Bovespa

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

por Mares » 4/5/2011 0:49


Bovespa fecha em queda de 1,75% e bate 2º menor patamar do ano
Publicidade
EPAMINONDAS NETO
DE SÃO PAULO

Os lucros robustos apresentados pelas empresas brasileiras não animaram o apetite por risco do investidor. E a Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) bateu o segundo ponto mais baixo neste ano, em meio a incertezas sobre a economia doméstica. O cenário externo também não ajudou, num dia de mau humor global.

Dólar fecha a R$ 1,58; Bovespa sofre perdas de 1,7%

Mais uma vez, predominou a divergência de visões entre o mercado --que teme o trajetória da inflação e pede um ajuste mais duro dos juros-- e o governo, que enxerga o ritmo de alta dos preços sob controle e enfatiza um ajuste mais moderado dos juros, casado com mais "medidas macroprudenciais".

"Posso garantir que a inflação permanecerá dentro dos parâmetros. Pode bater no teto da meta, mas acredito que não", disse hoje o ministro Guido Mantega (Fazenda), apontando que o corte dos gastos públicos vai permitir um aumento menor dos juros para combater a inflação.

Sob expectativa da publicação do IPCA na sexta-feira, o mercado não está tão tranquilo, e teme o que o governo pode fazer. "Esse tipo de incerteza é pior do que notícia ruim", ressalta Luiz Gustavo Medina, economista da M2 Investimentos.

O analista nota que essas dúvidas têm prejudicado inclusive os papéis de setor bancário, que tem entregue lucros históricos balanços após balanço. "Ninguém sabe o que o Mantega pode fazer [no caso do crédito]. Todo vez que ele fala que não será necessário subir tanto os juros, desperta esse tipo de temor", acrescenta.

O banco Itaú anunciou um hoje um lucro líquido de R$ 3,53 bilhões para o primeiro trimestre deste ano, com alta de 9,2% no confronto com igual período no ano passado. O forte resultado não evitou que as ações preferenciais desvalorizassem 3,4%; O rival Bradesco viu suas ações caírem 3%, enquanto os papéis do Banco do Brasil cederam 2,76%.

O índice Ibovespa, que reflete os preços das ações mais negociadas, recuou 1,75% no fechamento, aos 64.318 pontos. O giro financeiro foi de R$ 6 bilhões. Nos EUA, o índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, ficou praticamente estável. O índice mais abrangente S&P500 caiu 0,33%. Na Europa, a Bolsa de Paris recuou 0,29%, enquanto o índice alemão Dax teve baixa de 0,35%.

O dólar comercial foi cotado por R$ 1,589, em um avanço de 0,82%, após oscilar entre R$ 1,598 e R$ 1,584.

O IBGE apontou que produção industrial do país registrou queda de 2,1% em março ante o mesmo mês no ano passado, a primeira redução desde outubro de 2009.

O Departamento de Comércio dos EUA revelou que as encomendas às fábricas cresceram pelo quinto mês consecutivo em março, num aumento de 3%, após o avanço de 0,7% registrado em fevereiro. Economistas do setor financeiro projetavam uma variação de 2%.

EMPRESAS

A seguradora Porto Seguro anunciou um lucro líquido de R$ 152,7 milhões para o exercício do primeiro trimestre, o que representa um crescimento de 16,7% sobre o resultado de um ano antes. A ação ordinária desvalorizou 1,59%.

Ontem à noite, a fabricante de aviões Embraer informou em balanço que registrou lucro líquido de R$ 174,3 milhões no primeiro trimestre deste ano. O valor é 295% superior ao lucro líquido registrado no primeiro trimestre de 2010. A ação preferencial teve forte alta de 5,86%.

A holding de telefonia TIM Participações anunciou um lucro líquido de R$ 213 milhões para o primeiro trimestre, quase quadruplicando o ganho registrado em igual intervalo de 2010. A ação preferencial ficou estável.

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/91 ... -ano.shtml
- A ganância dos outros poderá gerar-lhe lucros.
- A sua ganância poderá levá-lo à ruína.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2504
Registado: 20/10/2010 17:33
Localização: 16

por Elias » 8/5/2011 20:52

Na quinta-feira passada o Bovespa cotou abaixo de 63 mil pontos o que são mínimos de quase 1 ano.
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por paubo » 9/5/2011 14:26

Deixo os gráficos actualizados. Suporte a ser estado.
Anexos
060511 BVSP S 1A b.PNG
060511 BVSP S 1A b.PNG (86.76 KiB) Visualizado 6701 vezes
060511 BVSP b.PNG
060511 BVSP b.PNG (83.42 KiB) Visualizado 6704 vezes
Novo blog agora com a colaboração do J Alves, Paubo e Zecatreca- http://portugueseteamtraders.blogspot.com/
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3489
Registado: 29/11/2007 11:31

por Celsius-reloaded » 13/5/2011 14:45

Li agora que o crescimento da inflação no Brasil está a acelerar e que a taxa de juro do banco central está já a 12%.

Parece-me negro o futuro deste indice, se formos pelos fundamentais da economia.

Concordam?
31 de Julho: dia de São Stop.
 
Mensagens: 1869
Registado: 29/11/2007 2:35
Localização: Coimbra

por Mares » 21/5/2011 23:11


Bovespa pode cair ainda mais antes de reagir, dizem analistas

A Bolsa de Valores brasileira, que já desvalorizou 10% desde o início do ano, ainda deve cair mais antes de tentar uma recuperação significativa, apontam o analistas técnicos ouvidos pela reportagem da Folha. Eles também concordam que as melhores chances da Bovespa esboçar uma reação se encontram no segundo semestre.

Hoje, às 13h05 (hora de Brasília), o índice Ibovespa ronda os 62.731 pontos, em um avanço de 0,58% sobre o fechamento de ontem.

Na análise técnica, também chamada de análise gráfica, o especialista se baseia em projeções no comportamento passado do mercado, espelhado nos gráficos das cotações diárias e semanais das Bolsas, para rastrear as tendências da Bolsa.

Esse tipo de profissional procura definir os pontos críticos (os níveis de preços) onde a Bovespa pode parar de cair, ou de subir, para experimentar uma mudança na tendência predominante, de baixa ou de alta.

"Depois que a Bolsa ficou abaixo dos 65 mil pontos, deve testar os 61 mil, indo pouco depois 'passear' pela faixa de 58 mil a 59 mil pontos. Há um suporte muito forte em 58.600 pontos, e acredito que a Bolsa talvez nem chegue nesse nível", sintetiza Didi Aguiar, consultor técnico da corretora Novinvest.

O analista técnico da MyCap (home broker da corretora Icap), Raphael Figueiredo, também observa patamares semelhante. "Na visão mais pessimista do mercado, a Bolsa poderia chegar aos 57 mil pontos, mais precisamente, os 57.600 pontos, que é um ponto crítico muito forte".

Ele salienta que Bolsa pode cair a esse nível no curto prazo, mas "não tão facilmente". Por enquanto, o mercado tem se sustentado na faixa dos 62.300 pontos, um nível de preços que o mercado tem "respeitado" por várias semanas. Caso a Bolsa realmente passe a oscilar abaixo desse valor, ainda haveria outro suporte importante na faixa dos 60 mil pontos.

E seria preciso quebrar esse novo "piso" antes que a Bolsa afundasse até o patamar do cenário mais pessimista disponível, na visão dos analistas técnicos.

RECUPERAÇÃO

Didi Aguiar vê poucas chances da Bolsa recuperar terreno ainda neste semestre, concentrando suas apostas para o segundo semestre, possivelmente nos meses de julho a agosto, quando a Bovespa pode começar a se mexer.

"O mercado pode ficar oscilando na faixa dos 62 mil a 63 mil pontos, ante de conseguir romper os 65 mil pontos. Acima desse valor, acredito que vai variar na faixa de 65 mil a 74 mil pontos. Se conseguir oscilar acima desse preço, a Bolsa fica 'liberada' para subir, e pode terminar o ano entre 75 mil e 80 mil pontos", comenta.

Raphael Figueiredo, da MyCap, mira nos 65.500 pontos como um ponto crítico importante para que a Bolsa ganhe fôlego novo nesse ano, buscando os 70 mil pontos como "meta" para 2011. Mas salienta dois fatores fundamentais para que esse cenário mais otimista ocorra: o aumento do volume financeiro, em paralelo com o retorno do capital estrangeiro.

"É preciso que a Bolsa passe a oscilar acima dos 65.500 pontos, e o volume tem que ficar acima dos R$ 6,5 bilhões [média diária]", comenta. Sem dinheiro novo na praça, o mercado dificilmente consegue sustentar esse nível de preços e afunda de novo na tendência de baixa que tem sido predominante neste ano.

O capital externo é um ingrediente fundamental nesse cenário, já que os investidores "não-residentes" respondem por cerca de um terço dos negócios da Bolsa brasileira. Desde o início do ano, mais de R$ 2,37 bilhões saíram da Bolsa, entre compras e vendas de ações por estrangeiros.

Maio, aparentemente, mostra uma reversão nesse movimento, e o saldo está positivo, por enquanto, em R$ 1,295 bilhão (até o pregão do dia 17).


http://www1.folha.uol.com.br/mercado/91 ... stas.shtml

- A ganância dos outros poderá gerar-lhe lucros.
- A sua ganância poderá levá-lo à ruína.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2504
Registado: 20/10/2010 17:33
Localização: 16

por Mares » 21/5/2011 23:25


Governo reduz previsão de crescimento do PIB de 2011 para 4,5%


O governo reduziu de 5% para 4,5% a previsão de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro em 2011. A informação foi divulgada nesta sexta-feira pelo Ministério do Planejamento.

Prévia da inflação supera teto da meta, mas preços desaceleram
Arrecadação federal cresce 19% em abril e bate recorde
Atividade econômica cresce 4% no primeiro trimestre, diz BC


Em março, a estimativa do BC (Banco Central) para o PIB deste ano já havia sido reduzida e, segundo o órgão, ficará em 4% em 2011.

Já a previsão do governo para a inflação (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) esse ano aumentou de 5% para 5,7%. De acordo com o ministério, esse número ainda é compatível com a meta de inflação perseguida pela política monetária do governo.

O governo também fez uma nova previsão para a taxa Selic. Passou de 11,58% para 11,74% ao ano. O ministério também alterou a taxa de câmbio para 2011. Segundo o relatório, passou de R$ 1,70 para R$ 1,61.

Em relação ao preço médio do petróleo, o governo espera aumento de US$ 98,34 para R$ 103,31. Já a expectativa do governo é que para esse ano, a massa salarial continue crescendo e passe de 10,96% para 11,71%.

INFLAÇÃO

Outro dado divulgado nesta sexta-feira, o IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15) --que é uma prévia da inflação oficial divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)-- variou 0,7% em maio e atingiu a taxa de 6,51% no acumulado dos últimos 12 meses -- acima do teto da meta do Banco Central, de 6,5%.

A variação da prévia, no entanto, indica desaceleração nos preços. No mesmo período de abril, o IPCA-15 variou 0,77%.

Desde dezembro o governo anuncia ações para conter o crédito e reduzir o consumo. O objetivo é esfriar a economia e segurar a inflação, que cresce mês a mês.

Em janeiro, o BC também retomou os aumentos na taxa básica de juros, que haviam sido suspensos em meados do ano anterior.

Ontem, o diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, disse que a desaceleração até agora ainda não é suficiente. Ele afirmou que a economia vai ter crescimento menor a partir do segundo semestre, quando os efeitos das ações já tomadas - como restrição ao crédito e alta da taxa básica de juros- se espalharem.


http://www1.folha.uol.com.br/poder/9185 ... a-45.shtml

- A ganância dos outros poderá gerar-lhe lucros.
- A sua ganância poderá levá-lo à ruína.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2504
Registado: 20/10/2010 17:33
Localização: 16

por Elias » 18/6/2011 22:35

Gráfico actualizado do Bovespa.

O suporte dos 64500 (traço interrompido) foi quebrado em baixa e agora é necessário vigiar a importante zona de suporte que está entre os 60 e os 61 mil (tracei a linha nos 60500).
Anexos
bovespa.PNG
bovespa.PNG (65.98 KiB) Visualizado 6428 vezes
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por Elias » 12/7/2011 18:58

os 60 mil em risco no Bovespa
Anexos
bvsp1.PNG
bvsp1.PNG (56.48 KiB) Visualizado 6289 vezes
bvsp2.PNG
bvsp2.PNG (55.77 KiB) Visualizado 6287 vezes
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por Rockerduck » 17/7/2011 1:29

Ibovespa pode se recuperar em semana de Copom


O fluxo desfavorável do índice da bolsa paulista também tem se mostrado presente na análise técnica desde a segunda semana de novembro, quando o Ibovespa deu o pontapé inicial em sua tendência de baixa. De lá para cá, foram apenas confirmações de fragilidade, com poucos momentos de retomada.

A confirmação dessa forte tendência veio na perda de um importante suporte, aos 60.490 pontos, na leitura gráfica de Eduardo Collor, analista técnico do Banif Investment Bank.

Não por acaso, de lá para cá, a queda foi acentuada. Na sexta-feira, índice encerrou aos 59.480 pontos, muito próximo da mínima da semana 59.180 pontos, alcançada no mesmo dia. "Foi uma semana muito difícil", sinaliza o analista.

Se há luz no fim do túnel, esta pode ser chamada "Marubozu", nome da imagem deixada pelo gráfico de fechamento do último pregão da semana. Formado após uma queda expressiva no gráfico japonês das velas, pode indicar a aproximação de uma figura de reversão ao final da próxima semana.

"Essa figura precisará se confirmar em uma figura reversiva na próxima sexta-feira, mas abre a possibilidade de uma virada para daqui duas semanas"
, explica Collor.

Outro indicador positivo no gráfico do analista da Banif é a divergência de fundos entre o gráfico de velas e o estocástico lento, oscilador que mede a força de compradores contra a de vendedores no mercado em um prazo de cinco dias. "Isso reforça a possibilidade de reversão no final da próxima semana", aponta o analista.

Considerando o otimismo de Collor, o índice deve buscar resistência nos 61.550 pontos, primeiro objetivo no atual patamar do Ibovespa. Deste ponto em diante, a próxima zona de perigo fica aos 62.500, zona considerada "muito forte" pelo analista.


Imagem
"Opportunity is missed by most people because it is dressed in overalls and looks like work." Thomas Edison
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 564
Registado: 29/8/2007 17:46

por Mares » 21/7/2011 21:22

Ibovespa segue bom humor global e sobe ~2% (acima dos 60.000). Moeda brasileira atinge o valor mais alto contra o dólar, desde Janeiro 1999.
- A ganância dos outros poderá gerar-lhe lucros.
- A sua ganância poderá levá-lo à ruína.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2504
Registado: 20/10/2010 17:33
Localização: 16

por Mares » 21/7/2011 22:28


Bovespa ganha 1,9% no fechamento com 'euforia' global



As Bolsas de Valores registraram um dia de boas notícias como há muito tempo não se via nos mercados.

No front externo, o investidor viu a perspectiva de um desfecho positivo nos imbróglios da Europa e dos EUA. E internamente, a possível indicação de que o Banco Central está perto de encerrar o ciclo de alta dos juros domésticos também reforçou o bom humor generalizado.

E em um mercado que amarga desvalorização de 15% desde o início do ano, não faltaram oportunidades para investidores que optaram pela ponta de compra.

Mas analistas ainda manifestam cautela para os próximos pregões. "Se eu fosse um investidor, deixaria para comemorar na terça ou na quarta-feira", diz analista da Banif Invest, Raffi Dokuzian. Para esse profissional, o baixo volume financeiro (menos de R$ 6 bilhões) ainda não autoriza enxergar uma possível "virada" dos mercados.

O Ibovespa, que reflete os preços das ações mais negociadas, ascendeu 1,93% no fechamento, retomando o patamar dos 60 mil pontos. O giro financeiro foi de R$ 5,6 bilhões. Nos EUA, o índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, avançou 1,21%.

Na Europa, as principais Bolsas encerraram os negócios com ganhos entre 0,8% (Londres) e 1,6% (Paris).

A "trégua" no sentimento de aversão a risco também ajudou a derrubar o dólar: a taxa de câmbio doméstica retrocedeu para o seu menor nível desde janeiro de 1999, para R$ 1,555 nas últimas operações do dia (decréscimo de 0,25%).

A taxa de risco-país marcou 158 pontos, quase 4% da pontuação anterior.

Nos EUA, a imprensa local reportou sobre um possível acordo para aprovar o aumento do nível de endividamento federal, evitando que a maior economia mundial anuncie um possivelmente catastrófico "default" (suspensão de pagamentos).

E na Europa, informações preliminares apontam um novo pacote para socorrer a Grécia, ainda que um calote "parcial" não esteja descartado. Mais as autoridades europeias confirmaram um pacote de 109 bilhões de euros (R$ 244 bilhões), que vai conter a com a participação do setor privado.

Ontem à noite, o Banco Central ajustou a taxa básica de juros para 12,50%, conforme as expectativas do mercado. Analistas projetaram uma elevação para 12,75% até o final deste ano, possivelmente concluindo a onda de aperto monetário neste ano.


http://www1.folha.uol.com.br/mercado/94 ... obal.shtml

- A ganância dos outros poderá gerar-lhe lucros.
- A sua ganância poderá levá-lo à ruína.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2504
Registado: 20/10/2010 17:33
Localização: 16

por Rockerduck » 22/7/2011 7:07

Rockerduck Escreveu:Ibovespa pode se recuperar em semana de Copom

Se há luz no fim do túnel, esta pode ser chamada "Marubozu", nome da imagem deixada pelo gráfico de fechamento do último pregão da semana. Formado após uma queda expressiva no gráfico japonês das velas, pode indicar a aproximação de uma figura de reversão ao final da próxima semana.

"Essa figura precisará se confirmar em uma figura reversiva na próxima sexta-feira, mas abre a possibilidade de uma virada para daqui duas semanas"
, explica Collor.


Será que temos aí a figura reversiva? Talvez não seja pior aguardar as duas semanitas...

Imagem
"Opportunity is missed by most people because it is dressed in overalls and looks like work." Thomas Edison
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 564
Registado: 29/8/2007 17:46

por Mares » 27/7/2011 21:57


Bovespa cede 1,7% no fechamento e recua para níveis de 2009

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) retrocedeu para o seu patamar de preços mais baixo em quase dois anos, num cenário em que investidores viram fortes motivos para ficar "na defensiva" na rodada de negócios desta quarta-feira.

Primeiro, permanece a expectativa pelo desenlace do imbróglio americano em torno da dívida federal.

A queda de braço entre republicanos e democratas em torno dos ajustes fiscais necessários para domar os rombos das contas públicas gerou bastante brilho mas nenhum calor: analistas aguardam a "solução de último minuto" que vai evitar que a maior economia do planeta caia em "default" (suspensão de pagamentos), o que, na visão de muitos economistas, teria consequências dramáticas para a economia global.

Em segundo lugar, muitos citaram as novas medidas do governo para conter a desvalorização da taxas de câmbio. Muitos julgaram a medida provisória baixada hoje como uma forma do governo aumentar seu grau de intervenção no mercado, algo que nunca é bem visto por analistas e investidores.

"O 'susto' de hoje não foi pelo anúncio das medidas, que já eram esperadas. O 'susto' de verdade foi pelo aumento do grau de intervenção do governo no mercado, mexendo em regras que já funcionavam muito bem", diz João Ferreira, diretor da corretora Futura.

Nesse ambiente, o índice Ibovespa, que reflete os valores das ações mais negociadas, ficou no "campo negativo" durante todo o pregão e retrocedeu 1,77% no fechamento, batendo os 58.288 pontos.

Trata-se do patamar de preços mais baixo já registrado neste ano. Pela série histórica, também é o menor desde 9 de setembro de 2009. No exterior, não foi diferente: as Bolsas europeias registraram quedas entre 1,2% (Londres) e 1,4% (Paris). Nos EUA, a Bolsa de Nova York caiu 1,6%.

O dólar comercial avançou 1,3% e atingiu R$ 1,557, após oscilar entre R$ 1,570 e R$ 1,553.

E não passou despercebido o giro financeiro mais robusto da Bovespa registrado hoje: R$ 6,5 bilhões, bem acima dos R$ 4 bilhões ou R$ 5 bilhões vistos nos pregões anteriores. "Esse volume é um sinal claro de que a pressão vendedora está forte na Bolsa", comenta Marco Aurélio Etchegoyen, da mesa de operações da corretora Diferencial.

O noticiário internacional, mais uma vez, foi fonte de apreensão para os frequentadores da Bolsa.

O notório "Livro Bege", relatório fundamental do banco central americano sobre as condições da economia, mostrou que o ritmo de crescimento desacelerou nos últimos meses.

A notícia é pouco motivadora, justamente num cenário em que as agências de "rating" chegam a questionar a saúde financeira do país mais rico do planeta.

Foi justamente uma agência de "rating" (nota de risco de crédito) que divulgou a outra notícia negativa do dia: a Standard Poor's rebaixou a "nota" grega, seguindo o exemplo das rivais Fitch e Moody's. Agora, o "rating" do país mediterrâneo está ainda mais perto da mais baixa qualificação possível na escala dessas agências.

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/95 ... 2009.shtml

- A ganância dos outros poderá gerar-lhe lucros.
- A sua ganância poderá levá-lo à ruína.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2504
Registado: 20/10/2010 17:33
Localização: 16

por Elias » 27/7/2011 22:05

Bullshit.

Estes gajos deviam olhar para os gráficos antes de escrever asneiras.

Em Maio de 2010 o Bovespa esteve mais baixo.
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por Mares » 27/7/2011 22:09

Elias Escreveu:Bullshit.

Estes gajos deviam olhar para os gráficos antes de escrever asneiras.

Em Maio de 2010 o Bovespa esteve mais baixo.


Eles (Folha de São Paulo) já corrigiram o título que estava errado.
- A ganância dos outros poderá gerar-lhe lucros.
- A sua ganância poderá levá-lo à ruína.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2504
Registado: 20/10/2010 17:33
Localização: 16

por Elias » 27/7/2011 22:12

Parece que o senhor Epaminondas levou na cabeça... LOL
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por Celsius-reloaded » 3/8/2011 15:56

Grandes quebras que este indice está a sofrer.

Já vai nos 55 mil pontos.
31 de Julho: dia de São Stop.
 
Mensagens: 1869
Registado: 29/11/2007 2:35
Localização: Coimbra

por andre_ferreira » 3/8/2011 15:59

Celsius Escreveu:Grandes quebras que este indice está a sofrer.

Já vai nos 55 mil pontos.
Anexos
boves.png
boves.png (35.27 KiB) Visualizado 5892 vezes
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 481
Registado: 1/4/2010 19:47
Localização: Braga

por Conquistador » 3/8/2011 16:10

Boas;

Inverted H&S?

Cumprimentos,
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 459
Registado: 3/7/2008 11:58
Localização: 17

por andre_ferreira » 3/8/2011 16:20

Conquistador Escreveu:Boas;

Inverted H&S?

Cumprimentos,


onde identificas o H&S?

S1 - Março/07

H - março/08

S2 - março/09

:?: :?: :?:

parece um distancia mt grande entre a cabeça e os ombros

abc
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 481
Registado: 1/4/2010 19:47
Localização: Braga

por Conquistador » 3/8/2011 16:22

andre_ferreira Escreveu:
Conquistador Escreveu:Boas;

Inverted H&S?

Cumprimentos,


onde identificas o H&S?

S1 - Março/07

H - março/08

S2 - março/09

:?: :?: :?:

parece um distancia mt grande entre a cabeça e os ombros

abc


E o lapso temporal invalida o padrão?
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 459
Registado: 3/7/2008 11:58
Localização: 17

por Elias » 3/8/2011 16:27

Bem, eu já vi cabeças-e-ombros muitíssimo alargados no tempo (por exemplo o CAC fez uma H&S com cerca de dois anos e meio - isto antes da quebra da neckline).
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por andre_ferreira » 3/8/2011 16:41

Conquistador Escreveu:
andre_ferreira Escreveu:
Conquistador Escreveu:Boas;

Inverted H&S?

Cumprimentos,


onde identificas o H&S?

S1 - Março/07

H - março/08

S2 - março/09

:?: :?: :?:

parece um distancia mt grande entre a cabeça e os ombros

abc


E o lapso temporal invalida o padrão?


quando falei em distancia estava a referir me ao valor do indice, ou seja, neste caso a distancia entre cabeça (+-30.000) e ombros (+-60.000) é de +/- 50%.

em relaçao á time frame, penso que não invalida

abc
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 481
Registado: 1/4/2010 19:47
Localização: Braga

por marciop » 4/8/2011 15:01

Fica um gráfico do Bovespa, está neste momento a atingir o target de um triângulo simétrico.
Anexos
Bovespa.png
Bovespa.png (29.06 KiB) Visualizado 5732 vezes
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 351
Registado: 31/3/2009 21:49
Localização: Viseu

por Pickbull » 4/8/2011 16:47

04 Aug 2011 at 15:46:19 (GMT)

*BOVESPA STOCK INDEX EXTENDS DECLINE, DROPS 5% IN SAO PAULO
Mais vale perder um lucro do que ganhar um prejuízo.

É melhor um burro vivo do que um cavalo morto.

Mais vale uma alegria na vida do que um tostão no bolso.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1427
Registado: 23/1/2008 19:18
Localização: Coimbra

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Google [Bot], pattern e 14 visitantes