BREXIT - O Referendo britânico.

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por ativo » 5/7/2016 15:29

In Negócios, em 05/07/2016:

«Juncker sobre Farage: “Os patriotas não se demitem quando as coisas se tornam difíceis.”

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou hoje, na sessão do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, que os "heróis de ontem do 'Brexit' são hoje tristes heróis".

"Aqueles que contribuíram para a situação do Reino Unido demitiram-se, como (Boris) Johnson e (Nigel) Farage e outros. Eles não são patriotas, porque os patriotas não se demitem quando as coisas se tornam difíceis. Ficam", argumentou o líder do executivo comunitário aos eurodeputados.

Num debate sobre as conclusões da última cimeira de chefes de Estado e do Governo, que se centrou na vitória da opção pela saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit), Juncker quis notar que: "os heróis de ontem do Brexit, são hoje os tristes heróis do Brexit".

Juncker reafirmou não compreender que os partidários da saída peçam tempo para afirmarem os seus planos para o futuro.

"Em vez de desenvolverem um plano, estão a abandonar o navio", criticou.

Juncker fez ainda eco da mensagem repetida momentos antes pelo presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, que sem notificação por parte do Reino Unido do seu desejo de saída não há negociações sobre as futuras relações.

O presidente da Comissão Europeia reafirmou que a participação no mercado único implica o respeito total "pelas quatro liberdades, incluindo a de circulação".».


Os ratos são sempre os primeiros a abandonar o navio que ameaça naufragar ... :twisted:
 
Mensagens: 3388
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Marco Martins » 5/7/2016 15:39

Esta situação não dá nenhuma credibilidade e esperança ou orientação ao UK!

O problema é que outros estados europeus, iludidos por esta falsa esperança de um caminho a trilhar, poderão fazer também referendos e depois cair em caminhos sinuosos...

A pressão de retirar financiamentos a Portugal e Espanha, a meu ver poderá ajudar a que um referendo em Portugal tenha mais vozes a favor...
 
Mensagens: 4385
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por acintra » 5/7/2016 15:45

Com este êxodo de apoiantes do Brexit existe, na minha opinião, mais do que razão para fazer um novo referendo ou então o já efectuado não passar no parlamento.

Não esperava uma vergonha destas vinda de UK, mas afinal são exactamente iguais aos outros.
Um abraço e bons negócios.

Artur Cintra
 
Mensagens: 2968
Registado: 17/7/2006 16:09
Localização: Cascais

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por ativo » 5/7/2016 15:51

É sobejamente sabido que o Reino Unido é um país da vanguarda. Mais uma vez é pioneiro: é o primeiro país a sair da União Europeia!

Espera-se que este pioneirismo não tire o Reino Unido da vanguarda e o coloque atrás, na retaguarda.

Tenho para mim que tudo o que, no plano internacional, signifique desunir, dividir, isolar, é muito negativo!!! :twisted:
 
Mensagens: 3388
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por JohnyRobaz » 6/7/2016 0:57

“E assim como sonho, raciocino se quero, porque isso é apenas uma outra espécie de sonho.”, Fernando Pessoa
“Nothing good ever comes of love. What comes of love is always something better” , Roberto Bolaño
"A ciência e o poder do homem coincidem, uma vez que, sendo a causa ignorada, frustra-se o efeito. Pois a natureza não se vence, senão quando se lhe obedece." Francis Bacon
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 4273
Registado: 20/8/2014 16:50

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Celsius-reloaded » 6/7/2016 11:45

Sou só eu que acho estranho o silêncio (que eu saiba) do Horta Osório?
31 de Julho: dia de São Stop.
 
Mensagens: 1850
Registado: 29/11/2007 2:35
Localização: Coimbra

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por EAGLETRADER20 » 7/7/2016 14:19

BREAKING: Fitch Ratings say that suspension of trading of some UK property funds highlights liquidity challenges

Fitch Ratings have said that suspension of trading of some UK property funds highlights liquidity challenges for open-ended funds invested in long-term property investments.

S&P has revised down a number of U.K.-based banks including:

HSBC Bank PLC outlook downgraded to 'negative' from 'stable'; Rating AA-
Lloyds Banking Group outlook to 'negative' from 'stable'; Rating BBB+
HBOS outlook to 'negative' from 'stable'; Rating BBB+
Royal Bank of Scotland Group PLC outlook to 'stable' from 'positive'; Rating BBB-
Nationwide Building Society outlook to 'negative' from 'stable'; Rating A
Barclays Bank PLC outlook to 'negative' from 'stable'; Rating A-
Santander UK outlook to 'negative' from 'stable'; Rating A
 
Mensagens: 5142
Registado: 4/3/2008 9:17
Localização: 14

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por EAGLETRADER20 » 7/7/2016 14:22

"Brexit is even hitting NYC luxury real estate, broker says

The effects of Brexit have rippled into New York City, and buyer anticipation of lower prices has pushed interest away from high-end luxury apartments, according to one real estate broker.

The market had "an immediate response" to Great Britain's vote to leave the European Union, said John Gomes, a Douglas Elliman broker.

On CNBC's "Power Lunch" on Wednesday, he recalled working on a $20 million apartment deal that went awry "the day after Brexit happened." The buyer wanted to reconsider in hopes of hitting a lower purchase price."

http://www.cnbc.com/2016/07/06/brexit-i ... ce=Twitter
 
Mensagens: 5142
Registado: 4/3/2008 9:17
Localização: 14

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Celsius-reloaded » 7/7/2016 15:02

EAGLETRADER20 Escreveu:"Brexit is even hitting NYC luxury real estate, broker says

The effects of Brexit have rippled into New York City, and buyer anticipation of lower prices has pushed interest away from high-end luxury apartments, according to one real estate broker.

The market had "an immediate response" to Great Britain's vote to leave the European Union, said John Gomes, a Douglas Elliman broker.

On CNBC's "Power Lunch" on Wednesday, he recalled working on a $20 million apartment deal that went awry "the day after Brexit happened." The buyer wanted to reconsider in hopes of hitting a lower purchase price."

http://www.cnbc.com/2016/07/06/brexit-i ... ce=Twitter


Que exagero...
31 de Julho: dia de São Stop.
 
Mensagens: 1850
Registado: 29/11/2007 2:35
Localização: Coimbra

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Marco Martins » 7/7/2016 17:52

Celsius-reloaded Escreveu:
EAGLETRADER20 Escreveu:"Brexit is even hitting NYC luxury real estate, broker says

The effects of Brexit have rippled into New York City, and buyer anticipation of lower prices has pushed interest away from high-end luxury apartments, according to one real estate broker.

The market had "an immediate response" to Great Britain's vote to leave the European Union, said John Gomes, a Douglas Elliman broker.

On CNBC's "Power Lunch" on Wednesday, he recalled working on a $20 million apartment deal that went awry "the day after Brexit happened." The buyer wanted to reconsider in hopes of hitting a lower purchase price."

http://www.cnbc.com/2016/07/06/brexit-i ... ce=Twitter


Que exagero...


Isto é como as guerras.. a união faz a força até que se consiga provar o contrário...
 
Mensagens: 4385
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por acintra » 8/7/2016 16:50

The Bank of England Makes a Capital Mistake
21
JULY 8, 2016 2:00 AM EDT
By
Editorial Board
The Bank of England is right to do everything in its power to support the U.K. economy following the vote to leave the European Union. Weakening the finances of the country’s banks, though, is the wrong way to go about it.

Governor Mark Carney has announced that, among other measures, the BoE will let banks operate with less equity than previously planned. The idea is to make banks more willing to lend, by relieving them of the concern that new loans would bring their equity levels below regulatory minimums.

In principle it makes sense to require banks to raise their capital ratios when the economy is strong, then let them decline a bit when it’s weak -- what regulators call a countercyclical capital buffer. It’s vital, though, that capital is built up sufficiently when conditions allow, so that when the rules are relaxed, banks have enough to weather any downturn. Right now, they don’t. The BoE’s efforts to increase requirements since the 2008 financial crisis have fallen short.

British banks have been allowed to return a lot of capital to shareholders in the form of dividends and stock buybacks. According to data compiled by Bloomberg, the total from 2009 through 2015 for the five largest U.K. banks was 63 billion pounds. That would have been enough to boost capital by more than 1 pound for every 100 pounds in assets. Today, they have a little over 6 pounds in equity per 100 pounds in assets -- far short of what’s required to avoid distress in a severe crisis, as the banks’ beaten-down stock prices suggest.

Why Britain is Leaving the EU

Banks with more equity would be better equipped to support the economy through the difficult times that Brexit is likely to entail. Bear in mind, equity isn’t money taken out of circulation: It’s stable funding that banks can use to make loans. A recent paper from the Bank for International Settlements shows that well-capitalized banks tend to borrow on better terms and lend more throughout the cycle -- which makes central banks’ stimulus efforts more effective.

During and after the 2008 crisis, despite falling short of what was needed, the U.K. was ahead of other governments in understanding the importance of capital for a healthy banking system. If the Bank of England wants to show that it has the resolve to protect the economy at a time of great uncertainty, building on that reputation would be better than instituting a quick fix that will make them more fragile.

To contact the senior editor responsible for Bloomberg View’s editorials: David Shipley at davidshipley@bloomberg.net.
Um abraço e bons negócios.

Artur Cintra
 
Mensagens: 2968
Registado: 17/7/2006 16:09
Localização: Cascais

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Marco Martins » 12/7/2016 16:53

Código: Selecionar todos
Segundo o BPI:
Esta envolvente económica e financeira externa mais adversa aliada à acumulação de sinais que sugeriam abrandamento da actividade económica, justificam a decisão de ligeiro ajustamento em baixa da nossa previsão de crescimento do PIB, para 1.30% e 1.50% respectivamente em 2016 e 2017.


Acho curioso ainda não haver nenhuma matrix de negociações com o UK e já estarem a sair previsões de impactos nos PIB dos países...

Para Portugal deve baixar o PIB e o crescimento... mas tendo em conta que negociações?!?

Que vai ter impacto, não tenho a menor dúvida... mas daí a já se atirarem números para o ar!!!
 
Mensagens: 4385
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por chico_laranja » 13/7/2016 11:18

Os bancos, agências noticiosas, analistas e afins têm que debitar qualquer coisa cá pra fora, nem que sejam bitaites sem base.

Há que alimentar a fome de números e notícias das pessoas :twisted:
Ao fim de semana o tempo é para o mercado dos afectos para com a cara metade e com os filhos .
Uma vez que o meu tempo disponível para o acompanhar o fórum é mínimo, se precisarem de algo da minha parte mandem PM que tento passar por cá.
Um abraço e bons investimentos.
 
Mensagens: 1341
Registado: 29/11/2007 2:37
Localização: Avanca

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por HRamos_3 » 25/7/2016 13:14

Mais um Brexit a processar-se lentamente :lol:

http://www.dn.pt/mundo/interior/filas-d ... 02868.html
“One of the stupidest things a central banker could do is comment on the stock market."
Dennis P. Lockhart

"The stock market is not "a bubble in any way""
Dennis P. Lockhart

Dennis P. Lockhart - President and CEO of the Federal Reserve Bank of Atlanta
 
Mensagens: 105
Registado: 22/6/2014 20:28

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por lfhm83 » 1/8/2016 16:13

Um bom artigo:

http://economico.sapo.pt/noticias/o-rei ... 0&at_tot=1

É curioso que Boris Johnson, pretenso herdeiro político de Winston Churchill, se tenha revelado tão distante do pensamento, carisma e coragem do seu mentor. Churchill foi dos primeiros a perceber a importância da construção de uma união de países europeus, apelando à fundação de uma “espécie de Estados Unidos da Europa”. Boris Johnson empenhou-se, de forma populista e leviana, na destruição deste projecto. A surpresa da vitória do ‘leave’ tornou evidente a inexistência de um plano. E Johnson apressou-se a abandonar o barco, com o confortável pretexto de a matemática dos apoios parlamentares não lhe ser favorável. Uma atitude muito pouco “churchilliana”.

É certo que quando, como agora, se trilham caminhos nunca antes percorridos, qualquer previsão é arriscada. Na verdade, tudo pode acontecer. Por isso, caro leitor, não encare o título deste artigo como uma profecia. Trata-se apenas da consideração de um cenário que é mais provável do que neste momento possa parecer.

Se há coisa de que poucos discordam é que a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) tem fortes possibilidades de se tornar em mais do que um calvário, num verdadeiro tsunami de destruição económica e política, e de clivagem social no país. Por isso, o próximo primeiro-ministro britânico não activará o artigo 50 do Tratado de Lisboa sem um plano muito bem definido para negociar um bom acordo de saída. Sucede que alcançar um acordo que sirva os propósitos do país, represente o voto popular e seja aceitável para a UE parece virtualmente impossível.

Economicamente, o Reino Unido necessita de acesso ao mercado interno, o maior destino das suas exportações e a origem da maior parte do investimento estrangeiro na sua economia. O melhor compromisso possível que o Reino Unido poderia alcançar seria algo semelhante ao existente entre a UE e a Noruega: acesso ao mercado interno em troca da livre circulação de cidadãos, incluindo trabalhadores, dos países da UE no Reino Unido (e vice-versa). No entanto, tal solução deixaria insatisfeitos os que, com o seu voto pela saída, pretenderam travar a entrada de imigrantes europeus no Reino. O slogan “Take Back Control” dos defensores da saída era, na realidade, um “take back control of our borders”.

Por outro lado, pertencer ao mercado interno europeu significa integrar o Espaço Económico Europeu (E.E.E.), ainda que não a UE. Mas para caber neste clube – vital para a economia do Reino Unido – uma quantidade significativa de regras europeias terá que vigorar também no Reino Unido. No caso da Noruega, mais de 30% das Directivas e Regulamentos europeus são aplicados no país. Dificilmente este cenário agradará aos que votaram na saída por não admitirem ser Bruxelas a ditar-lhes as regras com que vivem ou fazem comércio.

Por outro lado ainda, não há almoços grátis e a pertença ao E.E.E. exige uma contribuição obrigatória para o orçamento da UE, o que defraudará as expectativas dos que votaram pela saída por considerarem que as contribuições britânicas para o orçamento comunitário seriam melhor empregues internamente. Alguém terá que lhes dizer que as contribuições continuarão a existir. O que muda é que o Reino Unido deixa de votar este orçamento. Para quem pretendia “reassumir o controlo”, não parece uma grande jogada.

Depois há o outro lado, o da União Europeia. Por mais doces que pareçam as palavras de compreensão da senhora Merkel, tudo indica que ninguém facilitará a vida aos britânicos. Exigir uma saída rápida e rejeitar negociações informais de saída são já uma forma de pressão. Não é popular dizê-lo, mas é importante para a União que o processo de saída do Reino Unido seja tão espinhoso quanto possível. Se acabasse por se criar a percepção de que o Reino Unido ficou melhor fora da EU, isso alimentaria movimentos separatistas noutros Estados-membros, sobretudo nos que têm maior tradição eurocéptica. E condenaria irremediavelmente a União Europeia. No final, tendo que escolher entre os britânicos e si própria, todos sabemos qual será a opção da UE.

Sem um bom acordo de saída à vista, o risco de o Reino Unido se ver numa perspectiva de verdadeiro isolamento económico face à UE é, pois, perigosamente real para os próprios. E os partidários da saída, que convenceram o eleitorado de que a moeda tinha apenas um lado, depressa perceberão que o que espera o Reino Unido são anos de recessão e possivelmente até de redefinição de fronteiras, se os movimentos separatistas na Escócia, Irlanda do Norte e Gibraltar ganharem mais força.

A poeira vai assentar e o populismo tenderá a dar lugar a uma convicção mais alargada de que é melhor para o país a permanência na União. Pense no exemplo dos gregos, que votaram nas urnas a rejeição da austeridade, para, assente a poeira, perceberem que o caminho alternativo era demasiado tortuoso para ser percorrido. Por isso, repito, tudo pode acontecer, e os tempos que se avizinham são certamente de incerteza. Mas se as coisas fizerem sentido, o Reino Unido optará por abandonar a ideia de se autoinfligir esta crise e, depois de um caminho sinuoso, que possivelmente envolverá novo referendo, não sairá da UE.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2751
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Celsius-reloaded » 10/8/2016 14:04

Já escrevi aqui que achava estranho o comportamento do Horta Osório nomeadamente o seu silêncio sobre o brexit.

Parece que anda "entretido" com outros assuntos... :lol:


http://www.jornaldenegocios.pt/empresas ... bolso.html
31 de Julho: dia de São Stop.
 
Mensagens: 1850
Registado: 29/11/2007 2:35
Localização: Coimbra

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Marco Martins » 10/8/2016 15:27

Celsius-reloaded Escreveu:Já escrevi aqui que achava estranho o comportamento do Horta Osório nomeadamente o seu silêncio sobre o brexit.

Parece que anda "entretido" com outros assuntos... :lol:


http://www.jornaldenegocios.pt/empresas ... bolso.html


Andava a ver o impacto interno....
 
Mensagens: 4385
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Marco Martins » 13/9/2016 13:23

Tanto "fogo" inicial com o Brexit, que agora parece ser apenas "fumo"...

Até que ponto o UK poderá preparar a saída da UE, ou até que ponto a UE poderá pressionar a Irlanda a sair juntamente com o UK? A penalização de algumas empresas americanas sediadas na Irlanda poderão ser consideradas uma forma de pressão, na medida em que essa penalização não parece atingir alguns países da europa como o Luxemburgo?
 
Mensagens: 4385
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Marco Martins » 13/10/2016 15:07



A Escócia vai fazer um referendo a meio da saída do Reino unido da Europa?!?!

Humm, será um berbicacho enorme se ganharem os que querem a saída do Reino Unido e depois o Reino Unido não sair da Europa, ou se a Europa não aceitar a Escócia como membro :)

Isto, para além de ajudar ao desmembramento europeu, levará ao desmembramento do Reino Unido!
 
Mensagens: 4385
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por sanchobeti » 13/10/2016 15:28

Oh Marco!
Para o membramento da Europa seria bom a Escócia aderir.
A gran bretanha,rainha e veneraveis,ficam bem a adorar-se uns aos outros e a protestar contra mar e vento.
penso eu de que.....
 
Mensagens: 180
Registado: 29/11/2007 13:06
Localização: 16

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Lion_Heart » 13/10/2016 15:46

O Reino Unido vai continuar Unido a Europa vai cada vez mais ficar desunida, porque algo que começou torto nunca vai endireitar, isto foi um projecto económico para dar poder e mercado aos grandes, agora acabou é cada um por si.
Basta ver que um membro decidiu sair e não aconteceu nada, continua por cá e vai negociar condições que serão excelentes para eles.
" Richard's prowess and courage in battle earned him the nickname Coeur De Lion ("heart of the lion")"

Lion_Heart
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 7050
Registado: 6/11/2002 22:32
Localização: Toquio

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por sanchobeti » 13/10/2016 15:57

Lion
Vamos andando e vendo...como diz o cego!
abraço
 
Mensagens: 180
Registado: 29/11/2007 13:06
Localização: 16

Os Bifes lá começam a dizer o que pretendem...

por Raposo Tavares » 17/1/2017 18:22

Factbox: Britain's Brexit negotiation objectives
Prime Minister Theresa May has set out the principles that will guide her approach to Britain's withdrawal from the European Union and defined 12 negotiating objectives.

May is expected to start an initial two-year negotiating period with the EU by the end of March, which will determine the terms of Britain's exit.

GUIDING PRINCIPLES

- Certainty and clarity

- A stronger Britain

- A fairer Britain

- A truly global Britain


NEGOTIATING OBJECTIVES

"We have 12 objectives that amount to one big goal: a new, positive and constructive partnership between Britain and the European Union," May said in a speech setting out the following objectives.

CERTAINTY AND CLARITY

- Providing certainty for business and the public sector whenever possible as negotiations take place.

A STRONGER BRITAIN


- Taking back control of British law, ending jurisdiction of EU Court of Justice.

- Strengthening the union between the four nations of the United Kingdom.

- Maintaining the common travel area between Ireland and the UK.

A FAIRER BRITAIN

- Controlling immigration to Britain from Europe.

- Guaranteeing rights of EU citizens already living in Britain and rights of British nationals living in the EU as early as possible.

- Ensure workers' rights are fully protected and maintained.

A GLOBAL BRITAIN

- Pursuing a new, bold, comprehensive and ambitious free trade agreement with the EU with greatest possible access to the single market, without membership of it. Pursuing customs deal with the EU to ensure cross-border trade with Europe is as "frictionless as possible".

- Pursuing new trade agreements with the rest of the world.

- Remaining a top destination for science, research and innovation.

- Reaching practical arrangements with the EU for cooperation on law enforcement, terrorism, foreign affairs, foreign and defense policy.

- Phased implementation approach delivering a smooth and orderly Brexit, seeking to 'avoid a cliff edge' disruption.

(Reporting by William James and Ritvik Carvalho; editing by Stephen Addison)


In: http://www.reuters.com/article/us-brita ... SKBN1511S6
"Se um homem tiver realmente muita fé, pode dar-se ao luxo de ser céptico."
in: Citações e Pensamentos, Friedrich Nietzsche
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3525
Registado: 4/12/2013 19:13

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Marco Martins » 17/1/2017 22:16

(...)May is expected to start an initial two-year negotiating period with the EU by the end of March(..)


2 anos?!?!
 
Mensagens: 4385
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: BREXIT - O Referendo britânico.

por Raposo Tavares » 17/1/2017 22:26

Marco Martins Escreveu:
(...)May is expected to start an initial two-year negotiating period with the EU by the end of March(..)


2 anos?!?!


2 anos até pode ser uma previsão otimista. Os Valões podem não gostar de alguma coisinha, os húngaros podem fazer uma chantagenzeca para não receberem sírios regressados do RU, os romenos podem recusar os ciganos de volta, os franciús podem achar que o Inglês não faz sentido como língua dos tratados nem como língua da Europa, os austríacos podem querer impedir a entrada de cadburys na terra dos Imperadores do Sacro Império Romano Germânico... Sabe-se lá.
Então e nós com as pescas? Se os bifes, isto é uma suposição, se fazem parvos com os nossos sargos do dia, ou com o atum de sushi?
Ahhh, pois.
Isto o mundo, pá, está muita maluko...

Um abraço,
Raposo Tavares
"Se um homem tiver realmente muita fé, pode dar-se ao luxo de ser céptico."
in: Citações e Pensamentos, Friedrich Nietzsche
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3525
Registado: 4/12/2013 19:13

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Bing [Bot], Daniel@Machado, EuRico$, Ferry57, fjcbolsa, Francisco Miguel, Google Adsense [Bot], jmmalmeida, lfhm83, LoneWolf, m-m, malakas, pattern, RFPB, T N' T, vinas1976, Xadrezinho e 44 visitantes