A ladroagem continua...

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Ulisses Pereira, MarcoAntonio, pata-hari

comentário

Mensagempor jotabilo » 28/2/2008 23:12

Caro Ivan

Apenas disse que a norma me parece preversa...porque resulta em prejuizo dos pagantes.
A matricula da minha viatura é referida ao mês Jan e naturalmente, fui apanhado.
Mas como disse ....dos cinco da fila para pagamento antes de mim, três tb pagaram, logo a realidade demonstra essa preversidade.
Eu não falei em conspiração. Alguém é que referiu que a denúncia da perversidade da norma que o legislador fixou,seria em si, afirmar que seria uma teoria de conspiração.
Eu não dou essa dimensão à preversidade.....faculdade esta que atribuo apenas a uma mesquinhez mesanina de mangas de alpaca sem rasgo e sem nobreza....apenas um jogo de suburbanos.
O resto do teu discurso escrito,não me comoveu porque não disse nada disso que discorres.
Comovo-me com Platão a descrever, em Fédon, o último dia de Sócrates no qual, com base na razão e no pensamento, demonstra a imortalidade da alma..... de uma forma tão simples e tão clara....ou a sua descrição já no domínio do mito, do hades ...do tártaro e dos seus quatro rios que dele fluem e refluem..... Agora do Sócrates nosso PM....apenas respeito a função e naturalmente considero a instuição a que preside neste meu Portugal entendido como nação ...terra pátria.....conquistada a muitos litros de sangue por metro quadrado.....sangue novo e na flor da vida... o que torna mais grave qualquer facécia que atente contra essa nobreza.
Falo da inflação legislativa que diariamente preenche as folhas do jornal da república....isso é que me preocupa....pretender regular a ética e a moral da nossa sociedade que proclamam moderna...através de normas jurídicas.....é como esvaziar o mar com um balde de brincar de uma criança.....e depois o nosso governo....seja ele de que partido for.....não tem actualmente competência nenhuma.....a competência reside na europa que agenda todos os procedimentos a montante das nossas instituições....o nosso governo apenas é ....e apenas pode ser, um mero capataz....de ordens superiores....que são elaboradas no seio da comissão europeia.....com o visto de um parlamento comprado....a mando de uma seita de poder sediada algures ..nos refegos de uma europa gordurosa fugidia e que não desvendamos....os mais atentos pressentem-na...mas também não podem falr muito disso.....senão o homem -massa alienado atira-lhe facilmente ...esse argumento da "teoria da conspiração" ou então que é um "filósofo"....e depois fica desarmado......mas Bildelberg e outros locais obscuros...existem...como lugares onde se reúnem indivíduos que têm vidas fantásticas....
Caro amigo....eu sou dos que pensa que a linha de evolução que se pode esboçar desde a polis grêga até ao estado nação...não pode parar por aqui....tudo tem de evoluir.....e essa evolução.....tanto pode evoluir para grandes espaços económicos....como o status quo...deseja que seja.....ou para autarcias constituídas por integração de valências complementares que prescindam de representatividade governativa ...apenas admitindo uma solidariedade cultural para se poder articular com outras da sua natureza......coisas um pouco complexas...pela brevidade desta referência.
Mas olhe, Caro amigo, eu não disse nada do que afirma eu ter dito.


cumps
Editado pela última vez por jotabilo em 29/2/2008 1:23, num total de 1 vez.
jotabilo
 
Mensagens: 940
Registado: 3/12/2007 20:31
Localização: 14

Re: comentário

Mensagempor bolo » 29/2/2008 0:26

então não leia novamente o seu post de ontem às 21h onde diz claramente que houve um artifício do legislador para apanhar pessoas psicologicamente, perversidade do fisco na esperança que uma larga percentagem de portugas tenham que pagar a coima e em propósito obscuro!

Não fui eu que escrevi e não acredito que isso tenha acontecido, mas não o posso garantir! É a minha opinião e aquela foi a sua.

Isto fez-me lembrar um sketch dos gatos fedorentos onde o personagem diz que estava a fazer figas quando falou e que só por má vontade é que ninguém se apercebeu do característico sinal de cruzar os dedos bem perceptivel na situação!

Caro Jotabilo, contudo uma boa consideração para as suas referências no seu post anterior e não quero fazer deste assunto uma causa de batalha porque não é essa certamente a nossa vontade.

Como disse, prefiro vê-lo a si (e a mim) a debater os assuntos que nos permitam ver alguma luz neste país de confiança cinzenta, embora este não seja um local da especialidade, mas dá sempre para discutir estes assuntos à margem, p.ex., das cotações da Pararede!

Não resisto a umas referências à Pararede! Se calhar é por não as ter em carteira!

Certamente!
Acabei de me auto-promover a Principiante!
Aaahhgrrr,... os meus dedos não estalam!!!
TAMBÉM QUERO SER RICO! Por onde começo? Estou disposto a deixar de trabalhar!
Avatar do Utilizador
bolo
 
Mensagens: 1118
Registado: 29/11/2007 2:18
Localização: via láctea

comentário

Mensagempor jotabilo » 29/2/2008 1:20

Caro Ivan

Creio-o de boa fé.
Desculpe dizer-lhe, novamente, que eu não dou qualquer significado à expressão "teoria da conspiração" quando nos pretendemos referir a procedimentos solertes e pouco claros, seja de quem for.
Na realidade é injustificável que se mude um critério temporal de pagamento de um imposto quando anteriormente, um imposto idêntico era pago durante uma época bem definida.
Considero isso inqualificável e , mais ainda, quando é sancionado por uma coima desmesurada face ao relaxe que se possa ter verificado....existe um princípio de porporcinalidade a respeitar em todos os actos sancinatórios da lei.
Mas estamos no universo da irresponsabilidade e do jus imperie do "direito" administrativo.....que não é direito nenhum.
Torno a dizer-lhe que não vislumbro qual o fim útil para o cidadão, fazer pagar , deste modo, um imposto...só aceitamos isto, por que nos faltam meios jurídicos para pedir explicações responsáveis ao governo que decretou tal embrulhada normativa ....o legislador deve ter acordado após uma noite mal dormida e lembrou-se dessa do mês da matrícula da viatura como referência...somos uma gente do caraças!!!!! em vez de simplificar as coisas..vamos pelo lado mais difícil ou pelo modo mais manhoso.
Uma tristeza....e de tal modo é assim...que o próprio governo reconheceu a asneira que fez....ao admitir um período de tolerância ao relaxe...que para o mês de jan se alongou até quase ao final de fevereiro.
Se não foi manhosice do legislador....então foi estupidez o que é ainda pior ...por que sendo estúpido não pode ser legislador... porque não é capaz de dominar e normativizar sobre uma determinada realidade...seja ela qual for.
Não é,pois, nenhuma "teoria da conspiração" da minha parte.....é apenas a verificação de que o governo da minha Pátria.. me quer tomar como um parvo que não sou.... nem quero ser.
Esta parte da minha argumentação é a zurzir a amargura com que vejo a gente do meu País a mergulhar num conformismo sem alma e num caos onde nos desarmamos uns aos outros...enquanto os vendidos à sanha dos recolectores de mais valias, grassam pelo meio da nossa boa fé....de cidadãos honrados que queremos ser....não é nada consigo.
E naturalmente, que nos entederemso nos argumentos se assim o desejar.

cumps
jotabilo
 
Mensagens: 940
Registado: 3/12/2007 20:31
Localização: 14

Re: comentário

Mensagempor bolo » 29/2/2008 1:57

Claro, Jotabilo!

As razões que posso discorrer são estas duas:

:arrow: fazer entrar as receitas provenientes deste imposto ao longo do ano para que as contas sejam alimentadas com receitas. Este é um princípio que, sempre que possível deve ser garantido;

:arrow: não sobrecarregar os serviços administrativos num determinado mês. Como acontece com as entregas das Declarações de IRS, onde as pessoas confundem o limite de entrega com a data de entrega e por isso entregam todos no limite. :shock:

Qualquer dia sai a mesma norma para o IRS e passamos todos a pagar o IRS no mês em que fazemos anos, caté andamos de lado! Ah pois é!

Seria o presente desse arauto da desgraça chamado legislador de impostos! :twisted: Coitado do tipo! Se o gajo soubesse legislava mais felicidade para o pessoal e dinheirinho, mas está tudo a ficar pela hora da morte e alucinado! :shock: :shock: :shock:

Ainda por cima os ócares vão para os países que não são para velhos, por isso isto é preciso ter um olho no burro e o outro no Estado, neste caso!
:mrgreen:
Mas como vemos até são razões com expressão e pertinência. O que se passa é que a nós só nos assiste o direito de pagar e não o dever de ser informado!

E o culpado eu sei quem é! É o Socrates! Sempre que posso afinfo-lhe! :P
Esse gajo traiu a minha confiança! Já nem o posso ver! :mrgreen: :( :mrgreen:
Acabei de me auto-promover a Principiante!
Aaahhgrrr,... os meus dedos não estalam!!!
TAMBÉM QUERO SER RICO! Por onde começo? Estou disposto a deixar de trabalhar!
Avatar do Utilizador
bolo
 
Mensagens: 1118
Registado: 29/11/2007 2:18
Localização: via láctea

comentário

Mensagempor jotabilo » 29/2/2008 11:23

E mais ...Caro Ivan

O imposto pago deste modo, revela-se injusto no tempo...porque razão um possuidor de uma matrícula referida ao mês de Dezembro, paga mais tarde , onze meses, o mesmo imposto que a mim me é cobrado em janeiro?....Que eu saiba o tempo é dinheiro em termos financeiros.
Não meu Caro...há embuste, desigualdade de tratamento....e facilmente roubo.
Quem legislou fê-lo ao arrepio do bom senso e no meio da impunidade liberal que nos avassala.
Não é moral nem ético proceder assim.
O lado do grupo dos frustrados e dos injustiçados vai aumentando e qualquer dia é atingida uma massa crítica de vontades que levará a eleição de um chefe orgânico para "endireitar as coisas"....e depois estes incompetentes que não se queixem se houver crimes e guerra.
É um desaforo tanta incompetência!!!

cumps
jotabilo
 
Mensagens: 940
Registado: 3/12/2007 20:31
Localização: 14

Mensagempor vmmf40 » 29/2/2008 14:47

Críticas a Governo podem valer ponto negativo na ficha dos professores.

A dúvida foi suscitada pela interpretação que o agrupamento de escolas, Correia de Mateus, em Leiria, fez de um dos indicadores da proposta de avaliação de desempenho dos professores.

Este refere: «Verbaliza a sua insatisfação/satisfação face a mudanças ocorridas no Sistema Educativo/na Escola através de críticas destrutivas potenciadoras de instabilidade no seio dos seus pares».

Sócrates disse primeiro que não respondia por um caso concreto, mostrando-se surpreendido, e acusou Louçã de o ter ido buscar para denegrir a imagem do Governo. Reafirmou ainda que «nada é mais importante para combater o insucesso escolar» do que a avaliação de desempenho.

Mas depois disse que «essa escola agiu mal». Acrescentando: «Naturalmente que o Ministério da Educação vai chamar a atenção para esse ponto».

Os critérios de avaliação são elaboradas escola a escola. Cada estabelecimento pode assim fazer a sua interpretação das orientações do Ministério.

A grelha da Escola Correia de Mateus inclui outros indicadores como: «Mantêm uma relação pedagógica com os alunos produtora de expulsão de aluno(s) da sala de aula» e «coloca as causas do insucesso dos alunos em situações de vida do discente ou no seu perfil».

ioli.campos@sol.pt
vmmf40
 
Mensagens: 41
Registado: 13/1/2007 23:03
Localização: lixa

Mensagempor Woodhare » 1/3/2008 14:27

Ivan La Rue,

li oteu blogue mas para ser sincero não concordo muito com o teu ponto de vista. Eu acho que devem haver pessoas capazes no governo e nas instituições públicas
mesmo que ganhem mais que o PM e por isso achei uma parvoice que o Paulo de Macedo saisse.
Mas essa ideia de a sociedade ser governada por uma elite de sábios que sabem o que é melhor para as pessoas para mim é absurda, prefiro mesmo os políticos burros e ignorantes do que ter um panteão de intelectuais, raça que aliás detesto, no poder.
"There are three faithful friends - an old wife, an old dog, and ready money." - Benjamin Franklin
Avatar do Utilizador
Woodhare
 
Mensagens: 945
Registado: 16/6/2007 12:05
Localização: 24

Mensagempor Bart Simpson » 1/3/2008 19:29

Woodhare Escreveu:Ivan La Rue,

li oteu blogue mas para ser sincero não concordo muito com o teu ponto de vista. Eu acho que devem haver pessoas capazes no governo e nas instituições públicas
mesmo que ganhem mais que o PM e por isso achei uma parvoice que o Paulo de Macedo saisse.
Mas essa ideia de a sociedade ser governada por uma elite de sábios que sabem o que é melhor para as pessoas para mim é absurda, prefiro mesmo os políticos burros e ignorantes do que ter um panteão de intelectuais, raça que aliás detesto, no poder.


prefiro um intlectual inócuo do que um corrupto.
Jeab
Bart Simpson
 
Mensagens: 699
Registado: 29/11/2007 4:09
Localização: 69

Mensagempor bolo » 1/3/2008 20:40

Woodhare Escreveu:Ivan La Rue,

li o teu blogue mas para ser sincero não concordo muito com o teu ponto de vista. Eu acho que devem haver pessoas capazes no governo e nas instituições públicas
mesmo que ganhem mais que o PM e por isso achei uma parvoice que o Paulo de Macedo saisse.
Mas essa ideia de a sociedade ser governada por uma elite de sábios que sabem o que é melhor para as pessoas para mim é absurda, prefiro mesmo os políticos burros e ignorantes do que ter um panteão de intelectuais, raça que aliás detesto, no poder.


:mrgreen: :mrgreen: Achei piada dizeres que não concordas com o meu ponto de vista mas na verdade o que defendes não vai contra ele.

Estava a ver que ninguém respondia à minha pergunta "quem vota MMS"!

Woodhare você não falha!

Woodhare, eu não sou extraterrestre. Estimo as pessoas que por cá temos. O sistema político é que não serve. É uma questão de por a equipa de futebol a jogar com o smesmo jogadores. Não se pode por deuses humanos num pedestal a ghovernar senão eles fazem-nos a folha. Escravizam-nos e aí termos de volta os faraós.

No entanto, temos que criar um sistema de governação que ponha as pessoas experientes a trabalhar para produzir matéria de facto para as tomadas de decisão. E esta actividade tem que estar aberta à população e àqueles que mostram ter ferramentas para desempanhar esse papel. A informação tem que chegar a mais pessoas e o debate tem que ser mais aberto como se viu aliás na escolha de Alcochete para o aeroporto, independentemente de esta ter sido a escolha certa ou não. Mas o método está mais perto de um método adequado.

E não é a população a escolher e a decidir. Deverá fazê-lo em matérias em que tem conhecimento e lhe seja atribuida essa função. Participação no debate público deve deve ser uma dessas funções.

As comissões técnicas são fundamentais, mas acabe-se com a história de nomeações partidárias, 1 do PS, 1 do PSD, 0,2 do CDS e 0,1 do PCP, não necessariamente por esta ordem. Isto faz com que cada um não defenda a posição pelos factos mas pelo partido e andamos sempre desequilibrados porque a decisão é partidária e não universal. E sabemos que os partidos políticos estão demasiado condicionados pelos interesses que os sustentam. Não falo em corrupção, embora ela exista, mas sim na forma como o sistema está montado. Os partidos são constituídos por homens, homens que pertencem a grupos económicos e por aí adiante.

Este assunto merece concerteza um debate profundo, até porque a esta é uma visão relativamente pouco conhecida e devo confessar que nasceu da minha constatação de que os partidos não conseguirão fazer muito melhor do que fazeram até hoje. Por outro lado constato também que, como numa empresa, os bens públicos ou seja o Estado não pode andar sempre de mão em mão.

Imaginem uma empresa da nossa praça que todos os anos mudava de patrão. Imaginem! Não é mau demais?! É o que actualmente o nosso sistema político promove.

Concerteza que a evolução será no sentido positivo, porque é essa a tendência, mas ela é muito lenta porque este sistema anula-se a ele próprio. Veja-se a peixaria que vai todos os dias no parlamento e quizenalmente no debate mensal!

Não há consenso, todos fazem troça um dos outros como se os outros partidos fossem deficientes mentais e desprovidos de capacidades só por serem de outra cor. Depois há aqueles que mudam de partido e a partir daí ganham um cerebro novo e funcional para uns ou tornam-se deficientes também para outros.
Bonito serviço!

Nunca os ouvi ter um debate sério ou promover o diálogo.
Pronto, há uns pactos de vez em quando mas são tão mal vistos que coitados...! E não vejo nem posso ver, porque essa não é a natureza dos partidos.

Os partidos por serem partidos e não unidos têm que dar porrada, mas muita porrada nos outros, senão morrem e são espezinhados pelos que vêm atrás. Isto por cada um defender a sua ideia. E isso não pode ser, o mundo é de todas as cores e haverá espaço para cada uma no seu momento certo.

Por isso, defendo gestão de um lado e política do outro.

A política e o seu pensamento é muito importante mas não se pode andar nesta palhaçada. E é isso a que assistimos. E digamos que é normal na ser humano quando está descontraído, mas já não é normal é numa organização.

Provavelmente o PM, os ministros e outra gente competente anda a empregar toda a sua energia mas a produzir com muito pouca eficiência e resultados.

:arrow: Alguém (sociedade) discutiu, percebeu e decidiu as medidas que estão hoje a ser implementadas pelo governo?

:arrow: Só por ser governo, esse grupo de pessoas é iluminada? Tudo bem que muita gente entendida na matéria está envolvida no governo e na implementação das medidas! Será? Ouve debate suficiente? Há a compreensão da população, que escolheu o governo com a ideologia que achou mais adequada para governar, das medidas que este toma?

:arrow: Basta só ser eleito e depois, cá vai disto há minha maneira?

:arrow: Alguém nos garante (alguém mesmo) que em 2009, não ganha outro partido e que esse partido não possa fazer um traço por cima do trabalho deste 4 anos de trabalho mesmo que algum até seja bom, quem sabe, ninguém sabe porque ninguém conhece verdadeiramente o que vai na cabeça do governo.

:arrow: Gostavam de ver a vossa empresa governada assim?

Deus mi livre!

Não falo de sistemas perfeito, porque não sou da extrema direita nem da extrema esquerda, lugar das utopias. Também não tenho que estar ao centro. Qual é a lógica desta espectro?

O nosso desafio é apenas conseguir viver em sociedade. E não é fácil.

Lembrem-se que o mundo como está hoje é o melhor que os nossos antepassados conseguiram fazer! Não é nada mau nuns casos, é fantástico noutros e é para esquecer, ou melhor, para não repetir noutros.

Desafios de quem quer governar a aldeia:

educação, porque sem ela as pessoas não percebem o que andam cá a fazer e daí a haver injustiças e guerras é um instante;

saúde pública;

justiça e defesa do bens públicos;

solidariedade social;


desenvolvimento social (cientifico, artistico, desportivo e intelectual). Este fui eu que inventei agora! :mrgreen:

Então quem vota MMS?!

Ainda não conheço nada do MMS mas estou a caminho disso.
Já que ele se colou às minhas ideias agora vai ter que me aturar!
Por outro lado, os tradicionais partidos políticos já estão dispensados disso!

Jesus, que texto práqui vai! Não é possível de outra forma! É como o TGV!, depois de começar a acelerar só pára nas urtigas! :mrgreen:

Vá lá corrijam-me, mas não muito! Só um bacadinho, para isto ter pica!

E já agora, Obrigado por dedicarem atenção a lerem o meu blogue! Tudo começa com uma simpes ideia. E assim continua! Por enquanto! Até eu me fartar! :P :P :P

:arrow:
Acabei de me auto-promover a Principiante!
Aaahhgrrr,... os meus dedos não estalam!!!
TAMBÉM QUERO SER RICO! Por onde começo? Estou disposto a deixar de trabalhar!
Avatar do Utilizador
bolo
 
Mensagens: 1118
Registado: 29/11/2007 2:18
Localização: via láctea

Mensagempor Woodhare » 1/3/2008 22:36

Ivan, começando pelo partido vou ser sincero e dizer que encontrei varias pontos de vista dos quais não partilho:

- Não acredito em sobredotados e não acho que devam receber bolsas de estudo mesmo que existam, pois não existe qualquer mérito em o ser e se forem bons alunos e tiverem carências económicas estão abrangidos pela bolsa.

- Não concordo com a proibição do deficit do orçamento de estado. E não sei como é que isso é possivel de conjugar com a redução da carga fiscal que defendem e a necessidade de estimular a economia em alturas de abrandamento e recessão.

- Não entendo como isto será conseguido: Aumentar os índices de produtividade, rendimento e poder de compra dos portugueses. Aumentar o nível de competitividade e inovação dos trabalhadores e das empresas em Portugal.

-Não concordo com o aumento do salário minimo.

- A Quercos não é uma organização independente e não vou dizer o que penso da mesma e das organizações de defesa dos animais, e eu sou vegetariano.

Além disso acho que há várias propostas que vão na linha do que já tem sido feito e está a ser feito.

Em relação ao que escreveste sobre a mudança de partidos trazer a destruição do trabalho feito, concordo que é errado quando acontece e que acontece muito no nosso país. Mas isso é uma questão de falta de civismo e bom senso que não afecta só a classe politica. Não entendo bem qual a tua alternativa à rotação partidária mas para ser sincero considero essa rotação necessária porque renova as pessoas que ocupam o poder.
Qualquer sistema politico e social tem que ter em conta o efeito perverso que resulta da imperfeição moral do Homem.
"There are three faithful friends - an old wife, an old dog, and ready money." - Benjamin Franklin
Avatar do Utilizador
Woodhare
 
Mensagens: 945
Registado: 16/6/2007 12:05
Localização: 24

Mensagempor jimi » 2/3/2008 1:12

O caldeirão não é um espaço de política, mas às vezes temos que desabafar...O MEU VOTO O "eng.º" SOCRATES não leva...tenho dito!
Avatar do Utilizador
jimi
 
Mensagens: 85
Registado: 6/9/2007 10:11

Mensagempor Alemao » 2/3/2008 22:14

Querem ver que vai nascer um novo Partido político através do caldeirão? :mrgreen:

Confesso que este tópico está a ser interessante quanto mais não seja, pelo sentimento comum dos seus participantes (eu inclusivé), em que o sistema actual de fazer politica é ineficiente, corrupto, injusto e é apenas proveitoso para alguns.

O nascimento de um novo partido político poderá servir de alternativa para todos aqueles que se sintam insatisfeitos ou até mesmo revoltados com as politicas actuais, com as injustiças que vão sendo praticadas e que nos apercebemos, com as informações escandalosas que a comunicação social tem vindo a divulgar diáriamente e que nos revolta, e claro... com aqueles que não tenham actualmente conluiu com um outro partido político qualquer e favores a dever.

Mas por outro lado, julgo sabermos que é o poder politico e económico que impede pessoas de bem, competentes e de mérito, que possam dar a sua contribuição de forma independente.
Neste caso o partido mina as pessoas!

Mas se asssistirmos ao nascimento de um novo partido com causas tão justificáveis como as que aqui foram tão bem expostas, como saberemos se não haverá pessoas (ou uma classe social) a virem minar este novo partido assim que este ganhar expressao?

Se calhar estamos a falar de mentalidades e provavelmente fica tudo na mesma...

Um abraço
Alemao
 
Mensagens: 71
Registado: 1/7/2003 22:40

Mensagempor Alemao » 2/3/2008 22:16

Se calhar, o melhor mesmo é o boicote... :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:
Alemao
 
Mensagens: 71
Registado: 1/7/2003 22:40

comentário

Mensagempor jotabilo » 3/3/2008 1:02

Caros

Este caos que se evidencia neste "mal estar difuso", parece ter a causa numa mudança de paradigma politico-social da qual ainda não nos apercebemos de uma forma sensível...ou seja, são meros sinais.
Não é com partidos, tal como hoje os concebemos, que se vai mudar o paradigma que actualmente nos rege.
Outra forma de organização politica e social se começa a apresentar como alternativa ao actual hiperliberalismo que tudo parece condicionar.
A emergência de novas tecnologias, não só informáticas, mas também de telecomunicações, de energia, de biotecnologias....and so on...estão a fazer nascer novos modos de vida politica e social que determinam mais autarcia, às uniões e associações que o homem eventualmente possa constituir.
Essas unidades autárcitas constituídas por elementos integrados numa estrutura de valências complementares tendem a prescindir de governo exterior a elas mesmas, dado que são unidades estruturadas e que de forma racional satisfazem autonomamente as suas necessidades materiais.
Pressupõe-se apenas uma solidariedade cultural com unidades da mesma natureza e ligadas por índole histórica ou geográfica.
A crise actual, é pois, se considerarmos a linha de evolução socio-politica desde a polis grêga até ao estado nação, uma luta surda entre a consideração de grandes espaços económico-politicos ....como por exemplo a UE por um lado.....e a existencia de unidades ou regiões de valências complementares autárcitas ...auto suficientes e que prescidem de governos exteriores a elas próprias.
Se admitirmos que o estadio de evolução é este último...enormes consequências sociais e politicas terão lugar. De uma forma progressiva se a rotura for evitada.....aos "saltos" se as revoluções e a guerra sucederem nessa mudança.
A luta actual é esta....entre estas duas realidades.
Por exemplo....a escola de massas vai desaparecer.....os pais irão reassumir a educação básica dos seus filhos...a especialização tem lugar nessa unidade orgânica onde o indivíduo adulto se vai integrar....Os jardins de infância desaparecerão....os lares da terceira idade também...todos os elementos serão integrados numa sociedade estruturada e racional.....e muitas coisas mais.
A energia deixará de ser fabricada em grandes centrais tanto atómicas, como hídricas, como centrais a combustíveis fosseis.....por exemplo a energia a pilhas de combustível...permite a construção de centrais descentralizadas e na medida dessas comunidades autárcitas, não falando das energias renováveis...a circulação das pessoas deixará de se verificar por motivos de trabalho....a maior parte do trabalho orgânico será feita no local da residência...as viaturas deixarão de ser utilizadas dado que não haverá necessidade de grandes movimentos...haverá menos desperdícios característicos desta sociedade liberal anquilosada de séculos.
Reparem que alguma destas realidades apenas estão no começo.....mas existem já alguns indícios de que elas são exequíveis.
Mas como disse, a emergência destas novas realidades é inelutável...haverá....como alguém disse...."choro e ranger de dentes"....mas a mudança vai, inexoralvelmente, verificar-se neste sentido.
É apenas uma primeira abordagem sobre este assunto que é candente, mas haverá mais oportunidades para se dissertar sobre o tema.


cumps
jotabilo
 
Mensagens: 940
Registado: 3/12/2007 20:31
Localização: 14

Aumento do Imposto Municipal sobre Imóveis

Mensagempor Alladin2007 » 3/3/2008 1:14

O Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), antiga contribuição autárquica, vai aumentar já no próximo mês de Abril. O Diário de Notícias avança que a subida pode atingir os 120 euros.


A partir de Abril, escreve o jornal na sua edição de domingo, milhares de proprietários de habitações e outros imóveis vão ser confrontados com os aumentos do IMI. As notas de cobrança estão já a ser emitidas e devem começar a ser remetidas pelos Correios durante esta semana.

Nos últimos quatro anos, o Imposto sobre Imóveis tem vindo a aumentar de forma progressiva. Em 2009, a subida poder chegar aos 135 euros. Até 2011, indica o Diário de Notícias, a carga fiscal autárquica deverá sofrer um aumento de 15 euros por ano. Os aumentos serão, depois, aplicados tendo em conta o produto da taxa aplicada nas diferentes localidades pelo valor patrimonial dos imóveis.

O Diário de Notícias explica que a subida do imposto autárquico tem por base a actualização do valor patrimonial dos imóveis, congelada desde a década de 1970 até 2003. A máquina fiscal entendeu actualizar o valor nas matrizes dos imóveis na transição da contribuição autárquica para o IMI.

Os critérios de apuramento do valor patrimonial das habitações e espaços comerciais, definidos pelo Governo de Durão Barroso, incluem parâmetros como as infra-estruturas de electricidade e esgotos e o conforto, a que se somam as áreas adjacentes e o espaço.

Um vez estabelecido o valor patrimonial, o fisco implementa a taxa anual fixada pelas autarquias, que pode oscilar entre 0,2 e 0,8 por cento, indica ainda o jornal. A taxa varia consoante se trate de prédio urbano, rústico ou avaliado de acordo com o IMI. A taxa oscila, neste último caso, entre 0,2 e 0,5 por cento.
RTP
2008-03-02 16:18:59

http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?ar ... =26&tema=4
Avatar do Utilizador
Alladin2007
 
Mensagens: 63
Registado: 18/12/2007 19:29
Localização: Lisboa/Leiria

FALTA DE VERGONHA OU IMPUNIDADE OU DAS DUAS COISAS.

Mensagempor ferradm » 1/6/2012 11:29

Tentei encontar um tópico onde melhor se encaixe este assunto, não sei se será este.

FALTA DE VERGONHA, IMPUNIDADE OU AS DUAS COISAS?

Recebi hoje um cheque de uma Câmara Municipal, para quem forneci material há mais de um ano.
Para além de receber apenas um quinto do valor em divida sem juros, teem o desplante de enviar uma carta tipo, sem ser registada, provavelmente com o desejo que a mesma se extravie, onde aparece o seguinte texto:

“…Deverá descontar o respectivo cheque, no prazo legal (8 dias), fim do qual esta Câmara não se responsabilizará pela liquidação…”

Para além de ser uma falta de vergonha, não sei até que ponto isto é legal ou não.

Então se eu por qualquer motivo não poder descontar o cheque no prazo que indicam, a Câmara já não se responsabiliza?

Então se é assim, começo a pagar às finanças e às autarquias enquanto munícipe da mesma forma. Envio o cheque e uma carta a acompanhar a dizer, a partir do momento que abrir este envelope tem 10, 9, 8,7,6,5,4,3,2,1 0 oh! passou o tempo, agora já não pode descontar o cheque uma vez que já passou o prazo que indiquei e por isso agora já não me responsabilizo.

Legal ou não é uma falta de vergonha, o texto deveria ser tipo:

PEDIMOS DESCULPA POR SÓ AGORA NOS SER POSSIVEL EFECTUAR UMA PEQUENISSIMA PARTE DA NOSSA DIVIDA COM MAIS DE UM ANO DE ATRASO, NO ENTANTO, COMPROMETEMO-NOS A PAGAR O RESTANTE O MAIS RAPIDO POSSIVEL , SOLICITANDO QUE O CHEQUE SEJA DESCONTADO NO PARZO DE 8 DIAS PORQUE NÓS SOMOS UM BOCADO DESORGANIZADOS E DEPOSI PERDEMOS O CONTROLO DOS CHEQUES QUE JÁ PASSAMOS.
Anexos
Ccamara.jpg
Ccamara.jpg (258.33 KiB) Visualizado 2781 vezes
ferradm
 
Mensagens: 104
Registado: 25/1/2012 12:00

Anterior

Voltar para Forum Geral

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Bing [Bot], carlosdsousa, GaussSLB47, imcb, LoneWolf, m-m, manuelfaf, nsd, Ogratuito, Primvs, Qualnhick, Ranger, traderh, tradermoraisbravo, trend=friend, zelola e 79 visitantes