A certeza paga-se caro

Colecção de Artigos Didácticos do Caldeirão de Bolsa.

A certeza paga-se caro

por Ulisses Pereira » 3/2/2009 20:35

Quando alguém me diz que tem a certeza que uma acção vai atingir aquele valor ou que um índice se vai comportar de uma determinada forma, franzo logo o sobrolho. Ninguém sabe o que o mercado vai fazer amanhã. Ninguém. E, se alguém o afirma, é sinal ou de desonestidade ou de ingenuidade.

Mesmo em situações em que um investidor recebe uma informação privilegiada de uma empresa e negoceia com base nessa informação, praticando o crime de “inside trading”, tem sempre que colocar a hipótese de algo se alterar porque, de um dia para o outro, os cenários podem mudar e aquilo que parecia uma verdade irrefutável transforma-se numa enorme desilusão.

Quando temos certezas sobre o mercado cometemos uma série de erros que acabam por nos custar muito caro. O primeiro grande erro é considerarmos que somos mais inteligentes do que o mercado, o que é o mesmo que dizer que nos julgamos mais espertos que os outros investidores. Será que os outros não poderão já ter tido o mesmo raciocínio do que nós anteriormente e que nós não estaremos a ser os últimos a entrar o que nos levará a entrar na pior altura?

O segundo grande erro é que o excesso de confiança leva a que as posições tenham uma dimensão muito maior do que seria aconselhável. Isto faz com que, caso as nossas “certezas” fracassem, as perdas possam ser demasiado elevadas. E quem anda há muito tempo no mercado sabe que recuperar de perdas fortes é uma tarefa árdua e não está ao alcance de todos, sobretudo porque requer uma enorme disciplina mental para não fazer negócios desesperados.

O terceiro e último erro é não conseguirmos admitir que as nossas certezas não passaram de ilusões. Quando a nossa convicção atinge um nível demasiado elevado, mesmo quando o mercado – dia após dia – nos prova estarmos errados, não conseguimos admitir esse mesmo erro e mantemos uma teimosia assustadora que nos impede de fechar as posições que abrimos. Isto exponencia a dimensão do segundo erro, o que leva a perdas assustadoras que podem mesmo chegar à falência, sobretudo se estivermos a negociar em produtos alavancados.

Este terceiro erro é o mais grave de todos porque pode provocar perdas quase irreparáveis. Parece um erro difícil de acontecer mas é mais comum do que se possa pensar, sobretudo se não nos esquecermos que abrimos uma determinada posição com a certeza de que ela iria ter sucesso. Muitas vezes, todos os pressupostos que considerámos para termos a certeza daquilo que iria acontecer já deixaram de existir mas, mesmo assim, continuamos com os olhos fechados à realidade e presos às nossas convicções quase dogmáticas.

A flexibilidade mental é das características que considero mais fundamentais para o sucesso de um investidor. Quem não consegue desligar-se dos seus preconceitos, da sua realidade e permanece agarrado às suas convicções, sem sequer reflectir sobre elas, acaba por fracassar, mais tarde ou mais cedo. Os mercados exigem que, constantemente, estejamos a reavaliar as nossas posições e os nossos pensamentos. A realidade altera-se e nós teremos sempre que pensar se isso pressupõe uma alteração daquilo que projectámos.

Uma das formas que encontro para me tentar tornar mais flexível, em termos de mercados, é tentar colocar-me na situação oposta à que estou. Por exemplo, se estou optimista numa determinada acção, adoro ler opiniões contrárias à minha e, quando não as encontro, eu próprio faço o papel de “advogado do Diabo” e procuro encontrar argumentos que pudessem justificar uma posição oposta à minha. Este processo faz-me reflectir assumindo um papel essencial no meu “trading”. Já várias vezes fechei posições depois deste processo reflectivo mas devo confessar que também em outras ocasiões, o vazio de argumentos opostos, me fez reforçar a minha posição.

Faça um favor a si próprio – desconfie sempre. Mesmo quando tem a certeza.

Ulisses Pereira
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 29126
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

Quem está ligado:
Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante