Impresa - Tópico Geral

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Impresa - Tópico Geral

por Ulisses Pereira » 14/6/2019 14:51

Álvaro, mas porque razão se fala numa resistência nos 0,26?
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 28851
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

Re: Impresa - Tópico Geral

por ativo » 14/6/2019 17:18

Celsius-reloaded Escreveu:
ativo Escreveu:Francisco Pedro Balsemão pode dizer o que quiser, mas, no meu entender, a IMPRESA optou por lançar um empréstimo obrigacionista através da SIC e não através da IMPRESA por recear que tal, mais uma vez, não fosse bem sucedido, dado o montante da dívida da IMPRESA, o valor atual das suas ações e a anterior tentativa da IMPRESA de emitir um empréstimo obrigacionista ter falhado O resto são cantigas … :-"

Isso é óbvio e só demonstra inteligência de quem engendrou a operação.


Não sei se é óbvio, para muita boa gente tudo se torna óbvio depois de posto a nú.

É tambem revelador das dificuldades financeiras da IMPRESA. :mrgreen:
 
Mensagens: 3146
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: Impresa - Tópico Geral

por Ulisses Pereira » 14/6/2019 17:42

ativo, se a Impresa não tivesse constrangimentos financeiros não estava a cotar a estes valores. A questão não é essa, é como será o futuro da mesma.

Abraço,
Ulisses
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 28851
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

Re: Impresa - Tópico Geral

por ativo » 14/6/2019 17:53

Ulisses Pereira Escreveu:ativo, se a Impresa não tivesse constrangimentos financeiros não estava a cotar a estes valores. A questão não é essa, é como será o futuro da mesma.

Abraço,
Ulisses

Dizes que a IMPRESA se não tivesse constrangimentos (dificuldades) financeiros não cotava a estes valores, mas isso é exatamente o que eu digo e que muita boa gente que aqui comenta não tem assumido desse modo.

A questão não é apenas o futuro da IMPRESA, a questão é o passado e o futuro da IMPRESA, pois a IMPRESA terá que lidar no futuro com o seu passado!
 
Mensagens: 3146
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: Impresa - Tópico Geral

por fjcbolsa » 14/6/2019 18:00

Os 0,26€ se é resistência não sei :?:
Sai hoje e coloquei ordem acima de 0,261€. Valor se ultrapassado devo entrar de novo, ou como é muito volátil ver se corrige até as médias móveis.
Ultrapassou a m20 em50 semanas, e as médias móveis diárias estão prontas para fazer golden cross.
O preço dirá o que vai acontecer :?:
Anexos
Impresa.png
Impresa.png (102.58 KiB) Visualizado 6193 vezes
Impresa semanal.png
Impresa semanal.png (69.91 KiB) Visualizado 6193 vezes
 
Mensagens: 709
Registado: 24/11/2010 10:03
Localização: 20

Re: Impresa - Tópico Geral

por optimiza » 14/6/2019 18:06

Boa tarde Ulisses,
Por também visualizar uma resistência nos 0,26 (0,257), antecipo-me ao Álvaro e dou a minha perspectiva.
O nível dos 0,26 foi clarificador (ao quebrar com lateralizações no topo do canal - ver 1º gráf.), por 2 vezes nos últimos 4 meses, quer para o teste, falhado, à decisiva LTD com 3 anos (que agora está nos 0,32, linha azul clara no 2º gráfico), quer para em Abril nos confirmar a inversão para Bear de curto prazo (quebra MMS20 e MMS50). Agora, após novo movimento ascendente (acima da MMS50), encontra-se imediatamente abaixo da Resistência e volta a ter um papel fundamental no curto prazo. Com ou sem nova lateralização, rompe e não tem escolhos até aos 0,32 (LTD3Y), inverte e só tem suporte nos 0,22 (0,215).

Caro Ativo, pelo contrário, o próprio prospecto da emissão obrigacionista estipula a continuada redução da dívida (logo existe uma substituição de dívida bancária por obrigacionista), a melhoria dos rácios financeiros bem como lucros anuais, publicidade e chamadas de valor acrescentado serão superiores a 2018, e na pág. 84, estabelece metas exigentes no tocante ao supra-citado ratio e mais do que isso, de forma reflexa, admite pela primeira vez, a venda - total ou maioritária - do Grupo Impresa sgps, via cenário de reembolso antecipado que pode ser exigido pelos obrigacionistas quando a família Francisco Balsemão deixar de ter indiretamente (via Impresa), a maioria do capital do Grupo SIC (se tal não fosse equacionado, seria mencionado essa possibilidade apenas se a Impresa deixasse de ser acionista maioritário e não seria mencionada a família Balsemão). Apesar da capilaridade de activos e passivos dentro do Grupo SIC, centra-se o empréstimo obrigacionista no Grupo SIC (e não na Impresa) por uma questão de notoriedade e imagem - todos conhecem os canais SIC e quase ninguém conhece o Grupo Impresa.
Rácio de Dívida Financeira Líquida / EBITDA Recorrente aplicável ao Acionista Único (Impresa)
racio de divida finaceira líquida vs EBITDA.png
racio de divida finaceira líquida vs EBITDA.png (47.13 KiB) Visualizado 6182 vezes

Assunto menor mas relevante para desmistificar a questão das licenças televisivas. A renovação, por 15 anos, de licenças da TVI (4 canais) e SIC1+ 7 canais, é de facto em 2022, mas à semelhança de 2006 (vide link), não deverá representar um custo e deverá ser tacitamente renovada . https://tvi24.iol.pt/portugal/europa/tv ... elevisivas

O plano estratégico do Grupo Impresa sgps, no que a 2019 diz respeito centra-se na Liderança no Grupo de 8 canais SIC, na Liderança e publicidade do Digital nos sites SIC e no Site Expresso, na Liderança do Jornal Expresso no crescimento dos resultados, fazer crescer receitas acima de 6%, como numa maior e melhor eficiência operacional, com vista a aumentar o EBITDA e os resultados líquidos, mantendo-se igualmente a tónica na redução da dívida (este ano continuando a redução faseada, neste caso superior a 7% do total ainda em dívida? Recordo que a totalidade da dívida do Grupo Impresa corresponde à antiga compra de 49% remanescentes do capital SIC e a uma parcela menor dos juros decorrentes) , com vista a melhorar o rácio dívida líquida/EBITDA.

Históricos e extrapolação da Cotação face a Capitalização Bolsista (nos 13 anos em que não teve a liderança, evoluiu de 3,1€ até aos actuais 0,25):
13 cents - 22 milhões de euros (mínimo histórico)/ 25 cents - 42 milhões de euros (valor actual)/ 30 cents - 50 milhões de euros (1st investment grade) / 60 cents - 100 milhões de euros (sector funds)/ 90 cents - 150 milhões de euros (Psi20) / 1,20 € - 200 milhões de euros (zona de resistências fortíssimas entre 1.10 e 1.40), 2€ - 336 milhões de euros (topo do movimento LP anterior e valor mínimo de avaliação para OPA ou JV)/ 2,62€ - 440 milhões de euros (valor da OPA Altice à TVI)/ 5,13€ - 863 milhões de euros (valor da OPV em 2000)/ 6,1€ - 1.025 milhões de euros (máximo histórico Grupo Impresa).

Notas: O novo normal do Grupo SIC (100% detidos pelo Grupo Impresa SGPS), reforça o potencial de monetização por vendas internacionais e publicidade adicional: SIC e SP Televisão trazem primeiro prémio dos The Rockie Awards http://www.meiosepublicidade.pt/2019/06 ... ie-awards/ Exemplo habitual de Gap nas audiências entre Líder e Vice-Líder, ontem, 5ª quinta feira SIC1 – 20,5% TVI – 13,5% SIC2 a SIC7 - 4,3% (cabo)
IPR Bull de médio prazo MMS50+MMS100    SF 0,215   RF 0,26  LTD3Y 0,31 D   RF 0,33.png
IPR Bull de médio prazo MMS50+MMS100 SF 0,215 RF 0,26 LTD3Y 0,31 D RF 0,33.png (42.94 KiB) Visualizado 6182 vezes
IPR CP RF 0,26     LTD3Y 0,315 D.gif
IPR CP RF 0,26 LTD3Y 0,315 D.gif (27.55 KiB) Visualizado 6157 vezes
IPR5Y inversão ism LP apenas na RF 0,48        .png
IPR5Y inversão ism LP apenas na RF 0,48 .png (64.82 KiB) Visualizado 6182 vezes
IPR dos 6,10 euros até 0,25 cents    queda de 96% sem contar inflação      .gif
IPR dos 6,10 euros até 0,25 cents queda de 96% sem contar inflação .gif (30.1 KiB) Visualizado 6182 vezes
Obrigações SIC.jpg
Obrigações SIC.jpg (14.04 KiB) Visualizado 6182 vezes
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1052
Registado: 1/11/2012 23:18
Localização: Ítaca

Re: Impresa - Tópico Geral

por ativo » 14/6/2019 18:36

optimiza Escreveu:
(…)
Caro Ativo, pelo contrário, o próprio prospecto da emissão obrigacionista estipula a continuada redução da dívida (logo existe uma substituição de dívida bancária por obrigacionista), a melhoria dos rácios financeiros bem como lucros anuais, publicidade e chamadas de valor acrescentado serão superiores a 2018, (…) ]

O que é que escrevi para justificar a expressão "pelo contrário? :shock: Não percebo! :roll:

Calculo que parte do encaixe com a emissão obrigacionista, que o grupo IMPRESA pretende realizar, seja utilizado para pagar dívida. Nesse caso, tratar-se-á, apenas, de substituir dívida por outra dívida (com juros mais baixos?). Mas outra parte do encaixe não será certamente para esse efeito. Portanto, penso que o empréstimo obrigacionista que o grupo IMPRESA pretende emitir, não reduzirá propriamente a dívida da IMPRESA, podendo, até, porventura, vir a aumentá-la.
 
Mensagens: 3146
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: Impresa - Tópico Geral

por Ulisses Pereira » 14/6/2019 19:57

Não quero analisar tecnicamente a Impresa porque não é do PSI20, mas tenho que esclarecer o porquê daquela minha pergunta.

Nos gráficos colocados, o fecho mais baixo em Março foi de 0,265 e o fecho mais alto em Maio foi 0,262. A resistência estará nessa zona.

Porquê o preciosismo da minha observação? Porque o que gerou o comentário foi o post do Alvaro, em que dizia durante a sessão que a acção ultrapassou a resistência dos 0,26 como se ela nem importasse. A minha pergunta foi mesmo para que se percebesse que a acção nunca ultrapassou a resistência da acção.

Os arredondamentos são perigosos e levam a conclusões erradas.

Abraço,
Ulisses
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 28851
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 14/6/2019 21:55

Não escrevi aqui que não havia resistência, o que referi foi o facto de não ter havido retracção como é habitual haver em resistências, ainda por cima com o mercado pintado de vermelho. Concordo com o optimiza e penso que o sucesso ou insucesso das obrigações determinará um ou outro cenário.
 
Mensagens: 2867
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral

por Ulisses Pereira » 14/6/2019 23:36

Chegados a 26 seria de supor que surgissem vendas, mas os compradores surgem como se em 26 não houvesse resistência. Parece haver convencimento de que as coisas vão mesmo correr bem para os lados da Impresa.


Alvaro, tu escreveste isto e eu respondi que não havia nem há nenhuma resistência a 0,26.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 28851
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 15/6/2019 11:49

Ulisses, agradeço o rigor. Este é o meu boneco e foi com ele que negociei e espero continuar a negociar pois a Impresa é o meu investimento desde há algum tempo, estou focado na possibilidade desta empresa renascer das cinzas onde já esteve mergulhada. Claro que em 26 deixei sair uma paletes do armazém, mas isso não significa que não esteja a pensar recomprá-las a melhor preço. Mas concordo que a horizontal deveria ir ligeiramente mais acima até exactamente onde regrediu quase sempre que lá tocou.
Anexos
Impresa.PNG
Impresa.PNG (53.51 KiB) Visualizado 5693 vezes
 
Mensagens: 2867
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral

por ALGACA » 15/6/2019 18:29

Carissimos. Será que vai ser Altice/RTP versus Nos/Sic..hummm a Altice já se está a movimentar na parceria de conteúdos e no 5G
 
Mensagens: 324
Registado: 21/10/2014 20:36

Re: Impresa - Tópico Geral

por lfa » 15/6/2019 19:33

Caríssimos,

Pergunta para reflexão de fim de semana.

E se o empréstimo obrigacionista da SIC for um sucesso na procura como o da TAP quais serão os benefícios ou malefícios se a SIC decidir aumentar o montante do mesmo como vem sugerido hoje no Expresso?

Abraço
 
Mensagens: 263
Registado: 29/11/2007 9:41
Localização: Lisboa

Re: Impresa - Tópico Geral

por MarketGodzilla » 15/6/2019 19:41

lfa Escreveu:Caríssimos,

Pergunta para reflexão de fim de semana.

E se o empréstimo obrigacionista da SIC for um sucesso na procura como o da TAP quais serão os benefícios ou malefícios se a SIC decidir aumentar o montante do mesmo como vem sugerido hoje no Expresso?

Abraço


Se for para fazer roll-over da dívida, ficando esta mais barata, não vejo nada contra, se for para efetivamente aumentar(ainda mais!) a dívida não auguro nada de bom. O plano deveria ser aos poucos ir abatendo dívida para níveis mais sustentáveis e ficar com um balanço mais agradável.
 
Mensagens: 648
Registado: 11/1/2012 17:40

Re: Impresa - Tópico Geral

por MarketGodzilla » 15/6/2019 19:50

Toda a gente sabe que para alguém ganhar, alguém tem de perder, logo se a SIC passou a ganhar nas audiências a TVI passou a perder, acho que ninguém estava era a contar que fosse tanto e tão rápido, para mim não se trata só do aumento substancial da SIC, passa também e muito pela queda gigantesca da TVI. O que é que isto significa, a massa vai começar a rolar mais rápido do que o previsto da TVI para a SIC, é de facto impressionante o virar do jogo e tudo isso despoletado em grande parte pela contratação(cara para alguns!) de um elemento valiosíssimo, Cristina Ferreira. As audiências que deixo em baixo eram impensáveis há uns 6 meses atrás e se alguém dissesse o contrário todos acharíamos que estava maluco, a TVI começa até a ficar atrás da RTP1.

http://www.zapping-tv.com/inedito-voce- ... -em-media/

http://www.zapping-tv.com/depois-vai-se ... 32o-lugar/

http://www.zapping-tv.com/audiencias-rt ... -terceiro/

http://www.zapping-tv.com/audiencias-to ... ve-vosdal/
 
Mensagens: 648
Registado: 11/1/2012 17:40

Re: Impresa - Tópico Geral

por Artista Romeno » 15/6/2019 23:51

MarketGodzilla Escreveu:Toda a gente sabe que para alguém ganhar, alguém tem de perder, logo se a SIC passou a ganhar nas audiências a TVI passou a perder, acho que ninguém estava era a contar que fosse tanto e tão rápido, para mim não se trata só do aumento substancial da SIC, passa também e muito pela queda gigantesca da TVI. O que é que isto significa, a massa vai começar a rolar mais rápido do que o previsto da TVI para a SIC, é de facto impressionante o virar do jogo e tudo isso despoletado em grande parte pela contratação(cara para alguns!) de um elemento valiosíssimo, Cristina Ferreira. As audiências que deixo em baixo eram impensáveis há uns 6 meses atrás e se alguém dissesse o contrário todos acharíamos que estava maluco, a TVI começa até a ficar atrás da RTP1.

http://www.zapping-tv.com/inedito-voce- ... -em-media/

http://www.zapping-tv.com/depois-vai-se ... 32o-lugar/

http://www.zapping-tv.com/audiencias-rt ... -terceiro/

http://www.zapping-tv.com/audiencias-to ... ve-vosdal/


mas a sic nao passa dos 20 por cento, isso é alguma coisa? dito assim parece que a sic voltou a 2000 quando tinha 47% a tvi ta-se a afundar pa rtp1 inclusive! sinceramente isto é o momento soni ou sonaei como dizem os bojinovs de 2017 não é mais nada :mrgreen:
As opiniões expressas baseiam-se essencialmente em análise fundamental, e na relação entre o valor de mercado dos ativos e as suas perspectivas futuras de negocio, como tal traduzem uma interpretação pessoal da realidade,devendo como tal apenas serem consideradas como uma perspetiva meramente informativa sobre os ativos em questão, não se constituindo como sugestões firmes de investimento
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4722
Registado: 4/4/2014 18:06
Localização: Iberia

Re: Impresa - Tópico Geral

por MarketGodzilla » 16/6/2019 10:30

Artista Romeno Escreveu:
MarketGodzilla Escreveu:Toda a gente sabe que para alguém ganhar, alguém tem de perder, logo se a SIC passou a ganhar nas audiências a TVI passou a perder, acho que ninguém estava era a contar que fosse tanto e tão rápido, para mim não se trata só do aumento substancial da SIC, passa também e muito pela queda gigantesca da TVI. O que é que isto significa, a massa vai começar a rolar mais rápido do que o previsto da TVI para a SIC, é de facto impressionante o virar do jogo e tudo isso despoletado em grande parte pela contratação(cara para alguns!) de um elemento valiosíssimo, Cristina Ferreira. As audiências que deixo em baixo eram impensáveis há uns 6 meses atrás e se alguém dissesse o contrário todos acharíamos que estava maluco, a TVI começa até a ficar atrás da RTP1.

http://www.zapping-tv.com/inedito-voce- ... -em-media/

http://www.zapping-tv.com/depois-vai-se ... 32o-lugar/

http://www.zapping-tv.com/audiencias-rt ... -terceiro/

http://www.zapping-tv.com/audiencias-to ... ve-vosdal/


mas a sic nao passa dos 20 por cento, isso é alguma coisa? dito assim parece que a sic voltou a 2000 quando tinha 47% a tvi ta-se a afundar pa rtp1 inclusive! sinceramente isto é o momento soni ou sonaei como dizem os bojinovs de 2017 não é mais nada :mrgreen:


E isso não é melhor do que antes para a SIC? Não estou a dizer que a tv é o futuro e que vai ser tudo um mar de rosas, está é muito melhor e a TVI muito pior. Não há muitos milhões para publicidade na TV? se calhar já acabou essa tecnologia e eu não dei conta.
 
Mensagens: 648
Registado: 11/1/2012 17:40

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 16/6/2019 11:48

Pela boca morre o peixe. Nada tenho contra o Artista Romeno mas, porque temos uma visão completamente diferente de olhar para o mercado, até poderá parecer. Nada disso, o Artista analisa sempre o momento presente, enquanto eu acho o método ineficaz e contraproducente. O facto de acreditar na valorização da Ibersol mostra bem quanto o Artista fica agarrado ao passado, como se não fosse hoje evidente a relação directa dessa comida com a obesidade ou a pouca saúde. Por causa dessa visão curta cai em contradições gigantescas. Em 2000 a Impresa cotava a 5 euros e tinha 40% do mercado, hoje tem mais de 20% e mais canais e valer 26 cêntimos é estar cara! O homem não petisca nada disto! :shame:
 
Mensagens: 2867
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral

por optimiza » 16/6/2019 12:33

Artista Romeno Escreveu:mas a sic nao passa dos 20 por cento, isso é alguma coisa? dito assim parece que a sic voltou a 2000 quando tinha 47% a tvi ta-se a afundar pa rtp1 inclusive! sinceramente isto é o momento soni ou sonaei como dizem os bojinovs de 2017 não é mais nada :mrgreen:


Caro Romeno esse argumento é falacioso! Os 42,2% de audiência da SIC em 2000 surgiram num contexto em que 4 canais de televisão dominavam o mercado (o cabo estava em menos de 10% dos lares) http://www.gmcs.pt/pt/audiencias-20121224-161814. A SIC1 tem actualmente 20,5% de share mas pode-se adicionar cerca de 4,5%/ 5% dos canais SIC2 a SIC7 no cabo, cerca de 25% de share do Grupo SIC. E ainda tem streamings no site líder SIC direto.

Em 2000, o Grupo Impresa só detinha 51% do Grupo SIC (TV Globo, BPI, Balsemão,etc tinham os outros 49%), e se atribuirmos o share correspondente, temos que em 2000, esses 51% correspondiam a 21,8% de audiência face aos actuais 25%, Impresa em 2000 é colocada no mercado a 860 milhões de euros, com um pico acima dos 1.000 milhões e hoje vale 42 milhões de euros !

Em 2019, 93% dos 300 canais no cabo são estrangeiros. Cerca de 90% da população está cablada. Portugueses vêem mais 28 minutos de TV por dia do que em 2000, pelo facto de terem mais oferta, de estarem na média mais velhos (mais 21% de aposentados, a verem o programa da Cristina), de terem mais tempo livre e de estarem 16% mais ricos (PIB per capita). A publicidade para TV até subiu 2%, e não se atomizou. Continua concentrada nos 7 maiores canais com valores muito acrescidos ao líder (ainda mais em horário nobre e programas flagship, por cada ponto de share face ao vice-líder e assim sucessivamente).

A "nova SIC" começou em 7 de Janeiro deste ano e apenas no 2º trim. vamos poder verificar o share consolidado da Liderança e nos resultados trimestrais já será possível determinar a dinâmica do crescimento , da publicidade+sponsors (nos canais, no jornal e nos sites), das chamadas de valor acrescentado (crescimento expectável sempre acima de 100%). Muitos factores estruturais para uma Liderança de Largo espectro: Novos estúdios, concentração das empresas com redação única, novos equipamentos HD(42% das TV já em 4K/8K, compara num Telejornal vs TVI) , novos programas flagship para anos e anos, produções de séries, concursos e programas com orientação mais comercial fruto de "3 PESSOAS-CHAVE (Daniel Oliveira, CEO, Cristina Ferreira » enquanto estiverem as 3, o projecto está condenado ao sucesso. Redescobertas formas de sucesso na monetização (chamadas valor acrescentado e publicidade digital onde se aprecia a evolução Qualitativa e quantitativa - vejam nos sites Expresso e SIC essa alteração radical, com publicidade de 15 em 15 minutos no streaming).

Notas - Quanto ao empréstimo obrigacionista, e apesar das vantagens descritas(viewtopic.php?f=3&t=51829&start=4525#p1475769), todos os cenários são irrelevantes no MP e LP excepto 1! Pode ser cancelada, pode ser subscrita na totalidade ou parcialmente, mas não podem aumentar o montante para lá dos 30M (seria sinal de dificuldades creditícias).
Voltarei ao tema 2005/2019, a razão única da dívida actual da Impresa (compra 49% da SIC), quando perde a liderança e tudo se transformou. 490 Milhões de capitalização para 244 Milhões de Passivo vs 42M de capitalização para 176M passivo. Grupo SIC Tinha 27,5% de share e agora tem 25%, mas tudo o resto era pior do que actualmente!
irrelevante o sucesso ou não da emissão obrigacionista.jpg
irrelevante o sucesso ou não da emissão obrigacionista.jpg (73.17 KiB) Visualizado 5174 vezes
redução progressiva do passivo IPR.jpg
redução progressiva do passivo IPR.jpg (64.49 KiB) Visualizado 5174 vezes
Editado pela última vez por optimiza em 16/6/2019 13:07, num total de 5 vezes.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1052
Registado: 1/11/2012 23:18
Localização: Ítaca

Re: Impresa - Tópico Geral

por Artista Romeno » 16/6/2019 13:12

optimiza Escreveu:
Artista Romeno Escreveu:mas a sic nao passa dos 20 por cento, isso é alguma coisa? dito assim parece que a sic voltou a 2000 quando tinha 47% a tvi ta-se a afundar pa rtp1 inclusive! sinceramente isto é o momento soni ou sonaei como dizem os bojinovs de 2017 não é mais nada :mrgreen:


Caro Romeno esse argumento é falacioso! Os 42,2% de audiência da SIC em 2000 surgiram num contexto em que 4 canais de televisão dominavam o mercado (o cabo estava em menos de 10% dos lares) http://www.gmcs.pt/pt/audiencias-20121224-161814. A SIC1 tem actualmente 20,5% de share mas pode-se adicionar cerca de 4,5%/ 5% dos canais SIC2 a SIC7 no cabo, cerca de 25% de share do Grupo SIC. E ainda tem streamings no site líder SIC direto.

Em 2000, o Grupo Impresa só detinha 51% do Grupo SIC (TV Globo, BPI, Balsemão,etc tinham os outros 49%), e se atribuirmos o share correspondente, temos que em 2000, esses 51% correspondiam a 21,8% de audiência face aos actuais 25%, Impresa em 2000 é colocada no mercado a 860 milhões de euros, com um pico acima dos 1.000 milhões e hoje vale 42 milhões de euros !

Em 2019, 93% dos 300 canais no cabo são estrangeiros. Cerca de 90% da população está cablada. Portugueses vêem mais 28 minutos de TV por dia do que em 2000, pelo facto de terem mais oferta, de estarem na média mais velhos (mais 21% de aposentados, a verem o programa da Cristina), de terem mais tempo livre e de estarem 16% mais ricos (PIB per capita). A publicidade para TV até subiu 2%, e não se atomizou. Continua concentrada nos 7 maiores canais com valores muito acrescidos ao líder (ainda mais em horário nobre e programas flagship, por cada ponto de share face ao vice-líder e assim sucessivamente).

A "nova SIC" começou em 7 de Janeiro deste ano e apenas no 2º trim. vamos poder verificar o share consolidado da Liderança e nos resultados trimestrais já será possível determinar a dinâmica do crescimento , da publicidade+sponsors (nos canais, no jornal e nos sites), das chamadas de valor acrescentado (crescimento expectável sempre acima de 100%). Muitos factores estruturais para uma Liderança de Largo espectro: Novos estúdios, concentração das empresas com redação única, novos equipamentos HD(42% das TV já em 4K/8K, compara num Telejornal vs TVI) , novos programas flagship para anos e anos, produções de séries, concursos e programas com orientação mais comercial fruto de "3 PESSOAS-CHAVE (Daniel Oliveira, CEO, Cristina Ferreira » enquanto estiverem as 3, o projecto está condenado ao sucesso. Redescobertas formas de sucesso na monetização (chamadas valor acrescentado e publicidade digital onde se aprecia a evolução Qualitativa e quantitativa - vejam nos sites Expresso e SIC essa alteração radical, com publicidade de 15 em 15 minutos no streaming).

Notas - Quanto ao empréstimo obrigacionista, e apesar das vantagens descritas(viewtopic.php?f=3&t=51829&start=4525#p1475769), todos os cenários são irrelevantes no MP e LP excepto 1! Pode ser cancelada, pode ser subscrita na totalidade ou parcialmente, mas não podem aumentar o montante para lá dos 30M (seria sinal de dificuldades creditícias).
Voltarei ao tema 2005/2019, a razão única da dívida actual da Impresa (compra 49% da SIC), quando perde a liderança e tudo se transformou. 490 Milhões de capitalização para 244 Milhões de Passivo vs 42M de capitalização para 176M passivo. Grupo SIC Tinha 27,5% de share e agora tem 25%, mas tudo o resto era pior do que actualmente!
irrelevante o sucesso ou não da emissão obrigacionista.jpg
redução progressiva do passivo IPR.jpg

Pois sabes é que os custos sao fixos e estes 20 pc mal os cobrem se a ipr tinha 51 tinha se fosse o valor 40 10 do mercado da publicidade por cento limpinhos pa ela, com a estrutura de custos atual! Por incrivel que pareca tal como na soni a concorrencia e brutal e vem de todo o lado cmtv, milhentos canais de cabo, netflix hbo etc a sic pode aguentar pos credores, mas pos acionistas e bola! E sim o ciclo da tvi camaras velhas ou novas está esgotado, o problema é que hoje a escolha é muita a penetracao de tv paga é das maiores da europa....
As opiniões expressas baseiam-se essencialmente em análise fundamental, e na relação entre o valor de mercado dos ativos e as suas perspectivas futuras de negocio, como tal traduzem uma interpretação pessoal da realidade,devendo como tal apenas serem consideradas como uma perspetiva meramente informativa sobre os ativos em questão, não se constituindo como sugestões firmes de investimento
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4722
Registado: 4/4/2014 18:06
Localização: Iberia

Re: Impresa - Tópico Geral

por Àlvaro » 16/6/2019 13:40

Cada tiro, cada melro. Então a Ibersol não tem concorrência? E que concorrência, crescente todos os dias e de muito melhor qualidade. Olha o hambúrguer vegan! Olha o retalho a dar comida ao Povo, iche... claro que a Impresa tb tem concorrência, mas em termos nacionais comparar com a Cmtv é o mesmo que comparar um hambúrguer da Ibersol com um verdadeiro hambúrguer vegetariano. É a feira da ladra e o olho do *ú de Judas.

Importante as audiências de sábado, um resultado que não se via há muitos anos. A TVi parece condenada a atirar a toalha ao chão.
 
Mensagens: 2867
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Impresa - Tópico Geral

por RedBull » 16/6/2019 19:08

acção sem liquidez, sem interesse nenhum...
não vejo muito tv em direto mas a pouca que vejo é desporto, a sic em relação aos profissionais de desporto é miserável, tendenciosos e pouco profissionais, comentadores que se vendem para o recibo verde, é mau demais.
o empréstimo obrigacionista na data de vencimento vai ser substituído por outro, no caso do mercado não criar condições para essa renovação por falta de procura será a falência da impresa, nem a mudança de profissionais/comentadores de desporto os salva.
Quanto mais difícil é a vitória, maior é a felicidade de ganhar. – Pele.
 
Mensagens: 132
Registado: 29/11/2007 12:28
Localização: Vila Nova de Gaia

Re: Impresa - Tópico Geral

por tradermoraisbravo » 17/6/2019 15:45

Boa tarde,

Estaremos perante a construção de um ombro direito na Impresa (head and shoulders invertido)? Neckline nos 0.264€, ombros até 0.24€, cabeça nos 0.172€. Após rompimento dos 0.264€, projeção nos 0.356€?

Alguém especialista em AT que possa comentar.

Obrigado.
 
Mensagens: 347
Registado: 20/1/2017 15:52

Re: Impresa - Tópico Geral

por TheKeyboardDuck » 17/6/2019 15:54

tradermoraisbravo Escreveu:Boa tarde,

Estaremos perante a construção de um ombro direito na Impresa (head and shoulders invertido)? Neckline nos 0.264€, ombros até 0.24€, cabeça nos 0.172€. Após rompimento dos 0.264€, projeção nos 0.356€?

Alguém especialista em AT que possa comentar.

Obrigado.


Se é este o plano a que te referes (abaixo) somente é viavel depois de quebrar o neckline com força, pois é resistência e confluência com o 50% fib.
A ter em conta que o 0,243€ é o mean reversion mensal e está muito perto do 61% fib. Tendo apetite para o risco é um bom sitio para compra com um SL abaixo do 61% fib.

Imagem
Twitter:@tiagolvsantos
Dashboard: https://tanos-trader.bitbucket.io/
 
Mensagens: 59
Registado: 28/1/2019 11:00

Re: Impresa - Tópico Geral

por tradermoraisbravo » 17/6/2019 16:25

TheKeyboardDuck Escreveu:
tradermoraisbravo Escreveu:Boa tarde,

Estaremos perante a construção de um ombro direito na Impresa (head and shoulders invertido)? Neckline nos 0.264€, ombros até 0.24€, cabeça nos 0.172€. Após rompimento dos 0.264€, projeção nos 0.356€?

Alguém especialista em AT que possa comentar.

Obrigado.


Se é este o plano a que te referes (abaixo) somente é viavel depois de quebrar o neckline com força, pois é resistência e confluência com o 50% fib.
A ter em conta que o 0,243€ é o mean reversion mensal e está muito perto do 61% fib. Tendo apetite para o risco é um bom sitio para compra com um SL abaixo do 61% fib.

Imagem


Sim, é isso mesmo que pode estar em formação, falta o ombro direito. Sim, entradas para quem está fora só após quebra da neckline com volume. Eu já estou dentro.
 
Mensagens: 347
Registado: 20/1/2017 15:52

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: GaussSLB48, Iniciante, LoneWolf, nsd, ppralha, Xadrezinho e 42 visitantes