Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 22/5/2020 22:57

knightbrg Escreveu:Boa noite
Conseguiu aceder a toda a notícia sobre os grandes os fundos de investimento americanos e britânicos e a aposta na queda das bolsas europeias? Em caso afirmativo, pode partilhar?
Obrigado, desde já.
Cumprimentos.





Caro amigo:

Não sei se irá conseguir aceder, receio que seja exclusiva para assinantes. De qualquer forma na net a notícia encontra-se em:

www.ft.com/content/9cc21492-099a-4639-8d7c-c5a9b3f465ce

Cumprimentos.
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por knightbrg » 22/5/2020 23:00

O problema é mesmo esse, só para assinantes.
Obrigado na mesma.
Cumprimentos.
 
Mensagens: 210
Registado: 31/8/2007 23:09
Localização: Braga

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por BearManBull » 23/5/2020 1:50

Cem pt Escreveu:Curiosamente acabou de ser referida uma notícia desta tarde no Financial Times dando conta que grandes fundos de investimento americanos e britânicos (ex: Citadel, Millennium, Marshall Wace,...) procederam também nesta semana a apostas do mesmo tipo nos mercados europeus, dando a entender que não estão propriamente seguros das subidas dos mercados europeus nos próximos tempos.

....

Esta desconexão entre a subida dos mercados accionistas e a disrupção dos enormes problemas e desafios da Economia real é perturbadora mas a verdade é que os mercados não são mais que mecanismos de desconto e historicamente está mais que provado que se movem bem à frente dos critérios fundamentais do presente.


Caro Cem suponho que estes fundos terão certamente uma politica de percentagem de curtos em carteira (como o próprio MI5 tem) e como tal poderá ser mais uma questão de gestão de capital e de risco do que de propriamente de estar a apostar mais nas quedas que nas subidas.

Tenho uma pergunta que salvo erro não foi aqui discutida em detalhe se bem que creio que a designação já foi atribuída. Consideras que estamos já perante um bear market?
Da minha perspectiva sempre tive a ideia que um bear market era algo muito mais estrutural e prolongado no tempo. Pelo menos no NASDAQ parece que, para já, tudo não passou de um mero crash.

Quanto à desconexão realidade mercado parece algo surreal e inesperado, mas realmente até agora só o NASDAQ está quase a fazer novos máximos enquanto o segundo índice de referência SP500 só recuperou pouco mais de metade e ainda falta saber se vai continuar as subidas. Se olharmos para a globalização da abrangência do NASDAQ e a forma como as techies foram catalisadas até parece ter sentido que o NASDAQ esteja próximo de novos máximos senão vejamos:

:arrow: uso da web e das infra-estruturas relacionadas em máximos
:arrow: tempo passado em apps em níveis máximos
:arrow: expansão explosiva do teletrabalho
:arrow: comércio electrónico alavancado para máximos

Claro se tivermos em conta estes pontos vemos que é natural que o NASDAQ até esteja próximo de atingir novos máximos ao ter muitas empresas com negócios que até beneficiam de esta crise e as ajuda a estabelecer-se ainda mais como líderes. Mais ainda quando tem as FAAMG a fazer parte do índice.

Por outro lado temos empresas como Booking, United Airlines, Tesla que realmente estão ainda muito longe dos máximos.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3586
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 25/5/2020 20:07

Amigo Sk:

Exacto, tratam-se de fundos do tipo long-short que tentam aproveitar não só perspectivas de subidas e descidas face a selecções de análises internas mas também de trading com risco controlado de pares de acções longas e curtas do mesmo sector e com diferente potencial de valorização.

A tua reflexão sobre a desconexão possível que estará a ocorrer faz bastante sentido, embora eu acredite que provavelmente estaremos perante uma explicação global mais complexa em que a liquidez excessiva orientada pelos Bancos Centrais origina uma força tremenda compradora. Pergunto-me é se essa força será suficiente para contrariar a realidade da maioria do pessoal pessimista, que tende a puxar os mercados em sentido contrário.

Pelo menos por parte da Fed já veio o aviso reiterado que fará o que puder e não puder para segurar o barco. Vale o que vale, mas para bom entendedor...

A beleza disto tudo é que, independentemente da forma como todos os grandes players se posicionarem, creio que a Análise Técnica tem o privilégio de poder andar um passo à frente das teorias da conspiração, detectando a tendência dominante e procurando saber quando a mesma está prestes a esgotar-se!

No entanto continuam a existir teorias e histórias para todos os gostos e feitios, temos novela garantida até ao fim da crise!

Abraço.

-----

Tivemos uma excelente sessão a puxar pela generalidade dos papéis, mesmo sem a ajuda de Wall Street.

No sector do hedging a eventual operação de venda de Calls pré-anunciada aproxima-se a olhos vistos, interessa que estes produtos altamente alavancados sejam vendidos bem lá no alto e à medida que a carteira passa a deter mais papéis comprados que vendidos.

Na prática este sentimento geral positivo em relação à generalidade dos papéis acaba por ser revisto pelo programa de trading, embora duma forma gradual e não repentina para se adaptar a uma nova realidade, aparentemente menos pessimista:

Em Portugal,
Mota Engil – Passa de vendida a neutral.

Na Europa,
DAX 30 – Alerta para a eventualidade de poder passar de neutral para comprado.
Bayer – Passa de vendida a neutral.
Allianz – Passa de vendida a neutral.

No gráfico aparece hoje a Siemens. É visível que as nuvens negras parecem um pesadelo do passado, com a melhoria evidente da tendência e do ciclo de trading nas últimas duas semanas.

BN


SIEG Osc MI5 Week 20200525.png
Siemens: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Semanal
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 26/5/2020 20:06

Aproveitando a abertura em forte alta nos States foram jogadas fora mais umas cartas do baralho da carteira na sua componente do hedging quando o S&P-500 cotava na zona dos 3015 pontos, tal como estava previsto, vendendo mais um lote de Calls a mais do dobro do seu preço de compra e em zona claramente in-the-money.

Recordo que, para termos sucesso a lidar com opções, as operações das vendas de Calls e compra de Puts devem ser executadas quando o mercado se encontra em alta e, ao contrário, as vendas de Puts e compra de Calls deverão ser executadas com o mercado deprimido cá em baixo, é o que se tem feito até agora. Parece simples em teoria mas na prática as subtilezas do timing para ir pondo em prática esta estratégia necessitam de uma enorme paciência para esperarmos pela altura certa de actuar.

Por enquanto ainda não é a altura de comprar Puts porque uma das condições críticas para o efeito ainda não foi satisfeita, ou seja, que a carteira esteja comprada ou posicionalmente longa em percentual bastante elevado dos seus papéis totais, o que só acontecerá eventualmente em situações dos mercados muito puxados para cima, provavelmente com o S&P-500 a rondar a zona dos 3200 aos 3300 pontos.

É possível que a próxima operação de opções a executar na carteira seja idêntica à de hoje, vendendo novo lote de Calls, depende apenas da evolução do índice norte-americano no curto prazo.

-----

Entretanto o ambiente optimista continua a imperar até agora, resta saber se esta bebedeira geral em que os mercados se transformaram é para continuar. Eles, os mercados bolsistas, são os líderes a apontar o caminho do futuro e os humanos são os “palermas” que não veem um boi do óptimo mundo novo que aí vem.

Ou então estaremos próximos da tal viragem que muitos falam, a tal dúvida do milhão de dólares que todos gostariam de conhecer de antemão.

Curiosamente ontem apareceu uma notícia, a que poucos prestaram atenção porque ainda não vi ninguém chamar a atenção para ela, que tentava explicar um dos motivos desta febre compradora. Pois parece que as corretoras ganharam cerca de 800.000 novos traders que se transferiram de armas e bagagens dos sites de apostas desportivas, uma vez que os acontecimentos desportivos pararam desde março para cá, para os mercados bolsistas! Segundo indicam as corretoras online, que nestes últimos dois meses acolheram maioritariamente este enorme grupo altamente capitalizado, os jogadores têm dado largas à sua veia do vício do risco comprando essencialmente os grandes nomes cotados em Wall Street, está explicado parte do mistério!

Sucede ser assim bastante provável que, quando os grandes desportos de multidões sejam retomados, a esmagadora maioria do capital recentemente transferido para os mercados de capitais regresse novamente à sua origem inicial obrigando ao fecho de largos milhares de posições compradas. Pelo que não seria descabido especular que ocorra uma primeira correcção dos mercados com algum significado numa altura próxima da indicada.

Da parte do sistema de trading “Osc MI5” é indiferente que o cenário seja um ou outro mas o certo é que estará sempre sujeito ao risco de qualquer trader de curto/médio prazo.

Enquanto os mercados estiverem positivos irá continuando a arriscar mais umas compras mas se isto virar para baixo certamente não deverá ficar muitos dias a ver passar demasiados navios em sentido contrário, aguardemos!

Em Portugal,
Jerónimo Martins – Possibilidade de passar de comprada a neutral, a confirmar no final da semana.
Semapa – Estreia na carteira como papel potencial a arriscar posições, pelo facto do sinal de vendido ter passado finalmente hoje a neutral. Obviamente aguarda-se até haver algum sinal direccional para entrar longo ou curto.
BCP – Passa de vendido a neutral. No gráfico pode-se ver que o ciclo de trading descendente é dado como terminado, aliás como aconteceu igualmente na escala semanal. Contudo nem tudo são rosas, as tendências ainda não passaram infelizmente a terreno positivo, pelo que estar de fora nesta altura a aguardar as modas parece ser para o programa a posição mais sensata.

Na Europa,
Anheuser Busch Inbev – Passa de vendida a neutral.
Banco Santander – Passa de vendido neutral.
Sanofi Aventis – Possibilidade de passar de comprada a neutral, a confirmar no final da semana.

Nos States,
Ouro – Alerta para eventual passagem de comprado a neutral, a confirmar no final da semana.

BN


BCP Osc MI5 20200526.png
BCP: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
Editado pela última vez por Cem pt em 26/5/2020 23:08, num total de 1 vez.
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Opcard » 26/5/2020 21:33

Pois parece que as corretoras ganharam cerca de 800.000 novos traders que se transferiram de armas e bagagens dos sites de apostas desportivas, uma vez que os acontecimentos desportivos pararam desde março para cá, para os mercados bolsistas!



Boas

Interessante está informação será mesmo assim ?, Às tantas vão ficar porque a bolsa tem mais vida que as apostas desportivas , está informação dá-me pista para algo que não tinha explicação .

Num jornal económico Francês li que em França apareceram 150 000 novos investidores na bolsa , os particulares multiplicaram por 4 a compra de ações
O jornal nada diz de onde vem, os franceses apostam muito nos cavalos sendo assim entraram numa corrida as ações ?

“ Entre fin février et début avril, 580.000 investisseurs particuliers ont acheté des actions du SBF 120, dont plus de 150.000 nouveaux venus.

« Les achats d'actions françaises par des particuliers ont été multipliés par 4 au mois de mars 2020, dans un volume global multiplié par 3 », indique l'AMF.“

https://www.lesechos.fr/finance-marches ... se-1198790
 
Mensagens: 2432
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 27/5/2020 19:21

Amigo Op:

Há muitas teorias para explicar este surto repentino de compras nos mercados de capitais desde abril para cá, esta achega dos apostadores desportivos online será certamente mais uma.

Deixo ficar um gráfico elucidativo acerca dos novos clientes de algumas corretoras online bem conhecidas nos States.

Abraço.

-----

Mais um lote de opções Call do pacote de hedging vendidas próximo do início da sessão de hoje numa altura em que o S&P-500 marcava 3005 pontos, aproveitando o facto do índice se encontrar ainda perto da sua zona de resistência.

Nesta altura as Puts existentes na carteira excedem as Calls remanescentes numa proporção de cerca de 3 para 1, estaremos portanto bem próximos duma importante resistência, segundo a estratégia da carteira.

Provavelmente a operação seguinte deverá estar para breve e será também do mesmo tipo ou complementada também por uma compra de Puts.

De resto pode-se considerar que se tratou duma sessão em que o pessoal aproveitou para fazer algumas mais-valias a seguir à abertura norte-americana e depois voltou tudo ao normal, quero dizer, às compras!

O mercado atravessa nesta altura um ciclo bullish, é inegável. A liquidez injectada possui uma força tremenda para aguentar o barco. Como tal a única solução para quem quer fazer dinheiro neste meio parece ser a de juntar-se ao grupo mais forte.

Não é crível que a Federal Reserve venda pacotes do “bail-out” antes das eleições presidenciais no último trimestre do ano, até poderá inclusive intervir novamente a comprar de forma indirecta. Mas também não nos podemos esquecer que a China tem umas contas a ajustar e vai querer a não reeleição de Trump. Isto promete, vamos ter uma novela de mercados bastante animados ao longo do ano.

-----

Apesar desta melhoria evidente do clima instalado o sistema “Osc MI5” foi dando hoje uma no cravo (compra) e outra na ferradura (venda):

Em Portugal,
Jerónimo Martins – Alerta confirmado antecipadamente, passa de comprada a neutral.

Na Europa,
ENI – Passa de vendida a neutral.

O PSI aparece hoje na zona dos gráficos. Enquanto na escala diária a tendência mostra um panorama positivo desde há 6 sessões para cá, no timing semanal ainda não saiu do vermelho. Na parte dos ciclos de trading aparece uma neutralidade absoluta, nenhum deles nas duas escalas mostra até agora qualquer prenúncio direccional.

BN


Novos Clientes de Corretoras - Fonte FT.png
Aumento substancial de clientes / Corretoras online - Fonte FT
Novos Clientes de Corretoras - Fonte FT.png (34.88 KiB) Visualizado 3489 vezes


PSI Osc MI5 20200527.png
PSI: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 28/5/2020 20:04

Mais um dia da nova “normalidade”, será que as subidas vieram para ficar? Pois parece que, enquanto o S&P se mantiver nesta sua nova zona de resistência entre os 3000 e os 3130 pontos, temos animação garantida.

Pelos lados da carteira e de acordo com o “Osc MI5” nesta altura apenas existe um papel vendido: os CTT. Tem sido uma semana em que as acções com posição “short” têm vindo a desaparecer da carteira a grande velocidade.

É certo que a quantidade de papéis comprados ainda é diminuta mas quanto aos índices principais sabemos que andam sempre um passo à frente. Neste caso temos os pesos pesados do S&P-500 e DAX-30 a aproveitar na carteira as subidas que se manifestaram até agora, um sinal encorajador e precursor do ambiente positivo que se respira e aí pode vir a continuar pela frente e que nesta altura pesam claramente numa definição global maioritariamente bullish.

Em geral as posições geradas pelo sistema de trading na escala diária apresentam quase todas um bias claramente positivo mas na escala semanal mais distante o pessimismo na maioria das acções vai prevalecendo, pelo que esta batalha periódica entre longos e curtos seguramente vai ser épica daqui em diante.

Outra particularidade que está a ocorrer nos mercados tem a ver com os papéis que eram os refúgios do período da pandemia agora a marcar passo e até a recuar, veja-se a pancada dos líderes do Nasdaq-100. Duma forma clara há muita gente a transferir-se de armas e bagagens para acções quase “esquecidas” e fortemente marteladas em baixa nestes últimos 3 meses.

Contudo há que ter cuidado porque muitas das apostas feitas em acções que subiram bastante na corrente semana não merecem as graças de muitos dos que gostam de acompanhar uma tendência ascendente bem estabelecida. O que quero dizer com isto é que existe por aí muita compra prematura de papéis ainda com fraca consolidação de base, mas evidentemente poderei estar equivocado nesta apreciação e neste caso só poderei dar os parabéns a quem arriscou demasiado cedo, na minha percepção, e ganhou.

-----

O panorama actualizado posicional ficou agora assim estabelecido:

Em Portugal,
Jerónimo Martins – Passa de neutral a comprada.

Na Europa,
DAX 30 – Terminaram as dúvidas do alerta do início da semana, o seu sinal passou claramente de neutral para comprado.
Sanofi Aventis – Não se confirmou o alerta de passagem de comprada a neutral, pelo que se mantém comprada.

No lugar do gráfico do dia temos a BASF. Apesar da evidente melhoria dos seus indicadores de trading, com a tendência e o ciclo de trading a apontarem para cima na escala diária, os mesmos indicadores ainda continuam negativos no timing semanal pelo que no saldo geral o melhor será aguardar por uma definição mais clara para além da sua actual neutralidade.

BN


BASF Osc MI5 20200528.png
BASF: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 29/5/2020 22:31

Terminado mais um mês pode-se dizer que o saldo mensal ficou praticamente a zeros, quase igual ao resultado que a carteira trazia do anterior mês de abril.

Nestas coisas das performances prefiro isso e marcar passo do que sofrer novos reveses, que para além de darem muito trabalho a recuperar são também um foco de instabilidade emocional negativa a evitar.

Vamos então à actualização dos parâmetros e rácios acumulados neste ano, se virem duas parcelas de somatório significa que se referem respectivamente ao sistema de trading original da carteira e ao sistema complementar de hedging das opções:

- Quantidade de negócios encerrados ganhos (win close trades) = 49 + 12 = 61
- Quantidade de negócios encerrados perdidos (lost close trades) = 89 + 1 = 90
- Quantidade de negócios em curso com ganhos (win open trades) = 8 + 1 = 9
- Quantidade de negócios em curso com perdas (lost open trades) = 2 + 3 = 5
- Rácio de Número de Negócios Ganhos / Total Número de Negócios Totais = 70 / 165 = 42.4%
- Ganho médio líquido por trade = ( 44.49% + 37.27% ) / ( 57 + 13 ) = 1.17%
- Perda média líquida por trade = - ( 31.16% + 6.06% ) / ( 91 + 4 ) = -0.39%
- Rácio de Total Ganhos Líquidos / Total Perdas Líquidas =
= ( 44.49% + 37.27% ) / ( 31.16% + 6.06% ) = 2.20
- Critério de Kelly (Percentagem máxima permitida de alavancagem na carteira) = 16.2%
- Percentagem actual da carteira em utilização de margem da conta = 13.5% ( < 16.2% --> verifica)
- Alavancagem actual: Valor dos activos em risco / Valor actual da carteira = 1.98
- Drawdown máximo registado na carteira em 2020 = 17.1%, de 19 de março a 6 de abril
- Média de dias de calendário por cada trade e em cada papel = 24 dias
- Trade de maior duração em dias de calendário = 105 dias
- Número de papéis da carteira com retorno positivo ( > 0.20% ) em 2020 = 17 + 2 = 19
- Número de papéis da carteira com retorno neutral ( > -0.20% e < 0.20% ) em 2020 = 0
- Número de papéis da carteira com retorno negativo ( < -0.20% ) em 2020 = 7
- Rentabilidade YTD da carteira em 2020 (sistema de trading Osc MI5 + sistema de hedging Osc MI5) = +13.33% + 31.21% = +44.54%
- “Alpha” da carteira Osc MI5 = +44.54% - (-10.01%) = +54.55%


Apesar da pequena subida semanal da rentabilidade confesso que fiquei mais decepcionado pelo facto do “Alpha” da carteira, a tal mais-valia criada em relação ao mercado global, ter baixado em quase 1.5 pontos percentuais ao longo da semana.

-----

Hoje tivemos sessão quase toda em baixa, marcada pela ansiedade duma conferência de imprensa nos Estados Unidos. Uma verdadeira paranoia sobre como um único indivíduo pode alterar o rumo dos mercados no curto prazo e jogar com as expectativas de milhões pelo resto do mundo fora.

Um pouco de ficção para animar um pouco. Faltavam 5 minutos para as 20 horas em Portugal. Mercados debaixo de grande ansiedade à espera das tiradas do Presidente em Washington. Um simples tweet de alta prioridade para a Federal Reserve: “Mr. Powell, já instruiu os seus rapazes para comprarem a partir de agora? Let´'s go, quero ver todas essas mãozinhas nos botões das compras...Good luck e God save America. Ah, claro, America first!”

E pronto, correu tudo como planeado, tudo verdinho e no final até houve direito a um pequeno brinde com um daqueles uísques americanos intragáveis que se bebem nos casinos da rede Trump, pois, um Jack Daniel’s on the rocks. E os chineses? Ah, pois, coitados os tipos de Hong-Kong, era para se falar nisso, quem disse que estavam previstas sanções? Ai era?! Fica para outra altura...

De todas as formas esta foi uma semana marcante na carteira, uma vez que pela primeira vez, em perto de 3 meses, marca um bias claramente bullish! Será que vai ser duradouro?

Dito isto, a conclusão semanal é que tudo anda mais ou menos controlado, vejamos então como acabaram os ajustes da semana em termos dos ditames do sistema de trading:

Em Portugal,
Semapa – Passa de neutral a vendida. Após uma pequena pausa cor-de-rosa eis que a queda na sessão de hoje faz com que o ciclo de trading e a tendência descendentes regressem com um sabor amargo, como se pode ver no gráfico abaixo.
Mota-Engil – Passaria de neutral a vendida. No entanto a corretora não permite assumir posições curtas neste papel.

Na Europa, nada a assinalar.

Nos States,
Ouro – Não se confirmou o alerta, pelo que continua comprado.

BN


SEM Osc MI5 20200529.png
Semapa: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário


Pos Osc MI5 20200529.png
Posicionamento actual da carteira "Osc MI5" + Podium ROI 2020
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 1/6/2020 19:03

Tendo o sistema de trading “Osc MI5” neste período dos primeiros 5 meses do ano efectuado perto de 150 trades, a amostra real dos negócios efectuados já pode ser considerada significativa para gerar uma foto bastante realística sobre como funciona no mundo real este método de negociação.

Por isso o primeiro gráfico abaixo representa, duma forma curiosa, uma foto sobre o comportamento do sistema de trading. Mostra o resultado líquido real do investimento de cada trade em função do número de dias de calendário de duração no negócio respectivo.

A primeira conclusão é óbvia: quando o sistema detecta que o negócio vai ser negativo, salta fora o mais rápido possível, através do lema ”cut the losses short”.

Na verdade quando a trade é muito rápida, por exemplo com uma duração de 1 a 10 dias, o resultado global médio irá gerar com elevada probabilidade um retorno maioritariamente negativo, no caso em concreto com uma rentabilidade líquida média a rondar perto de -3% do valor em risco para uma duração de cerca de 5 dias.

A rentabilidade média em cada trade vai-se tornando mais positiva de forma consistente à medida que a duração do negócio vai subindo. Se introduzíssemos uma regressão linear ajustada aos dados XY do gráfico, sendo X a rentabilidade líquida e Y a duração da trade em dias de calendário, seria verificável um retorno médio nulo próximo dos 12 dias de duração e daí para cima teríamos o segmento de recta ascendente com uma pendente onde, por exemplo para um período médio de 50 dias numa trade, o retorno médio expectável rondaria os +16% ou, em alternativa, cerca de +30% para 83 dias médios de duração do negócio.

Por curiosidade matemática a definição dessa recta de regressão linear seria dada nesta altura pela fórmula Y = 2,37.X+12,1 para a totalidade das perto de 150 trades geradas até agora em termos reais pelo sistema de trading.

Que vantagem tem conhecer uma fórmula deste tipo? Se considerar por exemplo que o sistema de trading “Osc MI5” em média nos obriga a ficar 22 dias de calendário em cada negócio, entre as datas de compra e venda, esta simples constatação significa que a esperança matemática do lucro médio esperado por trade, ou “profit factor”, será dada pela fórmula:

22 = 2,37 . X + 12,1
X = (22 – 12,1) / 2,37
X = 4,18%

Ou seja, se apostássemos sempre hipoteticamente 1000 Euros numa trade, qualquer que seja o papel e usando as regras do sistema de trading “Osc MI5” em condições idênticas às que ocorreram nos mercados nestes primeiros 5 meses, seria expectável obter um lucro líquido médio a longo prazo de 41.80 Euros em cada negócio. Nada mau, repetindo até à exaustão as regras de entrada e saída apenas conhecendo o preço no timing disparado pelo sistema, sempre e sempre de forma sistemática da mesma maneira, sem receios e sem necessidade de conhecer notícias antes e depois, com entradas e saídas totalmente desafectadas de qualquer emoção!


Osc MI5 _ Retorno.Dias Calendário.png
Sistema de trading "Osc MI5": Relação Retorno (%) / Duração das trades (Dias)


-----

Em contraste flagrante temos o mesmo tipo de gráfico, ver abaixo, só que desta vez representando as trades do sistema de hedging com opções Call e Put.

O comportamento da distribuição dos pares XY, ou retornos com duração dos negócios, não tem nada a ver com o gráfico anterior do sistema de trading original “Osc MI5”.

Aparentemente até se verifica um caso singular em que, apesar de nesta altura ser um pouco prematuro estar a extrair conclusões porque a quantidade de trades de hedging ainda é diminuta, os piores retornos registam-se até agora nas trades de mais longa duração.

No mesmo gráfico pode ser constatado um negócio negativo de 0 dias de duração, que resulta dum engano meu na introdução duma ordem errada e que teve de ser desfeita logo a seguir. Acontece a qualquer um!

Por enquanto e por ser prematuro, devido ao número exíguo de dados na quantidade de trades de hedging, ao contrário do que foi dito acima para o sistema original “Osc MI5”, não é possível concluir que exista uma regressão linear válida no sistema de hedging com opções, relacionando os retornos por negócio com a sua duração.


Osc MI5 Hedging  _ Retorno.Dias Calendário.png
Sistema de hedging de opções "Osc MI5": Relação Retorno (%) / Duração das trades (Dias)


-----

Quanto à sessão de hoje digamos que foi um tanto ou quanto morna, moderadamente positiva na Europa e bastante neutral e com uns laivos de positiva nos States, pelo menos até meio da tarde de hoje.

O sistema de trading continua assim a assumir-se em toada de crescimento optimista moderado:

Em Portugal,
NOS – Possibilidade de passar de neutral para comprada, a confirmar no final da semana.
Galp - Possibilidade de passar de neutral para comprada, a confirmar no final da semana.

Na Europa, não houve sinais para novas trades.

Para gráfico do dia escolhi um papel representativo do comportamento actual do sector bancário, o BNP Paribas, aliás um bom exemplo em que os indicadores do “Osc MI5” se adaptam bastante bem às alturas críticas das viragens de ciclo e tendência. Enquanto na escala diária o panorama parece ser risonho no presente, já na escala semanal, no gráfico apresentado, temos apenas como aspecto mais positivo a ocorrência do fim do ciclo de trading descendente ocorrida no dia 8 de maio. No entanto o indicador principal, representado pela tendência, continua negativo a marcar uma força de -40% e sem alterações nas últimas duas semanas. É certo que já esteve bem pior, desde inícios de março para cá, mas ainda tem de suar um pouco para atingir o limbo celestial positivo! Portanto o mais sensato é manter por enquanto o papel debaixo de olho mas com uma perspectiva neutral à data presente.

BN


BNPP Osc MI5 Week 20200601.png
BNP Paribas: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Semanal
Editado pela última vez por Cem pt em 2/6/2020 19:09, num total de 1 vez.
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 2/6/2020 19:08

Para variar hoje foi dia de uma excelente sessão na Europa e em Portugal, boas notícias para os bulls.

Resta saber por quanto tempo irá durar esta bonança, até lá é ir aproveitando a maré favorável.

-----

O sistema de trading entretanto começa a ficar um pouco excitado com as oportunidades de compra que vão disparando um pouco por vários lados, particularmente aqui pela santa terrinha, apesar da escala semanal ser bastante lenta a virar. Normalmente aconselha-se sempre muita cautela nestas alturas de tentativas de recuperação face a movimentos de acelerações, frequentemente falsos, que costumam ser bastante frequentes mas sem grandes seguimentos futuros:

Em Portugal,
PSI – Possibilidade de passar de neutral para comprado, a confirmar no final da semana.
Semapa – Passa de vendida a neutral.
CTT – Passa de vendida a neutral. No gráfico abaixo pode ser vista a tendência diária a passar finalmente a positiva, o que já não acontecia desde janeiro do corrente ano, embora com um valor de força ainda reduzido de +10% a acompanhar o fim dum ciclo de trading negativo. Contudo o panorama semanal ainda mantém uma pendente descendente, pelo que para já a neutralidade é o melhor que se pode arranjar para o papel representativo dos nossos correios, na óptica do sistema de trading.

Na Europa, continua tudo em banho maria a aguardar melhores definições.

BN


CTT Osc MI5 20200602.png
CTT: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Opcard » 2/6/2020 20:07

CemPt como perguntas quanto tempo vai durar está bonança ,eu respondo com outra pergunta que tem a resposta .

Irão os Bancos Centrais tentar reduzir o tamanho do seu balanço após a crise?
Sabendo isso sabemos tudo .

A anulação levaria os mercados ao Céu , vejamos :

Os bancos centrais decidem anular as dívidas e ha 2 possibilidades com resultados diferentes , continuar a rodar as dívidas Públicas sem juros na prática passam a perpétuas , o que já acontece , tem um risco se aparece inflação é o desastre subida de juros e a falência de algum estados com a subida dos juros .

Cada vez mais se defende a anulação da dívida em poder dos bancos centrais é repartir do zero , memo a Alemanha com garantiam aceitava o grande receio é certos países voltavam a fazer o mesmo , gastar acima do que podem é há sempre boas razões .

Vejo que desde 2015, o BCE nunca tentou reduzir o tamanho do seu balanço
esta redução provavelmente revelaria um aumento perigoso nas taxas de juros nos países periféricos.
O Reserva Federal tentou reduzir o tamanho de seu balanço, teve que parar muito rapidamente.

Se economia melhor as ações descem os bancos centrais paravam com Quantitative Easing.

Razão porque todas as más notícias são boas para o mercado e as boas nem tanto .
 
Mensagens: 2432
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 3/6/2020 19:26

Amigo Op:

Thanks pela opinião, infelizmente na macro-Economia nem sempre 2 + 2 = 4!

As variáveis dos grandes cenários são tão variadas e tão diversas ou gradativas em valor que muito dificilmente as probabilidades de ocorrência dos cenários previsíveis se verificam como anteriormente esperado pelas teorias dos experts. A realidade acaba por depender de muitos mais factores externos do que à partida se poderia prever.

Mas é um facto que a intervenção massiva dos Bancos Centrais veio dar a esta crise um apoio ou empurrão decisivo extraordinário, cujas consequências futuras são ainda muito incertas em questões inflacionárias, taxas de juro e consequências sobre quem vai pagar toda esta liquidez que vai desaguar nos mercados.

Porque se há uma verdade inquestionável é que, também nos mercados, ninguém dá nada a ninguém ou, dito de outra forma, não há almoços grátis. Aqui cada um tem que lutar por todos os Euros que eventualmente venha a ganhar.

Olha, temos de ter uma atitude tipo novela ou de história por episódios tipo Guerra dos Tronos, a de ir acompanhando semana a semana, com um olho no dragão (nada a ver com futebol)!

Abraço.

-----

Quanto aos mercados, pois é, temos um regime de mini-euforia instalado, parece inegável!

Com o detalhe de que agora os papéis que o pessoal aposta para picar são aqueles que estavam esquecidos e que ninguém queria.

Todavia é preciso bastante cautela para pegar neste grupo de acções de olhos fechados, se estivéssemos num bull market transparente há muitos meses não haveria nada contra esta estratégia de pegar em qualquer coisa que mexesse, só que ainda não estamos lá porque a verdade é que há muita gente desconfiada e pronta a abandonar o barco às primeiras vagas contrárias, as agruras do passado recente ainda estão muito vivas na memória de quem sofreu nesse período. E, acreditem, foi muita gente, que não liga peva à Análise Técnica, que passou por essa experiência dolorosa.

Nesta matéria de alguma complexidade, em que a Economia real está claramente desligada desta onda eufórica que domina os mercados, há que dar ouvidos a quem é bastante batido neste métier. Lembro-me que havia um trader norte-americano muito experiente, pertencente ao CTA, que dizia com muita razão: “olha para trás se queres precaver o futuro, e olha para a frente para negociar o futuro com atenção ao passado”. Eu não diria melhor, ou então vamos para aquele ditado bem português do “cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém”.

Entretanto o sistema de hedging da carteira não tem estado parado apenas a observar. Acontece que o timing de duas possíveis operações, “contrarians” ao clima de euforia que estamos a viver, está cada vez mais próximo de acontecer porque o conjunto de regras e condições para disparar as respectivas ordens estão iminentes. Refiro-me à compra de Puts e venda de Calls sobre o índice S&P-500, curiosamente cada vez mais próximo de atingir o limite superior da resistência dos 3130 pontos que tenho vindo a referir de há umas semanas para cá.

Obviamente que isto não significa que o referido nível não seja ultrapassado, apenas é previsível que exista muita luta à volta deste valor num futuro muito próximo mas a verdade é que as resistências estão aí para serem quebradas!

-----

Neste regime de viragens e rotações de posições o sistema de trading vai ajustando o seu novo posicionamento, em particular na Europa que teve um dia em cheio de upgradings:

Em Portugal,
CTT – Passa de neutral a vendida. Apesar do fecho positivo na sessão a vela efectuada tem um aspecto de zona de inversão de ciclo um tanto ou quanto suspeita, equivalendo a uma perda diária de -0.14% na óptica do sistema de trading. De todas as maneiras o preço de venda limite deverá ser colocado acima da barreira dos 2.40 € / acção, igualmente de acordo com o sistema “Osc MI5”.

Na Europa, bastantes alertas!
Anheuser Busch Inbev – Possibilidade de passar de neutral para comprada, a confirmar até ao final da semana.
BNP Paribas – Possibilidade de passar de neutral para comprada, a confirmar até ao final da semana.
Allianz - Possibilidade de passar de neutral para comprada, a confirmar até ao final da semana.
BASF - Possibilidade de passar de neutral para comprada, a confirmar até ao final da semana. O gráfico semanal finalmente mostra o ciclo de trading positivo ou ascendente como ponto importante de disparo da compra, algo que já não acontecia desde 3 de janeiro neste sistema de trading. No entanto há que estar atento à força tendencial que nesta altura ocupa um lugar de fronteira com 0% de força, situação que em termos de desempate é compensada pelos indicadores de ciclo e tendência bem ascendentes na escala diária. Ou seja, a compra poderá ser realizada já na sessão de amanhã mas terá de ser desfeita, retomando a posição neutral actual, se até ao final da semana a tendência semanal voltar a terreno negativo.

Nos States,
Ouro - Passa de comprado a neutral.

BN


BASF Osc MI5 Week 20200603.png
BASF: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Semanal
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 4/6/2020 20:15

No “position trading”, quando nos referimos à modalidade activa, há duas questões que estão interligadas e que são críticas para conseguirmos ganhar dinheiro:

1) Temos de percepcionar o sentimento de mercado e, se possível, quantificá-lo através de indicadores de Análise Técnica. Se identificarmos mesmo que inconscientemente, na escala em que negociamos, onde se encontra o nível de fronteira entre o optimismo e o pessimismo dominantes temos meio caminho andado para podermos avançar com sucesso neste negócio aparentemente caótico de sobe e desce constante e tão variável a cada instante que passa. “Ah, mas eu uso um RSI(14) que me tem dado muitas alegrias e lucros no passado, para que preciso eu de saber essa história da fronteira emocional”? Óptimo! Continue a usar o seu indicador como sempre usou, muito bem. O que eu digo é que provavelmente nunca pensou que, ao usar esse indicador, a escala do zero do mesmo marca uma diferença na passagem dum estado emocional do mercado de optimista para pessimista e vice-versa! E diz outro: “Ah, mas no meu caso utilizo sempre uma verificação de LTAs e LTDs para identificar mercados ascendentes e descendentes para detectar os pontos de quebra dos canais para as vendas e compras”. Excelente! E será que neste método já pensou num simples detalhe que faz toda a diferença: que os mercados estão optimistas quando a tendência calculada através dos canais é ascendente e pessimistas quando o canal passa a descendente? Pois é, não é preciso ter indicadores sofisticados para chegar a estas conclusões tão simples.

2) Como consequência do ponto anterior, olhando para os indicadores ou outros métodos de negociação, para verificar se o clima é optimista ou pessimista, assim deveremos colocar o dinheiro em compras ou vendas consoante o estado emocional do mercado. A única forma de ganhar dinheiro é procurar adivinhar a todo o tempo qual o ciclo ou a “leg” a favor da tendência que se vai seguir, apostando em subidas com os indicadores optimistas e em descidas com os indicadores pessimistas, e só então arriscar uma parte segura do capital nessa onda direccional previsível. Se o ciclo e a tendência estiverem em sintonia, é de avançar! Senão, o mais sensato é ficar de fora e aguardar pela conjugação da ocorrência simultânea de ambas: ciclo e tendência a avançar no mesmo sentido! Bem sei que dito desta maneira tudo isto parece simples mas reconheço que por vezes a detecção da tendência poderá estar equivocada pelo simples facto de termos de nos referir sempre à escala temporal (ou escalas temporais, se monitorizamos mais que uma) que estamos a negociar e não a uma salsada de escalas onde os sentidos dos movimentos se confundem!

Mas atenção a um detalhe que nunca é demais repetir: nunca apostar contra a tendência e, de preferência, também ficar de fora em ciclos contra a tendência, é dos erros mais repetidos pelos teimosos e pouco conhecedores destes meandros que não acreditam no seguimento dos sentidos dominantes e que acham que os mercados é que estão errados. Esses malandros são manobrados por “eles”, os famosos “tubarões” que manobram na sombra! Onde é que já ouvimos isto?

-----

Dia de abertura em ligeira baixa e assim se mantiveram os mercados na Europa toda a manhã numa estranha luta de equilíbrio entre o grupo dos que aproveitaram para vender e fazer mais-valias das passadas sessões bastante lucrativas e dos que compravam do grupo dos desconfiados que ficaram de fora, e não aproveitaram algumas boas oportunidades, e que desta vez não quiseram ficar a ver passar o comboio.

Até que à hora do almoço veio o anúncio do ECB que, mais do que o novo reforço de mais 600 biliões para juntar ao anterior, estava na disposição de continuar a injectar mais e mais dinheiro no programa de compra de obrigações, sem calendário específico de data limite até estimar que a crise se encontre terminada. Basicamente era o mesmo que anunciar de forma indirecta que não deixaria cair os mercados accionistas.

Portanto tivemos nova recuperação para os níveis dos fechos extraordinários da véspera, que pouco durou porque logo a seguir entrou o pessoal a vender o habitual “sell the news”, pelo que as cotações voltaram para a zona das desvalorizações na zona dos -0.5% aos -1%.

Restava saber o que fariam os mercados na terra do tio Sam. Na verdade o comportamento foi relativamente calmo mas idêntico na realização de mais-valias, para respirar um pouco daquelas acelerações recentes que deixaram uma sensação de alguma euforia prematura que todos vamos mais ou menos sentindo.

No entanto parece de facto haver sempre uma mãozinha amiga para ajudar a criança a subir mais uns degraus sem se magoar, até a descer é suave. A resistência dos 3130 funcionou de forma muito previsível, cada vez que desde ontem houve algumas tentativas tímidas para atacar este nível havia sempre mãos fortes a atirar o mercado para baixo, mas sempre através de velas descendentes de fraca ou média amplitude.

Há uma liquidez incrível para a qual a contribuição dos Bancos Centrais é inegável, confirmada pelo abaixamento contínuo da volatilidade implícita e histórica dos movimentos bruscos e violentos que assustavam o pessoal.

Nesta altura os mercados financeiros parecem ser um dos poucos “safe heavens” para especular e investir o dinheiro, pasme-se, com alguma segurança! Se eu alguma vez em tempos recentes pensei afirmar uma baboseira destas...

O melhor é mesmo irmos monitorizando as tendências, seguir a procissão e... mais nada!

-----

Temos portanto o sistema de trading a estabilizar neste dia de calmaria:

Em Portugal,
Mota Engil – Passa de vendida a neutral.

Na Europa, nada a acrescentar.

Abaixo temos o gráfico do DAX. O comportamento bull recente tem sido irrepreensível. O ciclo e a tendência accionaram, devido ao seu sentido ascendente, um sinal de compra bastante claro em 20 de maio passado na escala diária. Como consequência da sua posição longa, este índice tem sido um dos grandes culpados dos lucros da carteira ao longo da corrente semana e a performance do DAX, que tinha sido uma das decepções da carteira até agora, na minha opinião, passou finalmente a registar um retorno acumulado positivo neste ano de 2020. Felizmente e até que enfim, devido ao peso que possui no conjunto da carteira!

BN


DAX Osc MI5 20200604.png
DAX-30: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Celsius-reloaded » 5/6/2020 10:15

Mas que excelente post. :clap:

Mto interessante a correlação ciclo e tendência.
31 de Julho: dia de São Stop.
 
Mensagens: 2006
Registado: 29/11/2007 2:35
Localização: Coimbra

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por icemetal » 5/6/2020 17:30

Caro Cem,
Obs - Só agora li o seu post...
Resumo perfeito do meu dia de hoje:
"Eles" enganaram-me, e eu acreditei na Europa e a nossa não se mexeu, a tal questão de acompanhar vários gráficos ao mesmo tempo.
Em parte já era esse o meu pensamento em relação ao descrito, mas precisava de o ver explanado por alguém mais experiente.
Grato pelas dicas.
Abço / Alex
 
Mensagens: 14
Registado: 25/10/2019 10:15

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 5/6/2020 22:36

Amigos Celso e Ice:

Thanks pelas palavras simpáticas.

Abraços.

-----

E cá está!

O que aconteceu hoje? Simplesmente uma bebedeira geral de euforia.

Parece um bull market dos bons velhos tempos dos finais dos anos 90, não é preciso dizer mais nada.

Lá fora a Economia real agita-se em situações de sofrimento, convulsão e muitas incógnitas mas cá dentro os mercados financeiros vivem... em Marte!

Ah, já me ía esquecendo, a tal resistência do S&P-500 dos 3130 foi estilhaçada aos pedaços, nada sobrou. Aliás sempre fui adepto da teoria que os suportes e resistências estão lá para algum dia serem ultrapassados.

Não admira que haja muita gente confundida e sem saber o que fazer neste cruzamento de verdadeiras contradições: comprar ou vender? Acho que ninguém tem uma solução real para responder correctamente mas no início da próxima semana abordarei este tema para deixar umas pistas que poderão ajudar na decisão.

-----

O que posso adiantar é que a euforia reinante se materializou numa altura excelente, na óptica das regras do sistema de hedging, para jogar mais uma cartada com o referido sistema na carteira: as condições para satisfazer mais uma operação defensiva estavam todas reunidas e portanto foi executada mais uma compra de um lote de Puts sobre o índice S&P-500, para precaver futuras descidas acentuadas dos mercados em data incerta antes do final do ano. Na altura da operação o índice S&P cash seguia a cotar próximo dos 3172 pontos, perto da abertura do mercado.

É verdade que grande parte dos hedge-funds profissionais não pratica operações de hedging mas nesse caso arriscam-se a levar uma grande talhada nos retornos se forem apanhados na maré baixa, ou fortes correcções de mercado, sem calções de banho! Muitos desses fundos vivem apenas da porção da primeira parcela que conseguem amealhar da conhecida fórmula “2-20” praticada na indústria dos fundos: 2% de remuneração “front fee” sobre o capital a investir e 20% da cobrança sobre os lucros na altura do resgate. Como em geral não há lucros, na maioria das vezes limitam-se a ficar com os 2%. Se considerarmos que se trata duma indústria de triliões de dólares, convenhamos que, mesmo com apenas 2% dessas maquias astronómicas, muitos desses gestores ficam milionários sem sequer terem necessidade de gerar retornos positivos! É assim também que em situações de fortes correcções muitos desses fundos perdem os clientes, que neles tinham confiado para investir as suas poupanças, e em que assistimos em filme repetido vezes sem conta a milhões e biliões em resgates, quando os clientes são confrontados com perdas de capital ruinosas.

Mas que condições ideais eram essas na carteira “Osc MI5” para comprar Puts? Basicamente são a resposta positiva a cada uma das seguintes questões: 1) A carteira está maioritariamente carregada de posições longas ou compradas? 2) O clima emocional estava claramente optimista com as cotações a subir e com o sistema de trading a manter claramente um sinal comprado no subjacente S&P-500? 3) Na altura da compra a sessão estava a decorrer no verde em relação à véspera? 4) A totalidade de contratos Puts existentes em carteira, incluindo os novos contratos agora comprados, equivale a menos do dobro do valor da carteira, ao preço do índice subjacente? 5) A rentabilidade da conta geral subiu mais de 5% desde a última compra de opções? 6) Para pagar o custo da operação de compra, estão envolvidos menos de metade dos referidos 5% de ganhos referidos atrás?

Para ser mais concreto, os Puts que hoje vieram reforçar a componente do hedging têm como data de maturidade 31 de dezembro de 2020 e correspondem ao preço de exercício de 2800 pontos do S&P-500, ou seja, cerca de 12% out-of-the-money em relação aos actuais preços de mercado. O preço de compra correspondeu a um delta de -0.23, no intervalo aconselhado para a compra de opções na estratégia da carteira de -0.20 a -0.25.

Não foi um detalhe importante mas para esta compra contribuiu igualmente o abaixamento substancial da IV ou volatilidade implícita existente no valor do preço das opções OTM (out-of-the-money), que são o grande alvo das compras de hedging da carteira. Este regresso da IV a níveis mais “normais” ou corriqueiros, a que nos tem habituado o mercado em tempos de subidas, veio facilitar a compra dos novos Puts por um preço bastante mais acessível do que os que existiam nos últimos 3 meses para cá, onde as elevadas volatilidades implícitas incorporadas nos preços de cotação tornavam estes produtos defensivos bastante caros.

Na carteira existe ainda um lote de opções Call, cujas condições de venda se encontram também muito próximas de serem satisfeitas na totalidade. Estimo que na semana que vem as últimas Calls tenham finalmente desaparecido da carteira.

Recordo que as Calls devem ser compradas em ambientes muito deprimidos e massacrados, em que muito poucos acreditam em subidas próximas. Destinam-se a serem vendidos preferencialmente em ambientes de euforia e quando a carteira estiver carregada de papéis comprados ou longos.

-----

Quanto aos resultados de mais um balanço semanal talvez destacasse dois factos curiosos:

1) O sistema de trading principal “Osc MI5” terá sido o maior destaque na carteira pelo facto da sua rentabilidade isolada ter subido quase o dobro em apenas 5 dias: de 13.33% na semana passada para 26.10% esta semana, o que o coloca possivelmente na rota de chegar ao final do ano com um retorno isolado próximo ou acima dos 40%, o tal valor mágico e objectivo anual desde sempre!

2) A rentabilidade da carteira no seu conjunto, com o sistema de trading “Osc MI5” e o sistema de hedging associados, já ultrapassou a barreira dos 50% antes de ser atingida a primeira metade do ano. É uma marca simpática mas que será apenas um passo inicial importante para tentar chegar aos 3 dígitos dos 100% no final do ano, um alvo que jamais consegui obter no passado e que será certamente muito difícil de alcançar.

-----

Fica então a actualização dos parâmetros e rácios acumulados neste ano, se virem duas parcelas de somatório significa que se referem respectivamente ao sistema de trading original da carteira e ao sistema complementar de hedging das opções:

- Quantidade de negócios encerrados ganhos (win close trades) = 51 + 12 = 63
- Quantidade de negócios encerrados perdidos (lost close trades) = 91 + 1 = 92
- Quantidade de negócios em curso com ganhos (win open trades) = 13 + 1 = 14
- Quantidade de negócios em curso com perdas (lost open trades) = 1 + 4 = 5
- Rácio de Número de Negócios Ganhos / Total Número de Negócios Totais = 77 / 174 = 44.3%
- Ganho médio líquido por trade = ( 58.22% + 38.44% ) / ( 64 + 13 ) = 1.26%
- Perda média líquida por trade = - ( 32.12% + 7.19% ) / ( 92 + 5 ) = -0.41%
- Rácio de Total Ganhos Líquidos / Total Perdas Líquidas =
= ( 58.22% + 38.44% ) / ( 32.12% + 7.19% ) = 2.46
- Critério de Kelly (Percentagem máxima permitida de alavancagem na carteira) = 21.7%
- Percentagem actual da carteira em utilização de margem da conta = 17.7% ( < 21.7% --> verifica)
- Alavancagem actual: Valor dos activos em risco / Valor actual da carteira = 2.24
- Drawdown máximo registado na carteira em 2020 = 17.1%, de 19 de março a 6 de abril
- Média de dias de calendário por cada trade e em cada papel = 24 dias
- Trade de maior duração em dias de calendário = 105 dias
- Número de papéis da carteira com retorno positivo ( > 0.20% ) em 2020 = 18 + 2 = 20
- Número de papéis da carteira com retorno neutral ( > -0.20% e < 0.20% ) em 2020 = 2
- Número de papéis da carteira com retorno negativo ( < -0.20% ) em 2020 = 5
- Rentabilidade YTD da carteira em 2020 (sistema de trading Osc MI5 + sistema de hedging Osc MI5) = +26.10% + 31.25% = +57.35%
- “Alpha” da carteira Osc MI5 = +57.35% - (-3.87%) = +61.22%


-----

No que toca à actualização de posições por parte do sistema de trading, talvez o maior destaque esteja na maioria esmagadora das confirmações de posição previstas em função dos alertas lançados próximo do início da semana:

Em Portugal,
PSI - Confirmada a posição de compra.
NOS - Confirmada a posição de compra.
Galp – Confirmada a posição de compra.

Na Europa,
Anheuser Busch Inbev – Confirmada a posição de compra.
Total – Passa de neutral a comprada.
BNP Paribas – Confirmada a posição de compra.
Allianz - Confirmada a posição de compra.
Daimler – Passa de neutral a comprada.
BASF - Confirmada a posição de compra.

O gráfico apresentado é o da Mota-Engil na escala semanal. Enquanto na escala diária o panorama parece seguir positivo, a escala semanal visível mostra uma tendência ainda descendente mas ao mesmo tempo o ciclo de trading já se encontra neutral desde há 5 semanas para cá. Há que aguardar pela passagem da tendência a positiva para augurar a este papel finalmente um sentido ascendente, até lá a atitude mais sensata parece ser a de aguardar na posição neutral.

BN


Mota-Engil Osc MI5 Week 20200605.png
Mota-Engil: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Semanal


Pos Osc MI5 20200605.png
Posicionamento do sistema de trading "Osc MI5" nos activos da carteira + Podium ROI 2020
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 8/6/2020 20:53

Para melhor resumir a sessão: tivemos simplesmente um dia normal e sossegado para consolidar a maioria das posições compradas, uma abertura ligeiramente em baixa para realização de algumas mais-valias de algum pessoal que ganhou umas coroas na última 6ª feira e depois uma pequena recuperação geral, com mais gente a aderir ao clima optimista, e para concluir fechos ligeiramente negativos no caso da Europa.

Notou-se de forma clara que o mercado norte-americano possui agora um suporte com algum peso de concentração de milhares de ordens a rondar a zona dos 3200 pontos. Algum dia será também quebrado, mas para já aproveitemos aquilo que o mercado vai oferecendo...

Entretanto na altura em que o S&P-500 ultrapassava os 3218 pontos foi executada na carteira a venda do último lote de Calls que a carteira ainda detinha, a um preço de cerca do dobro da sua aquisição efectuada na primeira quinzena de março passado.

Nesta altura só existem em carteira produtos de hedging negativo, através de opções Put compradas, para cobertura de cenários de futuras descidas dos mercados.

-----

E agora deixem-me abordar um tema importante, em particular para quem se iniciou há pouco tempo nos mercados, que se pode resumir à pergunta:

Como lidar com as perdas?

Comecemos no entanto por uma introdução mais geral sobre o que há de mais básico na Bolsa: compras e vendas.

Comprar? Vender? Que papel ou papéis devo escolher? Quanto vou meter no negócio? Em que altura vou entrar? Vou deixar isto subir ou descer antes de arriscar?

Tantas perguntas e tantas respostas com resultados tão diversos a que só o futuro saberá responder com acerto total.

Muitas decisões associadas a dúvidas constantes que sempre fizeram parte do nosso percurso bolsista.

No início a parte emocional acompanha com grande intensidade todo o ciclo do processo, desde a compra seguida pelo período em que todos fazemos figas para que o papel suba, monitorizando com grande ansiedade os movimentos do sobe e desce onde as dúvidas, sobre se fizemos bem ou mal, se vão acumulando, até culminar com a venda onde regressa de alguma forma um estado de alívio para tirarmos as conclusões sobre uma explicação do que correu bem ou mal.

À medida que os anos passam as compras e vendas vão-se tornando mais rotineiras e emocionalmente menos intensas, nessa altura da aprendizagem permanente já sabemos mais ou menos o desenlace que termina sempre com lucros ou perdas, umas vezes mais acentuadas que outras.

É contudo nestas alturas que nos questionamos sobre os resultados reais que estamos a enfrentar porque quase sempre no início das nossas incursões pela Bolsa não há propriamente um plano de trading associado. Os negócios em que arriscamos o nosso dinheiro devem-se mais ao feeling e à influência dumas conversas tidas com um amigo que percebia do assunto ou de algumas notícias desgarradas apanhadas aqui e além.

Assim eis-nos confrontados com os resultados da Bolsa onde seguramente todos passámos por fases de ganhos e perdas.

A. Cenário de ganhos, somos os maiores: “Belos negócios, aquelas duas apostas estavam mesmo ali à mão de semear e foi limpinho, se calhar no primeiro caso até podia ter vendido um pouco mais tarde porque estava um pouco receoso, mas pronto, foi super! Tenho mesmo jeito para isto. A vida lá fora, ah maravilha, tudo nos conformes e cor-de-rosa. É claro que vou já ver esta semana onde vou reinvestir a massa e guardar algum para um fim-de-semana prolongado com a patroa!”

Contudo, há que ser realista, as épocas de ganhos são sempre fugazes e deixam sempre recordações agradáveis mas passageiras. O tempo passa e esses momentos positivos esvaem-se e passam a fazer parte daquelas memórias pessoais deixadas a um canto do passado a que os outros não ligam peva porque não estão minimamente interessados se o A, B ou C ganhou uns cobres numa aposta feliz.

B. Cenário de perdas, aí a música é bem diferente! Todos passámos por estes períodos traumáticos e sentimentos de culpa: “Que estúpido que fui, estava-se mesmo a ver que aquilo não ía dar em nada, mas insisti e insisti para dar tempo a recuperar e nada, aquela cag*da despencava mais e mais por ali abaixo! Acabei por vender com uma perda que não vou contar a ninguém, era uma vergonha se toda a gente soubesse que isto provocou um rombo na minha carteira para cima de 50%, acabei a vender com um prejuízo de 40% porque vá lá, vá lá, aquilo ainda subiu uns trocos. Que idiota, fui mesmo um estúpido, estava mesmo a ver que aquela aquilo não ía dar certo, porque é que eu não vendi esta porcaria mais cedo?”

Lidar com as perdas! É aqui que reside o grande problema da maioria dos traders. Como ultrapassar com o tempo a amargura e sentimentos intensos de culpa própria que cada um desenvolve neste tema?

Todos já passámos por essas infelizes experiências, aonde eu também me incluo. E quando as perdas são violentas e abanam parte do capital que tinha custado muito a ganhar e nos arrastam para saldos negativos? Caramba, nem imaginam, fico mesmo na m*rda! Apesar de sabermos que estamos sujeitos a alturas piores no trading o nosso amor-próprio atinge por vezes picos em que não queremos falar com ninguém nem saber do bom da vida que o mundo lá fora tem para nos proporcionar. São fases chatas, difíceis de ultrapassar, mas que o tempo ajuda sempre a atenuar. Outra forma de ultrapassar essa fase mais amarga é virar também o nosso foco de forma mais intensa para outras actividades profissionais e familiares para além do trading, ajuda a esquecer os sentimentos negativos.

Quando chega a tal fase negativa das perdas até parece que o mundo se uniu para nos tramar. Durante esse período parece que tudo corre mal, é lá fora, é em casa, é na carteira e é nos planos do futuro que ficam adiados ou comprometidos pelo dinheiro jogado fora! Somos uns bananas que andaram para aqui a comprar e vender ao desbarato sem nexo. Se calhar mais valia deixar esta vida de risco e ter deixado as pequenas poupanças sossegadas no Banco, daria menos trabalho e mais garantias dum futuro com menos preocupações pela frente.

-----

Claro que tanto os ganhos como as perdas fazem parte desta actividade ou hobby do trading, todos sabemos disso, são inerentes a quem se dedica a arriscar capital nos mercados financeiros.

Quem dura muitos anos no trading sabe que tem de lidar diariamente com uns ganhos aqui e outras perdas além. Aos poucos vai-se adaptando a pequenas regras e métodos, que vai refinando e aprendendo com o tempo, sabendo que há situações mais favoráveis que outras para colocar no mercado as suas ordens de compra e venda. Ganha consciência que deve elaborar um pequeno plano onde o timing, seja em tendências ou no posicionamento junto a topos e bases de canais, pode marcar diferenças significativas nos resultados globais da evolução dos saldos que se vão alcançando.

Se um trader nestas condições sobrevive a este mundo louco dos investimentos e das compras e vendas, então sabe que estará no caminho certo, acumulando ganhos e perdas alternados onde os primeiros terão sempre alguma primazia, por pequena que seja, sobre os segundos desde que a prazo a carteira vá ganhando uns trocos jeitosos com o passar dos meses.

O problema está em continuar neste mundo dos negócios a acumular perdas e mais perdas. Alguma coisa estará mal com essa pessoa.

Sendo as perdas o factor emocional mais perturbador ligado a quem já experimentou o stress do trading, o ponto crítico a ser revisto tem a ver com a dimensão das perdas sofridas, em particular com as de grande dimensão porque são estas que colocam uma grande interrogação sobre o que na verdade está mal e tem de ser urgentemente corrigido.

Sabemos que as perdas fazem parte integrante da consequência mais funesta e marcante para quem passou por experiências traumáticas de trading, quase sempre ligadas à teimosia de que a nossa razão acabará sempre por se impor à parvoíce dum movimento contrário às nossas expectativas. Isto acaba por se traduzir numa catadupa de perdas crescentes e prejuízos que se vão acumulando cada vez mais à medida que o tempo passa, acarretando nesses casos terminais resultados de enormes insucessos em que acabamos por atribuir aos outros e ao mundo exterior as culpas do sucedido. É errado insistir!

Quem atinge o grau anterior tem simplesmente de parar e perguntar a si próprio o que continua a fazer ao manter-se na sua lógica pessoal de que um dia os mercados acabarão por lhe dar razão. Se quem está a ler este texto se revê neste parágrafo tenho de lhe dizer desde já que pare já e se dedique a outra coisa, este mundo louco dos mercados não é para si. Quanto mais insistir com esta mentalidade, mais dinheiro vai perder!

O que fazer então nestes casos de perdas de elevada dimensão? Mais que um plano ou que um método baseado em regras que façam algum sentido a principal razão por trás dessas perdas permanentes é essencialmente uma: não está a limitar as suas perdas em níveis minimamente aceitáveis!

O que fazer então para que as perdas atinjam valores mais toleráveis ou conformes ao risco do trading?

A resposta é crucial: colocar ordens stop-loss físicas ou mentais para serem usadas sempre, mas sempre, que os movimentos do mercado nos sejam antagónicos! Ou então recorrer a outros métodos que garantam uma saída ou retirada estratégica perante a evidência de que o mercado não está a corresponder ao plano inicial.

Claro que saber colocar um stop tem a sua arte, ninguém vai dar uma ordem super-apertada em relação à cotação actual porque dessa forma estaria sempre sujeito a ser accionado. Quanto mais longe e espaçado do valor da entrada, melhor. Poderá depois ser gerida a sua subida temporal ao ritmo da eventual subida da acção. Com a experiência qualquer trader aprenderá que a sua colocação inicial dependerá muito da volatilidade do título com que estamos a lidar.

É preferível usar as ordens stops directas do que as mentais porque neste último caso surge muitas vezes aquela dúvida de última hora de que, quando o papel está próximo do valor do stop inicialmente planeado, a acção afinal ainda pode cair mais 2% ou 3% do que aquilo que tínhamos pensado e portanto toca a alterar isto e aquilo e no fim só estragamos mais o resultado final obtido.

Nesta altura alguns poderão perguntar: “Mas porque que é que este tipo está para aqui a mandar bitaites quando ele é dos que não usa stops? É uma espécie de médico que desaconselha fumar quando ele fuma que nem uma chaminé? Faz o que eu digo e não faças o que eu faço?”

Certo, visto dessa forma directa teriam toda a razão. Só que no meu caso específico recorro a um dos tais métodos alternativos para tentar sair da trade quando os prejuízos ainda são baixos. Simplesmente as regras do sistema de trading obrigam sempre a saídas ou vendas neste cenário de perdas pouco significativas, aderindo a um dos grandes princípios do trading “cut the losses short”, de preferência evitando que em cada negócio possamos perder mais de 1% a 2% do total da nossa carteira de trading.

Claro que isto implica riscos de termos de vez em quando engolir ou levar com movimentos de elevada amplitude, para além do que gostaríamos de enfrentar, para encerrar um negócio com uma perda por vezes algo exagerada. Mas são excepções que não pesam na regra geral das dezenas e dezenas de trades a encerrar, cuja maioria fica sujeita a preços do tipo limite que acabam por compensar bem os tais spikes exagerados que poderiam ter sido fechados de forma mais favorável com um simples stop.

O que interessa neste negócio é ter ordens ou regras que evitem os danos por perdas elevadas, é vital para sobrevivermos nesta guerra selvagem contra um predador, o mercado, cujo próximo movimento pode acabar connosco se não estivermos permanentemente atentos ou preparados para fugir.

-----

No final do dia foi posto a trabalhar o sistema de trading na rotina habitual. As suas actualizações trouxeram estranhamente uma maioria de downgrades, como poderão constatar:

Em Portugal,
Jerónimo Martins – Passa de comprada a neutral.
NOS - Possibilidade de passar de comprada para neutral, a confirmar até ao final da semana.
Galp – Possibilidade de comprada para neutral, a confirmar até ao final da semana.

Na Europa,
Total – Possibilidade de passar de comprada para neutral, a confirmar até ao final da semana.
Bayer – Possibilidade de passar de neutral para comprada, a confirmar até ao final da semana.

O gráfico de hoje é duma empresa muito badalada na comunicação social, a EDP. Em termos técnicos o panorama da eléctrica pode-se ver que ainda vai sendo positivo, pelo que é prematuro abandonar já o barco. O valor da força tendencial diária por acaso até nem foi alterado em relação a 6ª feira passada, apesar do fecho no vermelho, continuando a marcar +40%.

BN


EDP Osc MI5 20200608.png
EDP: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
Editado pela última vez por Cem pt em 8/6/2020 21:17, num total de 1 vez.
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Penaforte » 8/6/2020 21:13

Obrigado Cem! :clap:
 
Mensagens: 782
Registado: 20/10/2014 14:55

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 9/6/2020 21:27

Amigo Pena:

Obrigado, limitei-me a tecer uns conselhos ao pessoal que entrou há pouco tempo nos mercados, assim ao menos procurarão não repetir erros que a maioria de nós cometeu no passado.

Abraço.

-----

Dia típico para recolher mais-valias das excelentes sessões das últimas duas semanas.

Ao mesmo tempo o sistema de trading vai procurando actualizar os níveis de equilíbrio em cada papel por forma a confirmar, em particular nos papéis que ultimamente têm sido mais “puxados”, se o seu posicionamento de comprado recente não terá sido afinal algo prematuro.

Trata-se dum ciclo sem fim em que quase todos os dias surgem sinais de novos ajustamentos, é assim este negócio de gestão activa de curto / médio prazo em “long-short position trading”, em que hoje só se registaram novos downgrades à semelhança de ontem. Um mau presságio?!

Em Portugal,
PSI - Possibilidade de passar de comprada para neutral, a confirmar até ao final da semana.
Sonae – Passa de neutral a vendida. A tendência e o ciclo de trading acabaram de virar para terreno negativo, conforme se depreende do gráfico abaixo, hora de shortar no programa.

Na Europa,
Bayer – Passa de comprada a neutral.
Anheuser Busch Inbev – Possibilidade de passar de comprada para neutral, a confirmar até ao final da semana.
Daimler - Possibilidade de passar de comprada para neutral, a confirmar até ao final da semana.
BASF - Possibilidade de passar de comprada para neutral, a confirmar até ao final da semana.

BN


SON Osc MI5 20200609.png
Sonae: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 10/6/2020 22:01

Os investidores parece terem reconhecido que a grande puxada nos mercados tinha ido longe de mais.

Não admira portanto que as correcções tenham continuado durante o dia de hoje.

É certo que o clima ainda vai sendo globalmente positivo, pelo que a atitude mais correcta nos tempos que correm é estar bastante atento aos stops e ao “sell button” para ir despejando aos bocados alguns dos papéis cujo aspecto técnico estava um pouco periclitante e que esta correcção aconselha a deixar para já fora do caminho.

Parece ter chegado a hora para uma pausa de consolidação de ideias por parte do sistema de trading, na continuação das vendas dos dias anteriores:

Em Portugal,
Semapa – Passa de neutral a vendida.
Jerónimo Martins – Passa de neutral a comprada.

Na Europa, sem alteração.

Nos States,
Ouro – Passa de neutral a comprado.

O gráfico trata uma nova revisão do S&P-500. A escala diária abaixo representada continua a mostrar o índice norte-americano com uma força tremenda, não havendo por enquanto quaisquer sinais de fraqueza nos sentidos ascendentes, quer da tendência quer do ciclo de trading. Apesar da correcção destas últimas duas sessões o valor da força tendencial ainda segue confortável com um percentual de +60%.

BN


S&P 500 Osc MI5 20200610.png
S&P 500: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 11/6/2020 22:43

O medo regressou em força!

A carteira “Osc MI5”, que ainda se encontrava maioritariamente bullish, não deixou de se ressentir bem das quedas ininterruptas que se registaram ao longo do dia, tendo encerrado com a rentabilidade diária mais baixa dos últimos 30 dias e no seu retorno acumulado recuou de novo aos valores de pastagem do mês passado.

O VIX que na semana passada tinha baixado da barreira dos 25 pontos desta vez ultrapassou com relativa facilidade os sempre temíveis 30 pontos que o distinguem dum clima marcadamente negativo, o que será mau para as acções nos próximos dias mas... será bom para as opções Put do sistema de hedging que estão lá atentas a emergir que nem umas leoas em possível situação de crash, do mal o menos.

Infelizmente, para quem está comprado, esta sessão pode ter marcado um ponto de partida e viragem importante para uma grande correcção que agora se possa ter iniciado. Vamos acompanhando!

Como é fácil assinalar o sentimento geral virou de forma clara para terreno negativo e, consequentemente, o sistema de trading “Osc MI5” não ficou alheio a olhar para o ar, pelo que teve de engolir em seco nuns casos e acelerar noutros algumas ordens que ontem seriam disparatadas na sua óptica maioritariamente bullish.

Em resumo, uma revoada de novos sinais todos em regime de recuo ou downgrading:

Em Portugal,
PSI – Passa de neutral a vendido.
Galp – Passa de neutral a vendida.

Na Europa,
Anheuser Busch Inbev – Passa de neutral a vendida.
Total - Passa de neutral a vendida.
ENI – Passa de neutral a vendida.
BNP Paribas – Passa de comprada a neutral. O gráfico abaixo mostra a conclusão do ciclo de trading ascendente que aguentou cerca de duas semanas e meia. Precisamente o período que representou um pequeno oásis para as financeiras no meio do deserto.
Allianz – Passa de comprada a neutral.

Nos States,
S&P 500 – Alerta para passar de comprado para neutral, se até amanhã o índice vier abaixo dos 2960 pontos (ordem stop de venda).

BN


BNPP Osc MI5 20200611.png
BNP Paribas: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 12/6/2020 23:10

A sessão de hoje foi perfeitamente normal, daquelas que no futuro passará à história nas páginas incógnitas que poucos lembrarão, a não ser que tenha representado uma pequena pausa no início dum movimento que das duas uma: ou se tratou do arranque duma forte correcção ou terá sido um grande aviso à navegação que alguma coisa grave estará para acontecer.

No entanto a vela efectuada no mercado norte-americano, que fechou mais de 1% positivo, sinceramente não tem um aspecto nada saudável com uma diferença negativa de 1% entre a abertura e o fecho a proporcionar uma interpretação de que muitos fundos e investidores se encontram em grande maioria a fechar muitas posições longas.

A semana que vai entrar reserva-nos seguramente muitas emoções, espero enganar-me mas, a acontecerem, serão provavelmente pelo lado negativo de novas quedas...

-----

Mais uma vez o que aquela correcção maluca de ontem dos mercados veio lembrar a esta carteira é que a alavancagem que estava a ser utilizada era exagerada, apesar de estar na altura do início da sessão de 5ª feira com um coeficiente multiplicador na ordem dos 2,4.

A perda registada em um único dia é incompatível com a aspiração em atingir retornos de topo.

Um dia no futuro voltarei a abordar o tema da alavancagem mas por agora há que registar, quer pelo critério de Kelly quer pelo lado da segurança da carteira via drawdown, a maior conclusão que tive de retirar desta fatídica semana foi a de ter de diminuir no futuro os valores de risco dos activos que a compõem.

Estas correcções doidas nos mercados são pelo menos positivas para me lembrar que, pelo lado defensivo da carteira, há que ter um cuidado extremo em limitar alavancagens que pelas fórmulas de performance actuais se conclui terem sido à data presente demasiado optimistas ou excessivas.

Assim, a partir de agora, para novas posições passarão a existir as seguintes limitações máximas:

- Futuros do S&P-500: máximo de 40% do valor da carteira para posições longas; máximo de 20% para posições curtas (anteriores: 50% e 25%).
- Futuros do DAX-30: máximo de 30% para longos; máximo de 15% para curtos (anteriores: 40% e 20%).
- Ouro: máximo de 10% da carteira para longos e curtos (anteriores: 15%).
- Acções: máximo de 6% para longos e 3% para curtos (anteriores: 8% e 4%).

-----

O quadro do resumo semanal habitual, que refere a informação do posicionamento comprado, neutral ou vendido de cada activo e do podium das rentabilidades dos melhores e piores papéis em 2020, passa a incluir também uma informação básica da carteira na sua segurança de cobertura de hedging, ou seja, na relação entre os contratos equivalentes de opções Call e Put sobre o S&P-500 possuídos na altura na sua relação com o valor em risco da carteira alavancada e a sua comparação com a semana anterior.

A fórmula percentual do quadro respectivo mostra as percentagens defensivas da carteira efectivas em Calls (hedging de segurança positiva contra subidas) e em Puts (hedging de segurança negativa contra descidas). O somatório de ambas as parcelas representa o saldo de hedging da carteira.

Basicamente a fórmula do hedging da carteira em cada sentido traduz-se da seguinte forma:

Hedging positivo = Quantidade de Calls x (Quantidade de Contratos do S&P-500 / 1 Call) x Delta Médio das Calls na Carteira à Data Calculada x Valor Cash do Índice S&P-500 / Valor da Carteira Alavancada à Data Calculada

Ou,

Hedging positivo = Quantidade de Calls x (Quantidade de Contratos do S&P-500 / 1 Call) x Delta Médio das Calls na Carteira à Data Calculada x Valor Cash do Índice S&P-500 / (K Alavancagem x Valor da Conta)

Da mesma forma,

Hedging negativo = Quantidade de Puts x (Quantidade de Contratos do S&P-500 / 1 Put) x Delta Médio das Puts na Carteira à Data Calculada x Valor Cash do Índice S&P-500 / Valor da Carteira Alavancada à Data Calculada

Ou,

Hedging negativo = Quantidade de Puts x (Quantidade de Contratos do S&P-500 / 1 Put) x Delta Médio das Puts na Carteira à Data Calculada x Valor Cash do Índice S&P-500 / (K Alavancagem x Valor da Conta)

O hedging total será obviamente o somatório resultante das duas parcelas, ou seja, da junção dos hedgings positivo com o negativo.

Quem estiver atentamente a olhar para o resultado das fórmulas poderá perguntar: qual é o interesse neste tipo de hedging se, por exemplo no cenário quando o mercado sobe, o valor do hedging positivo sobe e o valor do hedging negativo desce? No saldo do somatório entre ganhos e perdas nas duas parcelas entre Calls e Puts o resultado não será quase nulo?

A resposta é não! Quanto mais o mercado descer, só refiro aqui este cenário porque no oposto é só inverter os mesmos argumentos, mais o delta médio das Puts subirá em valor absoluto de forma quase exponencial e no outro extremo menos baixará também em simultâneo o delta médio das Calls. É por isso que dizemos que o comportamento das Calls e Puts comprados funcionam de modo assimétrico. O caso desta estratégia com opções de hedging na carteira será bastante semelhante à adopção duma estratégia similar a um “long strangle”, com Calls e Puts comprados de diferentes preços de exercicio, mas não é exactamente uma estratégia igual porque as quantidades de Calls e Puts só raramente serão iguais e as suas datas de maturidade serão também diferentes.

Para exemplificar nada melhor que apresentar um pequeno exemplo simples com números fictícios aproximados para aferir a vantagem em adoptar um hedging global deste tipo.

Vamos supor que à partida tínhamos numa determinada semana um hedging positivo de +10% e um hedging negativo de -10%. Somando uma parcela com a outra o hedging total somará naturalmente 0%. Quer isto dizer que se o índice cash S&P-500 se mexer poucos pontos, para cima ou para baixo, o valor total das opções Call e Put existentes na carteira retornarão um valor de somatório quase inamovível. Ou seja, não ganhamos nem perdemos na componente do hedging total já que aquilo que ganhamos num tipo de opções iremos perder no outro tipo, no intercâmbio de ganhos e perdas entre Calls e Puts.

A partir do cenário anterior vamos agora supor que o mercado registou uma descida um pouco violenta e que o S&P-500 registou uma descida de 100 pontos, sem que entretanto tenha havido qualquer alteração na quantidade de Calls e Puts na carteira. O que acontece aos valores percentuais de hedging nas Calls e nas Puts do exemplo anterior?

Em termos simplistas aproximados no novo cenário de queda, porque há outras variáveis em jogo como a sempre importante volatilidade implícita ou a desvalorização temporal só para citar algumas funções que poderão também afectar os resultados, podemos afirmar que o delta que afecta a cotação das Calls obrigaria a que o seu hedging positivo passasse de 10% para cerca de 8% e que o delta das Puts obrigaria a mudar o seu hedging negativo de -10% para -13%, sem alterar a quantidade inicial de Calls e Puts.

Ou seja, as Calls na carteira passaram a valer -2%, em valor absoluto da carteira alavancada, e as Puts passaram em valor absoluto a valorizar +3% em relação ao seu valor inicial, em valor alavancado da carteira. Isto resulta numa valorização da componente global de hedging em +1% devido a que, em termos diferenciais e em valor absoluto, as Puts se valorizaram mais do que a desvalorização das Calls em 3% - 2% = 1%.

Traduzindo em números exemplificativos, se na altura em que o S&P-500 desceu 100 pontos e a carteira estava carregada com posições longas ou compradas e valia por exemplo 100.000 Euros e seguia na altura com uma alavancagem de 2, portanto com um risco total de 200.000 Euros, as perdas durante essa descida foram compensadas pelos ganhos dum valor de hedging negativo, logo a favor do movimento de descida, que resultaram num lucro, falando apenas na componente de hedging, de 1% x 200.000 Euros = 2.000 Euros.

E o que significa o hedging total que representa a soma do hedging positivo com o negativo? No cenário inicial da soma de 0% significa que é indiferente que o mercado desça ou suba porque em ambos os cenários e em termos simplistas aproximados o valor da componente total do hedging ficará inalterável. Já no caso da descida do S&P-500 em 100 pontos o novo hedging total na carteira passará a ter o valor de 8% - 13% = -5%. Este novo valor negativo significa que, a partir do novo valor do índice S&P-500 mais baixo em 100 pontos, das duas uma: se o índice descer ainda mais a componente de hedging total, que passou a mostrar também um valor negativo, irá subir na sua valorização, mas se o índice subir logo a seguir à sua desvalorização de 100 pontos a componente total do hedging irá desvalorizar. Resumindo: se o hedging total for positivo a componente de hedging subirá ainda mais com a subida do subjacente mas descerá com a descida do subjacente; se o hedging total for negativo a componente de hedging descerá com a subida do subjacente mas subirá com a descida do subjacente. Por outro lado quanto maior for o valor absoluto do hedging total maior será também a valorização ou desvalorização da componente do hedging para a mesma variação do índice subjacente S&P-500.

O mais curioso do hedging com opções, desde que a sua quantidade comparável seja a mesma entre dois períodos, é que oferece tanto maior protecção quanto maior for a queda, voltamos a falar só deste cenário mas nas subidas o efeito seria semelhante. A razão prende-se com o valor dos deltas iniciais out-of-the-money, que compõem a fórmula do preço teórico das opções dado pela fórmula de Black-Scholes, que vão subindo de forma quase exponencial sempre que nos aproximamos das zonas at-the-money.

Na prática, ao entrar nessa zona de fronteira, os deltas iniciais que se encontravam na zona de valores absolutos entre 0.20 a 0.25, atingem perto de 0.50 ao penetrar na zona at-the-money quando o seu preço de exercício coincide com o valor cash do subjacente. E obviamente quanto mais deixarmos entrar uma opção em zona profundamente in-the-money mais o seu delta absoluto se aproximará dum valor igual a 1 no seu limite máximo possível. Convém reter a título exemplificativo que, quando dizemos por exemplo que uma Put sobre o S&P-500 se encontra com um delta de -0.32 significa que a cotação desse Put desvalorizará 0.32 pontos por cada subida de 1 ponto do índice S&P-500 e, ao mesmo tempo, existirá uma probabilidade de 32% da opção Put em causa entrar em zona in-the-money na respectiva data de maturidade ou expiração.

Voltando de novo ao nosso exemplo lá de trás, se em vez do cenário de queda do S&P-500 de 100 pontos tivéssemos por exemplo uma queda de 200 pontos os novos hedgings passariam para valores da seguinte ordem de grandeza:

- No caso das Calls o novo hedging positivo desceria de +10% para +6.5%.
- No caso das Puts o novo hedging negativo subiria de -10% para -16.5%.

Isto é, o valor das Calls na carteira baixaria em valor absoluto cerca de 3.5% do valor total da carteira alavancada (= 10% - 6.5%) e o valor das Puts subiria em simultâneo um valor absoluto perto de 6.5% do total da carteira alavancada (= 16.5% - 10%). A diferença do valor em carteira das opções de hedging num cenário duma queda de 200 pontos no S&P-500 daria assim um salto positivo de ganho de 6.5% nas Puts – perda de 3.5% nas Calls = ganho global de 3% do valor total da carteira alavancada. Se usássemos os valores do exemplo anterior o ganho na componente do hedging seria de 3% x 200.000 Euros = 6.000 Euros.

A perda em pontos do S&P-500 para o dobro, num novo cenário, daria assim lugar ao ganho do triplo na componente do seguro de hedging, comparando 1% de ganhos com 3% de ganhos no hedging em ambos os cenários com 100 ou 200 pontos de baixa do S&P-500.

Quanto maior for o afastamento da cotação do novo valor do S&P-500, em relação ao valor do índice no cenário de equilíbrio do hedging total igual a zero, maior será o lucro final resultante da componente do hedging.

Em resumo, vejamos como ficaria o valor da componente de hedging total em função dos cenários apontados, tendo como base de partida um hedging positivo de +10% e um hedging negativo de -10%:

- O S&P-500 sobe 200 pontos: a componente de hedging vai subir +3% do valor total da carteira alavancada (no saldo final as Calls valorizam-se mais do que a desvalorização das Puts).
- O S&P-500 sobe 100 pontos: a componente de hedging vai subir +1% do valor total da carteira alavancada (no saldo final as Calls valorizam-se mais do que a desvalorização das Puts).
- O S&P-500 sobe ou desce apenas um valor marginal: a componente de hedging mantém o seu valor inicial.
- O S&P-500 desce 100 pontos: a componente de hedging vai subir +1% do valor total da carteira alavancada (no saldo final as Puts valorizam-se mais do que a desvalorização das Calls).
- O S&P-500 desce 200 pontos: a componente de hedging vai subir +3% do valor total da carteira alavancada (no saldo final as Puts valorizam-se mais do que a desvalorização das Calls).

Em conclusão, quanto maior for o afastamento do valor do S&P-500, em relação ao seu cenário inicial considerado em equilíbrio, maior será a contribuição da componente de hedging para os ganhos na carteira.

Perguntarão: então se um hedging deste tipo só tem ganhos e vantagens, onde estão os prejuízos? As perdas estarão essencialmente focadas no custo da compra das Calls e Puts. No pior cenário, se não houver mexidas no valor inicial do S&P-500, e deixarmos arrastar a existência de todas as opções até à maturidade, evidentemente a máxima perda corresponderia ao valor de compra da totalidade das opções.

Espero que este pequeno exemplo fictício tenha sido esclarecedor sobre a forma positiva como funciona o hedging com diferentes tipos de opções compradas, bastante semelhantes, salvaguardadas as respectivas distâncias, à estratégia de “long strangles”.

-----

Fica mais uma vez a actualização dos parâmetros e rácios acumulados neste ano, se virem duas parcelas de somatório significa que se referem respectivamente ao sistema de trading original da carteira e ao sistema complementar de hedging das opções:

- Quantidade de negócios encerrados ganhos (win close trades) = 52 + 13 = 65
- Quantidade de negócios encerrados perdidos (lost close trades) = 101 + 1 = 102
- Quantidade de negócios em curso com ganhos (win open trades) = 12 + 1 = 13
- Quantidade de negócios em curso com perdas (lost open trades) = 4 + 3 = 7
- Rácio de Número de Negócios Ganhos / Total Número de Negócios Totais = 78 / 187 = 41.7%
- Ganho médio líquido por trade = ( 45.82% + 40.00% ) / ( 65 + 13 ) = 1.10%
- Perda média líquida por trade = - ( 40.17% + 5.09% ) / ( 102 + 7 ) = -0.42%
- Rácio de Total Ganhos Líquidos / Total Perdas Líquidas =
= ( 45.82% + 40.00% ) / ( 40.17% + 5.09% ) = 1.90
- Critério de Kelly (Percentagem máxima permitida de alavancagem na carteira) = 11.0%
- Percentagem actual da carteira em utilização de margem da conta = 16.4% ( > 11.0% Critério de Kelly --> não verifica  há necessidade de reduzir alavancagem)
- Alavancagem actual: Valor dos activos em risco / Valor actual da carteira = 1.94
- Drawdown máximo registado na carteira em 2020 = 17.1%, de 19 de março a 6 de abril
- Alavancagem máxima via drawdown [fórmula “Cem”] = 100% / (K Segurança x Drawdown máximo registado x Raiz quadrada ( Tempo de trading passado e futuro previsível / Tempo de trading passado)) = 100% / (1,496 x 17,1% x Sqrt (120/5,4)) = 100% / 120,6% = 82,9% ( não verifica  há necessidade de reduzir alavancagem)
- Média de dias de calendário por cada trade e em cada papel = 24 dias
- Trade de maior duração em dias de calendário = 105 dias
- Número de papéis da carteira com retorno positivo ( > 0.20% ) em 2020 = 13 + 2 = 15
- Número de papéis da carteira com retorno neutral ( > -0.20% e < 0.20% ) em 2020 = 3
- Número de papéis da carteira com retorno negativo ( < -0.20% ) em 2020 = 9
- Rentabilidade YTD da carteira em 2020 (sistema de trading Osc MI5 + sistema de hedging Osc MI5) = +5.65% + 34.91% = +40.56%
- “Alpha” da carteira Osc MI5 = +40.56% - (-9.44%) = +50.00%


-----

Quanto à actualização do posicionamento do sistema de trading “Osc MI5”, começamos a entrar em pequenos detalhes de acertos:

Em Portugal,
EDP Renováveis – Passa de comprada a neutral. Nada a fazer, o dia de hoje marca uma viragem da tendência e ciclo de trading diários para o sentido descendente nos cálculos do sistema de trading, como de pode constatar no gráfico abaixo.
EDP – Passa de comprada a neutral.

Na Europa,
Banco Santander – Passa de neutral a vendida.
Allianz – Passa de neutral a comprada.
BASF - Passa de neutral a vendida.

BN


O Ficheiro EDPR Osc MI5 20200612.png não está disponível


Pos Osc MI5 20200612.png
Posicionamento do sistema de trading "Osc MI5" + Podium ROI 2020 + Hedging de cobertura
Anexos
EDPR Osc MI5 20200612.png
EDP Renováveis: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 15/6/2020 20:50

O que parecia ser um início duma correcção significativa apresentava esta manhã indícios significativos que estaria de facto a desenvolver-se um movimento de baixa que poderia durar bastante tempo.

Da parte dos indicadores técnicos começa a notar-se uma deterioração bastante visível em termos genéricos.

Curiosamente os mercados recuperaram bem das suas perdas da manhã ao longo da tarde. Com as notícias que vêm lá de fora bastante comprometedoras para uma verdadeira recuperação da Economia parece ter havido mãozinha amiga forte a ajudar, quem terá sido?!

O certo é que pela Europa e Portugal os sinais do sistema de trading nos diferentes papéis não vão em cantigas, alguns papéis vão apresentando algumas travagens quase sem se dar por isso:

Em Portugal,
Jerónimo Martins – Passa de comprada a neutral. O gráfico abaixo mostra em primeiro lugar que as cotações da JMT possuem um padrão bastante imprevisível, é daquele tipo de velas que qualquer sistema de trading detesta negociar, mas estão lá para isso mesmo, para atazanar a cabeça de qualquer um e até do “Osc MI5”. O certo é que para já a indicação é de viragem da tendência diária para descendente, como tal já não é possível manter posições longas no papel nesta carteira.

Na Europa,
Allianz – Passa de comprada a neutral.

BN


JMT Osc MI5 20200615.png
Jerónimo Martins: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: MI5 - Missão: 007 / Sistema de Trading

por Cem pt » 16/6/2020 19:12

Mais uma euforia desmedida na abertura das Bolsas.

É claro que valorizações tão expressivas não se podiam aguentar durante todo o dia, via-se claramente que o pessoal estava todo carregadinho de papel em termos de day trading ou muito curto prazo, pelo que de forma natural assistimos a uma ligeira correcção com o decorrer da parte da tarde.

O pessoal nesta altura já não quer saber se isto vai para cima ou para baixo, simplesmente parece ter adoptado a estratégia do rebanho de ir na onda com os outros!

A força da enorme liquidez injectada pelos Bancos Centrais, ao mesmo tempo que a maioria dos investidores está ciente do facto, provoca uma certa “segurança” que vai suportando da melhor forma as cotações gerais.

O que é mau para um funcionamento correcto dos mercados, mas é assim que eles estão feitos e é com este e outros factores que temos de lidar e viver neste mundo louco da especulação.

-----

Temos então novos ajustamentos a corrigir na óptica dos novos (des)equilíbrios, todos naturalmente em regime de upgrading:

Em Portugal,
PSI – Passa de vendido para neutral. No gráfico pode-se observar que a tendência e o ciclo de trading negativos duraram apenas três sessões neste período complicado dos mercados, hoje aparentemente interrompido para efeitos dum breaking intermédio.
Galp – Passa de vendida a neutral.

Na Europa,
Anheuser Busch Inbev – Passa de vendida a neutral.
Total – Passa de vendida a neutral.
ENI – Passa de vendida a neutral.
Bayer – Possibilidade de passar de neutral para comprada, a confirmar até ao final da semana.
Santander - Passa de vendida a neutral.
Allianz – Passa de neutral a comprada.
BASF - Passa de vendida a neutral.

BN


PSI Osc MI5 20200616.png
PSI: Sistema de trading Osc MI5 / Gráfico Diário
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

AnteriorPróximo