Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

o outsorsing os despedimento e empresas

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

o outsorsing os despedimento e empresas

por cloudexpert » 18/9/2021 8:37

como conhecedor e já estando nesse barco sobre aoutsourcing, pelo menos por cá, deveria ter alguma regulamentação, aquilo é muno de cão.

recibos verdes faz sentido, por vezes é necssario um trabalho muito especializado, e não faz sentido contratar só para faer isso.

Vou dar aqui um exmplo que eu vi, era necessario um especialista para fazer um trabalho X, duas opções ou recibos verdes, Mas era caro, ou tentavam contratar via consultora e depois do trabalho estar feito criavam um caso qualquer com esse consultor para o mandarem embora.

era um trabho que iria durar no maximo 3 meses.

Se contratassem um especialista e a consultora desse olha são só 3 meses, tudo bem era legitimo essa oferta, mas claro o especialista só aceitaria um vencimento mais elevado.

Assim vai ao engano, cheio se promessas e mais X e Y, e depois uns meses depois... olhe houve aqui um feedback muito maus do cliente e vai ter de sair .

Trabalho feito, esse consultor foi dispensado, muitas vezes no período experimental.
isto acontece no base quase diaeria em consultoras.

As consultoras ficam com quase 40% do que o cliente paga, sem fazerem nada, sem investirem 1 € no consultor, o consultor não ganha bem, ´é explorado. Portanto existe aqui muito regulementalço a aprovar. As consultoras são verdadeiros abortos no sistema, não dão qualquer valor acrescentado, fazem os preços subir, sem que o consultor beneficie com isso.

Alguma regras:

Proibido adicionar aos vendimento aferido o sub de almoço (pois é uma obrigação legal), assism como as férias, informar os meses em que não há ajudas de custo, e no caso do cliente alocado, deixar de necessitar dos serviços.

Elementos mais sénior, não haver período experimental , proibido dispensar o consultor, exceto por situações que enquadrem grave violação do deveres.

Um consultor sénior nunca faz um erro dessa dimensão, o qu acontece foi o que diss,e é necessário paar este projeto um especialista, mas contartar a recibo verde, sai mais caro do que impingir-lhe uma treta qq para ele vir para cá e depois passado uns meses quando trabalho estiver feito, dispensamo-lo.

Um consultor sénior tem a sua honra e profissionalismo em jogo, não ria fazer coisas graves.

a mim as vezes que tentaram-me entalar, forma eles que se lixaram.

Com a malta amais nova ainda é pior, esses sofrem mais.


Assim eu proponha, para colaboradores sénior de muita experiência a proibição de cancelar o contrato de trabalho nos primeiros 12 meses.
exceto por razões muito fortes.

Não haver período experimental. Não faz sentido um tipo com 10 ou 15 anos de experiência ter período experimental.

Imaginem por exemplo aqui um dos administradores do caldeirão, é contratado para fazer o memso que aqui para a empresa X que gostou dsa abordagem de um deles...tempo de experiencia para quÊ, para ver se ele sabe mexer num PC ou em gerir um site ?

Este é um exemplo, só para se entender.

MAs vamos ver acho que o governo est´ano bom caminho.

Sem exageros, as empresas devem ter flexibilidade, mas com normas.

MAs podem dizer, mas tu cloud se isso acontece arranjas poiso com facilidade. MAs isto não é para mim, é para os milhares de cloud expert seniores qu epor ai andam tem contas para pagr, e de um momento par o outyro vem-se em emprego, e sem rendimentos, só poruq enão esteve atendo a sinais d eque o iam entalr. isso acho mal.

é legitimo contratar só para fazer X, mas não se engana dizendo que é X mais Y mais Z. e quem é contratado, conta ficar ali uns 12 meses a ou pouc mais de poi ops. é que memso assim encontrara um porjetco não é facil. eu mesmo condigo safar-me em 1 mes. MA temos d eter sorte, nem sempre aparecem oportunidade. depois se fores bom sabes que é ó uma questão de entreistas, gostares do projeto identificares-te com ele, e dpois os valores ou pedes baixar um pouco a fasquia, para garantires e dpoeis copm mais tempo tentas outar coisa a pagar melhor. MA regra número um nunca nos desvalorizarmos muito no mercado, parece que existe desespero.

MAs regars no sector de eoutsoursing , principalmente tecnológico urge.

Vou ontar uqi um caos que eu conheci em primeir pessoa, estava aocorrer um porjetco de cloud e também em blockchain, ele s necessitavam de um especialista a desenvolver um compoenenbet muioto especifica para aplicacões para blockchain. Encvontraram um tipo cetto, mas ele esatva já num projecto, não quer sair, depois lá entenderam que se dessem um porposta boa aceitaria, 100 k ano. Ele acabou por sair, com a promessa desse contarto e já assindao, que que esse projecto iria durar pelo menso 1 ano, e quando acabasse outrops viriam. Aceitou, e passados 3 meses essa funcionalidade estava fieta, mas não documentada. resultado, resolveram dizer que ele tinha feito uma coisa qualque rpara justificar a sua sdaida. Tudo bem ele, sai, mas disse-me , olha eu vou sair e ja percebi o qu ese passou, mas eles não deixo cá um documento essencial para dpeoi ser entregeu ao cliente e sem isso o qu fiz vale pouco.

Reultado, 8 meses depois quando entrgaram o projetco ao cliente a compoenenet mais importynate tinha em faklta documentação e sem isso a mesma não funcionav, pois eles não sabiam como.
Resultado, ou eles tihnam essa documentação, ou o cliente processava-ois e não recebiam.

Entrtatmto esse especialista já nem estava em PT, mas tinham o ocntacto dele , e pedir o componenet que faltava, e ao que ele diss,e que quando foi dispsnsado, tinham dito que estav tudo feito, mas que ele tinha sido visto a fumar xarros. e tipo nem fuma.

E ele disse, por acaso até me lembro do que falta, mas isso tem um custo, j´não traablho paar vós, ao que ele disse que vendia isso por 300k .

Rsultado, se eles não tivessem isso perdiam o contarto actual que era de 2M e perdiam um grand ecliente.

Resultado, na altura vem ter poupado uns 80 k, e depois tiverma d gastar 300k e acabaram por perder o cliente, porque ele ficou a saber. Em resultado, eles chegaram ao contacto com esse especialista, e fizeram uma proposta, de 300 k ano. e ele la continua feliz da vida.
a outra empresa uma consultora apanhou o prejuízo e perdeu um bom cliente. e no final tiveram de despedir o gestor de projeto, qu etinha mauinado o esquema, com o especialista, e pagar-lhe uma brutal indeminização.

Portanto essa regulamentação iria proteger as consultoras contra a sua própria ganancia e estupidez.
 
Mensagens: 404
Registado: 6/2/2021 11:42

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: cali010201, logout, Phil2014, vinas1976 e 46 visitantes