Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

Cofina - Tópico Geral

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

por Elias » 8/10/2008 16:55

Mais um dia negro na Cofina que hoje caiu quase 19%.

Está agora a valores de 2002.
Anexos
cofina.PNG
cofina.PNG (28.15 KiB) Visualizado 5679 vezes
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por ljbk » 8/10/2008 17:04

Elias Escreveu:Mais um dia negro na Cofina que hoje caiu quase 19%.

Está agora a valores de 2002.


Não deve ser por falta de page views no JN e por aqui ... :)
 
Mensagens: 1000
Registado: 25/11/2005 11:15

por Elias » 10/10/2008 14:26

Cofina a 62 cêntimos, perdeu 40% em apenas 2 semanas :shock:
Anexos
cfn.PNG
cfn.PNG (23.04 KiB) Visualizado 5553 vezes
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por MoneyInMoneyOut » 11/10/2008 3:31

A Cofina não estará a precisar de aumentar capital devido à continua desvalorizaçãs das acções da Zon e das suas proprias acções?


Parece uns bancos. o que investiram vale metade e têm que o evidênciar no balanço que dá negativo e com as acções a descer o capital próprio não está a ir no bom caminho.

Alguem tem opinião?
 
Mensagens: 123
Registado: 12/1/2008 22:04
Localização: 14

Esquecida....

por rasteiro » 13/10/2008 13:58

Pareçe que se esqueçeram desta menina hoje.
Está a subir um MISEROS, 1.51%.
Em dia de euforias até me admira não puxarem por esta acção que está a 0.6centimos dos minimos.

PS: estou fora nesta menina.

Abraços
 
Mensagens: 3084
Registado: 29/11/2007 12:24
Localização: Coimbra

Não resisti

por rasteiro » 13/10/2008 15:43

Acabei de entrar nesta menina a 0.66€.

Está muito parada, e qualquer movimento ascendente aparecem logo vendedores para que ela não suba.

Cheira-me a Manipulação desta acção de alguém que sabe mais do que eu, por isso apostei e vou esperar SENTADO.

Abraços
 
Mensagens: 3084
Registado: 29/11/2007 12:24
Localização: Coimbra

Re: Não resisti

por Giannini » 13/10/2008 18:05

rasteiro Escreveu:Acabei de entrar nesta menina a 0.66€.


Não sei se não te vais arrepender, espero que não, porque entrei nisto há um ano com perspectiva de longo prazo e como é óbvio ainda cá ando. Mas ainda tem muito que andar até chegar ao preço que comprei...
 
Mensagens: 3
Registado: 29/11/2007 3:36
Localização: Lisboa

Re: Não resisti

por rasteiro » 13/10/2008 18:46

Giannini Escreveu:
rasteiro Escreveu:Acabei de entrar nesta menina a 0.66€.


Não sei se não te vais arrepender, espero que não, porque entrei nisto há um ano com perspectiva de longo prazo e como é óbvio ainda cá ando. Mas ainda tem muito que andar até chegar ao preço que comprei...



vendi 75% da carteira no final a 0.69€, e fiquei só com umas poucas para vender amanhã na abertura. :mrgreen:
Neste momento não sou capaz de ficar com elas estando a ganhar nem que seja pouca.
GRÃO A GRÃO ENCHE A GALINHA O PAPO.

Abraços
 
Mensagens: 3084
Registado: 29/11/2007 12:24
Localização: Coimbra

mais uma vez...

por rasteiro » 14/10/2008 19:18

quando sai hoje de manhã a Cofina andava nos 0.71€, pus uma ordem de compra a 0.66€, longe de mim que as viria a comprar mesmo no fecho da bolsa.
Pelo que vi agora de ganhos +13%, fechou em perdas de -6%.
Há coisas do caneco.


Abraços
 
Mensagens: 3084
Registado: 29/11/2007 12:24
Localização: Coimbra

por rosario » 14/10/2008 19:24

Caro Rasteiro, o que o levou a colocar a ordem de compra?


Abraço
 
Mensagens: 976
Registado: 27/9/2007 14:33

São ideias malucas....

por rasteiro » 14/10/2008 19:30

rosario Escreveu:Caro Rasteiro, o que o levou a colocar a ordem de compra?


Abraço



Tenho lido que a cofina e a Zon vão concorrer, a um novo canal de televisão, e por ter feitos minimos a semana passada nos 0.60€.
Mas longe de mim pensar que as iria comprar.
Tenho-me dado bem com o BANIF, dando ordens malucas de compras com diferenças de 0.15€, e por vezes até caiem na conta, mas hoje sinceramente que não estava há espera.
Vou aguardar, mas pelo que vejo nos EUA, as coisas estão a ficar feias para amanhã, mas ainda falta 1h30m. para o fecho.

Abraços
 
Mensagens: 3084
Registado: 29/11/2007 12:24
Localização: Coimbra

Tem água no bico......

por rasteiro » 15/10/2008 19:38

Todo o dia nem atou nem desatou, com fraco interesse comprador.
No final apareçeu um Marmelo, a comprar 61.000mil a 0.65€.
menos mal afinal nem perdeu nem ganhou, mas esta compra no final....., HUM!!!!!!!

Continuo dentro

Abraços
 
Mensagens: 3084
Registado: 29/11/2007 12:24
Localização: Coimbra

por Elias » 15/10/2008 19:46

Pode estar a criar um suporte a estes níveis, vamos ver
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por Elias » 25/10/2008 15:23

O suporte lá foi à vida e a Cofina fechou a 50 cêntimos (tendo cotado a 46 durante a sessão).

Está agora a valores de 1999, abaixo dos mínimos de Setembro de 2001.
Anexos
cfn.PNG
cfn.PNG (25.03 KiB) Visualizado 5006 vezes
cfn_lp.PNG
cfn_lp.PNG (31.91 KiB) Visualizado 5015 vezes
 
Mensagens: 35428
Registado: 5/11/2002 12:21
Localização: Barlavento

por Nyk » 30/10/2008 18:50

Santander Asset Management aumenta participação na Cofina para 5,019%
O Santander Asset Management aumentou a participação na Cofina para 5,019% do capital social e dos direitos de voto da Cofina. O aumento da participação qualificada ocorreu após a compra de mil acções por parte do Fundo Santander PPA, e de 49 mil acções por parte do Fundo Santander Acções Portugal.

--------------------------------------------------------------------------------

Ana Luísa Marques
anamarques@mediafin.pt


O Santander Asset Management aumentou a participação na Cofina para 5,019% do capital social e dos direitos de voto da Cofina. O aumento da participação qualificada ocorreu após a compra de mil acções por parte do Fundo Santander PPA, e de 49 mil acções por parte do Fundo Santander Acções Portugal.

O Fundo Santander PPA passou a deter, a partir do dia 24 de Outubro, 1.005.323 acções da Cofina, correspondentes a 0,9802% do capital social e dos direitos de voto, enquanto o Fundo Santander Acções Portugal passou a deter 4.142.658 acções, correspondentes a 4,04% do capital social e dos direitos de voto, revela um comunicado da Cofina à CMVM.

No total, os fundos de investimento mobiliário geridos pela Santander Asset Management passaram a deter 5.147.981 acções da Cofina, correspondentes a 5.019% do capital social e dos direitos de voto.

Ao preço de fecho das acções da Cofina no dia 24 de Outubro, esta compra representou um investimento de 25 mil euros.

As acções da Cofina encerraram hoje a perder 5,665 para 50 cêntimos.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 6/11/2008 18:47

Cofina com prejuízos de 49,7 milhões de euros devido à participação na Zon
A Cofina registou prejuízos de 49,7 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano devido à contabilização de uma potencial menos-valia na Zon Multimédia. Em termos operacionais, os resultados da empresa de media registaram crescimentos.

--------------------------------------------------------------------------------

Sara Antunes
saraantunes@mediafin.pt


A Cofina registou prejuízos de 49,7 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano devido à contabilização de uma potencial menos-valia na Zon Multimédia. Em termos operacionais, os resultados da empresa de media registaram crescimentos.

A Cofina, dona do Jornal de Negócios, registou nos primeiros nove meses do ano um prejuízo de 49,7 milhões de euros, o que compara com um lucro de 7,8 milhões de euros registados em igual período do ano passado, de acordo com um comunicado emitido para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Estes resultados foram influenciados pela participação de 5% que a empresa detém na Zon Multimédia. As acções da empresa estão a acumular uma perda superior a 56% desde o início do ano. De acordo com as normas contabilísticas as empresas têm de contabilizar o valor das suas participações, o que no caso actual significa uma perda potencial.

A empresa revela mesmo que a penalizar os resultados “esteve a contabilização ao valor de mercado da participação na Zon Multimeda”, salvaguardando que “a consideração da participação detida naquela empresa é um mero movimento contabilístico, não tendo por isso qualquer impacto em termos de fluxos de caixa.”

Os resultados financeiros da Cofina foram de 63,28 milhões de euros negativos no período em análise, o que compara com os 12,04 milhões negativos registados em igual período do ano passado.

Receitas sobem mais de 10%

No que respeita às receitas, a Cofina registou um aumento de 10,3% para os 110,5 milhões de euros, num período em que quer o segmento de jornais quer o de revista contribuíram positivamente para esta evolução.

As receitas de circulação cresceram 2,9% para 46,5 milhões de euros, o volume de negócios da publicidade aumentou 3% para os 45,9 milhões de euros e as vendas de produtos de marketing subiram 74,1% para os 18,08 milhões de euros.

O EBITDA consolidado avançou 4% para os 15,15 milhões de euros, num período em que a margem EBITDA caiu 0,8 pontos para os 13,7%.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 13/11/2008 18:59

Paulo Fernandes reforça para 3,1% na Cofina
O presidente da Cofina, Paulo Fernandes comprou 70 mil acções da empresa entre os dias 10 e 11 de Novembro, passando a deter 3,1% do seu capital, revelou a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

--------------------------------------------------------------------------------

Jornal de Negócios Online
negocios@mediafin.pt


O presidente da Cofina, Paulo Fernandes comprou 70 mil acções da empresa entre os dias 10 e 11 de Novembro, passando a deter 3,1% do seu capital, revelou a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Segundo a mesma fonte, “em virtude de tais operações, o administrador Paulo Fernandes passou a deter 3.215.746 acções da Cofina”, ou 3,1% do seu capital.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 21/11/2008 13:02

Cofina vende participação no "Sol" a Joaquim Coimbra
O grupo Cofina chegou a acordo com o empresário Joaquim Coimbra para a venda da sua participação de 33,3% no capital social do semanário "Sol", por valores na ordem dos 1,5 milhões de euros.

--------------------------------------------------------------------------------

Adriano Nobre
anobre@mediafin.pt


O grupo Cofina chegou a acordo com o empresário Joaquim Coimbra para a venda da sua participação de 33,3% no capital social do semanário “Sol”, por valores na ordem dos 1,5 milhões de euros.

O acordo, confirmado ao Negócios por fonte próxima ao processo, leva a empresa JVC Holding, de Joaquim Coimbra, a reforçar a sua participação no capital social do “Sol” para 49,7%, tornando-se o principal accionista deste título. Os restantes capital do semanário está distribuído entre a Imosider, o BCP Investimento e o núcleo de fundadores do título, com participações de 16,7% cada.

O grupo Cofina – proprietário do Negócios – sai assim do capital social do “Sol” cerca de um ano depois de ter entrado para o projecto, mediante um aumento de capital de 2,5 milhões de euros subscrito integralmente pela “holding” de Paulo Fernandes.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Peugeot » 21/11/2008 13:23

Por favor expliquem-me quem poder e souber, pois ainda sou muito "nabo" nestas coisas de bolsa:
Tenho uma ordem de compra colocada à 15 dias e ainda não foi realizada. Na altura existiam 850 000 ações para comprar dessa mesma acção, entretanto algumas ordens foram retiradas, outras entraram... hoje estão lá à espera de serem realizadas 325 000 acções, mas a minha ordem continua lá...
A minha dúvida é a seguinte: Como posso saber em que lugar está a minha ordem? Ou quantas ordens e quantas acções ainda estão à frente das minhas?

Obrigado e BN
 
Mensagens: 16
Registado: 8/2/2008 21:22
Localização: 10

por Ulisses Pereira » 21/11/2008 13:25

Peugeot, podes ver a posição da tua ordem através dos COF`s que algumas corretoras disponibilizam. No entanto, a maioria paenas disponibiliza as 5 primeiras posições.

No entanto, podem estar sempre a ser colocadas ordens de compra nova que, se forem superiores do que a tua, passam-te à frente.

Um abraço,
Ulisses
"Acreditar é possuir antes de ter..."

Ulisses Pereira

Clickar para ver o disclaimer completo
Avatar do Utilizador
Administrador Fórum
 
Mensagens: 30303
Registado: 29/10/2002 4:04
Localização: Aveiro

por artista_ » 21/11/2008 13:26

Nyk Escreveu:Cofina com prejuízos de 49,7 milhões de euros...


Só por curiosidade, neste momento a empresa vale em bolsa menos que estes 49,7 milhões de euros!!

Abraços

artista
Sugestões de trading, análises técnicas, estratégias e ideias http://sobe-e-desce.blogspot.com/
http://www.gamesandfun.pt/afiliado&id=28
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 17277
Registado: 17/3/2003 22:51
Localização: Almada

por Nyk » 24/11/2008 11:53

Potencial de valorização de 321%
Caixa BI avalia Cofina em 1,60 euros por acção
O Caixa BI atribuiu um preço-alvo de 1,60 euros às acções da Cofina após um período de tempo em que não atribuiu avaliação à empresa. Este "target" confere um potencial de valorização de 321% aos títulos, dada a cotação de fecho da passada sexta-feira. A recomendação do banco de investimento é de "comprar".

--------------------------------------------------------------------------------

Raquel Godinho
rgodinho@mediafin.pt


O Caixa BI atribuiu um preço-alvo de 1,60 euros às acções da Cofina após um período de tempo em que não atribuiu avaliação à empresa. Este “target” confere um potencial de valorização de 321% aos títulos, dada a cotação de fecho da passada sexta-feira. A recomendação do banco de investimento é de “comprar”.

A analista Teresa Caldeira actualizou o preço-alvo e a recomendação para a Cofina, depois de um período em que não atribuiu avaliação às acções. A analista frisa que o próximo ano trará desafios interessantes à empresa, dada a possível consolidação no sector e os possíveis investimentos no segmento de televisão.

“O perfil operacional da Cofina é muito saudável e uma eficiente gestão de custos continua a ser um cartão de visita para a empresa”, refere a analista Teresa Caldeira. A mesma responsável acrescenta que, no primeiro semestre do ano, a circulação foi relativamente favorável e que foi o crescimento nas receitas de publicidade que suportou o desempenho operacional da companhia.

Contudo, o Caixa BI alerta que com o alastrar da crise financeira à economia, “os resultados podem ser mais limitados nos próximos trimestres”.

“A consolidação no mercado doméstico é um dos vectores da estratégia da Cofina tanto nos jornais como nas revistas e o actual ambiente macroeconómico pode criar as condições para isso”, frisa Teresa Caldeira.

O Caixa BI não esquece que a Cofina, dona do Negócios, pretende alargar os seus horizontes e que a entrada na televisão pode ser o desafio que a empresa precisa.

“Consideramos que o próximo ano pode trazer desafios interessantes à empresa, como resultado da possível consolidação no sector bem como dos possíveis investimentos no segmento da televisão”, afirma Teresa Caldeira.

As acções da empresa liderada por Paulo Fernandes seguiam a valorizar 5,26% para os 0,40 euros. A avaliação de 1,60 euros representa um potencial de subida de 321% face à cotação de fecho da última sexta-feira (0,38 euros).
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Resina » 24/11/2008 12:25

artista Escreveu:
Nyk Escreveu:Cofina com prejuízos de 49,7 milhões de euros...


Só por curiosidade, neste momento a empresa vale em bolsa menos que estes 49,7 milhões de euros!!

Abraços

artista
:shock: :shock:
Quase que vale a pena entregar as acções para cobrir o prejuizo...
Nyk Escreveu:Potencial de valorização de 321%
Caixa BI avalia Cofina em 1,60 euros por acção
O Caixa BI atribuiu um preço-alvo de 1,60 euros às acções da Cofina após um período de tempo em que não atribuiu avaliação à empresa. Este "target" confere um potencial de valorização de 321% aos títulos, dada a cotação de fecho da passada sexta-feira. A recomendação do banco de investimento é de "comprar".

E mesmo após os resultados ainda atribuem isto!
Abraço
Se não podes vencê-los, o melhor mesmo é juntares-te a eles!
Porquê ir contra o mercado? Perdemos sempre!
És fraco, junta-te aos fortes!
 
Mensagens: 5769
Registado: 9/11/2005 17:56
Localização: Lisboa

por Nyk » 8/12/2008 13:39

Cofihold vende posição de 20,47% da Cofina a administradores das duas empresas
A Cofihold vendeu 21 milhões de acções da Cofina a administradores das duas empresas por cerca de nove milhões de euros.

--------------------------------------------------------------------------------

Sara Antunes
saraantunes@mediafin.pt


A Cofihold vendeu 21 milhões de acções da Cofina a administradores das duas empresas por cerca de nove milhões de euros.

De acordo com vários comunicados emitidos para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Cofihold, até agora a maior accionista da Cofina, vendeu a posição que detinha na empresa de media, dona do Jornal de Negócios, a vários administradores da empresa. Cada acção foi vendida a 0,43 euros, o que corresponde a um total de 9,03 milhões de euros.

Paulo Fernandes, presidente da Cofina, comprou 3,5 milhões de acções, passando a deter 6,55% do capital da empresa.

A empresa Caderno Azul, detida por João Manuel de Oliveira e por Carlos Manuel de Oliveira (administradores da Cofina), comprou mais de 4,6 milhões de títulos, ficando com um total de 9,02% do capital da empresa.

O administrador Domingos de Matos adquiriu 3,5 milhões de acções, passando a deter 6,80% do capital da Cofina.

Pedro de Oliveira ficou com 4,22% da empresa de media após ter adquirido mais de 2,3 milhões de títulos.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 30/12/2008 12:26

Aumentos da circulação da imprensa até Outubro com impacto "neutral a positivo" para a Cofina
Os números ontem divulgados pela Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação relativos às vendas entre Janeiro e Outubro de 2008 têm um impacto "neutral a positivo" para a Cofina, considera o BPI. No período analisado, as principais publicações do grupo registam uma evolução positiva.

--------------------------------------------------------------------------------

Patrícia Abreu
pabreu@mediafin.pt


Os números ontem divulgados pela Associação Portuguesa para o Controlo de Tiragem e Circulação relativos às vendas entre Janeiro e Outubro de 2008 têm um impacto “neutral a positivo” para a Cofina, considera o BPI. No período analisado, as principais publicações do grupo registaram uma evolução positiva.

“Apesar de não ser dada informação detalhada relativamente ao período de Setembro/Outubro, é possível concluir que as maiores publicações da Cofina melhoraram a circulação durante esse período”, adianta o analista Tiago Veiga Anjos, no Iberian Daily de hoje.

De acordo com dados ontem divulgados pela APCT, os cinco diários generalistas nacionais venderam, em média, mais 20 mil exemplares por edição entre Janeiro e Outubro de 2008.

O “Correio da Manhã” mantém a liderança com uma média superior a 119 mil jornais vendidos por dia, o que representa um ganho homólogo de 2,2%. Seguem-se o “Jornal de Notícias” com um acréscimo de vendas de 12,8% para a média de 104 mil jornais por edição, e o “Público” com 41.667 exemplares diários. O diário da Sonae foi o único título que fechou o período entre Janeiro e Outubro em queda homóloga: menos 0,6%.

Já o “Jornal de Negócios”, também controlado pela Cofina, cresceu 9,8%, para uma média de 8.387 jornais por edição.

O BPI lembra que a Cofina apenas está presente na imprensa, sendo que a divisão de jornais representa 90% do ‘target’ EV do banco para a empresa, enquanto as revistas representam os restantes 10%.

O banco de investimento adianta ainda que as melhorias registadas pelas publicações do grupo Cofina poderão ter sido suportadas “por algumas campanhas promocionais”. Ainda assim, o BPI lembra que estes números já estão em parte espelhados nos resultados dos primeiros nove meses do ano.

Já no caso da Impresa, o BPI atribui um impacto “neutral a negativo” aos números divulgados pela APCT, pois, apesar de não serem dados detalhes relativamente a Setembro/Outubro, “é possível concluir que a circulação das maiores publicações da Impresa pioraram durante esse período, com as médias dos valores a caírem quando comparados com o último relatório de Janeiro a Agosto”.

O banco tem uma recomendação de “manter” para a Cofina e para a Impresa, com um preço-alvo de 1,20 euros e 0,90 euros, respectivamente.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: acintra, Andre vez, Bing [Bot], Ferry57, freitax, JoeP, JosePLM, jr.alves83, leomiguel77, luisribas, m-m, malakas, NuTav, pattern, PAULOJOAO, Qualnhick, Raizes, RuiGerente, trilhos2006, yggy e 60 visitantes