Guia IRS

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Guia IRS

por danieljpires » 26/4/2019 10:22

Deixo aqui o video que fiz sobre como preencher o IRS

Tambem deixo aqui uma erratas

https://www.youtube.com/watch?v=Bh2wCljXLAc





Erratas e omissões no video:

brokers extrangeiros europeus - os dividendos de bolsas fora de europa tem que se colocar no anexo J8A pois os brokers nao fizeram a retenção para portugal, para acções europeias nao é necessario preencher pois o beoker já fez a retenção

Brokers extrangeiros fora de europa - colocar dividendos no j8A

Por erro indiquei que so se deviam colocar como gastos nas ações as corretagens de vendas, mas a legislaçao alterou e pode-se colocar tambem as corretagens de compra de ações

Se existir mais algum erro indiquem para depois corrigir

Abraço a todos e que corra bem o preenchimento do IRS
 
Mensagens: 381
Registado: 13/11/2008 20:09
Localização: 20

Re: Guia IRS

por niceboy » 26/4/2019 11:22

Marijon2 Escreveu:
tonirai Escreveu:
niceboy Escreveu:As declarações são todas submetidas a um processo centralizado e automático de validação (e liquidação).
Só se depois houver divergências na validação, é que são gerados alertas e distribuídos pelos respectivos serviços de finanças.

Não creio que seja tão linear assim - provavelmente esses tais alertas são bastante comuns e por coisinhas simples, indo parar à repartição.
Mas não duvido que nas declarações simples (tipo IRS automático) isso não aconteça, mas esse não é o cenário da maioria das pessoas aqui, por motivos óbvios.

O que tenho constatado:
- Todos as anos assistimos e comentamos entregas com conteúdos/anexos iguais, nos mesmos dias, a serem validadas e/ou emitidos reembolsos com muitos dias de diferença;
- Todos os anos existe gente que mediante determinado cenário de algo declarado que cria dúvida, são repetitivamente chamados e depois esclarecem tudo pessoalmente, enquanto que outros que declaram o mesmo cenário nunca o são;
- Há 2 ou 3 anos entreguei uma declaração de substituição no IRS dos meus pais por me ter enganado e ter duplicado um rendimento, e após 2 ou 3 dias fui pessoalmente à repartição para acelerar o esclarecimento, ao que começaram por me dizer "não sei se já estará aqui, deixe-me ir confirmar"... e depois voltaram com os papéis, que "já estavam na secretária de alguém mas no fundo da pilha".


Niceboy

Completamente errado....
As declarações são progressivmente validadas dependendo do número de anexos....
Eu entrego dia 1 com todos os anexos...
Outro entrega dia 2 com 2 anexos, dia 3 com 3 anexos, dia 20 com2 anexos, etc
Quem vai ter a liquidação processada mais rapidamente ė quem só tem 2 anexos. Entao quem tem o G e J, bem pode esperar...
Entreguei dia 30/3 com todos os anexos com exceção do J... sö ontem a declaração passou a certa. :wall: :mrgreen:


Eu falei que as declarações são submetidas a um processo centralizado, não falei na ordem pela qual elas são submetidas.

E parece-me que pelo seu caso pessoal, e mais um ou outro que vão sendo relatados, está a extrapolar e a tentar adivinhar as regras desse processo.
 
Mensagens: 8
Registado: 29/11/2007 4:19
Localização: 13

Re: Guia IRS

por Pedro2018 » 26/4/2019 11:43

Bom dia

Por favor .

Um familiar pede-me uma ajuda.
As alienações dos fundos, como por exemplo, o Santander select moderado ou o Santander Ações Europa devem ser declarados no anexo G mas eu que quadro???
- No quadro 9 usando o código 22 ou
- No quadro 11 usando o código G40.

Grato por quem me ajudar.
 
Mensagens: 149
Registado: 4/4/2003 15:20
Localização: Beira Litoral

Re: Guia IRS

por JorgeM2014 » 26/4/2019 15:27

No meu entender.
Anexo G - Quadro 9 com a opção de código 22 (Fundos de investimento Mobiliarios).
 
Mensagens: 384
Registado: 25/5/2014 19:16

Re: Guia IRS

por Marijon2 » 27/4/2019 17:26

Tenho divergências no IRS por causa de ter declarado 50% dos dividendos brutos recebidos, como consta nas instruções de preenchimento do IRS e como sempre tenho feitos nos anos anteriores.

Alguém já foi chamado por este motivo? Os funcionários das finanças estão a par desta situação? :-k :pray:

Grata pela atenção,
Maria João
 
Mensagens: 605
Registado: 14/2/2007 22:16
Localização: Parede

Re: Guia IRS

por tonirai » 27/4/2019 22:22

Marijon2 Escreveu:Tenho divergências no IRS por causa de ter declarado 50% dos dividendos brutos recebidos, como consta nas instruções de preenchimento do IRS e como sempre tenho feitos nos anos anteriores.

Alguém já foi chamado por este motivo? Os funcionários das finanças estão a par desta situação? :-k :pray:

Grata pela atenção,

Dividendos de ações portuguesas?
Eu englobei os meus dividendos da EDP (1ª vez que o fiz), e fiz o mesmo nos dos meus pais (estes sempre os englobei);
Em ambos os casos declarei 50% do dividendo bruto, e todo o imposto retido - ambos já foram validados.

A própria declaração da CGD para efeitos de englobamento dos meus pais (que peço todos os anos) indica como valor a declarar 50% do dividendo bruto.
Isso deve ser um erro de avaliação de quem verificou isso - lá está, para aparentemente o mesmo cenário, dois pesos, duas medidas... passando por lá deve ser esclarecido a teu favor :wink:
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1951
Registado: 19/4/2007 18:26
Localização: Cronologicamente... Paris/Resende/Gaia

Re: Guia IRS

por Marijon2 » 28/4/2019 9:22

tonirai Escreveu:
Marijon2 Escreveu:Tenho divergências no IRS por causa de ter declarado 50% dos dividendos brutos recebidos, como consta nas instruções de preenchimento do IRS e como sempre tenho feitos nos anos anteriores.

Alguém já foi chamado por este motivo? Os funcionários das finanças estão a par desta situação? :-k :pray:

Grata pela atenção,

Dividendos de ações portuguesas?
Eu englobei os meus dividendos da EDP (1ª vez que o fiz), e fiz o mesmo nos dos meus pais (estes sempre os englobei);
Em ambos os casos declarei 50% do dividendo bruto, e todo o imposto retido - ambos já foram validados.

A própria declaração da CGD para efeitos de englobamento dos meus pais (que peço todos os anos) indica como valor a declarar 50% do dividendo bruto.
Isso deve ser um erro de avaliação de quem verificou isso - lá está, para aparentemente o mesmo cenário, dois pesos, duas medidas... passando por lá deve ser esclarecido a teu favor :wink:


Obrigada, Tonirai.
Maria João
 
Mensagens: 605
Registado: 14/2/2007 22:16
Localização: Parede

Re: Guia IRS

por Pageup » 29/4/2019 12:31

Boa tarde a todos, queria a opinião de vocês este ano pela 1 vez englobei dividendos portugueses e estrangeiros e fiquei positivamente surpreendido. O que queria saber e que queria fazer era corrigir o irs de 2017 e englobar os dividendos portugueses e estrangeiros que não o fiz, penso que iria receber mais 250 a 300 euros, posso faze-lo e valerá a pena mesmo que tenha que pagar alguma coima? obg.
 
Mensagens: 29
Registado: 1/4/2019 10:52

Re: Guia IRS

por masterpro » 2/5/2019 9:33

Bom dia a todos,


Tenho acções que adquiri à 2 anos e na altura optei pelo englobamento, é necessário declarar alguma coisa ou só no ano em que as vender?

gracias,
AM
 
Mensagens: 671
Registado: 13/3/2007 14:42
Localização: 17

Re: Guia IRS

por thestudio » 3/5/2019 16:25

Obrigado a todos pelas contribuições. Acrescentei informação que recolhi dos comentários entretanto feitos.
Respondendo à Pata Hari quanto à fonte, as informações deste guia são provenientes de várias fontes. Tanto de páginas e guias disponibilizados online como de informações recolhidas neste fórum. Naturalmente só incluo informação que considero fidedigna, ainda assim peço sempre aos leitores do fórum que por favor me avisem caso encontrem aqui alguma informação que possa não estar correcta.


Dividendos de acções nacionais:
Os dividendos de acções nacionais estão sujeitas a uma taxa liberatória de 28%. Caso não se opte pelo englobamento, não é necessário declarar este rendimento. Caso se opte pelo englobamento, deve declarar-se apenas METADE do valor recebido e todo o valor retido. A opção pelo englobamento compensa SEMPRE. A opção pelo englobamento implica o englobamento de todos os rendimentos na mesma categoria.
Os dividendos são declarados no anexo E, quadro 4B com o código de rendimentos E20. É declarada uma linha por cada entidade depositária.

Dividendos de acções internacionais:
São declarados no anexo J, quadro 8 A com o código E11. No caso de dividendos de empresas de países da União Europeia e optando pelo englobamento, deve declarar-se também apenas metade do rendimento obtido. O imposto pago no país a que a empresa pertence deve ser inscrito na coluna “Imposto pago no estrangeiro / No país de fonte” e caso haja retenção em Portugal deve ser inscrita na coluna “Imposto retido em Portugal” bem como o NIF da entidade retentora.
Dupla tributação: Ao preencher este anexo, o imposto pago no estrangeiro poderá ser devolvido no caso de existirem acordos sobre dupla tributação entre o país da fonte e Portugal.

MAIS-VALIAS:
A venda de títulos ocorre pelo método FIFO (First In First Out). As mais valias são declaradas no anexo G, quadro 9, com o código G01. Podem ser declarados encargos tanto com a compra como com a alienação de títulos. As mais valias são taxadas a 28% pelo que poderá ser vantajoso optar pelo englobamento para quem tenha baixos rendimentos declarados (simular).

MENOS-VALIAS:
As menos-valias devem também ser declaradas no anexo G, quadro 9, com o código G01, com opção pelo englobamento. A existirem mais-valias nos 5 anos subsequentes, ser-lhes-á subtraído o valor das menos-valias declaradas em anos anteriores sem que o contribuinte tenha que fazer mais nada, i.e., não tem que voltar a declarar as menos valias. No entanto, para que as menos-valias sejam consideradas, é necessário optar pelo englobamento tanto no ano em que ocorreram as menos-valias como no ano em que foram realizadas as mais valias.
 
Mensagens: 38
Registado: 10/2/2016 0:38

Re: Guia IRS

por Sr_SNiper » 3/5/2019 16:38

O englobamento de dividendos é sempre melhor que não englobar???!!!
Lose your opinion, not your money
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 8855
Registado: 27/6/2009 22:08
Localização: Sniper World

Re: Guia IRS

por thestudio » 3/5/2019 16:51

Sr_SNiper Escreveu:O englobamento de dividendos é sempre melhor que não englobar???!!!


Sim, se forem de acções Portuguesas ou da União Europeia porque só se declaram metade dos dividendos brutos e a totalidade das retenções. Foi discutido com mais detalhe já neste tópico (vê as mensagens anteriores).
 
Mensagens: 38
Registado: 10/2/2016 0:38

Re: Guia IRS

por Pedro2018 » 6/5/2019 14:33

Muito se fala de dividendos. A maioria dos investidores de algum modo experiente afirma, de certo modo com razão, que investir em dividendos no período pré dividendos não tem sentido porque no dia de ex-dividendo as cotadas descontam o dividendo, mas a verdade é que quem investe a pensar nos dividendos sabe que na hora de fazer o IRS se optar por englobamento só será taxado 50% do valor recebido o que trás efetivamente melhores benefícios. Eu sempre fiz esta análise e se fizerem a simulação vão perceber que optar por englobamento quase sempre é rentável e justifica a compra p´ré dividendo.
 
Mensagens: 149
Registado: 4/4/2003 15:20
Localização: Beira Litoral

Re: Guia IRS

por alvaroB » 11/5/2019 12:55

No IRS do ano passado tinha colocado as minhas transações, incluindo duas compras no final de 2017 (EUA e PT).
Este ano terei de incluir a venda ou posso fazer o automático e deixar isso, tendo em conta de que está declarado já.
 
Mensagens: 46
Registado: 21/1/2017 12:56

Re: Guia IRS

por tonirai » 11/5/2019 17:40

alvaroB Escreveu:No IRS do ano passado tinha colocado as minhas transações, incluindo duas compras no final de 2017 (EUA e PT).
Este ano terei de incluir a venda ou posso fazer o automático e deixar isso, tendo em conta de que está declarado já.

Como é que já está declarado? Só se declara no ano em que se vende, por isso se vendeste no ano passado, declara-se neste irs.
E não percebo o que queres dizer com "incluindo duas compras no final de 2017"... como disse acima, as compras não se declaram, a não ser quando se vende...
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1951
Registado: 19/4/2007 18:26
Localização: Cronologicamente... Paris/Resende/Gaia

Re: Guia IRS

por alvaroB » 11/5/2019 21:44

Ok. Já nem sei bem o que fiz o ano passado então, mas sendo assim já respondeste à minha pergunta.
Tendo em conta que não quero englobar, não necessito de o fazer. Obrigado.
 
Mensagens: 46
Registado: 21/1/2017 12:56

Re: Guia IRS

por tonirai » 12/5/2019 8:55

alvaroB Escreveu:Ok. Já nem sei bem o que fiz o ano passado então, mas sendo assim já respondeste à minha pergunta.
Tendo em conta que não quero englobar, não necessito de o fazer. Obrigado.

Não necessitas de o fazer o quê? Declarar essas vendas?
Tens de as declarar, quer queiras englobar, quer não:
- Se tiveste lucro e não englobares, o lucro será taxado a 28%;
- Se tiveste lucro e englobares, o lucro será taxado à taxa do teu escalão;
- Se tiveste prejuízo e não englobares, nada pagas (mas é na mesma obrigatório declarar);
- Se tiveste prejuízo e englobares, nada pagas e esse prejuízo será reportado para até 5 irs futuros, para abater a futuros lucros.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1951
Registado: 19/4/2007 18:26
Localização: Cronologicamente... Paris/Resende/Gaia

Re: Guia IRS

por alvaroB » 12/5/2019 15:21

Obrigado. Estava a confundir com os dividendos. Sendo assim vou incluir as vendas neste IRS.
 
Mensagens: 46
Registado: 21/1/2017 12:56

Re: Guia IRS

por thestudio » 14/5/2019 17:40

Uma outra questão: Já alguém aqui conseguiu reaver impostos pagos no estrangeiro sobre dividendos (taxas liberatórias)?
Deveria ser possível havenco acordos para evitar dupla tributação.
 
Mensagens: 38
Registado: 10/2/2016 0:38

Re: Guia IRS

por Mymous » 20/5/2019 18:39

Boa tarde,

É normal o Banco enviar o balanço de todos os fundos nacionais e internacionais alienados no ano de 2018, e nos nacionais ignorar o valor da retenção na fonte que existiu?


A declaração do Banco para as Finanças leva assim esta informação? Incompleta?
 
Mensagens: 1
Registado: 4/8/2010 23:55
Localização: 16

Re: Guia IRS

por alpache » 29/5/2019 23:47

Ao elaborar o meu IRS, verifico pela simulação que, me estão a tributar as mais valias de 2018, contudo em 2017 apresentei menos valias, ou seja, na simulação não está a ser considerado a diferença das mais e menos valias de 2017 com as 2018.

A minha pergunta é que tenho de fazer para corrigir esta situação.

Nota: nos referidos anos optei sempre pelo englobamento.


Agradeço a atenção.
 
Mensagens: 5
Registado: 12/12/2016 10:37

Re: Guia IRS

por OCTAMA » 30/5/2019 1:47

alpache Escreveu:Ao elaborar o meu IRS, verifico pela simulação que, me estão a tributar as mais valias de 2018, contudo em 2017 apresentei menos valias, ou seja, na simulação não está a ser considerado a diferença das mais e menos valias de 2017 com as 2018.

A minha pergunta é que tenho de fazer para corrigir esta situação.

Nota: nos referidos anos optei sempre pelo englobamento.


Agradeço a atenção.


Os serviços centrais farão esse encontro de contas. O simulador não obtém essa informação. Portanto, enviar assim. Cps
 
Mensagens: 353
Registado: 19/4/2016 10:08

Re: Guia IRS

por alpache » 31/5/2019 21:50

Compreendido


Obrigado
 
Mensagens: 5
Registado: 12/12/2016 10:37

Re: Guia IRS

por KAWA » 23/6/2019 20:59

olá,
relativo a juros de obrigações, que valor declarar?

totalidade ou também metade como nos dividendos.

são declarados no anexo E, quadro 4B com o código de rendimentos E20?

podemos colocar o NIF do banco pagador ?

cumprimentos
 
Mensagens: 54
Registado: 20/10/2009 15:09
Localização: 4

Re: Guia IRS

por don_spiritone » 24/6/2019 8:42

Juros de obrigaçoes, se nao se optar pelo englobamento dos rendimentos de capitais, já foram sujeitos à taxa liberatória de 28% à cabeça e nao precisam de ser declarados.
 
Mensagens: 74
Registado: 6/8/2013 10:15

AnteriorPróximo

Quem está ligado: