qual será o valor real que terão, caso o BCE seja bem sucedido e mantiver a inflação nuns "baixos" 2%. O valor real desses 100 euros daqui a 50 anos será 37.16 euros de hoje.

Embora a taxa objecivo do BCE seja de 2% devemos também considerar que poderá estar abaixo da taxa real no futuro. Históricamente países como os EUA têm uma taxa de cerca de 3% nos últimos 100 anos. Para além de o BCE poder não controlar a inflação nos 2% temos de ter em consideração que o objectivo de inflação poderá ser alterado. Há grandes intituições que defendem 4% ou think-tanks que defendem que os bancos centrais se devem focar não no controlo da inflação mas sim no crescimento do PIB. A Austrália, um caso de sucesso económico, por sua vez, nos últimos 26 anos teve uma inflação nos 2.7%, período durante o qual não teve nenhuma recessão. Pode não parecer uma grande diferença mas representa um aumento de 35% face aos 2% de inflação que é o alvo do BCE e irá fazer uma enorme diferença após algumas dezenas de anos.

Para gráficos interactivos e links com fontes ver:
http://www.bfinance.blog/Artigos/Investir.html
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por richardj » 22/7/2018 17:53

O problema e que e difícil saber qual é o calor real da inflação, eu penso que os valores no usa e na Europa andam muito martelados.

Chidi: I think this is pointless. We're trapped in a warped version of Nietzsche's eternal recurrence.

Eleanor: Oh, cool, more philosophy. That'll help us.

Chidi: Well, don't you see the problem? We are experiencing karma, but we can't learn from our mistakes, because our memories keep getting erased. It's an epistemological nightmare.

The Good Place
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2686
Registado: 25/4/2011 22:36
Localização: Drama City

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 22/7/2018 20:06

richardj Escreveu:O problema e que e difícil saber qual é o calor real da inflação, eu penso que os valores no usa e na Europa andam muito martelados.

Eu diria mais. O que é o "valor real" da inflação?

Neste caso estás-me a dizer que a forma como a inflação é calculada (e o cabaz que é usado) não representa o teu dia a dia. Isto porque há coisas onde gastamos mais dinheiro do que o que está representado no cabaz. Seja saúde ou educação, ambas as coisas com níveis de inflação maior que a média.

A forma com a inflação é calculada é uma média, um cabaz, logo nunca vai agradar a toda a gente. É a questão de se eu como uma galinha e o meu vizinho não comer nenhuma, em média, ambos comemos metade. A média esconde muitas coisas, e neste exemplo, que o meu vizinho está a passar fome.

De qualquer das formas, se no teu caso a TUA inflação for pior mais poupança terás de ter e a ideia do artigo continua a ser verdade.

P.S. Acho que pensarmos que a inflação é maior do que é também tem uma parte psicológica e tem a haver com o nosso nível de vida. Muitas vezes parece que agora tenho menos dinheiro do que na faculdade (há 10/12 anos) e levo isso para aumento de custo de vida mas a verdade é que ocasionalmente me apercebo que compro coisas agora que não comprava na altura. Passei de almoçar, com amigos, na tasca/barato para ir ao sushi. Muitas vezes nem nos apercebemos disso e enganamos-nos porque não sentimos a evolução da nossa vida se essa evolução for gradual*. Afinal ainda ando com o boguinhas 1.0 que andava na faculdade :mrgreen:

* Ver fábula do sapo que morre escaldado (https://en.wikipedia.org/wiki/Boiling_frog)
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por richardj » 29/7/2018 13:58

Boas VG,

Concordo contigo, as pessoas sentem a inflação de forma diferente. Por outro lado o cabaz de calculo esconde muita coisa. No meu caso, sou muito penalizado por renda em lisboa + combustíveis. Muito mais do que jantares ou diversões.

Mas o meu ponto não é esse, o meu ponto é que, muita vezes parecemos muito minucioso se a inflação é 1.8% ou 2%, mas na realidade os valores podem ser muito superiores para muita gente. E como mostras, a longo prazo, tipo 30 anos, o impacto é brutal.

Em geral penso que isso se tem sentido muito em portugal. Os salários estagnaram em 2008 a inflação continuou a subir. Donde sai tanto protesto que anda por ai.

Chidi: I think this is pointless. We're trapped in a warped version of Nietzsche's eternal recurrence.

Eleanor: Oh, cool, more philosophy. That'll help us.

Chidi: Well, don't you see the problem? We are experiencing karma, but we can't learn from our mistakes, because our memories keep getting erased. It's an epistemological nightmare.

The Good Place
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2686
Registado: 25/4/2011 22:36
Localização: Drama City

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 30/7/2018 15:58

Sobre a potencialidade dos juros compostos

Luís Silva, 28 Julho 2018

No artigo anterior afirmei que um dos principais objectivos do investimento é fazer com que a poupança não perca o seu valor real. Tentarei agora demonstrar as possibilidades de aumentar, tanto o valor nominal, como o valor real, das poupanças caso façamos investimentos de longo prazo. De igual forma aperceber-se-ão que até um simples ano faz diferença, pois nos últimos anos os juros compostos fazem com que os investimentos valorizem significativamente.

Uma das maiores vantagens de investimentos de longo prazo são exactamente os juros compostos. Passo a explicar e demonstrar a diferença entre investimentos com juros simples e juros compostos ao longo de 30 anos com uma taxa de juro de 6%.

Usei o 6% porque queria um número realista de uma carteira moderada. Nos Estados Unidos usam muito os 10% (+/- a rentabilidade histórica anualizada do S&P).

Os juros simples são investimentos em que apenas se ganha os juros. Como exemplo temos a pessoa que faz um depósito a prazo anual e no fim do ano tira sempre os juros para a conta à ordem. Por outro lado, os juros compostos implicam, para uma situação semelhante, que o investidor aplique o mesmo investimento inicial mais os juros ganhos no primeiro ano. Algo equivalente a fazermos uma carteira de investimento de longo prazo e não retirarmos de lá os lucros.

Imagem

Nota: O uso da base 100 deve-se a tornar muito simples calcular percentagens.


Pode-se ver que a diferença é significativa. Em 30 anos com juros simples os 100 euros transformaram-se em 280 euros mas em juros compostos os 100 euros transformaram-se em 574 euros, ligeiramente mais do dobro.

30 anos podem parecer muito mas no fundo é uma pessoa entre os 35 e 40 anos que começou a poupar para a reforma.

Porquê esta diferença toda?

A diferença está nos juros dos juros, como poderão ver no gráfico abaixo onde decompomos a origem dos rendimentos. No primeiro ano, em juros compostos, os juros são sobre 100 euros, mas no segundo já são sobre 106 euros, e no terceiro sobre 112.36 euros. Estes 36 cêntimos são juros dos juros que tínhamos ganho no ano anterior.

À primeira vista esses 36 cêntimos parecem pouco mas a verdade é que a 6%, no ano 13 já estão a ganhar mais juros de juros do que juros simples (6 euros de 'juros simples' e 6.07 euros de 'juros de juros') e no ano 23 o montante total ganho por 'juro de juros' já é superior aos 'juros simples' (143.97 euros vs 138 euros).

Imagem


Para gráficos interactivos: http://www.bfinance.blog/Artigos/Juros_compostos.html
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 31/8/2018 15:10

Depois de umas merecidas férias de Agosto voltei aos artigos.

Diversificação e correlação entre fundos

Luís Silva, 29 Agosto 2018

Diversificação é mais do que o simples conceito de "não colocar todos os ovos na mesma cesta". Embora esse conceito não esteja errado é demasiado abrangente e simplista. Há alguma forma de saber se a carteira está realmente diversificada? Quantos ovos se devem meter em cada cesta? A resposta, como veremos mais adiante, é afirmativa para ambos os casos.

Em relação à primeira questão, existe de facto algo que nos permite quantificar matematicamente se a combinação de determinados fundos cria diversificação e quanta diversificação cria.

Para isso temos primeiro de compreender o conceito de correlação. Correlação mostra a "ligação" entre os retornos dos activos. Não seria bom quando um fundo descer o outro subir? Uma das melhores formas de quantificar a correlação com base no coeficiente de correlação de Pearson. Este coeficiente vai de -1 a 1. Um valor de -1 diz-nos que a relação entre os retornos dos fundos é exactamente oposta, ou seja, quando um fundo sobe o outro desce, na mesma proporção. Por outro lado um coeficiente de 1 diz-nos que a relação é perfeita, ou seja, ambos sobem e descem em simultâneo. Um valor próximo de 0 diz-nos que não há uma relação directa entre os retornos.

Idealmente vamos querer fundos com a correlação mais negativa possível para uns compensarem os outros. Contudo isso nem sempre é possível, e uma carteira que combine vários fundos com uma correlação próxima de 0 é, normalmente, uma situação realista e relativamente boa.

Vamos agora exemplificar graficamente esta relação. Para esse efeito usaremos dois ETFs americanos, principalmente devido a serem os exemplos perfeitos para demonstração do efeito diversificação, o SPY (ETF que segue o índice accionista S&P 500) e o TLT (que é composto por obrigações americanas de longo prazo).

Imagem

Os valor de início e fim dos activos acima são os mesmos, ao longo de pouco mais que dez anos. Ambos os fundos apresentam, por isso, rentabilidades semelhantes. Contudo, ambos apresentam caminhos diferentes.

Qual dos fundos prefeririam? O TLT parece menos volátil mas a verdade é que no início de 2009 teve uma queda, nada simpática, dos 190 para os 140 dólares. Podemos ver, contudo, que enquanto o SPY caiu na segunda metade de 2008 o TLT subiu bastante. Este comportamento divergente pode também ser visto na segunda metade de 2011 e primeira de 2012.

Calculando o coeficiente de Pearson conseguimos confirmar se as nossas impressões estão correctas.

Imagem

Os retornos apresentam um coeficiente de Pearson negativo, mostrando que existe, de facto, uma relação inversa entre os fundos. Seguidamente vamos ver o que acontece se juntarmos ambos os fundos fazendo uma carteira de investimento com 50% em cada fundo.

Imagem

Vamos então calcular a tabela de performance dos fundos e do Portfólio:

Imagem

Como esperavamos para uma rentabilidade anualizada semelhante (CAGR) temos um menor desvio padrão (StdDev). Ou seja, a carteira é superior a qualquer um dos ETFs individualmente pois apresenta um melhor rácio risco/retorno. Este é o efeito da diversificação.

Disclaimer e notas para ajudar à leitura e compreensão do post:
. ETF: Fundo de investimento que é transaccionado em bolsa, tal como uma acção;
. SPY: ETF que segue a performance do indíce S&P 500;
. TLT: ETF que segue a performance das obrigações Americanas de longo prazo (cerca de 20 anos);
. Não possuo, nem planeio vir a possuir a curto/médio prazo qualquer um destes ETFs;
. Os ETFs são em dólares;
. A carteira composta de partes iguais de ambos os ETFs é criada apenas para fins ilustrativos e educativos, não se trata de qualquer recomendação e quaisquer outros activos terão, naturalmente, uma dinâmica diferente;
. Os dados são da Yahoo Finance, não nos responsabilizamos por quaisquer erros;

Para ver no site: http://www.bfinance.blog/Artigos/Diversificacao.html
Para ver o Jupyter Notebook (código por detrás dos cálculos e gráficos) http://www.bfinance.blog/Artigos/Diversificacao_JN.html
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 9/9/2018 23:50

Fronteira eficiente de Markowitz

Luís Silva, 8 Setembro 2018

A fronteira eficiente de Markowitz é o conjunto de carteiras que maximiza o retorno para os vários desvios padrões (risco).

Para a demonstração irei usar dados de 4 acções americanas. Embora sejam dados para fins ilustrativos e educacionais é bastante próximo de uma real utilização de uma simulação Monte Carlo para a contrução de uma carteira de investimentos seguindo as teorias de Harry Markowitz.

As acções que vamos usar serão a Apple, Amazon, Cisco e IBM no período compreendido entre início de 2012 e finais de 2016.

Imagem

Para o cálculo da fronteira eficiente de Markovitz iremos, como mencionado acima, seguir pelo caminho da simulação de Monte Carlo onde iremos criar uma grande quantidade de carteiras com pesos aleatórios entre as acções para verificar qual teria sido a melhor alocação nas 4 acções.

Abaixo podemos ver um gráfico com 250 mil carteiras (cada ponto é uma carteira) com pesos escolhidos aleatoriamente pelo computador. Para uma volatilidade de 20% podemos ver que há carteiras com retorno de 20% anualizado mas também há carteiras com 12 ou 13% de rentabilidade. O objectivo será escolher uma das carteiras com melhor rentabilidade para o risco pretendido. Se optarmos por 20% de volatilidade, naturalmente a que tem maior rentabilidade é superior.

Imagem

Acabamos de perceber que o que queremos são as carteiras no topo do gráfico, fazendo assim definitivamente a fronteira de todos os portfolios que maximizam o retorno para cada dada volatilidade. Podemos então sobrepor uma linha (fronteira) ao gráfico com os 250 mil portfolios.

Imagem

A fronteira eficiente de Markowitz marca todos os portfolios que têm o melhor retorno dado esse nível de volatilidade/risco. Estas são os pontos ao longo da fronteira. Todas as outras carteiras são ineficientes, podendo por isso ser descartadas.

Disclaimer:
.Não possuo, nem planeio vir a possuir a curto/médio prazo qualquer uma destas acções;
.As acções são de grandes empresas americanas e por isso são em dólares;
.Os dados são da Yahoo Finance, não nos responsabilizamos por quaisquer erros;
.Backtests e outras simulações com base em dados históricos dizem-nos quais as melhores carteiras e alocações no passado, não são necessariamente indicativas das melhores carteiras no futuro;
.Para ler outros avisos e informações legais: Avisos e informações legais.

P.S. Para ver no site e com gráficos interactivos http://www.bfinance.blog/Artigos/007_Markowitz.html
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por GoMo » 19/9/2018 13:59

Olá a todos. Confesso que só descobri isto agora, mas estou a achar impressionante a qualidade geral dos comentários e do tópico per se.

Andava em buscar de algumas opiniões não-comprometidas relativamente a um "investimento" que fiz:
Como amador - ou completo n00b no assunto - comprei 5k€ PIMCO GIS Income E EUR Hedged Inc em Outubro de 2017. Recomendação do meu gestor de conta (que continua a defender isto com unhas e dentes).

Foi só para experimentar, ok, com um montante comportável, que foi alocado precisamente para me iniciar nisto dos Fundos.

Problema: o Fundo tem estado a levar uma tareia (ou a minha percepção do que uma tareia será, e.g. perfil genericamente conservador para as outras coisitas que tenho por aí investidas) e a desenhar um belíssimo escorrega desde o momento em que nele entrei. JINX! Não colocando de lado o facto de ser o pé-frio do Fundo, azar dos azares, gostaria de solicitar aqui ao f´órum a paciência de me dizer:

a) tendo em conta que é O Meu Primeiro Fundo™ será que estou a exagerar? Estava a apontar para um horizonte relativamente alargado (uns 5 ou 10 anos), mas, caramba, parece-me um mau começo. Comprei caro, sim, mas este Fundo tem um track-record sólido e, enfim, pretendia apenas alguma coisa relativamente estável, se não "conservadora".

b) o meu gut-feeling é que as bolsas US devem já estar a rapar o máximo e que, daqui para a frente, é mais downhill que o contrário. A situação política não é das melhores e as coisas podem mesmo precipitar-se nos próximos meses.

Isto tudo para formular umas perguntinhas simples:

- É "normal" isto acontecer com estes Fundos? Reparem: não estava à espera de milagres e estou consciente da falibilidade e volatilidade destas coisas. Se não for neste, de certeza que haverá outros mais ajustados.

- Vendo ou Não? Mantenho e espero que estabilize ou Desfaço-me disto e minimizo as perdas? Espero 5 ou X anos até que passe o (provável?) slump e vendo nessa altura?

Muito obrigado desde já. Espero não ter ofendido sensibilidades (pergunta talvez demasiado... inocente). Não preciso propriamente de um broker, dado o montante, mas ainda não tenho uma relação com este gestor de conta - trabalhamos desde essa altura - que me faça confiar nele a 100%.
De resto, acho que pode ser uma questão - e uma resposta - interessante para muitas pessoas que estarão em situações semelhantes.
 
Mensagens: 1
Registado: 19/9/2018 13:14

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por jomoo » 25/9/2018 20:41

Não paga 4% ? então não é mau de todo.
 
Mensagens: 1
Registado: 25/9/2018 20:38

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por Santos99 » 24/6/2019 15:44

Boa tarde
Venho a este topico já antigo em busca de conselhos para ajudar a descomplicar um bocadinho toda a informação
Durante 2 anos investi só em acções na degiro de forma que as comissões nao sejam tão pesadas na curva de aprendizagem e no decorrer deste tempo através da analise técnica e cheguei á conclusão universal que a probabilidade de vencer o mercado é pequena, uma vez que dois anos depois tenho na conta o dinheiro que investi, conclusão que já sabia através de vários autores mas foi uma maneira de por em prática o aprendido nos livros de analise técnica.
Agora o objetivo seria investir a longo prazo e de maneira passiva, se estivesse nos estados unidos criava uma 401k uma roth IRA e depois investia através de fundos indexados na vanguard de forma a diversificar o portfólio( objectivo seria 7 ou 8% anuais e usar o compounding durante 30 anos). Até aqui seria tudo muito facil, ou pelo menos menos complicado, agora o problema é que estando na europa o plano torna~se um bocadinho mais complicado, para substituir a 401k pensei no Alves ribeiro PPR agora na parte dos fundos indexados é que a coisa se complica mais e dai necessitar de ajuda. A oferta em Portugal nao é muita , existem index funds e etf s , tenho que pensar que as comissões vão ser altas porque a maioria dos brokers nacionais e bancos cobram até 15 euros por transação, se escolher um broker no estrangeiro pode haver dupla tributação, acho que seria preferivel um fundo com redistribuição de dividendos ... como já devem ter percebido estou meio confuso com tanta informação e como seria para investir ao longo de 30 anos gostaria de começar a fazer as coisas bem. Até agora e com a informação recolhida no site parece me que a melhor hipótese seria investir no best em fundos indexados com sede na Irlanda ou Luxemburgo mas nao deixa de ter custos muito altos cada vez que quero meter mais capital o que vai roubar muito dos possiveis futuros ganhos
De momento tenho 40K para investir e a isso quero reforçar 20k anualmente
Se há alguém que esteja dentro do tópico dos fundos e me possa dar uma mãozinha agradeço
 
Mensagens: 2
Registado: 24/6/2019 12:24

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por Rick Lusitano (New) » 25/6/2019 12:44

Santos99 Escreveu:Boa tarde
Venho a este topico já antigo em busca de conselhos para ajudar a descomplicar um bocadinho toda a informação
Durante 2 anos investi só em acções na degiro de forma que as comissões nao sejam tão pesadas na curva de aprendizagem e no decorrer deste tempo através da analise técnica e cheguei á conclusão universal que a probabilidade de vencer o mercado é pequena, uma vez que dois anos depois tenho na conta o dinheiro que investi, conclusão que já sabia através de vários autores mas foi uma maneira de por em prática o aprendido nos livros de analise técnica.
Agora o objetivo seria investir a longo prazo e de maneira passiva, se estivesse nos estados unidos criava uma 401k uma roth IRA e depois investia através de fundos indexados na vanguard de forma a diversificar o portfólio( objectivo seria 7 ou 8% anuais e usar o compounding durante 30 anos). Até aqui seria tudo muito facil, ou pelo menos menos complicado, agora o problema é que estando na europa o plano torna~se um bocadinho mais complicado, para substituir a 401k pensei no Alves ribeiro PPR agora na parte dos fundos indexados é que a coisa se complica mais e dai necessitar de ajuda. A oferta em Portugal nao é muita , existem index funds e etf s , tenho que pensar que as comissões vão ser altas porque a maioria dos brokers nacionais e bancos cobram até 15 euros por transação, se escolher um broker no estrangeiro pode haver dupla tributação, acho que seria preferivel um fundo com redistribuição de dividendos ... como já devem ter percebido estou meio confuso com tanta informação e como seria para investir ao longo de 30 anos gostaria de começar a fazer as coisas bem. Até agora e com a informação recolhida no site parece me que a melhor hipótese seria investir no best em fundos indexados com sede na Irlanda ou Luxemburgo mas nao deixa de ter custos muito altos cada vez que quero meter mais capital o que vai roubar muito dos possiveis futuros ganhos
De momento tenho 40K para investir e a isso quero reforçar 20k anualmente
Se há alguém que esteja dentro do tópico dos fundos e me possa dar uma mãozinha agradeço


Fundos PPR interessantes tens:
Banco Best - GNB PPR e 3 fundos da Optimize
Banco Invest - AR PPR

Uns são mais conservadores e outros mais dinâmicos. É uma questão de os analisar e adequar ao perfil de risco de cada um. Estes Fundos PPR podem ser usados com fundos de investimento normais ou como PPR (com os benefícios fiscais e as limitações que daí advém).


Em relação a index-funds, no Banco Best (e noutros bancos), estes fundos não tem comissões de subscrição/transação e guarda de títulos/custódia. Estas comissões aplicam apenas a ETFs. Poderão existir fundos que sejam de subscrição limitada, que tenham alguma comissão de subscrição.

Todos os fundos e ETFs, sejam eles de gestão activa ou passiva, têm comissões de gestão. Normalmente, os fundos e ETFs de gestão activa têm comissões de gestão mais elevadas. Todas as comissões de gestão vêm já descontadas no valor das unidades de participação, portanto a performance dos fundos e ETFs, ou seja, os retornos e volatilidade são líquidos de comissões, em que o investidor não paga mais nada. Se não tiver comissões de subscrição/transação e guarda de títulos/custódia, o investidor não tem mais custos.

Conclusão, só paga comissões em ETFs. E em fundos de investimento muito específicos (que sejam de subscrição limitada).

Vários bancos têm vários fundos index sem pagar comissões. Sendo as comissões de gestão as únicas, mas estas são descontadas directamente no valor da unidade de participação, e que todos os fundos de investimento e ETF as têm.
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2789
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por Santos99 » 25/6/2019 20:30

Sendo assim é bem melhor do que pensava, é que vi o preçário de vários bancos e como não vi nada especifico referente aos fundos de index, só que na classe de fundos em geral punham que não tinha custodia, pensei que cairia nalguma das outras categorias que têm um limite mínimo por operação ou diário, o que ia "roubar" muito dos possíveis lucros a longo prazo
Muito obrigado pela ajuda
 
Mensagens: 2
Registado: 24/6/2019 12:24

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por Tulipanegra » 12/7/2019 13:36

Subscrevi PPR em forma de Fundo, sabem dizer-me se para a dedução no IRS, o banco divide o total colocado pelos 2 titulares da conta?
 
Mensagens: 87
Registado: 3/1/2014 22:00

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por Rick Lusitano (New) » 13/7/2019 19:50

Tulipanegra Escreveu:Subscrevi PPR em forma de Fundo, sabem dizer-me se para a dedução no IRS, o banco divide o total colocado pelos 2 titulares da conta?



Normalmente, os Bancos dividem os montantes investidos em produtos financeiros, em proporções iguais pelo número de titulares da conta associada, seja em PPR, FI, ETFs, Obrigações, CLN, etc.
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2789
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por pata-hari » 16/7/2019 11:37

Ontem tentei responder a isto mas a mensagem não entrou.

Os bancos só dividem pelos titulares em aplicações não-nominativas. Nos pprs, a não ser que o cliente tenha pedido para dividir entre titulares, assume-se que quem faz é em seu nome e normalmente pergunta-se o que pretende fazer.

De qualquer modo, só mesmo o banco pode confirmar como foi feito, não adianta estar a especular porque não temos modo de confirmar o que foi feito. Tens mesmo que falar com o banco.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 20072
Registado: 25/10/2002 17:02
Localização: Lisboa

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 16/7/2019 16:32

Boa tarde,

Depois de uns meses fora por atribulações pessoais e profissionais terei agora a oportunidade de voltar a fazer coisas que adoro e escrever aqui. Penso que os próximos tempos serão produtivos devido a ter alinhado bastante a minha situação profissional com o que mais gosto de fazer, programação financeira e escrever sobre finanças.

O "antigo" blog vai passar a site, experiências de shiny apps vão passar a ser desenvolvidas profissionalmente, com novidades e melhoramentos constantes. De momento queria apenas apresentar o "novo" Portfolio Backtester.

O Portfolio Backtester tinha dados bastante desactualizados (do verão passado). Mesmo assim tem cerca de 50 visitas por mês. Os dados foram actualizados e a app foi melhorada para termos até 3 portfolios em comparação (algo que o ano passado aqui no fórum até já me tinham pedido para desenvolver).

A nova base de dados não tem alguns fundos que a outra tinha, por isso se quiserem fundos que não estão nesta coloquem aqui sff e eu actualizo. Também podem pedir ETFs Europeus porque planeio ter isso disponível em breve ;-)

O Portfolio Backtester está aqui: http://portfolioanalyser.net/portfoliobacktester/

Podem ver aqui um exemplo, para quem se esqueceu de como a app funciona: http://portfolioanalyser.net/portfoliobacktester2/ com uma comparação da carteira 4Fundos (já apresentada há quase 3 anos aqui: https://tinyurl.com/yyzgdaal mas em versão moderada , ou seja 25% em cada fundo) contra 2 fundos mistos moderados (Blackrock Moderate - LU1241524708 e o MFS Total Return - LU0219418836) desde o inception date dos blackrock (2015-06-03). É só clicar em "Graphs" porque os inputs já estão todos por colocados por defeito :wink:

Melhorias no futuro:

    . Mais informação de análise de risco;
    . Possibilidade de download de um report PDF personalizado com os gráficos/quadros que o utilizador quiser;
    . Possibilidade de download de um report HTML personalizado com os gráficos/quadros que o utilizador quiser;
    . Possibilidade de download de um ficheiro com os inputs do user para não terem de andar sempre a colocar os mesmo dados e podem "revisitar" a vossa carteira/backtest com o simples upload desse ficheiro

Próximas web apps (num futuro próximo)

    . App para optimização matemática de carteira via Mean Variance Optimization segundo a Teoria Moderna do Portfólio de Harry Markowitz (https://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_moderna_do_portf%C3%B3lio);
    . Dashboard com dados que achamos relevantes acompanhar para tomar decisões de alocações;
    . App de acompanhamento dos portfolios com o simples upload de um ficheiro excel com as compras, vendas e montantes

Também estamos a pensar noutras apps e funcionalidades por isso não se preocupem que não vamos ficar por aqui :wink:

Bons negócios :!: :!:
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por LoneWolf » 16/7/2019 16:55

Bem-vindo de volta VG! \:D/
Estavamos com saudades tuas! O site está mto fixe! Apenas um pouco lento a carregar, deverás ter isso num webhost gratuito, nao?

Curioso para ver o que vem a seguir!
LW
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 362
Registado: 29/4/2015 16:02

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 16/7/2019 17:09

Apenas um pouco lento a carregar, deverás ter isso num webhost gratuito, nao?

O site está na amazon. Tem mais a haver com ser em R do que outra coisa qualquer porque R é uma linguagem estatística, não de criação de sites. Quanto mais linguagens, pacotes etc tem mais lento se torna.

Já estive a ver possibilidade de eu aprender Javascript, não seria nada do outro mundo. Mas estou muito fechado ao ecossistema do R, devido a coisas que ainda irei apresentar, como a criação dos reports em PDF, HTML e a optimização de portfolios está também numa biblioteca em R, que traduzir para Javascript (uma linguagem que ainda nem sei) iria demorar.

A velocidade lenta acaba por ser uma limitação que terei de aceitar para estar neste ecossistema. Planeio contudo, e ao longo do tempo, ir optimizando o código e até alterar o site com o objectivo de o tornar mais rápido.

Por exemplo o facto de ter o True or False (sobre se um fundo está na DB) logo na primeira página torna mais lento. Outra situação será fazer eu determinadas funções em vez de usar uma biblioteca, o que tornará mais rápido o loading inicial porque quanto menos bibliotecas mais rápido entra o site. Muitas coisas a melhorar. Fiz está app há 2 anos e entretanto já evoluí. Muita coisa será optimizada até estar como eu quero :)
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por LoneWolf » 16/7/2019 18:12

Assim faz sentido!
Força nisso, és grande VG!

Cumps
LW
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 362
Registado: 29/4/2015 16:02

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por VirtuaGod » 18/7/2019 19:36

A primeira visão do que será app de optimização!!

Reparem que ao alterar as opções (aumentando a aversão ao risco, obrigando a diversificação e posteriormente ao valor mínimo de 5% em cada fundo os cálculos no canto inferior esquerdo vão alterando).

A imagem é um GIF. têm de clicar para a verem em movimento (como se fosse um vídeo). Os fundos são alguns accionistas e outros obrigacionistas que costumo usar. É complicado distinguir por causa de serem em ISINs mas obviamente vou colocar a parte dos nomes a funcionar para ser mais simples de distinguir!!
Anexos
20190718_193246.gif
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5652
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento

por Tulipanegra » 19/7/2019 18:13

pata-hari Escreveu:Ontem tentei responder a isto mas a mensagem não entrou.

Os bancos só dividem pelos titulares em aplicações não-nominativas. Nos pprs, a não ser que o cliente tenha pedido para dividir entre titulares, assume-se que quem faz é em seu nome e normalmente pergunta-se o que pretende fazer.

De qualquer modo, só mesmo o banco pode confirmar como foi feito, não adianta estar a especular porque não temos modo de confirmar o que foi feito. Tens mesmo que falar com o banco.

No banco Best, nem a pedido:

Os Planos de poupança são património do participante/pessoa segura, independentemente da titularidade da conta associada.
Não existe a possibilidade de alteração da titularidade da apólice.
 
Mensagens: 87
Registado: 3/1/2014 22:00

Anterior

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: ALGACA, amalex, Bing [Bot], Daniel@Machado, FernandoMS, Google Adsense [Bot], Xadrezinho e 16 visitantes