Finanças & Fundos de Investimento

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 27/10/2016 19:08

Uma pequena análise sobre uma carteira de dois fundos

A minha dificuldade em encontrar uma carteira para pequenos valores levou-me à pesquisa de bons fundos mistos. Para meu espanto é sempre tive bastante dificuldade em encontrar e nos dias que correm pouco mais do que o MFS Total Return uso como fundo misto. O M&G Optimal Income é mais um fundo obrigacionista que faz ocasionalmente pequenas incursões pelo mundo accionista, mas de forma muito limitada e sempre com um max de 20% de acções (é do mandato do fundo).

Isso leva-me a reflectir muitas vezes em fazer eu o "meu" fundo misto com um bom fundo accionista e com outro obrigacionista, ambos mundiais.

Para o obrigacionista não tenho muitas dúvidas que o mais indicado será o Pimco Global Bond, embora outros fundos possam ter uma menção honrosa a carteira do Pimco GB é que se enquadra mais nos meus objectivos.

Em termos accionistas é mais complicado. Em termos teóricos o ideal é o MFS Global Equity, embora em termos práticos (e emocionais pois adoro o fundo) o Fidelity Consumer Staples seja uma opção melhor e bastante credível.

Tentarei, contudo, nesta análise apagar as minhas preferências, assim como rentabilidades passadas. Irei, por isso, usar o MFS Global Equity como proxy do mercado accionista.

Depois de escolher os fundos (que como vimos até poderão ser diferentes, caso mantenham o mesmo estilo) a questão mais importante e que terá mais impacto nos retornos e risco será:

Qual o peso que caso fundo terá na carteira?

A resposta a esta questão é inteiramente pessoal embora eu vá tentar dar umas respostas quantitativas para ajudar qualquer pessoa que esteja a passar por esta questão (e no processo tb aprendi eu a analisar melhor as minhas próprias decisões).

Estive portanto a analisar uma carteira dos dois fundos com base nos períodos entre 2008-2016 (YTD) e 2010-2016 (YTD). Uma das formas mais comuns (e melhores) de analisar carteiras de investimento é através da construção de uma Fronteira Eficiente, o que no caso de dois activos é particularmente simples, pois não é mais do que mostrar graficamente as várias combinações dos activos (100% Pimco GB e 0% MFS Global Equity// 99% Pimco GB e 1% MFS Global Equity// 98% Pimco GB e 2% MFS Global Equity etc etc).

Visualizando graficamente pois é mais simples:

Imagem

Imagem

Nota: As taxas de retorno e risco são mensais e 0.01 = 1%

As carteiras com maior sharpe histórico, desde 2008 e desde 2010 são ligeiramente diferentes. Como podem ver nos gráficos a carteira com maior sharpe é o ponto mais alto onde se consegue traçar uma linha recta tangente à Fronteira Eficiente (e por isso às vezes tb é tratada por "Portfólio Tangente").

Analisando desde 31-12-2007 a carteira com maior sharpe teria sido a composta por 10% MFS Global Equity e 90% Pimco Global Bond. Por outro lado analisando desde 31-12-2009 (não apanhado a crise) seria composta por 13% MFS Global Equity e 87% Pimco Global Bond.

Esta alocação foi a historicamente a com melhor sharpe e o retorno/risco não foi, de facto nada mau, principalmente se excluirmos a crise de 2008, onde a carteira 90/10 teve um Drawdown de 15% (ver no excel). Desde 2010 não houve um Drawdown maior que a rentabilidade anualizada, que foi de 5.9%. Quer no Verão de 2013, quer o ano passado os DD ficaram abaixo de 5.5%. A performance para uma carteira 83/13 tb não foi, logicamente, muito diferente.

Claro que a carteira com maior sharpe poderá não ser a ideal, algo que só percebi em 2013, quando, quem segue as recomendações aqui do tópico, viu um ano espectacular do S&P (30%+) fugir entre os dedos (os 10% de peso accionista não serviu de muito para aumentar a rentabilidade pois foi um ano mau para os outros 90%/obrigações). Quem quiser maior retorno sabe que tem de aumentar o risco, aumentando o peso do MFS GE. Sabe agora que também sacrificará sharpe.

Como será o futuro? Como se alterará a fronteira eficiente e os pesos ideais?

Esta é a questão de um milhão de dólares. Um dos maiores problemas nas previsões do futuro é que têm de ser assente em pressupostos que podem ou não acontecer. Embora não saibamos o que irá com certeza acontecer a verdade é que tb podemos excluir certos cenários como improváveis. É extremamente improvável (quase impossível) que o Pimco GB tenha uma rentabilidade de 6% nos próximos 5 anos e bastante improvável que até apresente os 4.5% a 5 anos que está presentemente a apresentar. Por outro lado é também improvável (embora um pouco menos) que o MFS apresente nos próximos 5 anos os mesmo 15%/ano que apresentou nestes últimos 5.

Estamos sempre a jogar com pressupostos quando tentamos prever o futuro e embora possamos errar, guiarmos-nos pelo passado quando sabemos que será improvável que ele se repita também não será a melhor decisão na minha opinião.

Pela análise que fiz podemos usar no site Portfolio Visualizer os assets "International Stock Market" e "Global Bonds" como proxy dos nossos fundos, pois apresentam volatilidades e correlações semelhantes (os retornos de nada servem para a nossa análise uma vez que vão ser os pressupostos).

Assumindo um retorno de 2.5% anuais para o futuro do Pimco Global Bond e 7% para o MFS Global Equity a carteira que teria maior sharpe seria 28% International Stocks e 72% International Bonds. O que curiosamente está em linha com a actual recomendação do tópico de 30% Stocks e 70% Bonds para carteiras conservadoras.

Imagem

Claro que esta projecção vai falhar, mas a ideia por detrás, e o que quero transmitir é que com as taxas de juro historicamente baixas temos de ter menos obrigações e que a performance do mercado accionista não deverá ser para manter, o que faz com que o expected return às volta dos 4% com uma carteira 70/30 poderá ser uma realidade nos próximos 5 anos. A maior questão é sempre qual será a rentabilidade do mercado accionista. Embora consigamos prever com algum grau de certeza a rentabilidade futura obrigacionista, com base nas taxas de juro praticadas pelo activos que o fundo tem, a verdade é que nos próximos 5 anos o MFS Global Equity tanto pode render os mesmo 15%/ano que teve nos últimos 5 anos como pode render 0% ou até apresentar valores negativos.

Fontes: Tratamento de dados em R com as cotações da morningstar para a análise das fronteiras eficientes dos fundos
"Efficient Frontier Forecast" do Portfolio Visualizer para a fronteira eficiente expectável (https://tinyurl.com/j9rwgjy)
Editado pela última vez por VirtuaGod em 28/10/2016 0:21, num total de 1 vez.
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Mouro_Emprestado » 27/10/2016 20:47

Código: Selecionar todos
[s]Deixaste-me a pensar VG  :-k

Usando o X-Ray da Morningstar.pt (via Best), criei 3 carteiras diferentes com os 2 fundos que mencionas:

- 30/70 (acções/obrigações)
- 50/50
- 70/30

Fiquei supreendido que a carteira 30/70 tenha tido um retorno desde 31-12-2006 semelhante ao retorno da carteira 50/50 (a carteira 70/30 tem um retorno ligeiramente inferior).

Mas em qualquer dos casos, os retornos são substancialmente melhores que o MFS Global Total Return (foi isto que me deixou a  :-k  :-k  :-k  :-k ).

[url=http://postimg.org/image/74t5ew45v/][img]http://s21.postimg.org/74t5ew45v/30_70_10_anos.jpg[/img][/url]

[url=http://postimg.org/image/m21mfwheb/][img]http://s21.postimg.org/m21mfwheb/50_50_10_anos.jpg[/img][/url]

[url=http://postimg.org/image/pa63sy3o3/][img]http://s21.postimg.org/pa63sy3o3/70_30_10_anos.jpg[/img][/url]

Depois fiz a mesma análise, mas a 5 anos:

[url=http://postimg.org/image/nfoo3st2x/][img]http://s12.postimg.org/nfoo3st2x/30_70_5_anos.jpg[/img][/url]

[url=http://postimg.org/image/cu4srsmrd/][img]http://s12.postimg.org/cu4srsmrd/50_50_5_anos.jpg[/img][/url]

[url=http://postimg.org/image/en7pg47y1/][img]http://s12.postimg.org/en7pg47y1/70_30_5_anos.jpg[/img][/url]

Embora neste caso os retornos da carteira mais agressiva (70/30) sejam substancialmente superiores aos retornos das outras carteiras, o que me deixou mais surpreso foi que a carteira menos agressiva, ainda assim, teve um retorno melhor do que o MFS Global Total Return  :shock:

Ainda que eu admire muito a simplicidade do referido fundo misto, se calhar para quem faz reforços mensais nos fundos citados pelo VG (mínimo 1up de reforço no Best) poderá de facto obter excelentes retornos só com esses 2 (não há estratégia buy&hold muito mais simples do que isso  8-)  8-)  8-) ).

VG, sempre a aprender, por isso o meu muito obrigado!

(Só para finalizar, usem o x-ray para comparar os retornos dos últimos 3 anos com as 3 alocações acima indicadas  8-)  8-)  8-) ). [s]


Edit:

Fiz porcaria... Usei um fundo de obrigações com USD hedge que, naturalmente, em Euros, teve uma valorização brutal (por causa da desvalorização do EUR face ao USD). Desconsiderem por favor o post acima :wall: :wall: :wall:
 
Mensagens: 379
Registado: 13/9/2013 0:16

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Mouro_Emprestado » 27/10/2016 22:19

Prometo que no fim-de-semana irei revisitar este tema, mas usando um (dois!) fundos de obrigações correctos :wall: :wall:
 
Mensagens: 379
Registado: 13/9/2013 0:16

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 28/10/2016 0:12

Mouro_Emprestado Escreveu:Prometo que no fim-de-semana irei revisitar este tema, mas usando um (dois!) fundos de obrigações correctos :wall: :wall:

Fiquei curioso agora :)

As rentabilidades de que falei, assim como os Drawdowns são sem rebalanceamentos uma vez que foram vistas/testadas no meu excel (partilhado no link dropbox da minha assinatura). Ainda não dispendi tempo a fazer a análise do portefólio no R e introduzir os tão necessários rebalanceamentos. Quiça evoluir este post dos "2 fundos" com algo como o que fiz para a carteira teórica TLT/SPY à uns posts atrás quando falei sobre rebalanceamento (ainda por cima agora já faço uns gráficos de séries temporais todos catitas em R 8-) )

Honestamente tenho imensa curiosidade é em ver uma Fronteira Eficiente (feita em R) dos 30 fundos que lá tenho (no excel) :lol:
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por chico_laranja » 28/10/2016 11:08

Bons gráficos e excelente link VG :clap:

Obrigado.
Ao fim de semana o tempo é para o mercado dos afectos para com a cara metade e com os filhos .
Uma vez que o meu tempo disponível para o acompanhar o fórum é mínimo, se precisarem de algo da minha parte mandem PM que tento passar por cá.
Um abraço e bons investimentos.
 
Mensagens: 1341
Registado: 29/11/2007 2:37
Localização: Avanca

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Mouro_Emprestado » 28/10/2016 21:33

Tal como prometido, segue abaixo uma análise (agora sim, mais correcta) a três carteiras diferentes com 2 fundos diferentes (acções globais e obrigações globais) e um fundo misto como comparação.

Em resultado anterior do VirtuaGod acerca de uma carteira com apenas dois fundos (acções globais/obrigações globais) e onde se concluiu que a carteira mais "eficiente" seria aquela que teria uma alocação 30/70 (acções/obrigações), decidi pôr isso à prova através do X-Ray da Morningstar.pt (via Best).

Para o efeito, criei 3 carteiras diferentes, em que a diferença era apenas na % de alocação e depois comparei a mesma com o MFS Global Total Return:

- 30/70
- 50/50
- 70/30

Fundos:

Acções: MFS® Meridian Funds Global Equity A1 EUR Acc (LU0094560744)
Obrigações: Pictet-Global Bonds R USD (LU0133806512)
Misto: MFS® Meridian Funds - Global Total Return Fund Class A1 EUR Acc (LU0219418836)

Eventualmente, como seria de esperar fruto do actual bull-market, a carteira com melhor retorno desde 31-12-2006 é aquela com maior alocação às acções (70/30), ainda que a diferença para a carteira (50/50) seja pequena:

Imagem

Imagem

Imagem

Refira-se que a carteira 50/50 que, em teoria, deveria ter uma performance semelhante ao MFS Global Total Return, tem ao longo do tempo uma performance ligeiramente melhor. :-k

Naturalmente, quando comparamos as mesmas 3 carteiras, mas apenas a 5 anos, a carteira mais agressiva vê a sua performance suplantar em larga medida as outras duas:

Imagem

Imagem

Imagem

Interessante que, a 5 anos, o MFS Global Total Return tenha uma performance ligeiramente melhor do que a carteira 50/50 (o que não acontece no período temporal mais longo).
 
Mensagens: 379
Registado: 13/9/2013 0:16

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Mouro_Emprestado » 28/10/2016 22:04

No seguimento do meu post anterior, efectuei uma análise semelhante, mas troquei do fundo de obrigações.

Porquê?

Porque na minha cabeça (todos temos direito aos nossos dogmas 8-) ), não vejo grande razão para deter obrigações de empresas, uma vez que, pelo menos teoricamente, deveriam ter uma correlação mais alta com as acções. Ora, se quero baixar o risco de uma carteira, não percebo a razão por investir em obrigações corporativas (então em obrigações high-yeld, menos ainda). Eu sei, sou um tipo cheio de dogmas!

Mas, como em tudo na vida, devemos-nos interrogar se os dogmas que seguimos fazem sentido, pelo que pus isso à prova.

A análise foi semelhante: 3 carteiras diferentes de 2 fundos (acções globais e obrigações soberanas globais), com a única diferença a corresponder à alocação entre os activos.

Fundos:

Acções: MFS® Meridian Funds Global Equity A1 EUR Acc (LU0094560744)
Obrigações: M&G Global Government Bond Fund Euro A Acc (GB00BMP3RV75)
Misto: MFS® Meridian Funds - Global Total Return Fund Class A1 EUR Acc (LU0219418836)

Ora a 10 anos, os retornos entre as 3 carteiras são, talvez surpreendentemente, muito semelhantes:

Imagem

Imagem

Imagem

Mais mais surpreendente do que isso (ou talvez não), cada uma dessas carteiras teve um retorno substancialmente melhor do que as 3 carteiras apresentadas no post anterior.

E a 5 anos, como seria?

Imagem

Imagem

Imagem

Tal como eu suspeitava (e talvez.... desejava), cada uma destas carteiras teve uma melhor performance que a respectiva carteira com exposição a obrigações corporativas, ainda que a diferença não seja tão grande (afinal o crash corporativo ocorreu em 2007-2009).

Conclusão?

Há primeira vista, não parece fazer muito sentido estar exposto a obrigações corporativas, tal como defendem alguns dos apoiantes do buy&hold passivo.

Pessoalmente, vou continuar com o meu dogma 8-) (o que não quer dizer que eu esteja correcto e os outros errados. Make a plan and stick with it!)
 
Mensagens: 379
Registado: 13/9/2013 0:16

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 5/11/2016 22:49

Mouro_Emprestado ora testa aí para 90/10 sff (90% obrigações)

A 10 anos a análise que fizeste está em linha com os meus testes. Retorno semelhante mas como as carteiras com menos acções têm menos risco/desvio padrão o Sharpe é maior.

A 5 anos não é bom período devido a 2013, foi um ano anormalmente bom para acções e mau para obrigações! Pelo menos desde 31-12-2009, se pretenderes excluir a crise.
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 2:24

Com que periodicidade devemos rebalancear?

Num post anterior debruçamo-nos sobre a pergunta "Devemos rebalancear?". A resposta já é sabida por todos e tinha já sido que debatida quer neste quer em outros tópicos.

Neste post vamos tentar agora responder à questão sobre qual a periocidade ideal para fazer esses rebalanceamentos. Mensalmente? Trimestralmente? Anualmente? A periodicidade de rebalanceamento tem impacto significativo nos retornos?

Desta vez vamos usar uma carteira de 3 activos. Também esta com teoria por trás. A carteira será composta por 33% TLT (treasuries de longo prazo), 34% SPY (S&P 500) e 33% GLD (ouro). Os três activos têm volatilidades semelhantes e a correlação entre o SPY e o TLT já sabemos que é negativa. Por outro lado o GLD não tem qualquer correlação com os outros activos o que o torna o candidato perfeito para adicionarmos à nossa antiga carteira TLT/SPY.

Qual então o retorno de uma carteira de 10 anos composta por TLT/SPY/GLD (com pesos semelhantes)? É o rebalanceamento mensal, que praticamente força os activos a estar com os pesos alvo, realmente melhor?

Imagem

Outros testes que fiz comprovam que os períodos entre rebalanceamento mensal e anual apenas são variações e estão dentro da banda das performances destes. Estes resultados foram testados noutras carteiras (SPY/TLT e SPY/TLT/GLD/VNQ) e aparentam ser consistentes. O rebalanceamento anual (no final do ano) apresenta historicamente as melhores performances em termos de rentabilidade e Sharpe.

Gráficos de Equity:

Imagem
P.S. - Peço que cliquem no gráfico para o verem em tamanho original/grande

Podemos ver aqui que o ano de 2013 foi fulcral e foi efectivamente onde as carteiras começaram a divergir. Sabemos que em 2013 o SPY subiu bastante (32% +/-), o GLD caiu bastante (28% +/-) e o TLT também caiu (13%). Assim de cabeça partimos do principio que a carteira BH (que teve um ano de 2013 pior que as outras) devia ter uma peso grande nos activos que caíram (pelo menos maior que as carteiras com rebalanceamento).

Vamos então ver as variações do peso de cada um dos activos ao longo no tempo nas diferentes carteiras. Os seguintes gráficos mostram isso. Fiz linhas nos valores de 33% e 66% para saberem quais os pesos iniciais/alvo dos activos. O gráfico do B&H inclui também uma linha nos 50% para ajudar na análise.

Imagem
P.S. - Peço que cliquem no gráfico para o verem em tamanho grande. Poderão ter de clicar novamente na imagem para fazer zoom e aparecer no tamanho original/gigante

O que pensamos está correcto. A carteira B&H tinha quase 50% de GLD em finais de 2012, mesmo antes da performance desastrosa de 2013 (para além disso chegou mesmo a ter mais de 50% no final de 2011 :oh:). Para piorar a situação esse peso nem foi à custa do TLT, que está quase com o peso ideal de 33%, mas sim à custa do SPY. O SPY nessa altura tinha apenas um peso de 20% (não estou a ver a olho, tenho mesmo acesso aos dados) antes da performance fenomenal de 2013, o que limitou imenso a carteira.

Pondo de parte o B&H que já sabemos que não é a forma ideal de investir, podemos ver que o Portefólio de rebalanceamento mensal mantém quase fixos os pesos enquanto o de rebalanceamento anual tem uma rédea mais longa. Conseguimos até ver os rebalanceamentos no final dos anos. A minha perspectiva é que poderá haver aqui uma vantagem de momentum de curto prazo. A carteira com rebalanceamentos anuais deixou o S&P cair tudo em 2008 antes de o comprar. Deixou igualmente o S&P subir em 2013 antes de o vender no final do ano. Por outro lado os rebalanceamentos mensais iam comprando S&P ao longo de toda a queda de 2008 e vendendo ao longo de toda a subida de 2013, o que provou ser contraproducente.

Por último deixo aqui os gráficos das rentabilidades mensais e anuais das carteiras.

B&H
Imagem

Rebalanceamentos mensais
Imagem

Rebalanceamentos anuais
Imagem

Fontes Tratamento em R das cotações do Yahoo com Systematic Investor Toolbox (SIT), Portfolio Analytics e quantmod. O meu muito obrigado a toda a comunidade R e em particular R/Finance!!

Notas: Os dados foram tratados independentemente com o "Toolbox" SIT e com o Portfolio Analytics para confirmação/consistência de resultados. Foram feitas confirmações aleatórias usando o ETF Replay e as rentabilidades anualizadas (re)confirmadas com ROI Calculator. Não se enganem com a simplicidade do site do quantmod. Nenhum dos outros 2 pacotes funcionaria sem ele :wink: Gráficos de Equity feitos com dygraphs adaptados para R pelos elementos do RStudio (dygraphs for R). Os últimos quadros apenas foram "embelezados" com excel. Nos dias que correm parece que só serve para isso mesmo :lol: Foram exportados para excel com o pacote xlxs para R. A GUI que uso no R é o RStudio que me simplifica imenso a vida.
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por LTCM » 6/11/2016 12:41

Bom post.

O rebalanceamento anual (no final do ano) apresenta historicamente as melhores performances em termos de rentabilidade e Sharpe.


Dentro do observado, rebalanceamento anual (no final do ano) apresenta historicamente as melhores performances, foi o mesmo testado nos restantes meses do ano? Se sim quais os resultados?
Remember the Golden Rule: Those who have the gold make the rules.
***
"A soberania e o respeito de Portugal impõem que neste lugar se erga um Forte, e isso é obra e serviço dos homens de El-Rei nosso senhor e, como tal, por mais duro, por mais difícil e por mais trabalhoso que isso dê, (...) é serviço de Portugal. E tem que se cumprir."
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2978
Registado: 28/2/2007 14:18

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por ZeNovato » 6/11/2016 14:50

Se me permitem, vou me intrometer :oops:

Todos estes testes são com investimentos únicos iniciais certo VG? Não têm reforços, apenas contabilizas rebalanceamentos.
Agora que li que o rebalanceamento anual deverá ser melhor, os reforços devem ser tb no final do ano?
 
Mensagens: 199
Registado: 8/3/2014 19:34

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 17:28

@LTCM - PM enviada. Enviei por PM porque tem info que vou discutir noutro post e não pretendo que os leitores aquilo do tópico saibam já a resposta à questão que vou colocar.

@ZeNovato Claro que te podes intrometer. Isto não é nenhum clube restrito :mrgreen: Principalmente quando fazes uma questão tão pertinente como a que fizeste. Infelizmente não sei programar esse sistema, porque a dúvida é bastante boa. Os reforços alteram significativamente a dinâmica da coisa. Assim de cabeça diria que reforços anuais ganharia a competição, mais que não seja porque a diferença entre rebalanceamentos anuais e mensais é demasiado grande (e provavelmente os reforços ainda a iria aumentar).

Ora vejamos.

Reforços mensais: Iam comprando SPY ao longo de todo o 2008
Reforços anuais: Compravam um lote de SPY no final de 2008 DEPOIS da queda de 37%

Reforços mensais: Iam comprando GLD ao longo de todo o 2013
Reforços anuais: Compravam um lote de GLD no final de 2013 DEPOIS da queda 28%

Como digo, esta é a minha ideia, que penso ter alguma lógica face ao testado sobre rebalanceamentos. Poderá estar errado e só com testes é que chegaríamos a uma conclusão final. Um dia desses ;-)

Questão: O que será melhor? Rebalanceamento Temporal ou por Bandas? Sistema por bandas funcionaria da seguinte forma: Caso um dos activos variasse mais de 5 pontos percentuais (ou 10) do peso alvo disparar um rebalanceamento. Para o próximo fim de semana devo fazer fazer um post a responder a isso :wink: Entretanto gostaria que formassem uma opinião.

P.S. Também ficarão a saber a resposta à questão do LTCM. Pena não sabermos a resposta à do ZeNovato pk é igualmente interessante.
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Rick Lusitano (New) » 6/11/2016 20:00

VirtuaGod Escreveu:O rebalanceamento anual (no final do ano) apresenta historicamente as melhores performances em termos de rentabilidade e Sharpe.


Usas o Sharpe e porque não também o Sortino? :-k


PS: Para qualquer sitio aonde me viro, é só Math Finance (CAPM, Econometria, Estatística...), agora até tu, embarcaste nisso. :D

Reading Smile.jpg
Reading Smile.jpg (4.29 KiB) Visualizado 3829 vezes
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 20:09

@LTCM Independentemente do que te enviei acabei por fazer os testes a esta carteira SPY/TLT/GLD. Aqui estão os resultados:

Imagem
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 20:19

Rick Lusitano (New) Escreveu:Usas o Sharpe e porque não também o Sortino? :-k

A indústria nunca saiu do Sharpe porque não tem impacto. Uses um ou outro os resultados vão ser idênticos. Downside Deviation não trás grandes vantagens face a Standard Deviation em termos de análises/conclusões. Para além disso está tão disseminado que é complicado fugir dele. Assim podes por exemplo comparar estas carteiras a um fundo misto que esteja na morningstar.pt, se eu usasse o sortino ficavas a ver navios (tu, eu ou qualquer outra pessoa).

Por mim usavam CAGR/DP (esta barra é de dividir). Estão sempre a meter mais matemática sem necessidade nenhuma!!

P.S. Qual a tua opinião sobre a questão de usar um sistema de trigger para rebalanceamentos?
Editado pela última vez por VirtuaGod em 6/11/2016 20:43, num total de 1 vez.
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 20:40

No outro dia a estudar Web Scrapping fiz um programita para me ir buscar a cotação mais recente (e outra info relevante) de montes de fundos à morningstar.pt.

Qual o meu espanto quando a analisar os dados me deparei que os Pimco estão todos no TOP no YTD. Este ano estão a portar-se muito bem, em desafio às vozes que diziam que estavam mortos. Também reparei que o fundo que está com pior YTD tem um excelente track record. Estará na altura de se fazer uma pequena aposta em MFS European Small Caps? :-k
Anexos
Fundos.PNG
Fundos.PNG (84.2 KiB) Visualizado 3817 vezes
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Rick Lusitano (New) » 6/11/2016 21:32

VirtuaGod Escreveu:
Rick Lusitano (New) Escreveu:Usas o Sharpe e porque não também o Sortino? :-k

A indústria nunca saiu do Sharpe porque não tem impacto. Uses um ou outro os resultados vão ser idênticos. Downside Deviation não trás grandes vantagens face a Standard Deviation em termos de análises/conclusões. Para além disso está tão disseminado que é complicado fugir dele. Assim podes por exemplo comparar estas carteiras a um fundo misto que esteja na morningstar.pt, se eu usasse o sortino ficavas a ver navios (tu, eu ou qualquer outra pessoa).

Por mim usavam CAGR/DP (esta barra é de dividir). Estão sempre a meter mais matemática sem necessidade nenhuma!!

P.S. Qual a tua opinião sobre a questão de usar um sistema de trigger para rebalanceamentos?


Acho interessante, consegue-se isso por exemplo, usando o Excel.

Em relação á temática dos reforços, os reforços são parecidos aos rebalanceamentos, não achas? :-k

Ando a tentar criar um estratégia de investimento que anda perto desse sistema, tentando implementar o CAPM/Teoria de Carteiras e outras ideias.
Mas as minhas duvidas com essa estratégia, acabam por ser parecidas com o que discutes:

Exemplo:
Carteira Inicial:
60% = 6.000 = Acções
40% = 4.000 = Obrigações

Carteira Actual:
66.88% = 8.400 = Acções :arrow: +40%
33.12% = 4.160 = Obrigações :arrow: +4%


Nesta situação o que farias?

Cenário A: Reforçar as Obrigações para voltar a ter 40% no total da carteira

Cenário B: Vender uma parte das Acções de forma que os pesos voltem a 60/40%, ficando o dinheiro das mais-valias em liquidez (em stand-by, por exemplo)

Cenário C: Vender uma parte das Acções e comprar Obrigações alterando os pesos da carteira para, por exemplo, 30/70%, usando todo o dinheiro da venda das acções



O que achas da parte a negrito laranja?

WIkipedia Escreveu:Inventors
The CAPM was introduced by Jack Treynor (1961, 1962), William F. Sharpe (1964), John Lintner (1965a,b) and Jan Mossin (1966) independently, building on the earlier work of Harry Markowitz on diversification and modern portfolio theory. Sharpe, Markowitz and Merton Miller jointly received the 1990 Nobel Memorial Prize in Economics for this contribution to the field of financial economics. Fischer Black (1972) developed another version of CAPM, called Black CAPM or zero-beta CAPM, that does not assume the existence of a riskless asset. This version was more robust against empirical testing and was influential in the widespread adoption of the CAPM.


Fonte: Wikipedia - Capital asset pricing model
https://en.wikipedia.org/wiki/Capital_asset_pricing_model
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Rick Lusitano (New) » 6/11/2016 22:21

VirtuaGod Escreveu:No outro dia a estudar Web Scrapping fiz um programita para me ir buscar a cotação mais recente (e outra info relevante) de montes de fundos à morningstar.pt.

Qual o meu espanto quando a analisar os dados me deparei que os Pimco estão todos no TOP no YTD. Este ano estão a portar-se muito bem, em desafio às vozes que diziam que estavam mortos. Também reparei que o fundo que está com pior YTD tem um excelente track record. Estará na altura de se fazer uma pequena aposta em MFS European Small Caps? :-k

Imagem


Os PIMCOs estão no top, porque é a tua Watchlist/Wishlist. :wink: :D

Algumas sugestões para a tua Watchlist (sem grandes loucuras): :wink:


GB00B3NMPS60 - M&G Emerging Markets Bond Euro A Acc
LU0214905043 - UBS (Lux) BS Emerging Europe € P Acc

LU0170293632 - Candriam Bds Global High Yield N
LU0596127604 - T. Rowe Price Europe High Yield A EUR
LU0144751095 - Candriam Bds Euro High Yield N


IE00B19Z9612 - Legg Mason CB US Lg Cp Gr A EUR Acc
GB0030939119 - M&G Japan Smaller Companies Euro A Acc
LU0278528822 - Nordea 1 - Nordic Equity Sm Cap E EUR
Editado pela última vez por Rick Lusitano (New) em 6/11/2016 22:49, num total de 1 vez.
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 22:29

Rick Lusitano (New) Escreveu:Nesta situação o que farias?

Cenário A: Reforçar as Obrigações para voltar a ter 40% no total da carteira

Cenário B: Vender uma parte das Acções de forma que os pesos voltem a 60/40%, ficando o dinheiro das mais-valias em liquidez (em stand-by, por exemplo)

Cenário C: Vender uma parte das Acções e comprar Obrigações alterando os pesos da carteira para, por exemplo, 30/70%, usando todo o dinheiro da venda das acções

Isso é o que vou responder no próximo fim de semana :wink: Em termos de rebalanceamentos já estou 100% esclarecido em tudo. Pena não saber a dos reforços que o ZeNovato questionou. Vou mandar mail ali a um suprasumo de R para ver se ele diz algo LOL (este pessoal de informática/programação é mais acessível que a maioria das pessoas principalmente se fizeres uma boa questão, mas acho que se vai perder no meio de dezenas de mails que deve receber por dia).

Rick Lusitano (New) Escreveu:
WIkipedia Escreveu:Inventors
The CAPM was introduced by Jack Treynor (1961, 1962), William F. Sharpe (1964), John Lintner (1965a,b) and Jan Mossin (1966) independently, building on the earlier work of Harry Markowitz on diversification and modern portfolio theory. Sharpe, Markowitz and Merton Miller jointly received the 1990 Nobel Memorial Prize in Economics for this contribution to the field of financial economics. Fischer Black (1972) developed another version of CAPM, called Black CAPM or zero-beta CAPM, that does not assume the existence of a riskless asset. This version was more robust against empirical testing and was influential in the widespread adoption of the CAPM.


Fonte: Wikipedia - Capital asset pricing model
https://en.wikipedia.org/wiki/Capital_asset_pricing_model

Desconhecia isso. Pode ser que me apareça no CFA e eu forme uma opinião. Mas em princípio faz parte do que eu acho que "são pequenos ajustes que pouca implicação têm para a pessoa comum". Se gerisse um endowment onde ganhar mais 0.1% num ano era um milhão era uma coisa, agora para mim e os meus trocos a diferença entre ganhar 7 e 7,3% não afecta muito!

P.S. Um dos problemas de excel é que tens de fazer tudo do zero, TU, SEMPRE. Em R adopto muitas bibliotecas e "roubo" muito código que apenas altero a meu gosto e adapto para a funcionalidade que quero. Não há trabalho repetido/desperdiçado e há milhares de pessoas a escrever código para as mais diversas funcionalidades. Quase que nem precisas de saber escrever código, só de ler :lol: (mas obviamente não sabes ler se não souberes escrever). A velocidade de evolução no que consegues fazer é simplesmente assustador. Sexta encontrei o código para implementar metade das coisas que coloquei no post de rebalanceamentos. 30 minutos a actualizar/personalizar o código de um post de 2012 do Systematic Investor foi tudo o que precisei e voilá... até saiu uma coisa ajeitadinha :mrgreen:
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 22:41

Rick Lusitano (New) Escreveu:Os PIMCOs estão no top, porque é a tua Watchlist/Wishlist. :wink: :D

Algumas sugestões para a tua Watchlist (sem grandes loucuras): :wink:

LU0170293632 - Candriam Bds Global High Yield N
LU0214905043 - UBS (Lux) BS Emerging Europe € P Acc
LU0596127604 - T. Rowe Price Europe High Yield A EUR
LU0144751095 - Candriam Bds Euro High Yield N


IE00B19Z9612 - Legg Mason CB US Lg Cp Gr A EUR Acc
GB0030939119 - M&G Japan Smaller Companies Euro A Acc
LU0278528822 - Nordea 1 - Nordic Equity Sm Cap E EUR


Vou adicionar. Independentemente de ser a minha watchlist não iam mudar muito. Não há assim tantos fundo bons (sem andar a repetir milhentos fundos de bonds emergentes e high yield) com a performance com que os PIMCO estão este ano!
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 22:58

Apenas por divertimento vou partilhar aqui alguns gráficos de uma biblioteca de gráficos que eu descobri ontem e se calhar vou passar a usar. A Hicharts. Alguns temas são no mínimo originais :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: Reproduzo aqui o gráfico de Equity que usei no post dos rebalanceamentos. Dêem-me algum desconto que ainda nem aprendi a fazer a legenda por isso fiz batota :P Claro que podia usar cores coloridas nas linhas mas estragava a pinta dos gráficos :lol: Se eu passar a usar é, obviamente, o que está em terceiro que acho mesmo bonito!! O que acham? Gostaria mesmo de uma opinião entre dycharts (o do post de rebalanceamento) e o Hicharts (o 3º obviamente).

São completamente interactivos (aliás a legenda aparece é quando passo o rato por cima do gráfico) mas os que uso tb já o são :wink:
Anexos
graph1.PNG
graph1.PNG (624.62 KiB) Visualizado 3761 vezes
chart2.PNG
chart2.PNG (295.57 KiB) Visualizado 3761 vezes
chart3.PNG
chart3.PNG (142.59 KiB) Visualizado 3759 vezes
Editado pela última vez por VirtuaGod em 6/11/2016 23:17, num total de 1 vez.
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Rick Lusitano (New) » 6/11/2016 23:17

VirtuaGod Escreveu:
Rick Lusitano (New) Escreveu:Os PIMCOs estão no top, porque é a tua Watchlist/Wishlist. :wink: :D

Algumas sugestões para a tua Watchlist (sem grandes loucuras): :wink:

LU0170293632 - Candriam Bds Global High Yield N
LU0214905043 - UBS (Lux) BS Emerging Europe € P Acc
LU0596127604 - T. Rowe Price Europe High Yield A EUR
LU0144751095 - Candriam Bds Euro High Yield N


IE00B19Z9612 - Legg Mason CB US Lg Cp Gr A EUR Acc
GB0030939119 - M&G Japan Smaller Companies Euro A Acc
LU0278528822 - Nordea 1 - Nordic Equity Sm Cap E EUR


Vou adicionar. Independentemente de ser a minha watchlist não iam mudar muito. Não há assim tantos fundo bons (sem andar a repetir milhentos fundos de bonds emergentes e high yield) com a performance com que os PIMCO estão este ano!



Editei o meu post anterior com mais este fundo: :mrgreen:

GB00B3NMPS60 - M&G Emerging Markets Bond Euro A Acc


Os PIMCOs estão melhor agora, mas levaram porrada nos outros anos. :wink:

Para admirar, não teres o melhor PIMCO para mim:
IE00B84J9L26 - PIMCO GIS Income E Acc EUR H

E não teres este:
IE00B11XZ434 - PIMCO GIS Glbl Inv Grd Crdt E Acc EUR H


O F&C EM mandei ás urtigas, há vários anos atrás, por causa, de ser de distribuição significativa.

Ainda continuas com o Templeton GTR?! :shock:

O PIMCO DI não vejo razão para ele numa carteira diversificada com outros fundos especializados em Obrigações das mesmas categorias que ele mistura. E já que o tens que tal este irmãozinho dele: :wink:
IE00B4TJVF73 - PIMCO GIS Divers Inc Dur Hdg E €Hdg Acc

Para Acções dos blocos geográficos, só fiquei com esses fundos (e um outro de Asian Small Cap, para além, dos sectoriais)


PS: Não nos esqueçamos da correlação de uma carteira só com fundos de Obrigações PIMCOs. :wink:
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 6/11/2016 23:25

O Pimco Investment Grade esqueci-me dele LOL Bem visto.

Os outros Pimco que postaste não acho que acrescentem muito. Os templeton tenho dúvida. Este último mês deram uma subida fenomenal, não me cheira que vá vender com eles aqui tão em baixo. É tipo vender pimcos no final de 2013 ou o IBRA no final do ano passado :wink:

Os PIMCOs estão melhor agora, mas levaram porrada nos outros anos.


Nenhum fundo está sempre a bombar e sabes perfeitamente disso. As rentabilidades a 5 e a 3 anos estão boas para fundos obrigacionistas!!
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por Rick Lusitano (New) » 6/11/2016 23:50

VirtuaGod Escreveu:O Pimco Investment Grade esqueci-me dele LOL Bem visto.

Os outros Pimco que postaste não acho que acrescentem muito. Os templeton tenho dúvida. Este último mês deram uma subida fenomenal, não me cheira que vá vender com eles aqui tão em baixo. É tipo vender pimcos no final de 2013 ou o IBRA no final do ano passado :wink:

Os PIMCOs estão melhor agora, mas levaram porrada nos outros anos.


Nenhum fundo está sempre a bombar e sabes perfeitamente disso. As rentabilidades a 5 e a 3 anos estão boas para fundos obrigacionistas!!



O PIMCO Income (Obrigações Diversificado EUA/USD) tem tido resultados constantes e superiores aos PIMCO GB e o IG, para não falar do PIMCO TR, (apesar de serem de categorias diferentes).

Meteste o PIMCO DI na tua watchlist apenas para benchmark dos outros fundos de Obrigações?



Eu já automatizei o processo de recolha de dados estatísticos de cerca de 40.000 fundos, sem perder muito tempo, (apenas gasto 1 segundo), é o Excel que faz o trabalho todo. O Excel até se passa! :mrgreen:
Trabalhar em R, está para breve. :wink:
Fundos à la carte - UCITS (SICAV, OEIC, Unit Trusts, FCP) & US mutual funds

Fundos de Investimento, Mercados Financeiros, Gestão de Carteiras, Alternative Finance, FinTech
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2791
Registado: 10/5/2014 0:59

Re: Finanças & Fundos de Investimento (baixo risco)

por VirtuaGod » 7/11/2016 0:15

Rick Lusitano (New) Escreveu:Eu já automatizei o processo de recolha de dados estatísticos de cerca de 40.000 fundos, sem perder muito tempo, (apenas gasto 1 segundo), é o Excel que faz o trabalho todo. O Excel até se passa! :mrgreen:

Podias ter partilhado :? Onde é que o excel vai buscar a info? Queria usar a morningstar.com mas não deve estar para breve, e nem sei se os fundos europeus lá estão. 40k fundos? Quanto tempo é que o excel demora?
Artigos e estudos: Página repositório dos meus estudos e análises que vou fazendo. Regularmente actualizada. É costume pelo menos mais um estudo por semana. Inclui a análise e acompanhamento das carteiras 4 e 8Fundos.
Portfolio Analyser: Ferramenta para backtests de Fundos e ETFs Europeus

"We don’t need a crystal ball to be successful investors. However, investing as if you have one is almost guaranteed to lead to sub-par results." The Irrelevant Investor
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 5657
Registado: 20/11/2002 21:56
Localização: Porto

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Agasht, balta, cali010201, caralmeida030267, freitax, Google Adsense [Bot], jokerportuga, KAWA, lfa, LoneWolf, maturidade, mjsc, MSN [Bot], NOEL, Primvs, QOVER, RenatormbCarvalho, soso, vinas1976 e 30 visitantes