off Topic - Vinhos

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Re: Feira do vinho Alvarinho em Melgaço!

por scpnuno » 29/4/2009 14:56

Mondraker Escreveu:Estão todos convidados. Bons negocios!


Se tudo correr como o previsto, lá estarei

(não que seja apreciadora de vinho ou chouriços, que não sou... mas quando casei esqueci-me de perguntar se o marido também não era e fui enganada)
Esta é a vantagem da ambição:
Podes não chegar á Lua
Mas tiraste os pés do chão...
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3807
Registado: 6/11/2004 17:26

Feira do vinho Alvarinho em Melgaço!

por Mondraker » 29/4/2009 21:58

Aqui fica o programa da festa para quem cá quiser passar:
http://www.cm-melgaco.pt/portal/page/me ... hoefumeiro
 
Mensagens: 17
Registado: 29/11/2007 10:44
Localização: Minho

Vinho pode prevenir cancro

por GilbertoGil » 29/4/2009 22:17

em anexo
Anexos
vinho.JPG
vinho.JPG (157.8 KiB) Visualizado 4534 vezes
 
Mensagens: 83
Registado: 25/7/2008 21:44
Localização: 10

por Nyk » 27/5/2009 19:12

Dia do Vinho 2009 em Palmela
Produtos regionais e percursos de enoturismo marcam comemorações


A Câmara Municipal de Palmela e a Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal/Costa Azul promovem, entre 26 e 28 de Junho, as comemorações do Dia do Vinho (Palmela – Cidade do Vinho 2009). Os produtos regionais de qualidade (os vinhos, os queijos, as frutas, a doçaria e um vasto leque de propostas gastronómicas), a riqueza do património histórico, natural e cultural do concelho e a hospitalidade das adegas que integram a Rota de Vinhos da Península de Setúbal/ Costa Azul estão no centro de um vasto programa de animação.

O Castelo de Palmela é o palco principal, com uma Mostra de Produtos Regionais nos dias 27 e 28 de Junho, entre as 10 e as 19 horas. Aí, será possível provar e adquirir vinhos regionais, queijo de Azeitão, doçaria típica e artesanato, visitar a exposição “A Rota de Vinhos da Península de Setúbal… pela Mão da História e da Memória” (patente na Pousada de Palmela) e desfrutar dos momentos de animação e da paisagem deslumbrante, entre Sado e Tejo. Além dos produtores locais, estarão presentes a Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal/Costa Azul, a Confraria Gastronómica de Palmela, a Confraria do Moscatel e a ARCOLSA – Associação Regional de Criadores de Ovinos Leiteiros da Serra da Arrábida.

O programa integra, também, um conjunto de Percursos de Enoturismo, que aliam o gosto pelo vinho à possibilidade de redescobrir os encantos da actividade rural, onde o mundo tem outro ritmo. Além das habituais provas de vinhos, mostras gastronómicas, espectáculos musicais e visitas às adegas da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, desfrute de uma ceia de meia-noite nos Moinhos da Serra do Louro, no Parque Natural da Arrábida, aventure-se numa ordenha madrugadora e descubra os jardins de vinhas do concelho (informações e reservas através do telefone 212334398 ou do e-mail rotavinhos.psetubal@mail.telepac.pt).

No dia 28, será possível, ainda, participar num Passeio de Charrete entre Palmela e a aldeia de Quinta do Anjo para visitar o centro de artesanato Fortuna - Artes e Ofícios e degustar vinhos numa adega local. (informações e reservas através do telefone 212334398 ou do e-mail rotavinhos.psetubal@mail.telepac.pt).

Palmela recebe Eleição da Rainha das Vindimas de Portugal 2009

Num fim-de-semana inteiramente dedicado à cultura vitivinícola, celebramos, também, a beleza feminina. De entre doze jovens, todas Rainhas das Vindimas das suas festas locais (cidades aderentes à Associação de Municípios Portugueses do Vinho) o júri elegerá a Rainha das Vindimas de Portugal.
O certame decorre no dia 27, sábado, às 21h30, no Cine-Teatro S. João (informações e bilheteira através do telefone 212336644).
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 20/6/2009 18:53

Vinho Madeira promovido na bienal Vinexpo de Bordéus publicado
17:02
20 Junho '09 TextoComente este ArtigoFunchal, 20 Jun (Lusa) -- O Vinho Madeira estará em promoção na Feira bienal Vinexpo que decorre a partir de domingo em Bordéus, na França, com o objectivo de aliciar potenciais importadores a nível mundial.
Comentar Artigo Aumentar a fonte do texto do Artigo Diminuir a fonte do texto do Artigo Ouvir o texto do Artigo em formato �udio A Madeira estará representada neste certame integrada no espaço de Portugal, pelo Instituto do Vinho, Bordado e Tapeçarias, em conjunto com quatro empresas exportadoras desta tradicional produção regional.

Esta é considerada uma das mais importantes feiras internacionais para este sector, contando com a participação de mais de 2500 expositores, em representação de 45 países, entre os quais a China, Canadá, Rússia, Estados Unidos, Alemanha, França e Japão.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 22/6/2009 7:53

Os vinhos portugueses andam a animar as mesas chinesas. Em quatro anos, de 2004 a 2008, a exportação nacional do sector vinícola para o eixo asiático (Hong Kong, Macau e China) duplicou para 7,6 milhões de euros.

--------------------------------------------------------------------------------

Lucia Crespo
lcrespo@negocios.pt


Os vinhos portugueses andam a animar as mesas chinesas. Em quatro anos, de 2004 a 2008, a exportação nacional do sector vinícola para o eixo asiático (Hong Kong, Macau e China) duplicou para 7,6 milhões de euros.

O mercado chinês, por si só, rendeu 1,9 milhões de euros aos vinhos portugueses em 2008, um crescimento de 33% face a 2007, o que coloca Portugal em 12ª posição na lista dos países exportadores de vinho para a China. Este ano, a meta é superar os dois milhões de euros.

"O mercado de vinhos na China cresce 20% ao ano e estima-se que em 2017 se torne no maior do mundo, superando assim os Estados Unidos", salienta Márcio Ferreira, "area manager" da ViniPortugal e responsável pela promoção no eixo asiático.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por pata-hari » 22/6/2009 8:22

É um excelente mercado pelo tamanho que representa. Mas 1.9 ME continua a ser peanuts.
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 20164
Registado: 25/10/2002 17:02
Localização: Lisboa

Re: Lista bem acessível

por Pastel » 22/6/2009 10:10

rufa Escreveu:Quinta dos Aciprestes Douro 2005
Muito Bom. Pela relação qualidade-preço, é um tinto excepcional. €7


Foi de longe o vinho que mais me surpreendeu este ano, recomendo vivamente que o experimentem :wink:
 
Mensagens: 391
Registado: 29/11/2007 11:30
Localização: 16

por Nyk » 25/6/2009 18:22

2009-06-25 17:49:59
Vinhos de Lisboa distinguidos




Em 2009, o Decanter World Wine Awards foi a competição que mais entradas teve em comparação com os outros concursos reforçando assim a sua posição do maior concurso de vinhos do Mundo.
Nesta competição concorreram 10.285 vinhos, o dobro desde há seis anos atrás, data do lançamento da competição.
A Região de Lisboa alcançou 10 prémios, desta vez 10 medalhas de Bronze atribuídas aos seguintes produtores da região: Casa Santos Lima, Companhia Agrícola do Sanguinhal, DFJ – Vinhos e Enoport.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 25/6/2009 20:07

2009-06-25 15:29:19
ViniPortugal comemora o Dia do Vinho




A ViniPortugal, Associação Interprofissional que promove há doze anos o vinho português em todo o Mundo comemora, pelo sexto ano consecutivo, o Dia do Vinho, com um evento vínico pioneiro em Portugal com o objectivo de apoiar, divulgar e promover os vinhos portugueses, dando a conhecer a origem do vinho português.
Apostando no êxito alcançado no ano passado, a ViniPortugal promove mais uma vez a ‘Wine Celebration’, em parceria com Essência do Vinho, produtores e enólogos, que vai decorrer na Foz do Douro, no Porto, junto ao Castelo do Queijo, das 18h às 24h (no Sábado, dia 27) e das 12h às 19h (no Domingo, dia 28).
Ainda no Porto, na Sala Ogival da ViniPortugal no emblemático Palácio da Bolsa, haverá, nos mesmos dias 27 e 28, provas de vinhos das mais variadas regiões vitivinícolas, em parceria com a Sopexa (Queijos), a Neuhaus (Chocolates) e a Nespresso.
Em Lisboa a animação estará no exterior, com toda a Galeria do Terreiro do Paço, do lado da Sala Ogival, ocupada com uma grande e colorida esplanada, onde os Vinhos estarão no centro das atenções, em ambiente de Festa, em parceria com a Câmara de Lisboa.
A Sala Ogival de Lisboa (no Terreiro do Paço) vai estar aberta nos dias 27 e 28 de Junho, de forma a oferecer aos apreciadores a oportunidade de participarem em actividades à volta do vinho: cursos de iniciação à prova de vinhos em parceria com o Restaurante Terreiro do Paço, jogos didácticos, combinação de queijos e vinhos, em parceria com a Sopexa (Queijos), provas de azeites e vinagres, apresentações sobre cortiça em parceria com a Apcor, filmes sobre o Cavalo Lusitano, animação musical e muitas outras actividades.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 25/6/2009 20:12

Vinho em meia garrafa favorece harmonização


Carlos Alberto Barbosa



A demanda das meias garrafas de vinho aumentou, mas aparentemente não por conta do estilo de vida dos solteiros. Há quem pense que os principais pontos de venda as lojas e supermercados, mas os bares, restaurantes e hotéis são uma grande fatia significativa. De acordo, com Rebeca Silva, do marketing da importadora Mistral, as principais vantagens do consumo em embalagens menores é "a versatilidade de harmonizações. Ao pedir meia garrafa em um restaurante um casal pode harmonizar pratos diferentes ao longo de uma refeição, ou ainda pedir um vinho branco para uma determinada entrada e outra meia garrafa para acompanhar o prato principal".

» Chat: tecle sobre vinhos


No início dos anos 90, a vida de solteiros, ou singles, como preferem alguns, parecia uma tendência. Produtos, embalagens, moradias, tudo também começava a ser pensado para quem vivia só. Os vinhos também não ficavam muito atrás. Há quem falasse que as meias garrafas seriam uma tendência de consumo para esse novo perfil da população das grandes cidades. Quase duas décadas depois, isso tudo parece ter sido uma meia verdade. Não a tendência propriamente dita, mas a questão dos vinhos.

De fato a oferta e demanda por meias garrafas vem aumentando ano a ano. Segundo Rebeca Silva, os rótulos ofertados em garrafas de 375 ml foram refletindo volume no catálogo da importadora na medida em que a demanda aumentou. Hoje, a empresa apresenta aproximadamente 200 opções de rótulos em meia garrafa. A vinícola Salton, que oferece alguns de seus vinhos também em meia garrafa, registrou sensível aumento dessa demanda. Para Stella Salton, foram quase 220 mil unidades colocadas no mercado em 2008. Além delas, a vinícola oferece ainda as babies, garrafas de 187 ml, ou seja, um quarto da embalagem, que têm recebido uma resposta positiva do consumidor.

Quem compra e o que atrai nas garrafas menores?
Em visitas a algumas lojas especializadas e grandes redes de supermercados, é possível verificar facilmente as diferenças de preços entre garrafas inteiras e meias garrafas. Quando a questão é diferença de preços, não significa necessariamente que é em detrimento das meias garrafas.

Em um dos supermercados, por exemplo, convivem lado a lado em uma prateleira a garrafa inteira e a meia garrafa de um mesmo vinho. Nesse caso, específico, duas garrafas de 375 ml de um vinho português, que somam volume equivalente a uma garrafa inteira de 750 ml, chegam a custar 42% a mais que a garrafa maior. Por outro lado, em outra rede de supermercados, um exemplar chileno de meia garrafa pode ser adquirido por menos da metade da garrafa inteira. Ou seja, levar duas meias garrafas para casa, neste caso, pode ser vantajoso financeiramente (é verdade que é pouca diferença. R$ 0,50 de economia por garrafa). Mas isso não é regra.

Em média, as garrafas menores custam proporcionalmente mais para o consumidor. "A relação custo benefício em volumes maiores é sempre melhor", explica Stella. Além da embalagem, que proporcionalmente tem custo maior em produtos de menor volume, ela lembra ainda que na linha de produção "as embalagens de menor volume exigem cuidados diferenciados¿. Segundo Rebeca Silva, "não há uma regra sobre o quanto deve ser mais cara a meia garrafa. Depende de diversos fatores como tipo de vidro, rolha, volume de produção de meias garrafas pelo produtor, etc".

A evolução do vinho em meias garrafas
Os vinhos em meias garrafas tendem a evoluir com o tempo mais rapidamente que os das embalagens de maior volume. Ao ser questionada sobre isso, Stella Salton aponta que a evolução do vinho em meia garrafa não é um critério de decisão para seus consumidores, "mesmo porque a rotatividade do produto é grande. Os vinhos de meia garrafa são mais adequados para o consumo do dia a dia". De qualquer forma, é bom lembrar que se a evolução do vinho é mais acelerada no caso das meias garrafas, a queda depois de seu apogeu também será mais rápida. Portanto, atenção na hora de guardar suas pequenas garrafas, nunca é demais.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

Re: Lista bem acessível

por Nyk » 25/6/2009 20:30

Pastel Escreveu:
rufa Escreveu:Quinta dos Aciprestes Douro 2005
Muito Bom. Pela relação qualidade-preço, é um tinto excepcional. €7


Foi de longe o vinho que mais me surpreendeu este ano, recomendo vivamente que o experimentem :wink:



Quinta dos Aciprestes 2005 Tinto

Vinho da Região do Douro, feito a partir das castas Touriga Francesa, Tinta Roriz e Tinto Barroca. Apresenta uma bela cor granada, desenvolvendo intensos aromas a ameixa e cereja. Uma leve nuance de baunilha evidencia o estagio em madeira sem no entanto ofuscar a sua tipicidade, resultando um vinho poderoso e elegante. Na prova, o vinho entra no paladar com uma verdadeira explosão de sabores a frutos maduros, deixando no final uma impressão de estrutura em perfeita harmonia. Acompanha de forma ideal pratos ricos de carne, caça e queijos fortes.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por zguibz » 25/6/2009 22:20

Já que aqui se fala de vinhos, permitam-me uma sugestão sobre um verde branco de excelente qualidade!

"Quinta do Paraíso"

Tem o nome da quinta que o produz, uma quinta que é propriedade do Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição do Porto, cujo Reitor e responsável pela quinta, é meu amigo.

Está situada na encosta sobre o rio Teixeira que divide o distrito do Porto do de Vila Real junto a Mesão Frio, mas ainda inserida na região dos vinhos verdes, sub-região de Baião.

O enólogo responsável exerce a actividade na zona do Alvarinho e é talvez o melhor enólogo dos vinhos verdes do país; (não me perguntem o nome que não me lembro :roll: ).


Este vinho, da casta "Avesso" encontra-se à venda nos hipermercados Modelo e Continente a um preço que ronda os 3,90€.


Ok, está feita a minha boa acção do dia; o meu amigo Reitor vai ter que mas pagar... :wink:



abraços
zguibz
O caminho para cima e o caminho para baixo, são um único caminho!
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 489
Registado: 30/8/2006 19:09
Localização: No meio da selva...

por Nyk » 27/6/2009 11:42

Luís Figo é o mais novo confrade do Vinho do Porto
Elisabete Felismino
27/06/09 00:05


--------------------------------------------------------------------------------
Collapse Comunidade
Partilhe: O ex-futebolista junta-se assim a nomes como Mário Soares ou o rei Juan Carlos. A confraria tem mil confrades.

Quando, às 19h30, se der início ao cortejo entre o Palácio da Bolsa e o edifício na Alfândega do Porto, para a cerimónia anual de entronização dos novos confrades da confraria do vinho do Porto, todos os olhares vão estar concentrados em Luís Figo. O ex-capitão da selecção fará o pequeno percurso, já devidamente engalanado, não com as cores da bandeira de Portugal, com que costumava pisar os relvados, mas sim com o elemento da indumentária de confrade de vinho do Porto: o chapéu de aba larga com faixa pendente usado pelo Infante D. Henrique, nos célebres painéis de S. Vicente, do pintor Nuno Gonçalves. Luís Figo passa assim a constar na lista de confrades de Vinho do Porto com o grau de infanção, um galardão atribuído a individualidades ou instituições de relevo que, de forma significativa ou pelo cargo que desempenham, tenham contribuído para a divulgação, prestígio e dignificação do Vinho do Porto.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 27/6/2009 18:46

Homem forte da PT quer exportar vinhos para EUA
Maior parte da produção destina-se ao mercado nacional mas já exporta para Brasil, África, Extremo Oriente e Europa


A empresa vitivinícola alentejana Granacer, de Reguengos de Monsaraz - detida pelo empresário Henrique Granadeiro - lançou este sábado uma nova marca e renovou os rótulos dos seus vinhos para aumentar as exportações e apostar no mercado norte-americano.

«Granadeiro - Vinho de Autor» vai ser a nova marca da empresa que conta com 120 hectares de vinha, no Monte dos Perdigões, avança Lusa.

A Granacer já produzia o vinho Tapada do Barão, que existe nas referências tinto (colheita e colheita seleccionada), branco e rosé, os quais vão ter rótulos com uma imagem renovada.

Outra das novidades divulgadas hoje é o vinho Poliphonia Tinto, que começará a ser comercializado na versão Reserva 2007 e, nos «melhores anos, em quantidades limitadas», será acompanhado no mercado pelo Poliphonia Signature Tinto.

Com uma produção que, anualmente, ronda «as 600 mil a 800 mil garrafas» e que, este ano, deve aproximar-se das «680 mil», o empresário, que preside ao Conselho de Administração da Portugal Telecom, quer consolidar o seu negócio vitivinícola.

«É nestes tempos de crise que, cada um, deve mostrar o que vale», disse, explicando que a sua empresa pertence ao «Portugal dos pequeninos», dado o reduzido volume de produção, mas está centrada nos «vinhos de qualidade», destinados à «gama média-alta».

Criar emprego

«A nossa resposta à crise é pela via do investimento, da conquista de novos mercados e do aumento de quota de mercado naqueles onde já estamos», assegurou, salientando também a importância da criação de emprego.

A «maior parte» da produção da Granacer ainda se destina ao mercado nacional, mas as exportações já seguem para o Brasil, África, Extremo Oriente e Europa.

«O que pretendemos com esta nova fase é acrescentar um peso maior à quota-parte destinada à exportação» e procurar, em especial, «entrar nos EUA», um mercado «muito aberto e receptivo a standards de qualidade elevados», frisou.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 4/7/2009 19:54

Favaíto eleito o melhor vinho português em Bordéus


O vinho moscatel da Adega de Favaios (Alijó), Favaíto, conquistou uma medalha de ouro e foi eleito o melhor vinho português no concurso «Citadelles du Vin», que decorreu em Bordeús, França, anunciou hoje fonte da cooperativa.
O Favaíto, produzido em plena Região Demarcada do Douro, conquistou o «Special Prize», um prémio especial que condecora o melhor de 10 vinhos de cada país participante.

A Adega de Favaios, fundada em 1952, é líder nos Moscatéis em Portugal com uma Quota de Mercado de 70 por cento, exportando para mais de uma dúzia de países.

Na edição 2009 do «Citadelles du Vin» foram provados 887 vinhos de 29 países, classificados por 45 provadores de 18 nacionalidades.

Só 12 dos 887 vinhos a concurso no «Citadelles du Vin» foram premiados.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Lion_Heart » 7/7/2009 19:30

Vou aproveitar ( a ver se deixam) e fazer um pouco de publicidade a um vinho que estou a comercializar com marca própia , da zona de murça. Para já só tenho branco mas no inverno já terei o tinto .
Anexos
Repto2.jpg
Repto2.jpg (16.4 KiB) Visualizado 3978 vezes
Repto.jpg
Repto.jpg (32.71 KiB) Visualizado 3983 vezes
" Richard's prowess and courage in battle earned him the nickname Coeur De Lion ("heart of the lion")"

Lion_Heart
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 7050
Registado: 6/11/2002 22:32
Localização: Toquio

por Nyk » 18/7/2009 7:06

Douro vai produzir menos 13 500 pipas de vinho do Porto
00h53m
EDUARDO PINTO
O quantitativo de produção de vinho do Porto para a vindima de 2009 foi fixado em 110 mil pipas.

Serão menos 13 500 pipas relativamente ao ano passado. A decisão foi tomada, ontem, em reunião do Conselho Interprofissional da Região Demarcada do Douro. A Produção contesta, o Comércio aplaude.

O presidente da Casa do Douro, Manuel António Santos, considera a redução da produção "inconcebível" e nota que já estava à espera que tal pudesse acontecer. O responsável desconfia que se venha a dar ainda um passo "mais prejudicial" para quem vive da vitivinicultura: "A redução dos preços". Daí que alerte os intervenientes no sector para a situação problemática dos viticultores que "já estão com a língua de fora e, de caminho, perfeitamente asfixiados!"

Manuel António Santos entende que este até seria um ano para se considerar a constituição de "uma reserva de vinho generoso no Douro, para colocar no mercado em momento mais adequado". Para a concretizar poderiam ser canalizados "alguns dos muitos dos milhões de euros que andam a ser espalhados por aí".

A directora executiva da Associação de Empresas de Vinho do Porto, Isabel Marrana, considera "adequado" o quantitativo fixado, pois vai "evitar que sobre vinho na vindima e permitir a manutenção dos preços". Um objectivo que vê como "essencial e estratégico" para o sector.

A redução era, de resto, esperada, tanto mais que, em 2008, a comercialização de vinho do Porto caiu 5,3% e, no primeiro semestre deste ano, a quebra foi de 3,7% sobre os números do ano anterior. "Não havia outra solução se não ter um benefício mais baixo", frisou Isabel Marrana.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 15/10/2009 21:00

Quem escolhe o vinho é o computador
Programa harmoniza bebida e pratos. Mas não substitui o fator humano


Levou oito meses para ficar pronto e exigiu o poder combinado da matemática, dos manuais e de entusiastas da culinária e da bebida. O resultado é um novo programa de computador que usa tecnologia de ponta para responder à pergunta de todo gourmet: que vinho servir com a refeição?

"Acreditamos que será uma enorme ajuda para todos", diz James Oliver Cury, diretor executivo do Epicurious.com, site de receitas que recentemente se associou ao banco de dados de vinhos Snooth para sugerir harmonizações, disponíveis no site http://www.myrecipes.com/.

As recomendações se baseiam num algoritmo que envolve decompor as receitas em centenas de categorias, incluindo perfis de sabores, ingredientes e técnicas de preparo. Entre outras coisas, o algoritmo procura evitar a confusão entre palavras parecidas. Carne cozida com batatas ao forno, por exemplo, não é a mesma coisa que carne assada com batatas cozidas.

As harmonizações de vinhos para os pratos são indicadas no fim das receitas, com o preço das bebidas (na maioria, abaixo dos US$ 20 a garrafa). Mas será que um algoritmo – um conjunto ordenado e finito de operações que permite encontrar a solução de um problema – pode substituir o toque humano em uma decisão tão subjetiva como qual vinho acompanhará tal refeição?

O diretor da Snooth, Philip James, diz que houve um esforço para recomendar vinhos disponíveis e que há múltiplas recomendações para cada prato, com opções mais atrevidas, para os gourmets aventureiros. "É importante esclarecer que não construímos uma máquina sensível e pensante – não é o Exterminador do Futuro." O que o programa fez "equivaleu a entrar na cabeça dos maiores críticos de gastronomia e de vinho que pudemos encontrar, espremer-lhes o cérebro e pôr seu conteúdo num banco de dados."
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 30/11/2009 22:00

O Palácio do Correio Velho vai realizar mais um leilão de vinhos de qualidade e outras bebidas, sem valores de reserva.

São 1.500 garrafas que poderá arrematar, para consumo ou como investimento, já que o investimento em vinho pode chegar a uma rentabilidade de 15% ao ano, lembra a empresa em comunicado.

As garrafas serão expostas no dia 1 de Dezembro entre as 15h00 e as 20h00, e o leilão, que levará à praça Vinhos, Licores, Aguardentes, Brandy¿s, Cognac¿s e Whisky¿s, portugueses e estrangeiros, realiza-se em duas sessões nos dias 2 e 3 de Dezembro pelas 15 horas.

«Dos cerca de 650 lotes com estimativas mínimas entre os 5 e os 1.500 euros, mais de 400 são de vinhos tintos das melhores marcas nacionais e algumas das míticas marcas francesas e espanholas, havendo espaço ainda para grandes vinhos generosos de Carcavelos, Madeira, Setúbal e Porto. Todos estes lotes poderão ser licitados em presença, por telefone ou, antecipadamente, por e-mail ou por escrito», acrescenta.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 10/2/2010 8:08

Vinhos de Portugal passam a ter marca única
A generalidade dos públicos norte-americano e britânico não associa Portugal a vinhos de qualidade. Foi a esta dura realidade que chegou um estudo promovido no último ano pelo Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) e envolvendo 2.200 entrevistas realizadas por técnicos de marketing naqueles dois mercados.

--------------------------------------------------------------------------------

Isabel Aveiro
ia@negocios.pt


A generalidade dos públicos norte-americano e britânico não associa Portugal a vinhos de qualidade. Foi a esta dura realidade que chegou um estudo promovido no último ano pelo Instituto da Vinha e do Vinho (IVV) e envolvendo 2.200 entrevistas realizadas por técnicos de marketing naqueles dois mercados.

Quando as respostas vieram, o que mais espanto causou nos responsáveis governamentais é que mesmo os britânicos que tenham vindo passar férias no Algarve e que tinham consumido vinho nacional, não faziam a associação: “há uma clara ausência da imagem Portugal” naqueles destinos, resume Luís Rego, assessor do ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas (MADRP).

Para pôr fim a este falha da conhecimento e sobretudo de associação entre Portugal e vinhos de qualidade em alguns mercados, o IVV, sobre a tutela do MADRP, apresenta hoje a marca Vinhos de Portugal/Wines of Portugal.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por mcarvalho » 7/3/2012 11:21

mcarvalho
 
Mensagens: 7051
Registado: 17/2/2004 1:38
Localização: PORTO

por Opcard » 23/11/2012 10:59

Vega Douro tinto de 2009 foi eleito pela revista Wine Enthusiast do melhor de 2012 em termos de preço/qualidade.

http://www.winemag.com/PDFs/2012%20Best%20Buys.pdf

Top 100 Best Buys of 2012


Once people discover where we work, a common question tends to follow: What’s a great bottle of wine for around $10? It’s the constant conundrum of the wine lover, and a topic that attracts us all—how do you get the most bang for your buck? To help guide smart shoppers the world over, we create our annual Top 100 Best Buy list.

The wines listed here carry suggested retail prices of $15 or less and are all labeled as Best Buys, meaning each possesses an excellent quality-to-price ratio. Our tasting experts reviewed more than 17,000 wines over the past 12 months, awarding the Best Buy designation to only 1,134 (roughly 6.7%). We whittled the list down from there, ultimately selecting wines that showcase the best relationship between score and price while also assessing other factors like availability and buzz. We also consider the overall balance of the list, striving to provide a wide range of different styles, varieties and origins for all palates and preferences.

Our 2012 list is one of the most diverse and exciting collections of Best Buys we’ve ever released, emphasizing the incredible assortment of high-quality selections that are currently available at affordable prices. Our quest to find even more wine values continues on, but for now, here are our Top 100 Best Buys of 2012.

See the full list of Wine Enthusiast's Top 100 Best Buys of 2012 in PDF form, or view the list in our Buying Guide.

To see the Top 100 Best Buys of 2011, click here.
 
Mensagens: 1978
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: off Topic - Vinhos

por Luís Santos » 24/8/2019 17:38

:arrow:

Só por curiosidade.

:!: Atenção que nos 25 vinhos apresentados nas imagens estão algumas zurrapas :!:

Quais são as 25 marcas de vinhos mais vendidas em Portugal?

O Negócios elaborou a lista, com base em dados da Nielsen, das 25 marcas de vinhos mais vendidas nos hiper e supermercados em Portugal.
“No mundo dos negócios, o espelho retrovisor é sempre mais claro que o pára-brisas.” — Warren Buffett

“Primeiro sobreviva, deixe o ganhar dinheiro para depois.” — George Soros

"Eu aproveito muito mais a perseguição pelo sucesso do que a “boa vida” depois da vitória." — Carl Icahn

"Pense de maneira independente para decidir 1) o que você quer, 2) o que é verdadeiro, e 3) o que deveria fazer para atingir o nº 1 tendo em vista o nº 2…" — Ray Dalio

Pesquisamos dados históricos, procurando padrões anómalos, que não esperamos que ocorram aleatoriamente. — Jim Simons
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 10
Registado: 29/11/2007 14:02
Localização: Interior Profundo

Re: off Topic - Vinhos

por rsacramento » 24/8/2019 19:35

pena não estarem acompanhados do preço médio..
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 9723
Registado: 29/11/2007 12:50

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Google [Bot], LoneWolf, pattern e 41 visitantes