Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

CoronaVirus, panico justificado...?

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por Qualnhick » 23/10/2020 1:04

E entretanto na Suecia a vida continua, sem mascaras, sem lockdowns e com menos mortalidade excessiva que em Portugal.
Ja na Argentina que tem ou teve o mais longo lockdown de todos o número de casos e de mortos nao para de aumentar.
 
Mensagens: 747
Registado: 19/12/2002 2:50

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por MarcoAntonio » 23/10/2020 1:13

Porque é que assumes que, se não encontras a informação, então é falsa?

As medidas para restaurantes e afins terão entrado em vigor em Julho:

https://www.regeringen.se/49bfd8/conten ... tallen.pdf

Aparentemente discutiu-se abrir excepções para restaurantes mas o que acabou por suceder foi uma extensão das medidas:

https://www.regeringen.se/pressmeddelan ... gsstallen/



Qualnhick Escreveu:E entretanto na Suecia a vida continua, sem mascaras, sem lockdowns e com menos mortalidade excessiva que em Portugal.
Ja na Argentina que tem ou teve o mais longo lockdown de todos o número de casos e de mortos nao para de aumentar.


A vida continua em todo o lado. Há locais em que a situação está pior e locais em que a situação está melhor que na Suécia. Entre os locais que estão (cumulativamente e até ver) melhor, estão por exemplo os vizinhos imediatos da Suécia.

A Suécia não é de resto o único local onde não se aplicou temporariamente medidas "duras" do tipo "lockdown". Na Coreia do Sul a estratégia foi muito diferente e tanto quanto sabemos os resultados foram excelentes. Países diferentes, realidades diferentes.

A minha opinião relativamente à Suécia é que não é um exemplo de sucesso mas também não é, na minha opinião, um exemplo de um fracasso. Já agora, penso mais ou menos o mesmo de Portugal, mais coisa menos coisa.
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 34385
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por Qualnhick » 23/10/2020 1:53

MarcoAntonio Escreveu:Porque é que assumes que, se não encontras a informação, então é falsa?


Tens aqui o site oficial do governo sueco com as restricoes em vigor:

https://www.krisinformation.se/en/hazar ... och-forbud

The Swedish Government has decided that restaurants and cafes shall be exempt from the 50-person limit. The change applies from 8 October 2020

Como tal o noticiado é falso.

Mas mesmo que fosse como tu publicaste seria apenas uma extensão de medidas já em vigor e a notícia continuava a ser falsa e o titulo no minimo enviesado.
 
Mensagens: 747
Registado: 19/12/2002 2:50

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por Qualnhick » 23/10/2020 8:07

MarcoAntonio Escreveu:A Suécia não é de resto o único local onde não se aplicou temporariamente medidas "duras" do tipo "lockdown". Na Coreia do Sul a estratégia foi muito diferente e tanto quanto sabemos os resultados foram excelentes. Países diferentes, realidades diferentes.


Optimo.
Que se tirem ilacoes dos bons exemplos, paises que controlaram a epidemia respeitando os direitos e liberdades individuais.
 
Mensagens: 747
Registado: 19/12/2002 2:50

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por ricardmag » 23/10/2020 19:18

Boas, como é que é possível termos ultrapassado a Suécia em total de infectados e as mortes diárias andarem cerca do dobro deles? E o excesso de mais de 7k mortes este ano ?

Cumprimentos, obrigado
"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4946
Registado: 3/4/2014 15:17

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por MarcoAntonio » 23/10/2020 19:24

ricardmag Escreveu:Boas, como é que é possível termos ultrapassado a Suécia em total de infectados e as mortes diárias andarem cerca do dobro deles? E o excesso de mais de 7k mortes este ano ?

Cumprimentos, obrigado


O número de infectados (ie, casos positivos confirmados) é o indicador menos robusto de todos, o que está mais dependente da testagem, abrangência e critérios.

Quanto à diferença no excesso de óbitos, no plano da hipotetização/especulação, provavelmente há vários factores envolvidos. Qual o peso das ondas de calor em Portugal e teve correspondência na Suécia? Suspeito que não, não tive oportunidade de analisar porém. A precisão da contagem de óbitos atribuíveis ao covid é a mesma? O peso de óbitos indirectos (não atribuíveis directamente ao virus mas uma consequência indirecta por degradação do sistema de saúde) também é o mesmo? Possivelmente também não.

Duvido que tenha uma explicação simples e, como digo, possivel/provavelmente há mais que um factor envolvido.
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 34385
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por Carrancho_ » 23/10/2020 19:37

Os nossos pais, avós e os que os antecederam passaram por invasões, revoluções, resseções, fome, guerras mundiais, guerras coloniais, tiveram de fugir para o bacalhau para escapar à guerra ficando meses intermináveis longe dos seus, em risco de vida e com trabalhos duríssimos, pandemias, ditaduras, cortinas de ferro, emigração apenas com a roupa que tinham no corpo e o diabo a quatro. Agora, com toda a tecnologia que permite ver e falar com quem está do outro lado do mundo ou até fora dele em tempo real, com as prateleiras a serem sempre repostas de tudo do bom e melhor, com conforto e proteção impensáveis há poucas décadas até para os mais abastados, pedem-se pequenos sacrifícios na proteção de todos e cai o Carmo e a Trindade. "Aí a minha liberdade", "ai a economia", "ai a minha privacidade", "ai as minhas festas", "ai as minhas férias"... que ridículo.
Portugal foi forjado de muito sangue, suor e lágrimas mas os valentes guerreiros quando se tornaram destemidos navegadores e marinheiros, não devem ter voltado. Ficou uma cambada de merdosos egoístas.


https://www.volvocars.com/pt/porqu%C3%A ... lsrc=aw.ds
Um abraço,

Carrancho
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 272
Registado: 17/1/2015 1:54

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por tyui » 23/10/2020 23:23

A continuar diariamente com este número de infectados o nosso Sistema de Saúde não vai ter capacidade para aguentar com tantos doentes internados. Não podemos esquecer que além do Coronavirus existem as outras doenças... :oops:
 
Mensagens: 444
Registado: 4/2/2011 7:53
Localização: 21

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por pepe7 » 24/10/2020 2:13

tyui Escreveu:A continuar diariamente com este número de infectados o nosso Sistema de Saúde não vai ter capacidade para aguentar com tantos doentes internados. Não podemos esquecer que além do Coronavirus existem as outras doenças... :oops:


tyui,

Infelizmente caminhámos nesse sentido...se não forem tomadas medidas adicionais de forma a inverter a tendência ascendente da curva...
Mas também depende e muito de nós todos cidadãos, com distanciamento social (mesmo em famílias, pois a tecnologia atual permite tantas formas de comunicar, não é fácil face aos nossos hábitos sociais, mas é o indicado nesta altura extremamente delicada), uso de máscara, desinfecção das mãos frequentemente, evitar jantaradas em grupos e família, festas, copos, etc...
Pois, qualquer um de nós não está livre de ir parar ao hospital com urgência, seja qual for a causa, covid ou não covid, e sem que o Sistema de Saúde tenha capacidade para nos tratar...e terem que escolherem quem se vai tratar/salvar...é triste...
É preocupante, até porque temos (pelas noticias que correm) casos de profissionais infectados (outro problema) e que tem que ficar em "isolamento profilático"/confinamento obrigatório...sem nos poder ajudar.
Apesar da mortalidade por covid incidir nas faixas etárias mais altas, tb existem casos de jovens nas UCI...em estados críticos! É uma realidade!

"Especialistas alertam para aumento de casos Covid-19 cada vez mais acentuado se travão falhar
Ricardo Mexia e Carla Nunes são duas vozes que assinam por baixo as estimativas do epidemiologista Manuel Carmo Gomes. Em dezembro, se nada for feito, Portugal pode registar seis mil novos casos diários."

https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/e ... m=12954669

"OMS alerta que capacidade de cuidados intensivos na Europa vai chegar ao limite" : https://www.tsf.pt/mundo/oms-alerta-que ... 56468.html

Tem sido alertado aqui e as palavras da Sra. Ministra dizem tudo...
"Marta Temido, a ministra da Saúde, reconheceu que "os próximos dias serão complicados e com pressão no Serviço Nacional de Saúde", especialmente na zona norte. " . https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... z-vermelha


"Hospital de Santarém com 82 profissionais isolados assegura serviços graças a equipas "estouradas"
Apresar do surto de Covid-19 entre os trabalhadores, não há serviços encerrados, nem consultas adiadas no Hospital de Santarém."

OHospital de Santarém tem 31 profissionais infetados com o novo ​​​​​​​coronavírus e outros 51 foram colocados em isolamento profilático, mas os os serviços estão todos assegurados.

A garantia é do diretor clínico do hospital, Paulo Sintra, que em declarações à TSF explica que tal só é possível "à custa" do trabalho de colegas, que adiam folgas a que têm direito e fazem ainda "mais trabalho extraordinário do que o habitual".

Por enquanto, tem sido possível não fechar serviços nem adiar consultas nem cirurgias, mas "as equipas estão cansadas, completamente estouradas, e esticadas para lá do razoável", lamenta.

Há 16 enfermeiros, sete assistentes operacionais, cinco outros profissionais e três médicos com resultado positivo à Covid-19, estando os restantes (30 enfermeiros, 16 assistentes operacionais e cinco médicos) em isolamento em casa por terem tido contactos de risco.

Paulo Sintra diz que tem sido feito um "grande esforço de contratação", mas "não há enfermeiros disponíveis" no mercado de trabalho, ou aqueles que aparecem não são suficientes ou decidem mudar para outros locais passado pouco tempo.

Sobre os três profissionais do Hospital de Santarém que terão violado o confinamento a que estavam obrigados, o diretor clínico condena aquilo que diz ser um "comportamento pouco civilizado".

No entanto, ressalva, esse é "um caso de polícia", não é responsabilidade do hospital. "A única coisa que fazemos é informar a autoridade de saúde local", o que será feito numa reunião esta sexta-feira, diz.

Dentro do hospital, estes três profissionais têm "um comportamento exemplar". São pessoas dedicadas e trabalhadoras, garante Paulo Silva. É "perfeitamenteinaceitável" que tenham quebrado o confinamento, especialmente por se tratar de pessoas ligadas à saúde.
https://www.tsf.pt/portugal/sociedade/h ... 55552.html


https://tvi24.iol.pt/videos/sociedade/i ... 85554af744

https://tvi24.iol.pt/videos/hospital-de ... 6e470e1824

https://www.jn.pt/local/noticias/porto/ ... 57475.html

A causa/efeito disto tudo é o vírus - Pandemia. Algo muito complexo...

Nunca presenciei a isto no vírus Influenza, para além das medidas atualmente aplicadas, o Sistema de Saúde tem sido reforçado em tudo : material, EPI's, médicos e enfermeiros, serviço SNS, etc; E mesmos assim os profissionais não chegam...e pelo que já li, dificuldade em encontrar profissionais especializados no combate ao covid...
 
Mensagens: 1378
Registado: 29/4/2010 22:36

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por BearManBull » 24/10/2020 11:01

Vale a pena fazer uma menção de honra no CdB a estes senhores! :clap: :clap: :clap:

Um deles com 71 anos acabou por falecer com covid RIP.


Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

Português responsável por limpeza de hospitais condecorado pela Rainha Isabel II

O português Maciel Vinagre pensou que era mentira ou engano ao ler a notificação de que tinha sido distinguido pela Rainha Isabel II pelo trabalho como responsável da limpeza de dois hospitais públicos britânicos durante a pandemia de covid-19.

“Estava no escritório e recebi um email do ‘Cabinet Office’ [ministério do Governo] a dizer que tinha sido distinguido na lista da Rainha. No princípio pensava que era mentira, só pode ser engano. Os meus colegas disseram-me para apagar porque podia ser fraude”, contou, entre risos, à agência Lusa.

O madeirense de 45 anos, natural de São Vicente, foi um dos trabalhadores do serviço de saúde público britânico (NHS) reconhecido na lista deste ano de condecorações pelo aniversário da Rainha por serviços prestados durante a pandemia com a Medalha do Império Britânico (‘British Empire Medal’, designada pelo título BEM).

“Nunca na vida pensei que poderia receber uma medalha destas”, confiou, ainda incrédulo, o diretor adjunto dos serviços de limpeza e restauração dos hospitais de Ashford e de St. Peter’s, no sudoeste de Londres, perto do aeroporto de Heathrow.

A nomeação para a insígnia foi feita por colegas e superiores pelo “conhecimento e criatividade” que demonstrou para prevenir e conter a infeção pelo novo coronavírus dentro dos hospitais e proteger não só os doentes, mas também funcionários, introduzindo novas tecnologias e produtos.

O diretor médico dos hospitais, David Fluck, elogiou o português pela “forte liderança durante toda a pandemia numa equipa que desempenhou um papel fundamental na redução do risco de transmissão da covid-19 nos nossos hospitais”.

“[Vinagre] introduziu mudanças na maneira como mantemos a limpeza dos nossos hospitais daqui para frente, o que vai proteger muitos pacientes e funcionários de perigo, mesmo após o fim da pandemia”, afirmou este responsável.

Uma das inovações foi a contratação de uma empresa especializada em desinfestação para aplicar através de vapor um produto desinfectante que encontrou e que mantém as superfícies livres de vírus e bactérias durante 30 dias.

“Era um produto novo no mercado e não sabíamos se era eficaz. Mas contratámo-los para descontaminarem desde corredores a casas de banho e escadas em turnos de 24 horas por dia. Valeu a pena, o hospital tem uma das taxas de mortalidade mais baixas da zona”, congratulou-se.

O português deparou-se com outro desafio quando, em plena crise, a enfermeira chefe pediu uma solução que permitisse esterilizar máscaras de proteção dos profissionais de saúde para serem reutilizadas porque não sabia se ia receber um novo abastecimento, uma situação que afetou vários hospitais no Reino Unido.

“Mandei fazer uma linha tipo de secar roupa, pendurámos máscaras e esterilizámos 500 em três dias com luzes ultravioleta. Felizmente não foi preciso porque chegaram novas, mas se fosse preciso estava o processo pronto”, contou Vinagre à Lusa.

O português também foi elogiado pela forma como conseguiu recrutar rapidamente trabalhadores para compensar as ausências e também pela forma responsável e sensível como soube motivar os empregados de limpeza numa altura em que muitos estavam preocupados com o risco que eles próprios corriam.

Quatro funcionários dos hospitais morreram de covid-19, incluindo um empregado de limpeza sob as ordens de Vinagre, um compatriota de 71 anos chamado Manuel Santinhos.

“Ele nunca quis ir para casa, quis continuar sempre a trabalhar. Esteve três semanas nos cuidados intensivos. Foi muito complicado porque os colegas ficaram com mais medo. Mas fizemos uma missa com um padre e a diretora teve uma reunião com os empregados para motivá-los e conseguimos”, explicou.

Maciel Vinagre recorda “momentos muito difíceis” entre março e junho, os piores meses da primeira vaga da pandemia, quando os dias de trabalho chegavam a estender-se por 15 horas.

A liderança do português ajudou a dar visibilidade e importância às equipas de limpeza hospitalar pelo papel crucial desempenhado no combate à doença que já matou mais de 44 mil pessoas no país.

Vinagre é um dos 414 “heróis anónimos” a quem foram conferidas condecorações da Rainha em reconhecimento da intervenção “excecional” durante a crise, desde cientistas e enfermeiros a pessoas que produziram equipamento de proteção ou ofereceram refeições a profissionais de saúde e professores de ginástica que deram aulas gratuitas pela Internet durante o confinamento.


A Rainha agracia dezenas de pessoas duas vezes por ano, no Ano Novo e por ocasião do aniversário oficial, em junho, por recomendação do Governo.

Muitas são personalidades conhecidas em áreas como o desporto, artes ou serviço público, mas também são galardoados desconhecidos cujo mérito é avaliado por um comité oficial.

Este ano, a divulgação da lista foi adiada até outubro para ter em conta nomeações de pessoas que desempenham papéis cruciais durante os primeiros meses da pandemia e deu prioridade aos “heróis da linha da frente” e da comunidade que foram além das suas obrigações para ajudar os outros.

A Medalha do Império Britânico remonta a 1917 e era sobretudo atribuída a civis e militares, mas em 2011 foi restabelecida como uma condecoração a pessoas que se distinguem por contribuições para a comunidade, seja através da profissão ou de voluntariado.

Ao contrário da Ordem do Império Britânico, que inclui os graus de membro (MBE), Oficial (OBE), Comandante (CBE) ou Cavaleiro e Dama (KBE e DBE) e que é conferida pessoalmente pela Rainha ou pelo Príncipe Carlos, a BEM é presenteada pelo ‘Lord Lieutenant’, um dignatário local, em nome da monarca.

Antes, só se conhecem dois portugueses que foram agraciados pela Rainha Isabel II: a pintora Paula Rego, ordenada em 2010 Dama Oficial da Ordem do Império Britânico, e Lino Pires em 2013, proprietário de um restaurante, com uma BEM por serviços prestados à comunidade ao angariar fundos para causas sociais.

Ao auferir estes títulos, os distinguidos podem usar a sigla correspondente na sua assinatura, após o nome.

Maciel Vinagre chegou ao Reino Unido aos 18 anos, deixando para trás estudos em contabilidade para trabalhar num restaurante e aprender a língua inglesa e “tentar uma vida melhor”.

Começou como empregado de limpeza no hospital de Ashford em 1997 e chegou ao atual posto de diretor adjunto em 2011, tendo desempenhado entretanto outras funções noutros hospitais do Reino Unido.

Mesmo sem um curso superior, acumulou formações profissionais que lhe permitiram progredir até um nível que dificilmente conseguiria em Portugal, e hoje lidera cerca de 200 pessoas, entre os quais 30 portugueses.

“Gosto do Reino Unido porque aqui dão valor à experiência, a pessoas dedicadas e empenhadas e menos aos títulos académicos. Reconhecem o mérito próprio”, disse à Lusa.

Dependendo da evolução da pandemia, o português e todos os restantes BEM serão convidados para uma festa no Palácio de Buckingham no próximo ano, na presença de membros da família real.

“Os meus pais estão na Madeira e estão muito orgulhosos. Mas se eu puder levar alguém, levo a minha filha”, já decidiu.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4013
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por artista_ » 24/10/2020 15:30

tyui Escreveu:A continuar diariamente com este número de infectados o nosso Sistema de Saúde não vai ter capacidade para aguentar com tantos doentes internados. Não podemos esquecer que além do Coronavirus existem as outras doenças... :oops:


E ainda assim continua a haver gente que acha que se pode deixar tudo a funcionar e que não acontecerá nada de mais. Hoje faleceu um amigo meu com covid, tinha 60 e tal anos, apanhou o vírus e foi um instante. Não é que eu não soubesse já que não são só pessoas com idade avançada, e muito debilitadas com outras doenças, que morrem com o vírus, mas assim fica ainda mais claro!
Sugestões de trading, análises técnicas, estratégias e ideias http://sobe-e-desce.blogspot.com/
http://www.gamesandfun.pt/afiliado&id=28
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 17306
Registado: 17/3/2003 22:51
Localização: Almada

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por nunoand99 » 24/10/2020 20:19

artista_ Escreveu:
tyui Escreveu:A continuar diariamente com este número de infectados o nosso Sistema de Saúde não vai ter capacidade para aguentar com tantos doentes internados. Não podemos esquecer que além do Coronavirus existem as outras doenças... :oops:


E ainda assim continua a haver gente que acha que se pode deixar tudo a funcionar e que não acontecerá nada de mais. Hoje faleceu um amigo meu com covid, tinha 60 e tal anos, apanhou o vírus e foi um instante. Não é que eu não soubesse já que não são só pessoas com idade avançada, e muito debilitadas com outras doenças, que morrem com o vírus, mas assim fica ainda mais claro!


A este ritmo, e conhecendo Portugal como conheço, isto vai rebentar pelas costuras em 2 ou 3 dias (excluindo Domingo).

E com o pavor que se chegue a esse ponto, e pior ainda, que se saiba, tudo vão fazer, e tudo vai ser aceite.

Saudações & Bons Negócios
 
Mensagens: 1249
Registado: 16/5/2005 21:38

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por pepe7 » 24/10/2020 20:40

Usar máscara poderia evitar 130 mil mortes nos EUA, aponta estudo

O balanço da pandemia da Covid-19 ainda pode dobrar suas cifras nos Estados Unidos até o final de fevereiro, ultrapassando 500 mil mortes, mas o uso de máscaras tem o potencial de prevenir 130 mil óbitos, concluem projeções publicadas nesta sexta-feira (23).

De acordo com o cenário considerado mais plausível pelos pesquisadores, mesmo que os governos locais mais uma vez reduzissem as interações sociais e a vida econômica após um certo patamar de mortalidade, os Estados Unidos chegariam a 511.000 mortes por covid-19 até o final de fevereiro.

No entanto, se 95% da população de cada estado usasse sistematicamente uma máscara protetora na presença de outras pessoas, esse saldo poderia ser reduzido em quase 130 mil pessoas, de acordo com as previsões do Institute for Health Metrics and Evaluation (IHME).

E se o uso da máscara só fosse respeitado por 85% das pessoas, 95 mil vidas poderiam ser salvas, completaram os pesquisadores em seu artigo, publicado na revista Nature Medicine.

https://istoe.com.br/usar-mascara-poder ... ta-estudo/

https://www.nature.com/articles/s41591-020-1132-9

E já tinha lido isto :

ESTUDO INDICA QUE O USO DA MÁSCARA PODE GERAR IMUNIDADE À COVID-19
Segundo estudo da Universidade da Califórnia, a máscara pode contribuir para a redução do contágio e ser igualmente um caminho para a imunidade, ao reduzir a carga viral dos infetados

Um estudo levado a cabo por investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, aponta que o uso generalizado de máscara pode ser determinante para gerar imunidade ao vírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19.

A pesquisa foi publicada na revista científica The New England Journal of Medicine e admite que o uso de máscara poderá não só atrasar a propagação do vírus como converter-se numa forma de "variolação", ou seja, um caminho para a imunidade.

Vários estudos referem que, no início da pandemia de covid-19, um grande número de infeções foi disseminada por doentes pré-sintomáticos ou assintomáticos, pelo que o uso da máscara poderá tornar mais difícil a transmissão do vírus.

OS DADOS VIROLÓGICOS E EPIDEMIOLÓGICOS RECENTES LEVANTAM A HIPÓTESE DE QUE A MÁSCARA TAMBÉM PODE REDUZIR A GRAVIDADE DA DOENÇA ENTRE AS PESSOAS INFETADAS", refere o estudo, citado pelo El Mundo. Ou seja, os investigadores admitem que se alguém for infetado usando a máscara, a CARGA VIRAL SERÁ MENOR e deverá causar uma forma assintomática ou menos grave da covid-19, contribuindo para a criação de anticorpos de combate à doença.

Segundo o El Mundo, as investigações epidemiológicas realizadas sobretudo nos países asiáticos, acostumados ao uso da máscara durante a pandemia de SARS em 2003, sugerem que existe um vínculo forte entre o uso da máscara e o controlo da pandemia. A confirmar-se a tese dos investigadores americanos, o uso generalizado de máscara contribuirá, assim, para aumentar a taxa de infeções assintomáticas, além de contribuir para reduzir o número de contágios.

https://tvi24.iol.pt/tecnologia/pandemi ... a-covid-19


E depois ainda temos manifestações contra o uso da mascara...sem cumprir as medidas de distanciamento...tudo ao molho e fé em Deus... :roll: é triste...

https://www.cmjornal.pt/sociedade/detal ... -em-lisboa

Já agora pergunto, como está a situação na china quanto à Pandemia :?: :!: Parece que não se passa nada (at´´e ver) ou então a ocultar :!:
Com a grande densidade populacional nas grandes cidades..."Incrível" ou não...
Porque será :?: :!:
Sou totalmente contra as ditaduras...totalmente, mas em determinadas alturas o rigor e disciplina fazem muita falta...
Sei que não é fácil mudar os hábitos...mas são por uma boa causa, atenuar o "máximo" possível perdas humanas!
 
Mensagens: 1378
Registado: 29/4/2010 22:36

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por ricardmag » 25/10/2020 13:19

MarcoAntonio Escreveu:
ricardmag Escreveu:Boas, como é que é possível termos ultrapassado a Suécia em total de infectados e as mortes diárias andarem cerca do dobro deles? E o excesso de mais de 7k mortes este ano ?

Cumprimentos, obrigado


O número de infectados (ie, casos positivos confirmados) é o indicador menos robusto de todos, o que está mais dependente da testagem, abrangência e critérios.

Quanto à diferença no excesso de óbitos, no plano da hipotetização/especulação, provavelmente há vários factores envolvidos. Qual o peso das ondas de calor em Portugal e teve correspondência na Suécia? Suspeito que não, não tive oportunidade de analisar porém. A precisão da contagem de óbitos atribuíveis ao covid é a mesma? O peso de óbitos indirectos (não atribuíveis directamente ao virus mas uma consequência indirecta por degradação do sistema de saúde) também é o mesmo? Possivelmente também não.

Duvido que tenha uma explicação simples e, como digo, possivel/provavelmente há mais que um factor envolvido.


Pois, era importante ter esses valores para não ser tão especulativo. Não tens nada a dizer em relação aos mortos diários estarem cerca do dobro?

Isto é verdade?

122137806_4787977574609125_3545354617263710545_n.jpg
122137806_4787977574609125_3545354617263710545_n.jpg (33.32 KiB) Visualizado 606 vezes
"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4946
Registado: 3/4/2014 15:17

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por MarcoAntonio » 25/10/2020 14:50

Não entendo a pergunta (o dobro de quê?) e não é claro o que está representdo no gráfico (está truncado e não está devidamente legendado).
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 34385
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por pepe7 » 25/10/2020 15:57

Espanha entra em novo estado de emergência. Sánchez quer que dure seis meses : https://www.tsf.pt/mundo/espanha-entra- ... 60628.html


Itália encerra teatros e cinemas e obriga bares e restaurantes a fechar portas às 18h00 : https://www.tsf.pt/mundo/italia-encerra ... 60354.html

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, assinou este domingo um novo decreto que impõe o encerramento de piscinas, ginásios, teatros e cinemas a partir de segunda-feira, numa tentativa de conter os contágios que dispararam no país.

A medida anunciada este domingo determina ainda o encerramento às 18h00 dos bares e restaurantes.

Após horas de negociação com as regiões italianas que pretendiam ajudas para os proprietários de bares e restaurantes, foi assinado esse novo decreto em vigor entre segunda-feira e o dia 24 de novembro.

O endurecimento das medidas surge depois do aumento exponencial de casos, tendo o país registado no sábado mais 19.644 casos e 151 mortes devido à Covid-19.

A Itália segue com grande preocupação o aumento de pacientes internados, que já são 12.415 em todo o país, mais 817 em relação a sexta-feira.

Relativamente aos cuidados intensivos, os dados das autoridades de saúde italianas dão conta que estão nestas unidades 1128 pessoas, mais 79 pessoas em relação a sexta-feira.

O novo decreto lembra a obrigatoriedade do uso de máscaras em todos os momentos e é recomendável evitar receber visitas.

Embora tenha sido evitado o recolher obrigatório a nível nacional, que já existe em regiões como o Lácio, cuja capital é Roma, Campânia, Sicília, Calábria e Lombardia, as regiões têm o poder de encerrar as áreas onde se registem aglomerações a partir das 21h00.

Restaurantes, bares, pubs, geladarias e confeitarias podem funcionar apenas das 5h00 às 18h00, mas podem abrir aos domingos e feriados.

São permitidas apenas quatro pessoas por mesa, desde que não sejam do mesmo núcleo familiar.

Ginásios, piscinas e spas, bem como centros culturais, centros sociais, centros recreativos, salas de bingo, casinos e parques de diversões também devem ser fechados, enquanto os parques e parques infantis permanecerão abertos.

Teatros, cinemas e salas de concertos também estão encerrados, bem como os ao ar livre, sendo proibida toda a forma de organização de eventos e conferências presenciais.

A abertura das estações de esqui não será permitida, principalmente após as imagens deste sábado com longas filas e pessoas lotadas nos teleféricos.

O Governo não decretou a proibição da deslocação entre regiões, mas "recomenda veementemente a todas as pessoas que não se desloquem, por meio de transporte público ou privado, a um município que não seja o de residência, exceto para necessidades comprovadas de trabalhar ou estudar, por motivos de saúde".

Também introduz novas medidas para aplicar a educação à distância a pelo menos 75% dos alunos dos cursos de segundo grau do ensino médio, ou seja, maiores de 14 anos.

O presidente do Governo italiano, Giuseppe Conte, deve dar este domingo uma conferência de imprensa para explicar o conteúdo do novo decreto.
 
Mensagens: 1378
Registado: 29/4/2010 22:36

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por ricardmag » 25/10/2020 17:37

MarcoAntonio Escreveu:Não entendo a pergunta (o dobro de quê?) e não é claro o que está representdo no gráfico (está truncado e não está devidamente legendado).


Os dados eram os dos testes aqui e na Suécia para comparar os totais de infetados. As mortes diárias em Portugal andarem a cerca do dobro das da Suécia. O gráfico tem legenda, deve ser necessário dar um click.
"Quando a música acaba, apagam-se as luzes." The Door's
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4946
Registado: 3/4/2014 15:17

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por MarcoAntonio » 25/10/2020 17:49

ricardmag Escreveu:Os dados eram os dos testes aqui e na Suécia para comparar os totais de infetados.


A taxa de testes (ritmo ou percentagem de testes per capita) aqui e na Suécia é bastante diferente e os critérios possivelmente também diferem. Como referi no primeiro post, os confirmados positivos (não são realmente os "infectados") é dos dados menos robustos que temos, sendo na minha opinião contra-produtivo olhar demasiado para eles (hospitalizações/uci's ou ainda os óbitos confirmados tendem a ser valores mais robustos, interessantes e importantes de analisar pois tendem a reflectir melhor o impacto da pandemia, mas talvez até mais do que tudo o primeiro par). Mesmo assim, não estão isentos de problemas, os positivos confirmados são ainda mais problemáticos, porém. No que diz respeito ainda aos testes, vale a pena olhar para a taxa de positivos face aos testes efectuados, mais do que propriamente para o número de confirmados (por exemplo, se se mantiverem os critérios e a taxa de positivos começar a subir, isto é um indicador importante do que se estará a passar para lá do que se consegue ver com os testes implementados).


ricardmag Escreveu: As mortes diárias em Portugal andarem a cerca do dobro das da Suécia.


Julgo que em Portugal não se está a contar "todos" os óbitos atribuíveis a covid (não creio que o excesso de óbitos por explicar se justifique todo dessa forma, mas a minha percepção é que - por motivos que será difícil de precisar, ver por exemplo o meu post anterior - na Suécia a contagem é mais exacta face ao que realmente se está a passar).



Quanto ao gráfico e mesmo vendo a legenda (realmente após o click ela está lá) continuo sem compreender bem o que está ali e com dúvidas sobre a metodologia. Por exemplo, o ano corrente é um ano que está a decorrer e os números/dados podem não estar consolidados como os dos anos anteriores. Confesso que não percebo bem o gráfico nem faço ideia se ele é útil para alguma coisa sem perceber bem como foram extraídos os valores e quais foram as metodologias. Estas coisas precisam de ser analisadas com cuidado e rigor e não faço ideia se aquilo foi feito com cuidado e rigor. Não consigo comentar, especialmente sendo só um gráfico sem explicação, portanto.
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 34385
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por MarcoAntonio » 25/10/2020 18:05

Aqui fica já agora o relatório sueco mais recente:

https://www.folkhalsomyndigheten.se/glo ... -final.pdf

Os números na suécia estão "bem explicados", nomeadamente a contagem oficial bate bastante certo com o excesso de óbitos observado no mesmo período (ou seja, os dados como que se confirmam mutuamente). Ver página 27 do último relatório e as tabelas correspondentes para as semanas anteriores em relatórios prévios, assim como os dados da página 14 (que podem ser contrastados com as contagens oficiais do covid, reflectidos na página 13).

Em Portugal existem disparidades e mais incógnitas, não consigo precisar a razão destas diferenças, quanto muito lançar hipóteses especulativas.
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 34385
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por LISBOA_CASINO » 25/10/2020 21:04

MarcoAntonio Escreveu:
ricardmag Escreveu:Os dados eram os dos testes aqui e na Suécia para comparar os totais de infetados.


A taxa de testes (ritmo ou percentagem de testes per capita) aqui e na Suécia é bastante diferente e os critérios possivelmente também diferem. Como referi no primeiro post, os confirmados positivos (não são realmente os "infectados") é dos dados menos robustos que temos, sendo na minha opinião contra-produtivo olhar demasiado para eles (hospitalizações/uci's ou ainda os óbitos confirmados tendem a ser valores mais robustos, interessantes e importantes de analisar pois tendem a reflectir melhor o impacto da pandemia, mas talvez até mais do que tudo o primeiro par). Mesmo assim, não estão isentos de problemas, os positivos confirmados são ainda mais problemáticos, porém. No que diz respeito ainda aos testes, vale a pena olhar para a taxa de positivos face aos testes efectuados, mais do que propriamente para o número de confirmados (por exemplo, se se mantiverem os critérios e a taxa de positivos começar a subir, isto é um indicador importante do que se estará a passar para lá do que se consegue ver com os testes implementados).


ricardmag Escreveu: As mortes diárias em Portugal andarem a cerca do dobro das da Suécia.


Julgo que em Portugal não se está a contar "todos" os óbitos atribuíveis a covid (não creio que o excesso de óbitos por explicar se justifique todo dessa forma, mas a minha percepção é que - por motivos que será difícil de precisar, ver por exemplo o meu post anterior - na Suécia a contagem é mais exacta face ao que realmente se está a passar).



Quanto ao gráfico e mesmo vendo a legenda (realmente após o click ela está lá) continuo sem compreender bem o que está ali e com dúvidas sobre a metodologia. Por exemplo, o ano corrente é um ano que está a decorrer e os números/dados podem não estar consolidados como os dos anos anteriores. Confesso que não percebo bem o gráfico nem faço ideia se ele é útil para alguma coisa sem perceber bem como foram extraídos os valores e quais foram as metodologias. Estas coisas precisam de ser analisadas com cuidado e rigor e não faço ideia se aquilo foi feito com cuidado e rigor. Não consigo comentar, especialmente sendo só um gráfico sem explicação,


Sem dúvida que a comparabilidade dos testes e dos confirmados positivos, são dos valores menos robustos.


O problema é que os restantes são uma funcão dos primeiros !

Não são mascaras que evitariam BERGAMO;
Não são STAY WAYS que evitariam BERGAMO;
Não são confinamentos que evitariam BERGAMO;

e passados 7 meses,

continuamos sem saber o que aconteceu em BERGAMO e pior
ainda, como evitar BERGAMO !

( E mais fácil atribuir as culpas a um jogo da Champions )

Talvez a criação da NATO pandémica seja um bom começo para uma verdadeira cooperação supra nacional para combate a pandemias e outras calamidades,

Saúde para todos
 
Mensagens: 1449
Registado: 23/11/2011 21:02
Localização: 16

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por MarcoAntonio » 25/10/2020 21:10

LISBOA_CASINO Escreveu: Não são mascaras que evitariam BERGAMO;
Não são STAY WAYS que evitariam BERGAMO;
Não são confinamentos que evitariam BERGAMO;


Isto vem de onde? É achismo ou é baseado em evidência científica? Tens a certeza que sabemos tão pouco quanto proclamas?



Tenta lá dar um jeito aos quotes ou não faças citações se não vão ficar direito. Conforme já referi antes, noutras ocasiões, fica uma confusão nos teus posts perceber quem escreveu o quê obrigando a ir atrás para perceber onde é que começa a tua resposta e o que é citação de outra pessoa. Caso te seja muito trabalhoso, coloca só a tua resposta, acaba por ficar mais simples de seguir e não induz em erro sobre quem escreveu o quê.
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 34385
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por LISBOA_CASINO » 25/10/2020 23:15

De acordo Marco !

Quanto â pergunta, diria que é um achismo baseado em evidencia cientifica !

700 % de excesso de óbitos é algo que não é
explicável pela força do Bicho !

E não tenho ideia sobre as conclusões retiradas e implementadas para anular esta situação.

Mas, provavelmente, só daqui a uns tempos poderá ser reconhecido que a situações como BERGAMO, têm mais a ver com a desorganização dos Países / instituições do que com a extraordinária força do Bicho.

Felizmente, a medicina estatística regista hoje grandes progressos e apesar dos números de itália de casos positivos estarem ao dobro dos registados na altura,

parece que o BICHO tem sido menos mortal !

O que se passou em BERGAMO não é trágico !

O que se passou em BERGAMO é

vergonhoso !

não só para a ITALIA como para toda a UE !

Excesso em BERGAMO atingiu os 895 % da média dos últimos 3 anos !

http://ansabrasil.com.br/brasil/noticia ... 10182.html

PS: curiosidade sobre reinfeçoes, e imunidades de grupo,

é curioso que as Zonas que mais problemas tiveram na 1ª vaga, mantenham a liderança na segunda vaga!

Tendo em conta a % de infetados que deverá ter atingido Bergamo, é preciso mesmo pontaria para apanhar tantos novos casos infetados pela 1ª vez !

Cientificamente não provado,
estatisticamente desconfiado !
 
Mensagens: 1449
Registado: 23/11/2011 21:02
Localização: 16

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por MarcoAntonio » 25/10/2020 23:19

LISBOA_CASINO Escreveu:De acordo Marco !

Quanto â pergunta, diria que é um achismo baseado em evidencia cientifica !


Em que evidência científica?


As decisões de saúde pública baseiam-se em (ou são informadas pela) meta-análise e na revisão sistemática da literatura, nomeadamente de ensaios clínicos e estudos observacionais, pontualmente/eventualmente reforçados por outras formas de evidência como por exemplo experiências/testes em laboratório quando ainda não existe melhor (depende do estágio do problema e do nível de conhecimento acumulado).


Meta-análise no The Lancet sobre máscaras e não só (publicado):

https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)31142-9/fulltext

Mais meta-análise sobre máscaras disponível aqui (preprint):

https://www.preprints.org/manuscript/202004.0203/v3

Um artigo de opinião recente na Nature, que aborda uma série de questões em torno das máscaras, do debate e da evidência:

https://www.nature.com/articles/d41586-020-02801-8#ref-CR10




LISBOA_CASINO Escreveu:E não tenho ideia sobre as conclusões retiradas e implementadas para anular esta situação.


Se não tens ideia, porque é que estás a atirar com achismos para o ar numa matéria desta importância?
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 34385
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por LISBOA_CASINO » 26/10/2020 0:25

LISBOA_CASINO Escreveu:E não tenho ideia sobre as conclusões retiradas e implementadas para anular esta situação.


Se não tens ideia, porque é que estás a atirar com achismos para o ar numa matéria desta importância?[/quote]


Marco,

Não tenho ideia das reais conclusões retiradas sobre as investigações independentes realizadas em BERGAMO !


Mas tenho a certeza que não apontaram para a

- a realização de grande prémios !

- Festas do avante e publico nos estádios !

- Adiamento de consultas e cirurgias;

- Abandono do apoio aos mais velhos e
carenciados;

Talvez tenha passado, entre outras,

Pelo reforço da articulação entre entidades
Publico - Privadas de apoio à saúde e à 3*
Idade;

Reforçar a articulação entre regiões para
maximizar a capacidade de resposta disponível

Reforçar o direito à vida COVID e não COVID

Fomentar as visitas de estudo à Coreia do Sul
para trazer as APP e o manual de instruções
para a sua correta implementação !

Porque caso contrário, ou o nº de casos graves de gripe é bem menor do que em anos anteriores ( e seguramente será) ou, será evidente, que estivemos mais preocupados em vender "Banha da Cobra" do que a criar condições de resposta do sistema ao aumento significativo das necessidades de apoio médico - humanitário que irão ocorrer nos próximos meses.

Por exemplo:

Toda a capacidade publico - privada está articulada para dar resposta as necessidades ?

Existem planos de resposta municipais definidos para gestão da capacidade de resposta?

Todas as forças arrumadas estão preparadas para o combate ?

Planos reforçados de combate á miséria e aos sem abrigo que irão crescer significativamente no próximo inverno ?

Ou será uma gestão ao sabor da pressão !

Alta pressão ;

É triste que haja autorização de publico nos estádios enquanto o desporto de formação continua sem competir !)

Também isto não deveria fazer parte das conclusões de Bergamo !
 
Mensagens: 1449
Registado: 23/11/2011 21:02
Localização: 16

Re: CoronaVirus, panico justificado...?

por MarcoAntonio » 26/10/2020 0:42

LISBOA_CASINO Escreveu:Não tenho ideia das reais conclusões retiradas sobre as investigações independentes realizadas em BERGAMO !


Então devias ter mais cuidado ao fazer afirmações sobre máscaras e outras medidas.
Bons Negócios,
Marco Antonio
Caldeirão de Bolsa

FLOP - Fundamental Laws Of Profit


1. Mais vale perder um ganho que ganhar uma perda, a menos que se cumpra a Segunda Lei.
2. A expectativa de ganho deve superar a expectativa de perda, onde a expectativa mede a
....amplitude média do ganho/perda contra a respectiva probabilidade.
3. A Primeira Lei não é mesmo necessária mas com Três Leis isto fica definitivamente mais giro.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 34385
Registado: 4/11/2002 22:16
Localização: Vilar do Paraíso

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Agasht, balta, cali010201, condehumberto, goncaladas, Google [Bot], Google Adsense [Bot], habanero, jlmt, joingue, kz_11, leomiguel77, lito, LoneWolf, nook, nunoand99, nunorpsilva, pattern, piseg, RogerR, RuiGerente, soros-bq, tami, vinas1976, yggy e 54 visitantes