Políticas para Portugal

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Políticas para Portugal

por Rango » 19/2/2019 10:24

FMI
Largarde faz grandes elogios a Portugal em conferência na Alemanha

"Em Portugal, as empresas estão agora mais dispostas a arriscar nas novas contratações e a oferecer contratos permanentes em vez de temporários".

https://www.dinheirovivo.pt/economia/fm ... r-em-2019/
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1476
Registado: 16/9/2016 15:35

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 19/2/2019 10:31

Ocultar a corrupção descaradamente, está claramente na agenda de um partido do governo que ambiciona uma maioria.

Incrível o número de notícias de corruptos que nos têm bombardeado neste ano de 2019 e vem o governo censurar uma iniciativa contra a corrupção.

O povo tem o que merece....


O ex-governante quis dar especial ênfase ao tema da corrupção, mas esbarrou na crítica do Governo português que se opôs à divulgação de análises que considerava não terem base factual


Uns dias depois, o Observador avançava alguns pormenores que constavam da versão preliminar do relatório: em causa estavam casos mediáticos de corrupção na política e nos negócios, nomeadamente o caso do ex-primeiro-ministro José Sócrates, e a forma como Portugal sai mal visto quando comparado com outros países da OCDE nos indicadores sobre perceção da corrupção - ambas as referências não constam do relatório final.


https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... endadas_pb


Bónus 1
Como mostra o gráfico da OCDE, o PIB per capita - indicador utilizado para, em parte, atestar o bem-estar económico - de Portugal não chega a representar 75% da média.


Bónus 2
Num exercício teórico, a OCDE antecipa que, se Portugal abrandar o esforço de consolidação e não compensar os custos decorrentes do envelhecimento, a dívida pública poderá ser superior a 140% em 2050.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por Flavc » 19/2/2019 11:02

Respondendendo aos "bonus", faz me confusão as pessoas colarem-se tão descaradamente a determinadas opções politicas e filtrarem apenas as notícias que lhes convem.

Bonus 1 ..." O ex-governante quis dar especial ênfase ao tema da corrupção..." Realmente o "pastel de nata " nunca escondeu as suas limitações e as suas dependências ideológicas em termos de análise da situação económica em Portugal. Não fez nada para combater a corrupção e como mau governante até foi despedido pelo anterior PM.

Bonus 2 ... Fazer projeções a 50 anos com tantas certezas, lol, fazem me lembrar as certezas na bolsa do nosso ex amigo Eagle, lol. E mais uma vez repito que o PIB per capita diz muito pouco sobre a evolução do nível de vida de um país. Há melhores indicadores. E por fim julgo que a Lagarde que não deve ser apreciadora de partidos com a ideologia da "geringonça", tem uma opinião isenta e bem positiva sobre a economia da tugalândia.
 
Mensagens: 585
Registado: 9/3/2017 16:10

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 19/2/2019 12:25

Flavc Escreveu:Respondendendo aos "bonus", faz me confusão as pessoas colarem-se tão descaradamente a determinadas opções politicas e filtrarem apenas as notícias que lhes convem.


A corrupção é uma opção política?
A corrupção é crime (ou deveria ser).
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 20/2/2019 9:43

Taxa de poupança em mínimos históricos, acredito que potencia o risco de pobreza e do mal parado ao criar uma maior fragilidade para enfrentar momentos mais adversos.



Significa que os gastos dos portugueses estão a aumentar a um ritmo superior ao da subida dos seus rendimentos.


A taxa de poupança dos europeus é mais do dobro da dos portugueses.


Juros leves, impostos pesados: a receita para não poupar


https://www.jornaldenegocios.pt/mais/an ... endadas_pb
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por Rango » 21/2/2019 12:55

Peso do endividamento da economia desce há 17 trimestres consecutivos

O peso do endividamento do setor não financeiro baixou dos 368% do PIB no final de 2017 para 357% no final de 2018. A redução do montante em dívida aliado ao crescimento económico explicam este desempenho.

https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... _Destaques
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1476
Registado: 16/9/2016 15:35

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 21/2/2019 19:29

É uma boa notícia, mas atenção que ainda nem chegou aos níveis pré crise de 2007.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 22/2/2019 14:50

Embora acredite que tenha um custo adicional significativo para o consumidor aplaudo estas medidas, além de que vai forçar o mercado a encontrar alternativas.

:clap: :clap: :clap:

Pratos, talheres, palhinhas, palhetas para o café, copos e cotonetes. Se forem de plásticos e pensados para usar apenas uma vez, estes produtos vão desaparecer das prateleiras dos supermercados até ao segundo semestre de 2020.


https://www.publico.pt/2019/02/22/socie ... 20-1862928

https://sol.sapo.pt/artigo/647676/portu ... ja-em-2020

É preciso ter atenção com a desflorestação para uso de cartão a compensar o plástico.
O problema do plástico é tão ou mais difícil de resolver que o aquecimento global, principalmente quanto entramos no domínio dos micro plásticos.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 4/3/2019 19:12

Com politicas menos socialistas, de maior abertura ao mercado o país facilmente estaria a crescer >4%

A nota, assinada por Pedro Braz Teixeira, diretor do gabinete de estudos da entidade, conclui, por isso, que "se a produtividade também estivesse a subir, como acontece com os países no nosso nível de desenvolvimento, o PIB podia estar a crescer 4%"

O Fórum alerta para a distância entre Portugal e o resto da Europa. "Em 2018, Portugal cresceu 2,1% enquanto a UE [União Europeia] cresceu 1,9%. No entanto, enquanto no nosso país a produtividade caiu 0,2%, na UE houve um aumento de cerca de 0,9% (estimativa da Comissão Europeia, de novembro de 2018). Ou seja, em termos do que verdadeiramente interessa, estamos a divergir", salientou a mesma nota.


Aliás, segundo o organismo, no que diz respeito à evolução do PIB "uma convergência de duas décimas por ano significa que demoraríamos 130 anos para atingir a média da UE e vinte anos para regressar à posição relativa de 2000 (quarenta anos perdidos), dado que o nosso PIB 'per capita' é de 74% da média europeia".


https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... endadas_pb
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 12/3/2019 13:43

De vez em quando sugem algumas medidas positivas. Esta seria uma delas, mas falta saber os moldes em que vai funcionar.

O Parlamento prepara-se para agravar as sanções a políticos que não declarem os seus rendimentos. Além do agravamento das sanções, o objetivo também é alargar o número de abrangidos às obrigações declarativas.

Assim, ministros, deputados, autarcas, juízes do Tribunal Constitucional e magistrados judiciais e do Ministério Público, candidatos à presidência da República, os membros executivos das direções nacionais dos partidos políticos, os chefes de gabinete de membros dos governos nacional e regional, e os consultores mandatados pelo governos em processo de concessão ou de alienação de ativos públicos, vão passar a ser obrigados a indicar rendimentos e património, avança o Jornal de Notícias esta segunda-feira.

A recusa da apresentação e da atualização da declaração de rendimentos e de património por parte destes titulares de cargos públicos será crime de desobediência qualificada punível até três anos de prisão, para além da perda de mandato ou da destituição do cargo já prevista na atual legislação, segundo o JN.

As novas regras estão em debate desde 2016 na comissão parlamentar para o reforço da transparência no exercício de funções públicas. O texto final já foi enviado para consulta a várias entidades e deverá ainda ser alterada para acomodar os vários contributos. A proposta já mereceu o parecer negativo da Associação Nacional de Municípios.




https://jornaleconomico.sapo.pt/noticia ... tos-420466
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por Ocioso » 22/3/2019 3:44

 
Mensagens: 1246
Registado: 14/4/2015 1:34

Re: Políticas para Portugal

por Marco Martins » 25/3/2019 18:04

https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... ltimasSite

Que bom, vão criar mais um departamento de tachos, para sabermos que lá também vão usar o nosso dinheiro de contribuintes....

Será que vão começar a dizer para onde vão todas as taxas e taxinhas que as câmaras cobram, e todos os impostos incapotados (taxas de audiovisual na factura de electricidade), taxas sobrepostas (p.ex. no automóveis) e tantas outras taxas que pagamos?

Enquanto virmos pessoas com moradias enormes, e a chegar com carros (não é apenas um) topo de gama (novos) às escolas para irem buscar os míudos que estão com escalões de apoio como se nada tivessem, não me parece que qualquer informação altere a justiça daquilo que vemos.
 
Mensagens: 4314
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 26/3/2019 19:22

Nos final do século XX e antes da grande crise de 2007 tenho ideia que:

:arrow: O SNS era mais eficiente
:arrow: A educação era melhor e havia mais alunos
:arrow: Faziam-se mais obras públicas
:arrow: A dívida era uma fracção do que é hoje

O valor real do peso da carga fiscal devia ser ponderado com a dívida, que no fundo é carga fiscal futura...
Este ano novo recorde 35,4% e relativamente a tempos que descrevi parece que recebemos uma fracção ínfima de serviços do estado.

Pagamos muiito mais por menos e ainda por cima incide ainda mais sobre os que mais produzem.

https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... _Destaques
Anexos
carga_fiscal.JPG
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por forza algarve » 27/3/2019 12:35

Nao ha pais no mundo nos ultimos 40 anos que tenha tido uma crise como a portuguesa e tenha-se saido tao bem..
 
Mensagens: 116
Registado: 25/2/2019 17:26

Re: Políticas para Portugal

por lfhm83 » 27/3/2019 14:38

forza algarve Escreveu:Nao ha pais no mundo nos ultimos 40 anos que tenha tido uma crise como a portuguesa e tenha-se saido tao bem..


Irlanda?
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2524
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: Políticas para Portugal

por Green_Hawk » 27/3/2019 15:02

Melhor recuperação económica?

A percepção, o sentimento do povo e da imprensa pode ser melhor, mas os números não mentem. Portugal continua a perder muita competividade face ao exterior, poder de compra face aos parceiros europeus e não houve nenhuma mudança estrutural digna de registo.
 
Mensagens: 100
Registado: 30/6/2010 19:47
Localização: 21

Re: Políticas para Portugal

por Rango » 27/3/2019 20:49

Carga fiscal aumenta devido ao dinamismo da economia? Sendo assim, então que aumente mais... :lol: 8-)

Carga fiscal em máximos quase só à boleia da economia

Cerca de 80% da subida da carga fiscal ficou a dever-se ao aumento da atividade económica e à melhoria do mercado de trabalho. Ainda assim, os impostos indiretos também deram uma ajuda. Governo tinha dito que queria baixar o peso dos impostos e contribuições.

https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... taquesTopo
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1476
Registado: 16/9/2016 15:35

Re: Políticas para Portugal

por Rango » 27/3/2019 20:58

Centeno: “80% do aumento da carga fiscal é nos impostos que baixaram”

Ministro das Finanças justifica subida da carga fiscal com o aumento da atividade económica e melhoria do mercado de trabalho. Diz que o país "está melhor do que há três anos".

https://eco.sapo.pt/2019/03/26/centeno- ... -baixaram/
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1476
Registado: 16/9/2016 15:35

Re: Políticas para Portugal

por Marco Martins » 28/3/2019 19:30

forza algarve Escreveu:Nao ha pais no mundo nos ultimos 40 anos que tenha tido uma crise como a portuguesa e tenha-se saido tao bem..


Portugal tem a vantagem que outros países não tiveram... ajudas de uma comunidade (euro) que não permitiu que a nossa moeda tivesse variações estrondosas levando ao descalabro e descrédito internacional... o que potenciaria uma queda brutal em todos os sectores!!

Mas, para além disso, será que já saímos da crise?
Todos os dias vemos vários sectores públicos que estão totalmente fragilizados e no entando o estando continua sobreendividado... o que me parece é que existe uma peneira grande a tapar o sol :)
 
Mensagens: 4314
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: Políticas para Portugal

por Rango » 10/4/2019 19:40

"Apesar do contexto externo menos favorável, com um crescimento dececionante na zona euro (estimativa de 0,3% no 1.º trimestre após 0,2% no 4.º trimestre), a economia portuguesa parece resistir, talvez devido à dinâmica positiva do investimento e à persistência da recuperação do consumo privado"

Católica prevê que crescimento económico tenha acelerado no primeiro trimestre

O Núcleo de Estudos de Conjuntura da Economia Portuguesa (NECEP) da Universidade Católica antecipa que o crescimento económico tenha acelerado no primeiro trimestre, com o PIB a avançar 0,7% em cadeia e 1,9% em termos homólogos.

https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... eshomepage
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1476
Registado: 16/9/2016 15:35

Re: Políticas para Portugal

por ativo » 10/4/2019 20:44

Rango Escreveu:"Apesar do contexto externo menos favorável, com um crescimento dececionante na zona euro (estimativa de 0,3% no 1.º trimestre após 0,2% no 4.º trimestre), a economia portuguesa parece resistir, talvez devido à dinâmica positiva do investimento e à persistência da recuperação do consumo privado"

Católica prevê que crescimento económico tenha acelerado no primeiro trimestre

O Núcleo de Estudos de Conjuntura da Economia Portuguesa (NECEP) da Universidade Católica antecipa que o crescimento económico tenha acelerado no primeiro trimestre, com o PIB a avançar 0,7% em cadeia e 1,9% em termos homólogos.

https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... eshomepage

Ficaria satisfeito se a economia portuguesa acelerasse o seu crescimento não à custa do consumo privado, mas, sim, à custa de aumento das exportações! :roll:

A taxa de poupança dos portugueses é muito baixa. É preciso poupar mais e consumir menos!!!
 
Mensagens: 3131
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: Políticas para Portugal

por Àlvaro » 10/4/2019 20:50

Limitação de mandatos;
Redução drástica dos cargos políticos;
Menos impostos;
Investimento público;
Incentivo ao investimento privado de qualidade.
 
Mensagens: 2852
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: Políticas para Portugal

por ativo » 10/4/2019 21:45

ativo Escreveu:
Rango Escreveu:"Apesar do contexto externo menos favorável, com um crescimento dececionante na zona euro (estimativa de 0,3% no 1.º trimestre após 0,2% no 4.º trimestre), a economia portuguesa parece resistir, talvez devido à dinâmica positiva do investimento e à persistência da recuperação do consumo privado"

Católica prevê que crescimento económico tenha acelerado no primeiro trimestre

O Núcleo de Estudos de Conjuntura da Economia Portuguesa (NECEP) da Universidade Católica antecipa que o crescimento económico tenha acelerado no primeiro trimestre, com o PIB a avançar 0,7% em cadeia e 1,9% em termos homólogos.

https://www.jornaldenegocios.pt/economi ... eshomepage

Ficaria satisfeito se a economia portuguesa acelerasse o seu crescimento não à custa do consumo privado, mas, sim, à custa de aumento das exportações! :roll:

A taxa de poupança dos portugueses é muito baixa. É preciso poupar mais e consumir menos!!!

In Negócios Online, hoje:

«Portugueses são dos que mais vivem acima das possibilidades.

Famílias da classe média portuguesa são das que têm mais dificuldade em chegar ao fim do mês, afirma a OCDE. A subida dos gastos com habitação e com a saúde combinada com a estagnação dos rendimentos explica as dificuldades.

As famílias portuguesas são das que mais gastam acima dos seus rendimentos. Segundo um estudo divulgado ontem pela OCDE, mais de um terço (35,4 %) das famílias de classe média em Portugal tinham custos superiores ...
».
 
Mensagens: 3131
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: Políticas para Portugal

por Rango » 10/4/2019 23:05

ativo Escreveu:[Ficaria satisfeito se a economia portuguesa acelerasse o seu crescimento não à custa do consumo privado, mas, sim, à custa de aumento das exportações! :roll:

A taxa de poupança dos portugueses é muito baixa. É preciso poupar mais e consumir menos!!!


Isso é o defendido por alguns... outros defendem precisamente o contrário... que um maior consumo privado ajuda a impulsionar a economia e o investimento, criando mais emprego e originando mais receitas. Claro que o ideal era que este aumento do consumo privado estivesse ligado a mais exportações e a menos importações, mas isso é um feito díficil de obter, tendo em conta o facto de não só sermos atraídos por todas as inovações tecnológias que surgem quase todos os dias, como ao facto termos de importar o petróleo e outros combustíveis de que necessitamos para o nosso dia a dia.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1476
Registado: 16/9/2016 15:35

Re: Políticas para Portugal

por ativo » 11/4/2019 0:42

Rango Escreveu:
ativo Escreveu:[Ficaria satisfeito se a economia portuguesa acelerasse o seu crescimento não à custa do consumo privado, mas, sim, à custa de aumento das exportações! :roll:

A taxa de poupança dos portugueses é muito baixa. É preciso poupar mais e consumir menos!!!


Isso é o defendido por alguns... outros defendem precisamente o contrário... que um maior consumo privado ajuda a impulsionar a economia e o investimento, criando mais emprego e originando mais receitas. Claro que o ideal era que este aumento do consumo privado estivesse ligado a mais exportações e a menos importações, mas isso é um feito díficil de obter, tendo em conta o facto de não só sermos atraídos por todas as inovações tecnológias que surgem quase todos os dias, como ao facto termos de importar o petróleo e outros combustíveis de que necessitamos para o nosso dia a dia.

Isso de maior consumo privado é muito bonito, tem é dois senãos: é responsável por maior endividamento e/ou por menor poupança! Ora, é preciso que os portugueses poupem para que o país disponha de capital próprio para investir!!!
 
Mensagens: 3131
Registado: 24/1/2014 17:24

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: acintra, afcapitao, Bing [Bot], cali010201, CityDesk, fgomes, fjcbolsa, Francisco Miguel, freitax, Google [Bot], Google Adsense [Bot], Hawk66, joaogarcao, jokerportuga, lfa, lito, malakas, nunorsilva, Parceiro, PAULOJOAO, thestudio, vasco007, Àlvaro e 280 visitantes