S&P500

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: S&P500

por Sr_SNiper » 24/12/2018 21:23

Estou 8 anos á espera que vire o ciclo para investir no tempo certo em ações... Veremos como corre 2019.
Lose your opinion, not your money
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 8872
Registado: 27/6/2009 22:08
Localização: Sniper World

Re: S&P500

por trade_to_win » 26/12/2018 4:39

Cem pt Escreveu:Voltando à vaca fria do S&P 500, de acordo com a sugestao de hedging para quem está vendido no índice, seguindo a tendência de baixa, apontei a possibilidade de comprar opçoes Call out-of-the-market sobre o índice no caso de recear um forte ressalto ascendente do rally de Natal e Ano Novo até meados de janeiro.

Seguindo esse raciocínio, tendo em conta que desconfio da forte probabilidade de existir esse "rebound", acabei de comprar no mercado OPRA por 3000 dólares um contrato Call do tipo europeu sobre o S&P 500 (SPX:xcbf), com maturidade em 15/02/2019 e strike 2600 com múltiplo de 100:1, ou seja, o contrato pagar-me -ia 100 dólares por cada ponto acima de 2600 pontos no fecho do S&P 500 no dia 15 de fevereiro do ano que vem; o contrato valerá obviamente zero se o índice nao ultrapassar os 2600 pontos.

Até lá a estratégia é fácil de seguir:

- Se o S&P 500 continuar a baixar ganha-se nos futuros vendidos sobre o índice e perde-se no valor dos 3000 dólares de aquisiçao da Call.

- Se o S&P 500 andar por estes níveis e nao subir ou descer mais assumo a perda dos 3000 dólares da aquisiçao da Call, paciência! Resta a consolaçao que os ganhos das últimas 2 semanas com a descida do S&P 500 ultrapassaram de forma folgada os 3000 dólares.

- Se o S&P 500 subir no esperado ressalto do rally esperarei o sinal para fechar curtos no índice S&P 500, assumindo as perdas dessa subida até sair, mas em contrapartida esperarei uma boa subida da cotaçao do "SPX:xcbf" (Call sobre o S&P 500) para compensar a perda dessa recuperaçao nos futuros do índice. Neste cenário restará decidir se despacho o "SPX:xcbf" (fechar com venda a Call) cerca de uma a duas semanas a seguir ao rebound (se chegar próximo da zona dos 2550 / 2600 pontos) ou se o levarei até à maturidade em 15 de fevereiro se o rally for de facto muito forte que possa obrigar o S&P 500 a passar de novo os 2600 pontos. Por exemplo, se o S&P fechar nos 2700 pontos o contrato devolve 10000 dólares à carteira, o que nao seria mau de todo.

BN


Estimado Cem,

Vejo que utiliza opções nas suas estratégias mas mais como hedging das suas posições em futuros.
Nunca pensou em implementar uma estratégia de trading baseada fundamentalmente em opções?
Ando arredado dos fóruns portugueses há algum tempo, mas já o leio há uns 20 anos. E lembro-me há uns anos ter visto um exemplo seu só com opções (creio que de futuros S&P500), mas teria que ir procurar ao baú...

Ultimamente tenho andado a testar estratégias baseadas em short de opções (venda de premium para recompra numa data posterior, sem levar até à expiração):
- Quando há uma expansão extraordinária da volatilidade implícita, para beneficiar de uma reversão à média de valores históricos;
- Com prazos para expiração entre 50 a 20 dias, para beneficiar do efeito favorável de queda de valor da opção com o tempo (Theta);
- De preferência com estratégias de Delta neutral, do tipo Strangle ou Iron Condor. Mas se for direccional, seria com Vertical Spreads.

Não me recordo agora como tinha sido o seu exemplo com opções, mas creio que era direccional e com Long Options.

Boas festas e votos de trading lucrativo.
 
Mensagens: 5
Registado: 2/10/2012 17:16

Re: S&P500

por Cem pt » 26/12/2018 17:05

Caro amigo Trader:

Na verdade o uso de opçoes no meu caso tem como finalidade única assegurar um seguro de hedging da posiçao especulativa sobre o índice S&P 500. Já no caso dos papéis europeus, onde acompanho açoes portuguesas e algumas das mais líquidas do Euro Stoxx 50, essa preocupaçao nao é tao acentuada porque nas açoes só uso posiçoes longas ou neutrais, mesmo que o resultado da Análise Técnica fosse deter posiçoes vendedoras ou curtas. Na Europa apenas no índice DAX uso posiçoes curtas, se tal sinal aparecer, como é o caso atual.

É um facto que há bastantes anos atrás usei as opçoes com alguma frequência e também os warrants como veículos especulativos, para além dos futuros e açoes habituais comuns. Deixei de usar porque essencialmente a liquidez desses produtos deixava muito a desejar, as corretoras com quem eu trabalhava em Portugal nao deixavam estabelecer posiçoes curtas ou “naked short options” nas opçoes e warrants. Essencialmente um fator crucial pelo qual desisti de fazer trading com opçoes residiu no facto dos market makers assegurarem para o conjunto bid-ask um spread demasiado afastado ou longínquo (chegava a haver em muitos pares diferenças de 20% a 30% entre comprador e vendedor!) para quem quisesse fazer trading com alguma vontade de ganhar dinheiro a sério.

Ou seja, as regras eram demasiado desequilibradas à partida e a maioria dos testes que conduzi na altura chegaram ainda por cima à conclusao que a posiçao mais correta a assumir era simplesmente adotar posiçoes de venda sobre Calls e Puts, com ênfase especial nas alturas em que a volatilidade implícita das opçoes atingia valores próximos dos seus máximos anuais, o ideal era verificar a “Option Volatility” anual e vender opçoes Calls e Puts de maturidades entre 2 a 3 meses, pondo do nosso lado a vantagem do “Theta” na depreciaçao temporal rápida, sempre que essa volatilidade estivesse no quantil dessa diferença do máximo e mínimo anuais acima dos 80%. Para a compra de opçoes as únicas boas oportunidades, mesmo assim menos rentáveis que as chances de elevadas volatilidades para assumir posiçoes curtas, eram os cenários de espera de baixas volatilidades. Dou como exemplo típico o de aguardar que a volatilidade viesse abaixo do quantil de 20% na diferença entre a máxima e a mínima para apostar nesse caso em maturidades entre 4 a 6 meses no sentido da tendência dominante, Calls para tendências ascendentes e Puts para descendentes.

Episodicamente cheguei a usar estratégias do tipo Delta neutral mas rapidamente desisti porque a liquidez destes produtos nunca proporcionava compras ou vendas equilibradas junto ao seu valor teórico, era o preço que o market maker estava a propor e tínhamos de aceitar, nao havia paciência nem chances de equilibrar a estratégia com uma oferta de spreads tao desequilibrada a favor dos market makers que punham e dispunham dessas margens de luxo.

Pelo que a estratégia principal durante o pouco tempo que usei as opçoes foi quase sempre tomar posiçoes longas do tipo direcional. Se no longo prazo tivesse de fazer um balanço acho que nao lucrei grande coisa com as simples “naked long options”, porque reconheço que quebrei a regra recomendada pelos testes de comprar muitas vezes acima do nível de segurança do quantil dos 20% na diferença anual da volatilidade máxima e mínima, embora os valores de aposta também tenham sido quase sempre pouco significativos em relaçao ao capital da carteira total disponível.

De todas as formas as opçoes sao uma forma muito interessante de abordar os mercados desde que saibamos controlar os riscos que se tomam com estes produtos e estabelecer que estratégia ou caminho tencionamos seguir mediante as várias alternativas que se podem colocar.

Boas Festas e bons negócios.
Editado pela última vez por Cem pt em 27/12/2018 14:20, num total de 1 vez.
O autor não assume responsabilidades por acções tomadas por quem quer que seja nem providencia conselhos de investimento. O autor não faz promessas nem oferece garantias nem sugestões, limita-se a transmitir a sua opinião pessoal. Cada um assume os seus riscos, incluindo os que possam resultar em perdas.


Citações que me assentam bem:


Sucesso é a habilidade de ir de falhanço em falhanço sem perda de entusiasmo – Winston Churchill

Há milhões de maneiras de ganhar dinheiro nos mercados. O problema é que é muito difícil encontrá-las - Jack Schwager

No soy monedita de oro pa caerle bien a todos - Hugo Chávez


O day trader trabalha para se ajustar ao mercado. O mercado trabalha para o trend trader! - Jay Brown / Commodity Research Bureau
 
Mensagens: 2652
Registado: 4/3/2008 17:21
Localização: 16

Re: S&P500

por rtavares » 27/12/2018 0:36

Em momento de decisões. Se o preço encontrar suporte no kijun, para além de um eventual rally de natal, é possível que estejamo perante um retomar forte do momento Bull. Se não, não.

Imagem
'Não existe empreendimento mais custoso do que querer precipitar o curso calculado do tempo. Evitemos portanto dever-lhe juros.'
in: Aforismos sobre a Sabedoria de Vida, Arthur Schopenhauer

"Se um homem tiver realmente muita fé, pode dar-se ao luxo de ser céptico."
in: Citações e Pensamentos, Friedrich Nietzsche

"O ar quando não é poluído, é condicionado."
in: Jô Soares (conhecido humorista brasileiro)

https://raposotavaresbolsaemercados.wordpress.com/
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 388
Registado: 29/11/2007 12:51
Localização: Albergaria-a-Velha

Re: S&P500

por pepe7 » 27/12/2018 1:29

pepe7 Escreveu:
pepe7 Escreveu:Retângulo :!: :?:

Mas temos uma zona de forte suporte pelos 2555 / 2580.


O target do retângulo foi mais que atingido, quebrou a zona de suporte, a queda está a ser forte e rápida, basta olhar o numero de velas vermelhas consecutivas...Estamos muito perto da zona de suporte dos 2400 pontos, estava à espera se uma vela de exaustão (nem sinal dela), mas acredito que agora estará para acontecer um ressalto, falta saber se será até à base do retângulo, ai já tenho algumas duvidas, pois seria um forte ressalto, ou então à zona de suporte pelos 2555 / 2580.

Envio também o gráfico do MACD que dou importância como já referi hoje, no mensal (longo prazo), com cross (Up and Down), que tem funcionado muito bem no SP500.


Boa noite,

O SP500 só agora está a fazer o ressalto que venho falando, mas sempre achei que seria mais acima...até onde irá o ressalto!? À Base do retângulo?! Ou pela zona dos pelos 2555 / 2580?!O volume não é "brutal", mas é considerável.

De referir que não gosto destas subidas muito fortes...(faz-me lembrar quando se está em "bear market", que não é o caso neste momento), mas face ás quedas, torna-se "aceitável" esta subida, falta saber até onde, se é apenas um ressalto...as próximas semanas podem ajudar a esclarecer.

Quanto ao J. Alves , muito bem o seu ponto de vista, praticamente apareceu na "hora certa" :P

J Alves Escreveu:ocioso bons graficos

esta batida nos 50% de fibo na zona dos 2375, acho q tem hipóteses de originar um rebound até aos 2580/2630

meter carne no assador com o lume tão bravo pode dar churrasco!!!!!


J Alves Escreveu:
ZéManuel Escreveu:JAlves,

Poderá ser, mas o que é visível é que nem em véspera de Natal mantém os níveis, é sempre a descer, logo está tudo a fugir da Bolsa.
Os 2000 - 2100 são o anterior grande topo de 2015 e 2016.
Aponto mais para aí do que as projecções que apresentas, no entanto ninguém sabe ao certo.


o índice já leva uma considerável correcção, por isso com os preços a este nível a meter carne é longo. a zona é boa pois corresponde a uma retracção de fibo.

até pode limpar esta zona como manteiga, mas é nisto que está o risco do trade. quando se mete carne no assador o risco de queimar é sempre possível
Anexos
SP500-Daily.png
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1054
Registado: 29/4/2010 22:36

Re: S&P500

por trade_to_win » 27/12/2018 4:15

Cem pt Escreveu:Caro amigo Trader:

Ou seja, as regras eram demasiado desequilibradas à partida e a maioria dos testes que conduzi na altura chegaram ainda por cima à conclusao que a posiçao mais correta a assumir era simplesmente adotar posiçoes de venda sobre Calls e Puts, com ênfase especial nas alturas em que a volatilidade implícita das opçoes atingia valores próximos dos seus máximos anuais, o ideal era verificar a “Option Volatility” anual e vender opçoes Calls e Puts de maturidades entre 2 a 3 meses, pondo do nosso lado a vantagem do “Theta” na depreciaçao temporal rápida, sempre que essa volatilidade estivesse no quantil dessa diferença do máximo e mínimo anuais acima dos 80%. Para a compra de opçoes as únicas boas oportunidades, mesmo assim menos rentáveis que as oportunidades de elevadas volatilidades para assumir posiçoes curtas, eram os cenários de espera de baixas volatilidades. Dou como exemplo típico o de aguardar que a volatilidade viesse abaixo do quantil de 20% na diferença entre a máxima e a mínima para apostar nesse caso em maturidades entre 4 a 6 meses no sentido da tendência dominante (Calls para tendências ascendentes e Puts para descendentes).

Episodicamente cheguei a usar estratégias do tipo Delta neutral mas rapidamente desisti porque a liquidez destes produtos nunca proporcionava compras ou vendas equilibradas junto ao seu valor teórico, era o que o market maker estava a propor e tínhamos de aceitar, nao havia paciência nem chances de equilibrar a estratégia com uma oferta de preços tao desequilibrada a favor dos market makers que punham e dispunham de spreads de luxo.

Pelo que a estratégia principal durante o pouco tempo que usei as opçoes foi quase sempre tomar posiçoes longas do tipo direcional. Se no longo prazo tivese de fazer um balanço acho que nao lucrei grande coisa com as simples “naked long options”, porque reconheço que quebrei a regra recomendada pelos testes de comprar muitas vezes acima do nível de segurança do quantil dos 20% na diferença anual da volatilidade máxima e mínima, embora os valores de aposta também tenham sido quase sempre pouco significativos em relaçao ao capital da carteira total disponível.



Caro Cem,

Mesmo tendo lido já vários posts seus, é incrível como ainda consegue surpreender-me pelo poço de sabedoria que é e que em posts anteriores poderei ter deixado escapar.
O que acaba de descrever é o que tenho aprendido neste último ano e que é defendido ainda hoje por traders de opções e antigos floor traders do CBOE dos anos 80. Com a diferença de que eles defendem essencialmente estratégias Short e raramente Long. Long Options só mesmo para casos de hedging e pouco mais.
Mas tudo o resto está lá nas regras básicas: as entradas com IV no quantil de 60 ou mais do range anual (de preferência gostaria de ter um cálculo de percentil de IV, mas as plataformas que conheço e uso não fazem esse cálculo por ser menos prático) e os prazos de maturidade entre 1 a 2 meses.
Outra ponto que defendem muito são estratégias de Delta neutral porque o que os traders de opções no fundo querem fazer é trading de volatilidade sem importar a direção. A volatilidade é das poucas coisas que tem "garantidamente" um comportamento previsível de reversão à média.

Quanto às suas razões de difícil aplicação prática por falta de liquidez/spreads elevados e sem Naked Short Options, devo dizer-lhe que actualmente o que encontro não é tão mau, pelo menos no mercado americano que é onde estou a transaccionar através de corretoras americanas. A corretora que uso é direccionada para traders de opções pelo que permite Naked Short Options.
E quanto a spreads, efectivamente as opções de futuros dos principais índices americanos têm spreads um pouco elevados (entre 3.7% a 10%). O mesmo poderá passar com opções de empresas cotadas menos mainstream. Mas para ETFs dos principais índices ou então acções de empresas líquidas como os FANGs, os spreads são bastante aceitáveis.
Por exemplo, o SPY que tem as opções mais líquidas de todo o mundo, tem spreads médios de 1.5% no Delta 10 ou 16, Put ou Call. Ao invés que as opções dos futuros SPX, tem spreads médios de 3.7%. E para acções de empresas, a AAPL por exemplo pode chegar a ter 1% de spread. Para outras acções com boa liquidez pode-se ter de 2% a 3.5%.

Os traders de opções experientes defendem que se tenha como objectivo um retorno de 50% do premium vendido. Em algumas estratégias chega-se mesmo a ter objectivos de 25%. O spread no meio disso deve ser desprezável. Assim como se defende que não se deve levar a opção até expirar porque é mais eficiente voltar a aplicar o capital noutra trade, além de que nas datas de expiração podem acontecer coisas estranhas...

Quanto ao controlo de risco, concordo inteiramente consigo que deve ser apertado. Uma das regras que vi ser defendida é que o capital em risco numa posição não deve exceder os 5% do total da carteira. De preferência deve ficar nos 2%.

Tudo o que referi anteriormente é algo que obviamente estou a aprender e para já tive resultados mistos durante todo o ano e na recta final (antes deste mini-crash de Dezembro), foi um pouco negativo. Razão pela qual estou a reavaliar melhor as estratégias. Mas esta subida de volatilidade é o que todos traders de opções rezam que aconteça para aumentar as oportunidades de trades lucrativas. O ano de 2017 por exemplo, foi uma pasmaceira comparado com 2018.
Ainda tenho planeado tentar fazer backtest com histórico de cotações de opções, mas é algo mais complicado porque como a cadeia de strikes é mais extensa, não será tão "simples" como uma série temporal OHLC de um índice ou acção. Espero com estes backtests poder afinar as estratégias.

Boas festas e obrigado pela partilha das suas experiências!
 
Mensagens: 5
Registado: 2/10/2012 17:16

Re: S&P500

por INICIADO_2000 » 27/12/2018 10:47

O target anterior para a queda do sp500 era a zona dos 2340. Foi atingida e fez ressalto na mm200 semanal . Visitou a zona da mm200 semanal nos 2348 e fez um violento rebound de mais de 1000 pontos no dow , típico de uma recuperação violenta em bear market.
Após a recuperação com indicadores técnicos oversold, espera-se que seja posteriormente retomada a queda, pode andar ainda nesta zona , mas deverá voltar ás quedas . O próximo nível de suporte deverá ser o reteste aos 2350 e se quebrados deverá ser visitada a zona dos 2250 pontos .
Próximos níveis de suporte 2350, zona de reteste e mm200 semanal , e 2250 . o caminho continua a ser para baixo no curto e medio prazo com atenção a estas zonas de suporte intermedio.
 
Mensagens: 476
Registado: 12/12/2004 18:57

Re: S&P500

por FredericoRocha » 27/12/2018 11:32

Ontem tivemos um dead cat bounce.

Artigo interessante: https://www.home.saxo/en-mena/insights/ ... lobal-risk
 
Mensagens: 170
Registado: 11/8/2016 14:08

Re: S&P500

por DocinhoTrader » 27/12/2018 12:01

Olá malta e boas festas.
Quanto a mim,o "gato" ainda não está morto,penetrámos a zona dos 2400pts no intraday, que foi um alerta, mas penso que iremos fechar a semana acima disso.
Para quem pensa que que rompemos em baixa o H&S,provavelmente espera um repique aos 2600pts.
Na minha opinião enquanto não fecharmos a baixo dos 2400pts no semanal é pensar em compras.Isso mesmo...compras.Porquê?
Em termos técnicos,o OBV não está a confirmar o rompimento.O adx ficará lateral se fecharmos nestes valores ou acima. Estamos ainda acima da lta de longo prazo.O oscilador rsi(2) continua a dar compra no mensal,pela lateralização dos restantes indicadores.
Outro facto e não menos desprezável,é que estou a ver muito urso, muitas semelhanças com os inícios de bear markets anteriores,muitas death cross, muitos ombro-cabeça-ombro,topos e fundos descendentes, etc...

Ficam os bonecos para analise,e sou estarei "convosco"abaixo dos 2400pts,peço descupla mas é o que os gráficos me permitem fazer :mrgreen:

Bom ano a todos!
Anexos
us500.png
semanal
us500 mensal.png
mensal
"Procure olhar a floresta e, não, as árvores mais próximas"
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 678
Registado: 23/3/2015 20:57

Re: S&P500

por jgut » 28/12/2018 20:37

Boas
DocinhoTrader estou contigo até ver... :D
Passei para desejar a todos uma excelente entrada em 2019 e um excelente ano de negócios.
Abraço

Aproveito e deixo 3 belas fotos :D
Anexos
13.png
12.png
11.png
"Ter paciência é difícil, mas o resultado é gratificante."
Jean-Jacques Rousseau

Qual a dor que escolhes?
A da DISCIPLINA ou do Arrependimento?
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1559
Registado: 27/3/2014 21:50

Re: S&P500

por FredericoRocha » 31/12/2018 0:07

Entao para acabar o ano em beleza aqui vai um gráfico de como eu vejo o S&P500 para os próximos dias.

Imagem

Resumidamente, uma ida aos 2700pts (golden ratio).
 
Mensagens: 170
Registado: 11/8/2016 14:08

Re: S&P500

por Attentive » 31/12/2018 22:10

Fonix, isto hoje foi mais um dia de montanha russa. Mercado impróprio para cardíacos. Reina a indecisão. Bom ano para todos os caldeireiros.
Anexos
sp500.png
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 753
Registado: 15/1/2009 21:17
Localização: 16

Re: S&P500

por jose antonio 1989 » 3/1/2019 22:06

índices americanos terminaram nos mínimos dos dia , num dia de vendas generalizadas , NASDAQ cai mais de 3% e sp500 e dow quase 3% . existe neste momento o receio de um forte arrefecimento da economia da china que arraste os resultados das grandes empresas para baixo . com anuncio da apple que vendas na china estavam muito mas e resultados iam ser 8% abaixo do esperado arrastou a maioria das empresas que transacionam com a china . o sentimento no mercado americano está muito debilitado. a época de apresentação de resultados começa a 15 de janeiro .
empresas que falhem os resultados esperados , devem sofrer quedas fortes com receios futuros de quebra acentuada de resultados e se referirem que resultados estão a cair forte no mercado chines e internacional devem arrastar logo para quedas empresas expostas á china e internacional.
este período de apresentação de resultados nos usa deve ser muito complicado e com quedas fortes , em anúncios de quebras de resultados futuros .
 
Mensagens: 138
Registado: 3/1/2019 11:08

Re: S&P500

por rg7803 » 3/1/2019 23:08

jose antonio 1989 Escreveu:índices americanos terminaram nos mínimos dos dia , num dia de vendas generalizadas , NASDAQ cai mais de 3% e sp500 e dow quase 3% . existe neste momento o receio de um forte arrefecimento da economia da china que arraste os resultados das grandes empresas para baixo . com anuncio da apple que vendas na china estavam muito mas e resultados iam ser 8% abaixo do esperado arrastou a maioria das empresas que transacionam com a china . o sentimento no mercado americano está muito debilitado. a época de apresentação de resultados começa a 15 de janeiro .
empresas que falhem os resultados esperados , devem sofrer quedas fortes com receios futuros de quebra acentuada de resultados e se referirem que resultados estão a cair forte no mercado chines e internacional devem arrastar logo para quedas empresas expostas á china e internacional.
este período de apresentação de resultados nos usa deve ser muito complicado e com quedas fortes , em anúncios de quebras de resultados futuros .


és o eagle, não és?
a escrita é muito parecida; deixaram-te entrar, novamente?
“Buy high, sell higher...”.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3110
Registado: 1/5/2008 23:09
Localização: Almada.

Re: S&P500

por INICIADO_2000 » 3/1/2019 23:17

INICIADO_2000 Escreveu:O target anterior para a queda do sp500 era a zona dos 2340. Foi atingida e fez ressalto na mm200 semanal . Visitou a zona da mm200 semanal nos 2348 e fez um violento rebound de mais de 1000 pontos no dow , típico de uma recuperação violenta em bear market.
Após a recuperação com indicadores técnicos oversold, espera-se que seja posteriormente retomada a queda, pode andar ainda nesta zona , mas deverá voltar ás quedas . O próximo nível de suporte deverá ser o reteste aos 2350 e se quebrados deverá ser visitada a zona dos 2250 pontos .
Próximos níveis de suporte 2350, zona de reteste e mm200 semanal , e 2250 . o caminho continua a ser para baixo no curto e medio prazo com atenção a estas zonas de suporte intermedio.


hoje tivemos uma nova sessão muito negativa no sp500.
A expectativa mantem-se a mesma . um reteste á zona dos 2350 e se não aguentar uma visita á zona dos 2250. Ai veremos como se comporta o sp500. para já o caminho deve ser para baixo até depois de se iniciar a apresentação de resultados na america . pode existir elevada volatilidade durante o período de apresentação de resultados´.
 
Mensagens: 476
Registado: 12/12/2004 18:57

Re: S&P500

por jose antonio 1989 » 4/1/2019 19:58

O sp500 recuperou até anterior mínimo de 2018 nos 2532 . boa recuperação fortíssima , e agora com indicadores técnicos em sobrecompra e com o teste ao anterior suporte é possível que voltemos ás quedas na próxima semana , possivelmente depois das negociações trade war usa-china , na segunda e terça , que como habitualmente não devem ter conclusões , só conversas . ai mercado poderá voltar a cair focando-se nos indicadores e previsões das empresas . teremos ainda a votação do brexit a potenciar a volatilidade .
 
Mensagens: 138
Registado: 3/1/2019 11:08

Re: S&P500

por FredericoRocha » 5/1/2019 0:24

Indicadores técnicos em sobrecompra? :shock: o S&P500 está com o RSI nos 37.

Mantenho a minha previsao para os 2704pts sendo que primeiro terá que ultrapassar uma grande resistência dos 2630pts (50% fibonacci retracement). Chegando a estes dois níveis irei observar com atençao para ver se passo de long para short.
 
Mensagens: 170
Registado: 11/8/2016 14:08

Re: S&P500

por DocinhoTrader » 9/1/2019 10:12

A chegar á zona de teste...Pelo OBV até agora, continua com aspecto de falso rompimento e cara de acumulação :arrow:
Anexos
us500 semanal.png
semanal
"Procure olhar a floresta e, não, as árvores mais próximas"
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 678
Registado: 23/3/2015 20:57

Re: S&P500

por pepe7 » 10/1/2019 2:15

pepe7 Escreveu:
pepe7 Escreveu:
pepe7 Escreveu:Retângulo :!: :?:

Mas temos uma zona de forte suporte pelos 2555 / 2580.


O target do retângulo foi mais que atingido, quebrou a zona de suporte, a queda está a ser forte e rápida, basta olhar o numero de velas vermelhas consecutivas...Estamos muito perto da zona de suporte dos 2400 pontos, estava à espera se uma vela de exaustão (nem sinal dela), mas acredito que agora estará para acontecer um ressalto, falta saber se será até à base do retângulo, ai já tenho algumas duvidas, pois seria um forte ressalto, ou então à zona de suporte pelos 2555 / 2580.

Envio também o gráfico do MACD que dou importância como já referi hoje, no mensal (longo prazo), com cross (Up and Down), que tem funcionado muito bem no SP500.


Boa noite,

O SP500 só agora está a fazer o ressalto que venho falando, mas sempre achei que seria mais acima...até onde irá o ressalto!? À Base do retângulo?! Ou pela zona dos pelos 2555 / 2580?!O volume não é "brutal", mas é considerável.

De referir que não gosto destas subidas muito fortes...(faz-me lembrar quando se está em "bear market", que não é o caso neste momento), mas face ás quedas, torna-se "aceitável" esta subida, falta saber até onde, se é apenas um ressalto...as próximas semanas podem ajudar a esclarecer.

Quanto ao J. Alves , muito bem o seu ponto de vista, praticamente apareceu na "hora certa" :P

J Alves Escreveu:ocioso bons graficos

esta batida nos 50% de fibo na zona dos 2375, acho q tem hipóteses de originar um rebound até aos 2580/2630

meter carne no assador com o lume tão bravo pode dar churrasco!!!!!


J Alves Escreveu:
ZéManuel Escreveu:JAlves,

Poderá ser, mas o que é visível é que nem em véspera de Natal mantém os níveis, é sempre a descer, logo está tudo a fugir da Bolsa.
Os 2000 - 2100 são o anterior grande topo de 2015 e 2016.
Aponto mais para aí do que as projecções que apresentas, no entanto ninguém sabe ao certo.


o índice já leva uma considerável correcção, por isso com os preços a este nível a meter carne é longo. a zona é boa pois corresponde a uma retracção de fibo.

até pode limpar esta zona como manteiga, mas é nisto que está o risco do trade. quando se mete carne no assador o risco de queimar é sempre possível


Afinal não ficou muito "longe" da base do retângulo (apenas +-1%)....e ficou em cima da resistência, sinceramente tenho duvidas que vá passar a mesma ou acima da base retângulo , acredito que possa haver em breve uma correcção, falta saber até onde, caso não faça mínimos relativos (abaixo da velas de 24 e 26 dezembro) e voltar para cima, será positivo, caso contrário não será um sinal positivo. Próximas semanas serão importantes.
Anexos
SP500-Daily.png
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1054
Registado: 29/4/2010 22:36

Re: S&P500

por pepe7 » 10/1/2019 2:31

pepe7 Escreveu:
Afinal não ficou muito "longe" da base do retângulo (apenas +-1%)....e ficou em cima da resistência, sinceramente tenho duvidas que vá passar a mesma ou acima da base retângulo , acredito que possa haver em breve uma correcção, falta saber até onde, caso não faça mínimos relativos (abaixo da velas de 24 e 26 dezembro) e voltar para cima, será positivo, caso contrário não será um sinal positivo. Próximas semanas serão importantes.


Alias, salvo erro, penso ter referido que o SP500 pode ir ainda sensitivamente a meio da vela vermelha mensal no mês de dezembro (pela zona dos 2620/ 2640 pontos) e depois faça uma correcção, vamos aguardar.
Anexos
SP500-Monthly.png
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1054
Registado: 29/4/2010 22:36

Re: S&P500

por LDAX » 11/1/2019 14:45

pepe7 Escreveu:
pepe7 Escreveu:
Afinal não ficou muito "longe" da base do retângulo (apenas +-1%)....e ficou em cima da resistência, sinceramente tenho duvidas que vá passar a mesma ou acima da base retângulo , acredito que possa haver em breve uma correcção, falta saber até onde, caso não faça mínimos relativos (abaixo da velas de 24 e 26 dezembro) e voltar para cima, será positivo, caso contrário não será um sinal positivo. Próximas semanas serão importantes.


Alias, salvo erro, penso ter referido que o SP500 pode ir ainda sensitivamente a meio da vela vermelha mensal no mês de dezembro (pela zona dos 2620/ 2640 pontos) e depois faça uma correcção, vamos aguardar.


Esse é o valor que me parece também, pode não ir logo aos 2700 (embora cada vez mais pareça que ao ir 2640 vai aos 2700) que queria e depois logo se via os 2800, mas preciso de um sinal porque desde os Payrols e indicadores sobrevendidos pode existir um acordo US-China ou notícias Brexit.

O Vix também tem aspecto de regressar aos 18/16.

É aguardar.

Imagem
 
Mensagens: 145
Registado: 4/7/2015 0:08
Localização: UNOP14

Re: S&P500

por jose antonio 1989 » 15/1/2019 23:55

O sp500 beneficiou neste inicio de ano de um rallye dos 2350 até aos 2600 pontos
Existe a possibilidade nos próximos dias até fecho de contratos o sp500 se manter nesta zona 2600-2630 , podendo ir até á mm50 nos 2630. Penso que a recuperação dos 2350 até á mm50 está a ser concluída . existe a possibilidade de nesta zona dos 2630-2650 e mm50 , inverter e voltar ás quedas abaixo dos 2600 pontos . é possível que volte durante fevereiro até á zona dos 2350 para concretizar um duplo fundo se aguentar o suporte .
As zonas que penso poderão ser visitadas neste inicio de ano serão os 2350 e eventualmente 2250 .
 
Mensagens: 138
Registado: 3/1/2019 11:08

Re: S&P500

por J Alves » 16/1/2019 21:55

61.8 de fibo
Anexos
SP500-Daily.png
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 6061
Registado: 3/3/2006 11:17
Localização: Mundo Rural

Re: S&P500

por rg7803 » 17/1/2019 0:50

J Alves Escreveu:61.8 de fibo


JAlves bom ano menino :D !
Esta ultima levada acima dos 2600, penso que foi até por volta dos 2620/25, cheira-me a "vamos limpar os stops da rapaziada que está curta"!
Estou curioso para ver como isto vai fechar a semana !
“Buy high, sell higher...”.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3110
Registado: 1/5/2008 23:09
Localização: Almada.

Re: S&P500

por Primvs » 17/1/2019 12:01

Exatamente o que eu pensei ontem...tenho estado no Nas100 e tinha la uns pregos metidos e achei mesmo a puxada isso mesmo...limpar os curtos!!!!!!

Aguentei a levar no lombo e inverti de manha para longo (Cfds)...mas nao sei se isto tem muitas pernas para andar para cima hoje!
É da vida...
 
Mensagens: 2935
Registado: 6/2/2007 16:36
Localização: Alverca

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Daniel@Machado, EuRico$, Ferry57, Francisco Miguel, Google Adsense [Bot], jmmalmeida, lfhm83, LoneWolf, m-m, malakas, pattern, RFPB, T N' T, vinas1976, Xadrezinho e 45 visitantes
cron