Teixeira Duarte - Tópico Geral

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

por GONZO » 5/2/2009 13:23

Ulisses Pereira Escreveu:Cradle, tecnicamente, uma linha que une os mínimos de uma tendência descendente não tem qualquer relevância técnica. O que tem relevância é a linha que une os máximos.

Um abraço,
Ulisses


A não ser que desenhemos um canal...
 
Mensagens: 1517
Registado: 24/8/2005 22:33
Localização: Lisboa

por sliver » 5/2/2009 13:28

Ulisses Pereira Escreveu:Cradle, tecnicamente, uma linha que une os mínimos de uma tendência descendente não tem qualquer relevância técnica. O que tem relevância é a linha que une os máximos.

Um abraço,
Ulisses


Ulisses, e o inverso também é correcto dizer? Ou seja, "uma linha que une máximos de uma tendência ascendente não tem relevância técnica. O que tem relevência é a linha que une os mínimos."
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 92
Registado: 28/10/2008 18:18

por canguru » 5/2/2009 13:29

Ulisses,
dás algum crédito a esta LT que aparentemente serviu inicialmente como resistência e agora suporte?
Anexos
TDU.png
TDU.png (7.95 KiB) Visualizado 6827 vezes
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2239
Registado: 6/4/2008 22:41
Localização: lx

por majomo » 5/2/2009 13:30

O problema da TDU não é técnico, é mesmo devido à actual situação de mercado e às suas más opções...

Os 0,25 e os 0,15 avançados podem ser realidade brevemente.

Eu é que nunca mais perco dinheiro com a TDU. :wink:
Como se ganha dinheiro na bolsa?!
-Devo usar STOP's
-A tendência é minha amiga
-Não posso transformar um lucro em perda
-Devo cortar as perdas e deixar correr os ganhos
-As ações podem subir/descer mais do que penso e mais rápido
-Cumprir as regras anteriores...
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2065
Registado: 25/7/2007 15:52
Localização: Porto

por Ulisses Pereira » 5/2/2009 13:32

Não dou crédito, canguru. Eu apenas darei crédito à TDU quando ela quebrar alguma LT descendente ou alguma resistência relevante. procurar suportes para entrar tem sido o erro de muitos.

Um abraço,
Ulisses
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 29193
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

por canguru » 5/2/2009 13:47

Ulisses,

longe de mim entrar em titulos em que a tendência principal seja de descida. tentei foi perceber do ponto de vista técnico o que está a passar na TDU.
pelo que entendi acabas por dar mais crédito a uma LT com 2/3 pontos (figura) do que áquela que tem 3/4 pontos como resistência e 2 como suporte.
Anexos
TEIXEIRA DUARTE.png
TEIXEIRA DUARTE.png (12.42 KiB) Visualizado 6719 vezes
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2239
Registado: 6/4/2008 22:41
Localização: lx

por Ulisses Pereira » 5/2/2009 13:49

Sem dúvida. Aliás, essa deve ser a preocupação de quem investe com base na AT: EM "Bear Markets, identificar as resistências e em "Bull Markets" identificar os suportes.

Um abraço,
Ulisses
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 29193
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

Re: TDU

por tiagopt2 » 5/2/2009 14:43

Zalez Escreveu:Isto está bom é para apostar num put à TDU.


Acho que não é possível shortar a TDU...
Surfar a Tendência - Análises técnicas, oportunidades, sugestões de investimento e artigos didácticos
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2032
Registado: 24/11/2007 23:02
Localização: Pinhal Novo

por artista_ » 5/2/2009 15:33

majomo Escreveu:O problema da TDU não é técnico, é mesmo devido à actual situação de mercado e às suas más opções...


O problema das empresas nunca é técnico, a AT identifica não origina ou fundamenta... as razões são sempre de outra ordem embora em alguns movimentos de curto prazo a AT possa ter alguma influência (acho que já se fizeram estudos onde se concluiu que esta influência é marginal e pouco significativa)...

abraço

artista
Sugestões de trading, análises técnicas, estratégias e ideias http://sobe-e-desce.blogspot.com/
http://www.gamesandfun.pt/afiliado&id=28
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 16094
Registado: 17/3/2003 22:51
Localização: Almada

por DC89 » 5/2/2009 16:35

artista Escreveu:Sect, não sei se reparaste mas repetiste uma notícia que estava dois posts atrás! :wink:

Hoje está a acontecer o que se previa, a abertura até foi simpática tendo em conta esta notícia! Se o mercado acreditasse mais na empresa talvez fosse preferível abrir a cair 10% ou mais e recuperar ao longo da sessão, de qualquer forma nunca se sabe o que pode acontecer até final, mas as perspectivas não são nada animadoras...

abraços

artista


Oops não reparei, peço desculpa.
:wink:
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1364
Registado: 26/12/2007 15:50

por DC89 » 5/2/2009 16:52

Excelente artigo...

----------------------------------

Pedro Santos Guerreiro
O arrastão

A Teixeira Duarte não é uma empresa qualquer. É uma empresa histórica, cotada e reputada. Está à beira da falência técnica: deve mais do que tem. Se não aumentar o seu capital, dizem os bancos, pode desagregar-se.


A Teixeira Duarte não é uma empresa qualquer. É uma empresa histórica, cotada e reputada. Está à beira da falência técnica: deve mais do que tem. Se não aumentar o seu capital, dizem os bancos, pode desagregar-se.

Como chegou a Teixeira Duarte aqui? Não percebe do seu negócio? Percebe: mas enredou-se no BCP, em acções que valem pouco e numa dívida que vale muito. O seu destino é o retrato talvez negro do que pode estar para vir na economia portuguesa na era da crise financeira.

O BCP tornou-se um arrastão. A sua desvalorização em Bolsa tornou dezenas de empresas e investidores reféns de bancos que lhes fiaram crédito para investir no Millennium. Joe Berardo, Manuel Fino, Teixeira Duarte, Filipe de Bottom, João Pereira Coutinho, João Rendeiro e outros notáveis investidores ficaram hipotecados. A maioria já reestruturou as suas dívidas, ganhando fôlego com carências do pagamento das dívidas. Mas isso é um socorro, não é uma solução.

O próprio BCP mantém-se num dilema. Provavelmente, precisará de aumentar capital mas tem muitos dos seus accionistas descapitalizados. O dinheiro hoje disponível no mercado para aumentos de capital pede em regra descontos na casa dos 30%, o que passaria por vender acções talvez abaixo dos 50 cêntimos (!), menos de metade do aumento do ano passado. É, também, uma forma de pôr os accionistas passados a pagar parte da destruição de valor no banco. Mas seria uma diluição da sua participação.

É por isso que se especula sobre a necessidade de um novo accionista, que tome todo o aumento de capital que o BCP possa querer ou precisar. O BBVA? A Caixa? Ou o Estado: recorrer à reserva de até quatro mil milhões de euros disponibilizados pelo Governo para aumentos de capital.

O BCP, na verdade, poderia já estar nas mãos da Caixa. Bastaria que a CGD executasse as acções daqueles a quem deu crédito e que até os suspensórios já puseram no prego. Isso, no entanto, significaria reconhecer o malparado, prejudicando ainda mais os rácios da Caixa. Caixa que já teve de dar o que não queria para aguentar o BPN à tona.

A tragédia no BCP foi que, ao seu desmando accionista, sucedeu a crise financeira que afundou ainda mais o seu valor bolsista. As suas acções passaram a ser como um vírus na carteira dos seus accionistas e o caso da Teixeira Duarte é um exemplo do que está em causa: a propriedade das grandes companhias portuguesas tal como a conhecemos.

As empresas e os bancos precisam de capital, que escasseia. Isso vai significar mudanças nas estruturas de poder. Não duvide: a lista anual das 1000 maiores empresas em Portugal vai mudar muito. A lista das 10 maiores também.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1364
Registado: 26/12/2007 15:50

por DC89 » 5/2/2009 17:08

Empresa prepara comunicado para emitir na CMVM

A construtora Teixeira Duarte já reagiu à notícia que dá conta que as avaliações feitas pelo BPI e pelo Santander colocam a empresa em falência técnica.

Fonte oficial da empresa avançou à Agência Financeira que «a posição da empresa não é essa. Temos de ser realistas e objectivos: não entendemos que estejamos à beira de qualquer falência».

A mesma fonte garantiu ainda à AF que a «administração da empresa está neste momento reunida» e prepara-se para «emitir eventualmente um comunicado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Recorde-se que as acções da Teixeira Duarte já estiveram a derrapar mais de 15%, altura em que tocaram um novo mínimo histórico nos 0,45 euros, com a notícia que dá conta de uma desvalorização superior a 1.000 milhões de euros, em participações financeiras, que poderá prejudicar a estabilidade da empresa.

Os títulos da construtora seguem agora a afundar 13,83% para os 0,46 euros, com mais de 3,1 milhões de acções trocadas de mãos.

Recorde-se que o «Jornal de Negócios» desta quinta-feira avança que as avaliações feitas pelo BPI e pelo Santander colocam a empresa em falência técnica, já que o valor atribuído à construtora é inferior à dívida devido à grande desvalorização das participações financeiras.

Só em 2008 a desvalorização das participações que tem no Millennium bcp, Cimpor-Cimentos de Portugal e no banco espanhol BBVA ascendeu a 1.027 milhões de euros.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1364
Registado: 26/12/2007 15:50

E a Cimpor disparou...

por Caldo Knorr » 5/2/2009 18:40

A Cimpor subiu hoje apesar da Teideira Duarte descer. Alguém me explica porquê? Obrigado
 
Mensagens: 1
Registado: 29/11/2007 3:51
Localização: Gira Discos

por Ulisses Pereira » 5/2/2009 19:17

Caldo Knorr, as cotações dessas 2 empresas não têm estado particularmente correlacionadas. Como tal, foi um dia como tantos outros. A queda forte da TDU teve muito a ver com os "researchs" publicados sobre a empresa.

Um abraço,
Ulisses
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 29193
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

por Nyk » 5/2/2009 20:58

Teixeira Duarte garante estar preparada para enfrentar dificuldades
A Teixeira Duarte garantiu, hoje, numa nota enviada aos seus colaboradores, que, apesar da situação financeira fragilizada pelas perdas no BCP e Cimpor, está preparada para enfrentar as dificuldades e assegura que o nível de dívida, superior a dois mil milhões de euros, é o adequado . Quanto aos 13.500 postos de trabalho, acrescenta que serão todos mantidos e reafirma natureza de longo-prazo dos investimentos no BCP e Cimpor.

--------------------------------------------------------------------------------

Paulo Moutinho
paulomoutinho@negocios.pt


A Teixeira Duarte garantiu, hoje, numa nota enviada aos seus colaboradores, que, apesar da situação financeira fragilizada pelas perdas no BCP e Cimpor, está preparada para enfrentar as dificuldades e assegura que o nível de dívida, superior a dois mil milhões de euros, é o “adequado”. Quanto aos 13.500 postos de trabalho, acrescenta que serão todos mantidos e reafirma natureza de longo-prazo dos investimentos no BCP e Cimpor.

A construtora afirma, nesta nota interna a que o Negócios teve acesso, que está “preparada para enfrentar as dificuldades que se colocam a todos os agentes económicos em virtude da profunda crise económica e financeira que se vive a nível mundial” e “vai fazê-lo com todos os seus actuais colaboradores”.

Sublinha, ainda, que “as perspectivas face à actividade operacional para o ano de 2009 é a de manter o nível de emprego registado, admitindo mesmo fazer crescer o número de trabalhadores ao seu serviço”, sossegando, desta forma os mais de 13.500 trabalhadores, relativamente à notícia avançada hoje pelo Negócios que dá conta da fragilidade financeira da empresa.

O Negócios noticia hoje que forte desvalorização das participações financeiras no BCP, na Cimpor e no BBVA ameaça o equilíbrio financeiro da construtora, com o nível de endividamento da empresa a mais do que anular o valor dos activos da Teixeira Duarte, segundo a avaliação dos analistas do BPI e do Santander.

“O nível de endividamento, cuja respectiva expressão e natureza se sustenta em activos qualificados, tem sido objecto de permanente controlo dos órgãos sociais, que têm desenvolvido acções no sentido de o manter a um nível adequado e compatível com as necessidades de financiamento das operações do Grupo”.

A Teixeira Duarte acrescenta ainda que “o reporte de actividade e as respectivas contas são legal e regularmente auditadas e fiscalizadas por órgãos de fiscalização e por diversas entidades oficiais, não havendo registo de qualquer reserva, particularmente alguma que ponha em causa o equilíbrio económico-financeiro do grupo”.

Apesar das perdas elevadas com as participações financeiras, sublinha que estas participações “têm, intrinsecamente, assinalável valia e caracterizam-se como participações com natureza estratégica e de longo prazo”. A Teixeira Duarte detém mais de 7% do capital do BCP e controla 22,3% da Cimpor. Está exposto ainda ao BBVA.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

È tudo uma parvoice!!!

por lareco » 5/2/2009 21:09

Isto é do mais patético que existe!!
Se a Td estivesse falida não pagava aos seus fornecedores como esta a pagar!
Podia enumerar uma serie de construtoras de que não se fala e essas meus senhores não pagam!!!!
A td tem honrado os seus compromissos dentro do que está estipulado.
Agora o problema das participações e da divida que se vai vencer será outra..
Agora em termos de obras e demais negócios da holding os mesmos vão de vento em popa.
A distribuição em angola cresce a dois digitos, a carteira de encomendas é superior a anos transactos.
Isto está a ficar tudo paranoico...
...Será..
 
Mensagens: 82
Registado: 15/10/2008 23:05
Localização: Coimbra...Viseu

por Nyk » 5/2/2009 21:53

Mr Pontes
Mr Pontes: TD: Dívida adequada?! BCP para manter, então venda ao BBVA era mesmo invenção?! Faz lembrar quem entra em contra-mão na autoestrada, e só se apercebe quando a fatalidade acontece...
Claramente a Teixeira Duarte também está em contra-mão há muito tempo. Teve BCP a mais de 4 euros e não vendeu: era de longo prazo. Desceu o BCP para 3 euros, continuava em longo prazo. Desceu BCP para 1,80 € e foi-se ao aumento de capital, para "valorizar" o longo prazo, quando outros como o BPI puseram o travão e venderam os direitos, e reduziram, mas na Teixeira Duarte continuava de longo prazo a posição em BCP. A 1,20 € o BPI continuou a vender, mas Teixeira Duarte manteve o longo prazo. E agora a 0,75 €, mantém o longo prazo. Francamente!! Só me faz lembrar os tristes casos de quem entra em contra-mão em autoestrada e lá vão de encontro à tragédia!!!! Porque para mim, a grande pergunta sempre foi: onde, e porquê, um Banco é estratégico para uma construtora??!!! Por acaso a Mota Engil tem alguma participação num Banco? Alguma construtora europeia de relevo tem participação relevante, e tão desequilibradora nas suas contas, nalgum banco?!! Onde é que pretendia chegar, com 7,5% do BCP?!!! Ía ganhar mais obras de contrução, tendo participação num banco?!!

http://www.jornaldenegocios.pt/index.ph ... 54&idCom=3
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por GONZO » 5/2/2009 22:41

Nyk Escreveu:
Apesar das perdas elevadas com as participações financeiras, sublinha que estas participações “têm, intrinsecamente, assinalável valia e caracterizam-se como participações com natureza estratégica e de longo prazo”. A Teixeira Duarte detém mais de 7% do capital do BCP e controla 22,3% da Cimpor. Está exposto ainda ao BBVA.


Assinalável valia? Participações de natureza estratégica e de longo prazo?

Esta afirmação é de bradar aos céus. Como é possível alegar actualmente uma coisa destas? Sem dúvida, a (lamentável) frase da semana.
 
Mensagens: 1517
Registado: 24/8/2005 22:33
Localização: Lisboa

Re: È tudo uma parvoice!!!

por MozHawk » 5/2/2009 23:24

lareco Escreveu:Isto é do mais patético que existe!!
Se a Td estivesse falida não pagava aos seus fornecedores como esta a pagar!
Podia enumerar uma serie de construtoras de que não se fala e essas meus senhores não pagam!!!!
A td tem honrado os seus compromissos dentro do que está estipulado.
Agora o problema das participações e da divida que se vai vencer será outra..
Agora em termos de obras e demais negócios da holding os mesmos vão de vento em popa.
A distribuição em angola cresce a dois digitos, a carteira de encomendas é superior a anos transactos.
Isto está a ficar tudo paranoico...


Será mesmo assim lareco? :mrgreen: Quem me dera a mim ter tantas acções da Berkshire Hathaway como tu certezas :mrgreen::mrgreen::mrgreen:

MozHawk
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2809
Registado: 25/10/2002 10:08
Localização: Lisboa

Re: È tudo uma parvoice!!!

por artista_ » 5/2/2009 23:28

lareco Escreveu:Isto é do mais patético que existe!!
Se a Td estivesse falida não pagava aos seus fornecedores como esta a pagar!
Podia enumerar uma serie de construtoras de que não se fala e essas meus senhores não pagam!!!!
A td tem honrado os seus compromissos dentro do que está estipulado.
Agora o problema das participações e da divida que se vai vencer será outra..
Agora em termos de obras e demais negócios da holding os mesmos vão de vento em popa.
A distribuição em angola cresce a dois digitos, a carteira de encomendas é superior a anos transactos.
Isto está a ficar tudo paranoico...


Quanto pagará a TDU de juros pelos mais de 2 mil milhões de euros de dívida? 5% são mais de 100 milhões de euros por ano, será que a TDU tem esse dinheiro para pagar? duvido... esse problema até se pode contornar se as cotações do BCP recuperarem, mas se isso não acontecer, ou demorar muito tempo custa-me muito a perceber como é que a TDU se irá aguentar!?

O caso da TDU é mais ou menos o mesmo que eu fazer a minha vida desafogada com o meu ordenado, tenho dinheiro para pagar todas as minhas despesas e não devo nada a ninguém... mas ao mesmo tempo ter um empréstimo de 10 milhões de euros para compra de acções do BCP a 4 euros! Enquanto pudesse renegociar esses créditos manteria a minha vida mas se o BCP não recuperasse jamais conseguiria pagar aquele empréstimo... a não ser que me saísse o Euromilhões, pelo menos a mim isso chegava-me, para a TDU seria insignificante! :)

abraços

artista
Sugestões de trading, análises técnicas, estratégias e ideias http://sobe-e-desce.blogspot.com/
http://www.gamesandfun.pt/afiliado&id=28
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 16094
Registado: 17/3/2003 22:51
Localização: Almada

por Açor3 » 6/2/2009 8:59

Dívida
Teixeira Duarte e Fino deram 24% da Cimpor como garantia aos bancos
A participação de 20,3% da "holding" de Manuel Fino na Cimpor está dada quase na íntegra como garantia de empréstimos à banca. O mesmo fez a Teixeira Duarte com quase 5% da posição na cimenteira, dados como colateral de uma dívida à Caixa Geral de Depósitos (CGD).

--------------------------------------------------------------------------------

Paulo Moutinho
paulomoutinho@negocios.pt
André Veríssimo
averissimo@negocios.pt


A participação de 20,3% da "holding" de Manuel Fino na Cimpor está dada quase na íntegra como garantia de empréstimos à banca. O mesmo fez a Teixeira Duarte com quase 5% da posição na cimenteira, dados como colateral de uma dívida à Caixa Geral de Depósitos (CGD).

A informação consta dos relatórios de informação financeira semestrais. O documento divulgado pela Cimpor, relativo ao final de Junho de 2008, indica que 158,32 milhões de acções detidas por accionista da empresa estão dadas como garantia de empréstimos bancários. E os seus detentores são identificados. A Investifino com 125 milhões de títulos e a Teixeira Duarte com pouco mais de 33 milhões.


Jornal Negócios
Na bolsa só se perde dinheiro.Na realidade só certos Iluminados com acesso a informação privilegiada aproveitam-se dos pequenos investidores para lhes sugarem o dinheiro.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3639
Registado: 13/6/2004 20:52
Localização: Lisboa

Re: È tudo uma parvoice!!!

por nunofaustino » 6/2/2009 11:08

lareco Escreveu:Isto é do mais patético que existe!!
Se a Td estivesse falida não pagava aos seus fornecedores como esta a pagar!
Podia enumerar uma serie de construtoras de que não se fala e essas meus senhores não pagam!!!!
A td tem honrado os seus compromissos dentro do que está estipulado.
Agora o problema das participações e da divida que se vai vencer será outra..
Agora em termos de obras e demais negócios da holding os mesmos vão de vento em popa.
A distribuição em angola cresce a dois digitos, a carteira de encomendas é superior a anos transactos.
Isto está a ficar tudo paranoico...


Há muito tempo que a TDU não pode ser considerada como uma construtora, pois a gd maioria dos seus activos são acções...

Repara que a TDU tem uma dívida de 2.000.000.000€ relativa às acções do BCP...

Um abr
Nuno
Pluricanal... não obrigado. Serviço péssimo e enganador!!!
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5157
Registado: 5/11/2002 5:10
Localização: Portugal

por Ulisses Pereira » 6/2/2009 13:24

Em situações de crise, pergunta-se sempre o que é que a empresa deve fazer em trermos estratégicos e operacionais. E, neste caso, é incrível vermos que a TDU não pode fazer nada, a não ser rezar que os mercados subam.

É incrível como uma empresa tão sólida no seu "core business", corra riscos de falência pelos seus investimentos megalómano em outras áreas de actividade.

Por que é que não fazemos apenas aquilio que sabemos fazer bem?

Um abraço,
Ulisses
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 29193
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

por JCS » 6/2/2009 13:37

Ulisses Pereira Escreveu:Em situações de crise, pergunta-se sempre o que é que a empresa deve fazer em trermos estratégicos e operacionais. E, neste caso, é incrível vermos que a TDU não pode fazer nada, a não ser rezar que os mercados subam.

É incrível como uma empresa tão sólida no seu "core business", corra riscos de falência pelos seus investimentos megalómano em outras áreas de actividade.

Por que é que não fazemos apenas aquilio que sabemos fazer bem?

Um abraço,
Ulisses


Penso que a TDU anda há muito tempo a tentar ser um conglomerado ao estilo sonae tendo vindo a querer evitar depender "unicamente" do sector da construção apenas como construtora. A estratégia poderia até nem ser má não fossem os preços completamente disparatados e a brutal divida contraída atingidos na guerrinha de meninos do BCP. Erro grave que estão a pagar e que poderá deitar por terra um icone do sector em portugal, uma empresa com décadas de existência.

Péssimas decisões nos ultimos 2-3 anos... Culpa da gestão.

Cumprimentos

JCS
---Tudo o que for por mim escrito expressa apenas a minha opinião pessoal e não é uma recomendação de investimento de qualquer tipo---
https://twitter.com/JCSTrendTrading
"We can confidently predict yesterdays price. Everything else is unknown."
"Every trade is a test"
"Price is the aggregation of everyone's expectations"
"I don't define a good trade as a trade that makes money. I define a good trade as a trade where I did the right thing". (Trend Follower Kevin Bruce, $5000 to $100.000.000 in 25 years).
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4582
Registado: 15/7/2003 14:59
Localização: Lisboa

Pode acontecer!

por lareco » 6/2/2009 13:53

Concordo plenamente com o ulisses em construção é a melhor empresa em portugal.Agora nos activos finaceiros não sei.
Vamos fazer futurologia:
Imaginamos que a TD vende a distribuição em angola aos JM(plausivél(seu fornecedor habitual)Encaixa ai uns 45-65 milhões(por baixo).
Vende a Cimpor a Lafarge e BBVA.
O seu grupo hoteleiro em angola e o BCP ao seu parceiro angolano.
Aliena ao grupo Siva o retalho automovél.

Como ficará a sua dívida?
Em 600 milhões perto da divida da Soares da Costa...Ainda não estamos a contar com o holding que detém o imobiliario e a carteira de encomendas firmes na construção(angola e Portugal).


Devo estar aqui a faltar algo,mas ok.

Se o dollar valorizar um pouco(% de lucros em angola disparam.

P.S-Já alguém se deu ao trabalho de analisar as obras/hoteis que eles tem em carteira para 2009-2010 so em angola.

Especula-se muito por causa das obrigações que se vencem este ano...e se acontecer algo entretanto..
...Será..
 
Mensagens: 82
Registado: 15/10/2008 23:05
Localização: Coimbra...Viseu

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Fundamentalist, KAWA, lfhm83, MSN [Bot], nook, PairOfJacks, PXYC, trend=friend e 24 visitantes