Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

Fundos à la carte

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Fundos à la carte

por DMP » 26/10/2018 15:16

SAAAAAAAAALDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOS!!!! :mrgreen:
 
Mensagens: 170
Registado: 22/3/2014 13:47

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 26/10/2018 16:20

daniel__ Escreveu:
Rick Lusitano (New) Escreveu:Sempre importante:

Funds People - Sete mudanças que deve fazer na sua carteira se a quiser preparar para o fim do ciclo económico (25/10/2018)
https://pt.fundspeople.com/news/sete-mudancas-que-deve-fazer-na-sua-carteira-se-a-quiser-preparar-para-o-fim-do-ciclo-economico


Valorizar a inclusão em carteira de estratégias que apresentem uma baixa correlação com os ativos de risco.


Interessante era saber que estratégias ou fundos são esses (ou se são as que estou a pensar p2p lending, cryptos e afins) =;


Os activos sem risco é um mito. Não existe activos sem risco. Apesar de nas finanças, no CAPM e afins (incluindo o programa CFA) usarem um "activo sem risco" (obrigações governamentais), mas como sabemos também tem risco associado.

Os activos que mencionas também têm risco, terão outra correlação face aos ditos activos tradicionais. Esses activos alternativos ainda terão mais risco associado, principalmente, risco regulatório e político.

Supostamente as obrigações Investment Grade têm uma correlação negativa com as acções, sendo considerados respectivamente, risk off / risk on. Mas devido ás políticas recentes dos bancos centrais, essa correlação tem se esbatido.

Portanto também tenho a mesma curiosidade em conhecer quais os activos com uma baixa correlação com os ativos de risco, que leva a crer que serão activos com pouco risco. As estratégias de Absolute Return, 130/30, Long/Short, Equity Market Neutral, Global Macro, etc, têm todas risco associado, por isso, não acredito que sejam estas as soluções que no artigo sugerem.
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 29/10/2018 16:25

DMP Escreveu:SAAAAAAAAALDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOS!!!! :mrgreen:


Cuidado, porque se pode estar a apanhar facas a cair... :wink:
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por Bucks » 12/11/2018 17:03

Trader machines e os algoritmos usados em wall street

https://www.youtube.com/watch?v=kFQJNeQDDHA

Mas acho bastante controverso, mais parece uma manipulação não propositada dos mercados...
Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1751
Registado: 9/12/2013 13:12

Re: Fundos à la carte

por Bucks » 20/11/2018 16:42

Era dourada do imobiliário chegou à SILVIP, uma sociedade que gere 550 milhões :-" :-" :-"

https://www.idealista.pt/news/financas/ ... 50-milhoes
Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1751
Registado: 9/12/2013 13:12

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 6/12/2018 16:52

Bloomberg/Jornal de Negócios - É a pior altura para se fazer dinheiro nos mercados desde 1972 (06 de dezembro de 2018 às 14:00)
https://www.jornaldenegocios.pt/mercados/detalhe/e-a-pior-altura-para-se-fazer-dinheiro-nos-mercados-desde-1972
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por GACHLMCASSA » 22/2/2019 17:50

ISIN LU0157183665 – JPM US Select Equity D (acc) – EUR (hedged) +22.30% (1925€)

ISIN LU0248320581 – Pictet – Japanese Equity Selection HR EUR -8.14% (1015€)

ISIN LU0252967707 - BGF EUROPEAN FOCUS E2 EUR -14.18% (2000€)

subscrito a 10/08/2015



Tenho carteira acima mencionada no Activobank, foram 5k pelos 3 Fundos, agora está no total nos mesmos 5k, graças à valorização do JPM, será boa ideia resgatar tudo para colocar em outro/s fundos!?
 
Mensagens: 6
Registado: 27/8/2018 8:19

Re: Fundos à la carte

por chico_laranja » 26/2/2019 13:28

A pergunta correcta não será essa.

Os mercados flutuam... é normal. Infelizmente apanhaste logo no arranque uma correcção de mercado. Mau para ti, bom para o mercado.

Entraste quando se estava perto de máximos e com um bull já com anos.

O investimento está a corresponder à expectativa? Alguns meses não são uma amostra temporal decente. Estes investimentos são normalmente para 3anos+. Qual era o plano original quando investiste?

Eles caíram mas recuperaram.... bom para ti.

A tua pergunta é a normal de quem é novato nos mercados e começou logo por ver os números vermelhos.

Se te tirou o sono então este tipo de coisas não é para ti. Nem todos conseguem investir nos mercados pois a tolerância à volatilidade é algo pessoal. Podes ter que mudar a proporção da tua carteira para algo mais calmo. Tens no tópico do VirtuaGod uma biblia sobre investimento de médio/baixo risco.

Se ficaste preocupado mas nada de demasiado stressante então é deixar correr a tendência. Quando ela der sinais de fraquejar então voltas a olhar para o teu plano original e tomas decisões.

Coloca é stops mentais e se ele atingir carrega no botão de forma mecânica, sem pensar muito senão acabas a mudar os stops, mudar estratégias, etc... e entras numa espiral que em alguns casos abre rombos na carteira.

Agora podes meter um stop fixo, fazer trailing stop, etc... Estes stops podem ser a diferença entre dormir descansado e estar sempre preocupado. Assumes que num determinado activo podes perder x%. Se lá chegar é vender e a vida continua. Estava no plano e não correu bem.

Caso tenhas outros investimentos podes aproveitar as menos valias para aliviar no IRS
Ao fim de semana o tempo é para o mercado dos afectos para com a cara metade e com os filhos .
Uma vez que o meu tempo disponível para o acompanhar o fórum é mínimo, se precisarem de algo da minha parte mandem PM que tento passar por cá.
Um abraço e bons investimentos.
 
Mensagens: 1341
Registado: 29/11/2007 2:37
Localização: Avanca

Re: Fundos à la carte

por GACHLMCASSA » 7/3/2019 16:38

Boa tarde!
Após longo prazo tenho o Dws Biotech positivo, acham que devo resgatar ou aguardar mais um pouco?
 
Mensagens: 6
Registado: 27/8/2018 8:19

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 7/3/2019 21:48

GACHLMCASSA Escreveu:Boa tarde!
Após longo prazo tenho o Dws Biotech positivo, acham que devo resgatar ou aguardar mais um pouco?


Isso é fácil.

Queres ter menos retorno, mas certo, hoje?

Ou

Queres arriscar, e esperar para ver se consegues ter mais retorno no futuro, podendo perder o retorno que já tens hoje e inclusive perder parte do teu capital investido?

Só tu poderás responder.


Com a instabilidade, principalmente política, que existe, previsões de curto prazo é muito complicado.
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por GACHLMCASSA » 8/3/2019 0:04

Obrigado
Já o tive bastante negativo, e como já o tenho mais de 3 anos, fico tentado a resgatar...
 
Mensagens: 6
Registado: 27/8/2018 8:19

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 8/3/2019 0:27

GACHLMCASSA Escreveu:Obrigado
Já o tive bastante negativo, e como já o tenho mais de 3 anos, fico tentado a resgatar...


:-$ (se fosse eu, se está positivo, limpava isso tudo, o Trump de vez em quando manda umas bombocas sobre os preços dos medicamentos/tratamentos mais caros , que são geralmente os mais recentes/inovadores ou que tratam doenças muito especificas, tudo medicamentos/tratamentos ligados às Biotech. E provoca quedas valentes. Antes que ele lembre-se de manipular esse sector de mercado, outra vez, com mais bitaites e aproveitava que o USD continua a se valorizar face ao EUR, para vender o FI das Biotechs todo. Mas isso seria eu...)
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por GACHLMCASSA » 8/3/2019 13:32

Rick Lusitano (New) Escreveu:
GACHLMCASSA Escreveu:Obrigado
Já o tive bastante negativo, e como já o tenho mais de 3 anos, fico tentado a resgatar...


:-$ (se fosse eu, se está positivo, limpava isso tudo, o Trump de vez em quando manda umas bombocas sobre os preços dos medicamentos/tratamentos mais caros , que são geralmente os mais recentes/inovadores ou que tratam doenças muito especificas, tudo medicamentos/tratamentos ligados às Biotech. E provoca quedas valentes. Antes que ele lembre-se de manipular esse sector de mercado, outra vez, com mais bitaites e aproveitava que o USD continua a se valorizar face ao EUR, para vender o FI das Biotechs todo. Mas isso seria eu...)

Obrigado pela sua opinião
Com a queda de ontem, (-3.74%) voltou a estar negativo, vou aguardar até ficar positivo novamente :lol:
 
Mensagens: 6
Registado: 27/8/2018 8:19

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 24/3/2019 15:40

Um artigo deveras interessante:

Bloomberg/Jornal de Negócios - A política monetária na era do dinheiro barato (23 de Março de 2019)
https://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/a-politica-monetaria-na-era-do-dinheiro-barato
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por Tulipanegra » 31/3/2019 20:52

Boa tarde!

Que fundo/s recomendam PPR, para ter o beneficio no IRS?

Como faço para ter o beneficio eu e a "maria"?
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 88
Registado: 3/1/2014 22:00

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 11/4/2019 12:26

Leitura interessante:

Funds People - Momento da verdade: os investidores começam a receber as cartas que informam sobre o custo da assessoria e dos fundos (11/04/2019)

https://pt.fundspeople.com/news/chegou-o-choque-os-investidores-comecam-a-receber-as-cartas-nas-quais-sao-informados-sobre-o-custo-da-assessoria-e-dos-fundos
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 18/6/2019 15:11

Talvez interessante, um estudo feito pela CMVM no ano passado, a mais de 2.300 participantes, dos quais 52% são classificados como investidores (possuíam à data pelo menos um activo financeiro).

O tipo de activos que compõem a carteira dos investidores (valores aproximados, a % representa a quantidade dos investidores que detêm os respectivos activos):

62% - planos de poupança para a reforma (PPR),
60% - acções
55% - fundos de investimento
49,5% - produtos financeiros do Estado (Certificados de Aforro, Certificados do Tesouro e Obrigações do Tesouro)
20% - produtos financeiros complexos
20% - obrigações de empresas
13% - "crowdfunding" (Equity Crowdfunding e P2P Lending)
10% - bitcoins e outras moedas digitais
2,4% - papel comercial


Jornal de Negócios - Investidores portugueses descartam informação dada aos balcões. Acreditam mais na experiência própria (18 de junho de 2019)

https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/investidores-portugueses-descartam-informacao-dada-aos-balcoes-acreditam-mais-na-experiencia-propria
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por Rick Lusitano (New) » 24/6/2019 10:24

Quando os ratings influenciam os fundos de investimento:

Bloomberg/Jornal de Negócios - Fundos da Natixis vendem obrigações para estancar resgates (24 de junho de 2019 às 08:01)
https://www.jornaldenegocios.pt/mercados/detalhe/fundos-da-natixis-vendem-obrigacoes-para-estancar-resgates
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Fundos à la carte

por Cem pt » 8/3/2020 17:52

Amigo LTCM:

Tens conhecimento se o lendário fundo do Jim Simons (Renaissance Technologies / Medallion Fund) ainda está interdito/fechado a qualquer cliente, excepto a colaboradores do Simons? É que médias de retornos líquidos de 39% ao ano (!!!) desde 1988 significam exactamente um aumento de cerca de 1000 vezes o investimento feito nessa altura, o sonho de qualquer trader!

Esta pergunta vinha a propósito de um artigo interessante sobre os considerados top-5 hedge-funds mundiais neste link:

https://money.usnews.com/investing/fund ... -this-year

A vantagem destes fundos navegarem com um certo à vontade em regimes depressivos como os actuais deve trazer-lhes imensos novos clientes nestas alturas de grande incerteza e elevadas volatilidades.

Curiosamente simpatizei bastante com os comentários do último dos 5 fundos indicados (Tiger Global Management), embora pessoalmente não esteja de forma alguma atraído a investir em fundos, mas sim a perguntar a mim próprio se a minha carteira particular consegue rivalizar em retornos futuros com estes tubarões...

Abraço.
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: Fundos à la carte

por Cem pt » 18/3/2020 18:51

Um extracto dum artigo onde se mostra que também os melhores por vezes navegam em terreno negativo, no caso em questão a grande estrela do firmamento mundial dos hedge-funds, o Renaissance do lendário matemático Jim Simons:






Renaissance Technologies, one of the world’s biggest hedge funds, has been tripped up by the market turmoil unleashed by the coronavirus outbreak, underscoring how even the industry’s brightest names are struggling to navigate the financial chaos.

It has been a rocky year for the $75bn computer-powered “quantitative” hedge fund. Renaissance’s stocks-focused fund had one of its worst months in more than a decade in February after losing more than 7 per cent. It managed to pare back some of those losses in the first week of March but suffered another setback when the turmoil worsened last week. 

The Renaissance Institutional Equities fund is down 12 per cent year-to-date, while Renaissance’s Institutional Diversified Alpha fund has declined by 10 per cent.

RIEF was down approximately 5.5 per cent this month through to the end of Friday, according to two people briefed on the numbers, after gaining close to 5 per cent in the first week of March. RIDA was down 7.4 per cent this month, erasing gains of 5 per cent through the first week of this month.

Renaissance declined to comment.

Renaissance is secretive, even by the standards of the hedge fund industry. But it is one of the investment industry’s most fabled groups, having helped pioneer the trend of using computers and algorithms to unearth faint but persistent signals in a sea of data. That even Renaissance has stumbled reveals the turmoil in markets. 

Investors belatedly started grappling with coronavirus in February, but the turbulence that started last month has paled next to the mayhem that has enveloped markets in March.

Despite the Federal Reserve’s moves to support economic growth and buttress financial markets — culminating in slashing rates to near zero and restarting its quantitative easing programme on Sunday — markets have remained exceptionally rocky.

The S&P 500 tumbled 12 per cent on Monday — its biggest one-day fall since “Black Monday” in 1987 — and extending its tumble from a February peak to almost 30 per cent. The Vix index of volatility lept beyond its financial crisis-era high. 

“A pandemic sweeping across the globe leaving unprecedented human turmoil in its wake while also abruptly freezing economic activities has brought the longest bull market in US history to a crashing and swift end,” said Jim Paulsen, chief investment strategist at The Leuthold Group. 

The ferocity of the turbulence has hammered many investment groups, including hedge funds that can seek to profit both from markets rising and falling. HFR’s global hedge fund index was down 4.5 per cent in the month through to March 13. Equity hedge funds had lost 9 per cent, and after Monday’s mayhem the losses will probably be even more severe. 

Renaissance Technologies was founded by the geometer and former Cold War codebreaker Jim Simons in 1982. After struggling to make headway in consistently using computers and complex models to unearth lucrative trading patterns, it eventually started racking up profits, the like of which the investment industry has rarely seen, both in terms of size and consistency. 

Its flagship fund Medallion was so successful it kicked out external investors in 2005, and has since only managed the wealth of Renaissance’s executives. Mr Simons said last year that it had delivered an annual average return of about 40 per cent since 1988 — even after charging employees an unusually large fee for keeping their money in the vehicle. 

O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2852
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: Fundos à la carte

por LTCM » 21/3/2020 1:05

Cem pt Escreveu:Amigo LTCM:

Tens conhecimento se o lendário fundo do Jim Simons (Renaissance Technologies / Medallion Fund) ainda está interdito/fechado a qualquer cliente, excepto a colaboradores do Simons? É que médias de retornos líquidos de 39% ao ano (!!!) desde 1988 significam exactamente um aumento de cerca de 1000 vezes o investimento feito nessa altura, o sonho de qualquer trader!

Esta pergunta vinha a propósito de um artigo interessante sobre os considerados top-5 hedge-funds mundiais neste link:

https://money.usnews.com/investing/fund ... -this-year

A vantagem destes fundos navegarem com um certo à vontade em regimes depressivos como os actuais deve trazer-lhes imensos novos clientes nestas alturas de grande incerteza e elevadas volatilidades.

Curiosamente simpatizei bastante com os comentários do último dos 5 fundos indicados (Tiger Global Management), embora pessoalmente não esteja de forma alguma atraído a investir em fundos, mas sim a perguntar a mim próprio se a minha carteira particular consegue rivalizar em retornos futuros com estes tubarões...

Abraço.


Grande Cem,

Pelo que sei no Medallion Fund só entra capital proveniente dos colaboradores e dos fundadores do mesmo. E mesmo esses houve alturas, acho eu, que estiveram limitados.

Quanto ao Tiger Global Management segue nas pisadas do Robertson ou seja, informação privilegiada + negócios fora de bolsa = excelentes retornos a médio prazo, até estoirar.

Dois fundos que já há muitos anos deixaram de comprar | vender acções, obrigações, matérias-primas,...
Remember the Golden Rule: Those who have the gold make the rules.
***
"A soberania e o respeito de Portugal impõem que neste lugar se erga um Forte, e isso é obra e serviço dos homens de El-Rei nosso senhor e, como tal, por mais duro, por mais difícil e por mais trabalhoso que isso dê, (...) é serviço de Portugal. E tem que se cumprir."
 
Mensagens: 3008
Registado: 28/2/2007 14:18

Anterior

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Bing [Bot], caganixo7, djpr001, eagleman, gigojo, kidd, leomiguel77, lobus3101, m-m, pattern, renarolo e 61 visitantes