Outros sites Cofina
Caldeirão da Bolsa

ZON Multimédia - Tópico Geral

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Pata-Hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

por Nyk » 4/7/2007 8:19

PTM não pode concorrer à TDT se mantiver plataforma TV Cabo


04/07/2007


O ministro dos Assuntos Parlamentares, que tutela a Comunicação Social, afirmou hoje que a PT Multimédia não poderá concorrer à licença para gestão e distribuição de canais em Televisão Digital Terrestre (TDT) se mantiver a TV Cabo.

"O Governo respeitará a decisão da Autoridade da Concorrência" que indica que "a PTM não poderá concorrer à parte paga da TDT se a situação no início do concurso for a mesma que se vivia em 2001", ano em que se registou a primeira tentativa de lançar o concurso para a TDT em Portugal, disse Augusto Santos Silva durante um debate sobre "Os Media e a Transição para o Digital".

"A situação mantém-se actualmente", acrescentou o ministro, explicando que "quem detiver mais de 50 por cento de uma plataforma [de distribuição de canais] concorrente à TDT [como é o caso da TV Cabo], não pode concorrer".

Santos Silva lembrou que o concurso para a TDT irá atribuir duas licenças, uma para canais de acesso livre e outra para gestão e distribuição da rede de canais por assinatura.

O ministro admitiu, no entanto, não existir "nenhuma impossibilidade de um agregador [de canais] concorrer ao concurso de TDT", desde que não tenha uma posição dominante numa plataforma concorrente à TDT.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 4/7/2007 10:52

Previsão do Millennium bcpi
Lucros da PTM deverão cair para 40 milhões no semestre
O Millennium bcpi divulgou hoje as suas previsões de resultados para a dona da TV Cabo. A perspectiva do banco aponta para uma quebra dos lucros da PTM. As receitas e o EBITDA deverão ter sido suportadas pelo aumento do ARPU e do número de subscritores de novos serviços.

--------------------------------------------------------------------------------

Paulo Moutinho
paulomoutinho@mediafin.pt


O Millennium bcpi divulgou hoje as suas previsões de resultados para a dona da TV Cabo. A perspectiva do banco aponta para uma quebra dos lucros da PTM. As receitas e o EBITDA deverão ter sido suportadas pelo aumento do ARPU e do número de subscritores de novos serviços.

De acordo com uma nota de investimento divulgada ontem, em termos semestrais, de 7% para 40 milhões de euros e de 18% para 22 milhões quando analisado apenas o segundo trimestre deste ano face ao período homólogo.

Os resultados líquidos da PT Multimédia são afectados pela reversão parcial de uma provisão de 8 milhões de euros, registada no segundo trimestre de 2006, relativa à venda da Lusomundo Media.

As receitas semestrais da PTM deverão crescer em 6% para 346 milhões, um aumento de 4% no segundo trimestre, comparativamente ao mesmo período de 2006, para 171 milhões de euros.

O EBITDA terá, segundo o banco de investimento, aumentado para 58 milhões nos três meses terminados a 30 de Junho, para um total de 112 milhões no primeiro semestre, um aumento de 6% face aos mesmos seis meses do ano passado.

Tanto as receitas como o EBTIDA terão sido suportados por um aumento no ARPU (a receita média mensal por cliente) no cabo e pelo aumento do número de subscritores de outros serviços da TV Cabo.

O analista Nuno Vieira manteve inalterada a sua recomendação de "vender", tendo em conta que o preço-alvo de 10 euros atribui à empresa um potencial de queda de 15,3% face à cotação actual. Os títulos da PTM [Cot] seguem a desvalorizar 0,17% para 11,81 euros.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 5/7/2007 18:04

Coronel Luís Silva reforça na PT Multimédia para 2,76%
A Cinveste, "holding" do coronel Luís Silva, comprou mais de 4 milhões de acções da PT Multimédia esta semana, passando a controlar 2,76% da empresa que será autonomizada da Portugal Telecom em Setembro próximo.

--------------------------------------------------------------------------------

Pedro Carvalho
pc@mediafin.pt


A Cinveste, "holding" do coronel Luís Silva, comprou mais de 4 milhões de acções da PT Multimédia esta semana, passando a controlar 2,76% da empresa que será autonomizada da Portugal Telecom em Setembro próximo.

A Cinveste comprou, entre 2 e 4 de Julho, mais de 4 milhões de acções da PT Multimédia [Cot], passando a controlar, directa e indirectamente, mais de 8 milhões de títulos.

Esta participação corresponde a 2,76% do capital da empresa que, no próximo mês de Setembro será autonomizada da esfera dos activos da Portugal Telecom [Cot] que até á data controla mais de 50% do capital da Multimédia.

A "holding" justifica o seu investimento com uma lógica de "diversificação de risco e de investimento em empresas que ofereçam potencial e garantias de rendibilidade sustentada".

O reforço, segundo a mesma fonte, "representa também uma aposta reforçada [...] no sector das telecomunicações e média em Portugal".

A Cinvest, segundo a última comunicação ao mercado, de Junho de 2006, controla ainda 1,95% do capital da Portugal Telecom [Cot], detendo ainda 4,99% do capital da Brisa [Cot].

O BPI [Cot], o empresário Joaquim Oliveira e a Cofina [Cot] são alguns dos accionistas que este ano reforçaram ou entraram no capital da PT Multimédia.

As acções da PT Multimédia fecharam inalteradas nos 11,81 euros.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por maquiavel » 9/7/2007 1:06

Deixo aqui o gráfico.

O possivel cruzamento da LTD com a TDA no final desat semasa, pode ser um ponto de partida para uma nova arrancada.

abrç
Anexos
PTM.jpg
PTM.jpg (0 Bytes) Visualizado 5979 vezes
 
Mensagens: 110
Registado: 28/4/2007 14:57
Localização: Caldas Rainha

Goldman Sachs coloca PT Multimedia na lista de acções para v

por tek » 9/7/2007 7:38

negocios.pt
A Goldman Sachs reviu em baixa a sua recomendação para as acções da PT Multimedia. A casa de investimento norte-americana colocou a dona da TV Cabo na sua lista de acções para vender.

O analista da Goldman Sachs, Mike Meloan, cortou a recomendação da PT Multimedia de "neutral" para "vender", de acordo com a informação avançada pela agência noticiosa Bloomberg.

As acções da PT Multimédia [Cot] fecharam a sessão de sexta-feira inalterados, nos 11,81 euros. A última avaliação da casa de investimento, de Abril, era de 10,98 euros por acção, o que confere à PTM um potencial de queda de 7%.
 
Mensagens: 543
Registado: 28/12/2004 14:51
Localização: Porto

por algarvio_ » 10/7/2007 20:53

A PTM está num ponto de decisão, quase a quebrar o triângulo.
Tem estado a haver acumulação do título, o MACD está positivo, e estocastico esta muito abaixo e a dar sinal de subida e o Momentum e RSI em território neutro, com margem para subir.

Não fosse o comportamento de hoje dos mercados internacionais e eu apostaria na subida.
Assim, vamos ver, mas não seria a primeira a subir com os indíces lá fora a descer (se for esse o caso)
Anexos
ptm.PNG
ptm.PNG (0 Bytes) Visualizado 5854 vezes
 
Mensagens: 169
Registado: 19/6/2006 22:57
Localização: Faro

por Nyk » 11/7/2007 17:09

PT Multimédia quer frequências de telecomunicações móveis
Zeinal Bava, presidente da PT Multimédia, diz que a empresa, após o “spin-off” da PT, terá que pensar no crescimento no mercado doméstico, sendo que a principal aposta passará pelas comunicações móveis.

--------------------------------------------------------------------------------

Filipe Paiva Cardoso
filipecardoso@mediafin.pt


Zeinal Bava, presidente da PT Multimédia, diz que a empresa, após o "spin-off" da PT, terá que pensar no crescimento no mercado doméstico, sendo que a principal aposta passará pelas comunicações móveis.

O presidente da PTM espera que a empresa venha a conseguir frequências móveis para avançar com uma operadora concorrente à Optimus, Vodafone e TMN.

Caso contrário, a ambição de Zeinal Bava passa por lançar "o maior operador móvel virtual" português, disse o gestor no VI Fórum Telecom Media.

Tudo isto serão planos que a próxima administração da PTM escolherá seguir após a separação, mas segundo o "desenho" do responsável, a PTM pode ambicionar conquistar até 25% das receitas totais do mercado de telecomunicações em Portugal. Este mercado vale seis mil milhões.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 12/7/2007 6:13

PT Multimédia já pediu licença móvel à Anacom
A PT Multimédia já oficializou o seu interesse em ter uma operadora móvel que concorra directamente com a Optimus, TMN e Vodafone, ou seja, com licença.

--------------------------------------------------------------------------------

Filipe Paiva Cardoso
filipecardoso@mediafin.pt



A PT Multimédia já oficializou o seu interesse em ter uma operadora móvel que concorra directamente com a Optimus, TMN e Vodafone, ou seja, com licença.

"Solicitámos frequências móveis à Anacom", revelou Zeinal Bava em declarações ao Jornal de Negócios, referindo-se à resposta da operadora à consulta pública lançada pelo regulador, ao abrigo do Quadro Nacional de Atribuição de Frequências.

Nesta consulta, recorde-se, a Anacom admitiu a hipótese de autorizar o lançamento de um quarto operador móvel de raiz, através da redistribuição do "espectro identificado como reservas de faixas de frequências para utilizações no âmbito do serviço móvel".
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por algarvio_ » 15/7/2007 18:31

A quebra em alta da linha de tendência de baixa que a vinha marcando desde meados de Maio merece uma actuaização.
O volume foi quase 5 vezes superior à média dos ultimos 50 dias.
Os ´vários indicadores parecem apontar para norte.
Proximo grande teste próximo dos 12 que coincide com a MM 50
Anexos
ptm.PNG
ptm.PNG (0 Bytes) Visualizado 5623 vezes
 
Mensagens: 169
Registado: 19/6/2006 22:57
Localização: Faro

por artista_ » 15/7/2007 18:51

Algarvio, essa quebra não tem grande significado, pelo que vejo o volume não foi nada de especial e a quebra foi feita em lateralização e não num movimento convicto de alta...

Ainda assim nada impede o título de subir, só que não vejo indicações técnicas que me levem a pensar isso, neste momento na PTM não vejo nada que me indique que vai subir ou descer...

um abraço
Sugestões de trading, análises técnicas, estratégias e ideias http://sobe-e-desce.blogspot.com/
http://www.gamesandfun.pt/afiliado&id=28
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 17345
Registado: 17/3/2003 22:51
Localização: Almada

“Não se pode criar concorrência com clones”

por tek » 16/7/2007 18:08

Carla Pedro
cpedro@mediafin.pt



Belmiro de Azevedo, "chairman" da Sonae SGPS, considera que o mercados português das "telecomunicações continua protegido" e não será o "spin-off" da PT Multimédia a melhorar este cenário, uma vez que "não se pode criar concorrência com clones".

Na apresentação do primeiro relatório de sustentabilidade da Sonaecom, Belmiro de Azevedo atacou a prevista separação da PT Multimédia do Grupo PT, considerando que as empresas serão "clones" uma da outra, visto terem a mesma estrutura accionista.

Considerou que não foi por causa da regulação que a oferta sobre a Portugal Telecom falhou, mas diz que a proposta da Sonaecom iria criar mais concorrência, pois previa a venda a accionistas completamente diferentes.

Acerca da OPA, refere que "vai estar atento às propostas da PT" que foram prometidas ao longo da defesa da OPA.

Na apresentação do primeiro relatório de sustentabilidade da Sonaecom, que contou com a presença da Comissária Europeia para o sector, Belmiro adiantou que "os reguladores devem ser cada vez mais facilitadores".

 
Mensagens: 543
Registado: 28/12/2004 14:51
Localização: Porto

por Nyk » 18/7/2007 16:45

Antes do “spin-off” e da nova administração
Lisbon Brokers aconselha "acumular posições na PTM de forma mais agressiva"
A Lisbon Brokers considera que os investidores devem "acumular posições na PT Multimedia de forma mais agressiva", antes do "spin-off" e de ser conhecida a nova administração. A casa de investimento duvida da continuidade de Zeinal Bava como CEO da PTM. Se o presidente executivo da dona da TV Cabo ficar na PT, as acções vão ficar mais especulativas.

--------------------------------------------------------------------------------

Paulo Moutinho
paulomoutinho@mediafin.pt


A Lisbon Brokers considera que os investidores devem "acumular posições na PT Multimedia de forma mais agressiva", antes do "spin-off" e de ser conhecida a nova administração. A casa de investimento duvida da continuidade de Zeinal Bava como CEO da PTM. Se o presidente executivo da dona da TV Cabo ficar na PT, as acções vão ficar mais especulativas.

"Com os rumores relativamente ao que irá acontecer no Brasil com a Vivo e a possibilidade da Portugal Telecom criar um gigante luso-brasileiro das telecomunicações, hoje estamos menos certos de que Zeinal Bava se mantenha como CEO da PT Multimédia após a cisão do capital da PT", afirma John dos Santos.

O analista acrescenta que caso Zeinal Bava opte por ficar na Portugal Telecom, após o "spin-off", "a componente especulativa da PT Multimédia vai disparar".

A Lisbon Brokers tem uma avaliação fundamental de 13,40 euros para a dona da TV Cabo que deriva do modelo de "cash flows" descontados, valor ao qual foi adicionado 10% dado o esperado aumento de liquidez após a cisão da PT e outros 10% de componente especulativa do papel.

Tudo somado, resulta num "target" de 14,80 euros e uma recomendação de "comprar" para a PTM [Cot], já que a empresa liderada por Zeinal Bava negoceia cerca de 25% abaixo deste valor. As acções seguem a cair 0,08% para 11,80 euros.

O analista da Lisbon Brokers afirma que, "nesta altura, acreditamos que os investidores devem acumular posições na PT Multimédia de forma mais agressiva, antes de ser revelada a data do ‘spin-off’ e, mais importante, antes de ser conhecida a nova administração da empresa".

PT Multimédia com lucros de 41,1 milhões no semestre

"Estes resultados serão certamente um dos mais importantes para a empresa, já que a empresa está cada vez mais no radar dos investidores", afirma John dos Santos na nota de investimento divulgada hoje onde o analista estima uma quebra de lucros para 41,1 milhões de euros.

Segundo a Lisbon Brokers, a PTM deverá terminar os primeiros seis meses do ano com resultados líquidos de 41,1 milhões, uma redução de 5,5% em termos homólogos, suportados pelo aumento de 8,3% nas receitas que deverão ascender aos 351,9 milhões de euros no período em análise.


As receitas nos serviços de "pay-TV" e Internet por cabo deverão "registar um aumento homólogo de 7,6% para 29 milhões de euros, ou 90% do total, e o EBITDA da empresa deverá crescer 5,1% para 111,7 milhões", conclui o analista.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 24/7/2007 17:55

TMN investe 150 milhões de euros em banda larga
O administrador da TMN, Zeinal Bava, anunciou hoje que a empresa da Portugal Telecom (PT) vai investir cerca de 150 milhões de euros para disponibilizar 300 mil computadores portáteis com banda larga no âmbito do programa 'e.escola'.

DE

Zeinal Bava adiantou que este investimento será realizado ao longo de três anos e deverá permitir à empresa conquistar 50% dos potenciais utilizadores do programa 'e.escolas', segundo noticia a Reuters.

Este programa, lançado pelo Governo, destina-se a permitir o acesso à internet móvel e a computadores a preços reduzidos por parte de alunos, de professores e dos participantes na iniciativa 'Novas Oportunidades'.

"Este é um investimento significativo para a empresa, até em termos logísticos e corresponde a cerca de 50% do desafio lançado pelo Governo", afirmou Zeinal Bava numa conferência de imprensa em Lisboa.

Os professores e os trabalhadores inscritos no Novas Oportunidades poderão adquirir os PC's disponibilizados pela TMN por um preço de 150 euros, tendo depois um contrato de fidelização de 36 e 12 meses e mensalidades de 17,5 euros e 15 euros, respectivamente.

Para os alunos, o programa só estará disponível aos inscritos no 10º ano e o custo de acesso aos PC's estará dependente dos rendimentos, sendo o valor má
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por GONZO » 24/7/2007 20:18

Nyk,

Atenção que é a TMN. Nada tem a ver com a PTM.

De todo o modo, muito obrigado por colocares sempre as notícias em primeira mão. :wink:
 
Mensagens: 1517
Registado: 24/8/2005 22:33
Localização: Lisboa

por luiz22 » 5/8/2007 15:41

PT Multimédia compra três operadoras de cabo a Joe Berardo


05/08/2007


A PT Multimédia anunciou hoje que chegou a acordo para comprar três operadoras de televisão por cabo, detidas pela Metalgest, de Joe Berardo. O valor do negócios não está fechado, mas segundo apurou o Jornal de Negócios Online ronda os 60 milhões de euros.

Num comunicado a PTM refere que chegou a acordo para comprar à Parfitel, 100% do capital da Bragatel, 92,06% do capital da Pluricanal Leiria e 98,75% da Pluricanal Santarém.

Estas operadoras eram também dadas como potenciais alvos da Sonaecom, que tinha como objectivo realizar pequenas aquisições no sector das telecomunicações em Portugal. Já comprou o segmento residencial da ONI e a Tele2 Portugal.

A Partifitel é detida a 100% pela Metalgest, "holding" onde Joe Berardo concentra os seus investimentos. No âmbito do acordo a PT Multimédia vai pagar por estes activos um montante que "está indexado ao EBITDA" das três empresas, quando a transacção for fechada.

O múltiplo aplicado equivale a 12 vezes o EBITDA, sendo que fonte da empresa disse ao Jornal de Negócios Online que o valor do negócio deve rondar os 60 milhões de euros.

Estas três operadoras, presentes nos distritos de Braga, Santarém, Lisboa e Leiria, possuíam um total de 164 mil casas passadas no final de Junho deste ano. E, à semelhança da PTM, oferecem já serviços de "triple play" - TV, Internet e telefone fixo.

As receitas no primeiro semestre ascenderam a 6 milhões de euros e o EBITDA a 2,8 milhões de euros.

Segundo a PTM, "a concretização desta transacção está sujeita à decisão de não oposição da Autoridade da Concorrência e à realização de uma due diligence pela PT Multimédia".

A PTM pretende proceder à integração total na TV Cabo destas três operadoras e antevê este processo esteja concluído seis meses após o fecho da transacção. "Estima-se que esta integração venha a gerar sinergias significativas, nomeadamente ao nível da aquisição e gestão de conteúdos, do marketing e de outros custos gerais e administrativos", adianta a mesma fonte.

A PTM, através da TV Cabo, é a operadora de TV por cabo líder em Portugal. Em Março tinha 2,89 milhões de casas passadas e um total de 1,488 milhões de clientes em TV por subscrição, Internet de banda larga e telefone fixo.
As decisões fáceis podem fazer-nos parecer bons,mas tomar decisões difíceis e assumi-las faz-nos melhores.
 
Mensagens: 1700
Registado: 26/11/2004 23:00
Localização: Belém-Lisboa

por Nyk » 7/8/2007 6:00

Compra da Pluricanal pela PTM acaba com concorrência em 16 concelhos
Com a concretização da compra da Pluricanal e da Bragatel pela PT Multimedia, os habitantes de 16 concelhos portugueses ficarão sem qualquer tipo de alternativa caso desejem mudar de operador de televisão por subscrição, segundo dados disponibilizados pela Anacom.

--------------------------------------------------------------------------------

Filipe Paiva Cardoso
filipecardoso@mediafin.pt


Com a concretização da compra da Pluricanal e da Bragatel pela PT Multimedia, os habitantes de 16 concelhos portugueses ficarão sem qualquer tipo de alternativa caso desejem mudar de operador de televisão por subscrição, segundo dados disponibilizados pela Anacom.

Com o desaparecimento da oferta da Pluricanal Leiria, os concelhos de Cantanhede, Batalha, Porto de Mós, Pombal, Lourinhã, Torres Vedras e de Leiria, passarão a ter apenas um servidor deste serviço, juntando-se aos outros seis concelhos desta região que já só eram servidos pela TV Cabo, a saber: Marinha Grande, Mafra, Arruda dos Vinhos, Alenquer, Figueira da Foz e Mealhada.

Já na área de actuação da Pluricanal Santarém, são cinco os concelhos que deixam de ter duas ofertas concorrentes - Cartaxo, Alcanena, Abrantes, Santarém e Almeirim -, juntando-se aos concelhos de Tomar, Azambuja e Benavente que só são servidos pela TV Cabo da PT Multimedia.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 7/8/2007 16:41

PT reitera “timing” do “spin-off” e que não vende Vivo
Zeinal Bava, da Comissão Executiva da Portugal Telecom e Presidente da PT Multimédia, reiterou hoje numa conferência com analistas que o Grupo PT espera terminar a separação da PT Multimédia no final de Setembro e que “não está vendedor” da posição que detém na Vivo.

--------------------------------------------------------------------------------

Filipe Paiva Cardoso
filipecardoso@mediafin.pt



Zeinal Bava, da Comissão Executiva da Portugal Telecom e Presidente da PT Multimédia, reiterou hoje numa conferência com analistas que o Grupo PT espera terminar a separação da PT Multimédia no final de Setembro e que "não está vendedor" da posição que detém na Vivo.

O responsável dissipou assim algumas dúvidas relativamente ao processo de "spin-off" da PTM, depois de algumas notícias apontarem que o processo poderia sofrer algum atraso em virtude de problemas com a Autoridade da Concorrência e a Anacom.

"As coisas estão a correr conforme o planeado" afirmou ainda Zeinal Bava.

Sobre a Vivo, o mesmo responsável voltou a referir que a "neste momento a PT não está vendedora", não deixando de sublinhar que no futuro a decisão sobre esta operadora também detida pela Telefónica "depende da direcção" da PT".
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 7/8/2007 16:42

Cinveste reforça na PTM para 4%
A Cinveste SGPS reforçou a sua participação na PT Multimédia para cerca de 4%, depois de ter anunciado, após o fecho do primeiro semestre, a aquisição de uma posição qualificada de 2,76% na empresa.

--------------------------------------------------------------------------------

Maria João Babo
mbabo@mediafin.pt



A Cinveste SGPS reforçou a sua participação na PT Multimédia para cerca de 4%, depois de ter anunciado, após o fecho do primeiro semestre, a aquisição de uma posição qualificada de 2,76% na empresa.

A holding, que divulgou hoje resultados dos primeiros seis meses do ano, avança, em comunicado que considera "haver condições para o desenvolvimento de um projecto de base empresarial de comunicações autónomo na PT Multimédia, beneficiando da base tecnológica e comercial já criada e aproveitando todo o potencial de desenvolvimento que este sector ainda encerra".

Daí que, acrescenta, "a Cinveste SGPS, SA, com o seu ‘track record’ de envolvimento no sector pode dar um importante contributo para o sucesso do projecto PTM".

No final de Junho passado os activos totais do grupo de Luís Silva, ajustados para preços de mercado – apenas na componente de investimentos em "equities" -, atingiram 877,8 milhões de euros, a que corresponde uma taxa anual de crescimento dos activos, entre 2001 e Junho de 2007, de 24%.

A valor contabilístico, os activos sob gestão da Cinveste, a 30 de Junho, atingiram o valor de 720,1 milhões de euros, contra 269,8 milhões de euros em 31 de Dezembro de 2001, correspondendo a uma taxa anual de crescimento de 19,5%.

O valor de "equity" - ajustado do efeito de "mark to market" da carteira de investimento, atingiu 496 milhões de euros, equivalente a uma taxa de crescimento composta anual de 52,4%, para o período já acima referido. A valor contabilístico, a taxa de crescimento foi de 42,2%

Os resultados gerados no primeiro semestre, no valor de 33,9 milhões, mais que duplicam em relação aos valores registados em 2006, ainda que se deva ter em conta o carácter sazonal das receitas associadas a dividendos recebidos, lembra o grupo em comunicado.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por INICIADO_2000 » 8/8/2007 20:02

Ptm..notas para entrada longo:

1º Fecho acima de 12 euros;-Fraco
2.º Fecho acima da LTA (vermelha), este ultimo poderá levar o título a novos máximos- Forte.

Para já um único dado positivo..o fecho de hoje superou o máximo atingido durante a lateralização desde junho.No entanto ainda não foi convincente face à baixa liquidez.


A acompanhar..

cumps
user
Anexos
PTMPTM12.png
PTMPTM12.png (0 Bytes) Visualizado 4895 vezes
 
Mensagens: 476
Registado: 12/12/2004 18:57

por Mr. Scalper » 8/8/2007 20:17

é verdade, tb estou de olho nela... tem estado no chamado "periodo de consolição", o rompimento desse periodo poderá leva-lo a novos maximos... hoje mostrou algo, vamos ver os proximos dias
 
Mensagens: 96
Registado: 2/8/2007 18:38

por Ruffios » 16/8/2007 20:19

Media: PTM já foi notificada da anulação do processo da Concorrência por causa de acordo com a SIC
16 de Agosto de 2007, 20:16

Lisboa, 16 Ago (Lusa) - A PT Multimédia já foi notificada pela Autoridade da Concorrência da anulação do processo por causa de um acordo com a SIC, apurou a agência Lusa de fonte ligada ao processo.

A PTM tinha sido multada em 2,5 milhões de euros, no âmbito deste caso.

A Impresa, dona da SIC, divulgou hoje que o tribunal decidiu prescrever e anular o processo contra-ordenacional imposto pela Autoridade da Concorrência (AdC) relativo ao acordo celebrado entre o grupo e as empresas PT e TV Cabo.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o grupo de media presidido por Francisco Pinto Balsemão informou que o Tribunal do Comércio de Lisboa declarou, e em sequência de um recurso judicial, "prescrito o procedimento contra-ordenacional na parte relativa à cláusula de preferência inserta no referido acordo".

O tribunal decidiu igualmente "a nulidade de todo o processo contra-ordenacional desde a 'Nota de Ilicitude' da referida Autoridade, exarada em 1 de Setembro de 2005 na qual foi aplicada à SIC uma coima de 540,000 mil euros".

O comunicado acrescentou que "o referido despacho judicial é passível de recurso para o Tribunal da Relação de Lisboa".

O processo remota a Julho de 2006, altura em a AdC considerou que o acordo de parceria de exclusividade e direito de preferência entre a SIC, a TV Cabo e a PT Multimédia, assinado em 2000, restringia a concorrência no mercado da plataforma de cabo, bem como impedia a entrada de novos produtores de canais.

A Lusa tentou contactar o grupo Impresa e a AdC, mas até ao momento não foi possível.

SCA/RSF.

Lusa/Fim

http://noticias.sapo.pt/lusa/artigo/PVHRr7bqe4pEwJ2PxkA/rQ.html
 
Mensagens: 85
Registado: 5/10/2006 18:25

por Nyk » 17/8/2007 11:54

PTM diz Tribunal anula coima 2,5 ME por acordo SIC


17/08/2007


LISBOA, 17 Ago (Reuters) - O Tribunal do Comércio de Lisboa considerou prescrita a contra-ordenação movida pela Autoridade da Concorrência (AdC) contra a PT Multimedia , no âmbito de um acordo entre a TV Cabo e a SIC, da Impresa , anunciou a PTM.

Adianta, em comunicado, que o Tribunal considerou "prescrito o procedimento contra-ordenacional na parte relativa à cláusula de preferência inserta no referido acordo", anulando assim a coima de 2,5 milhões de euros aplicada à PTM.

Acrescenta que em causa está um acordo assinado entre a SIC e a TV Cabo realizado em Março de 2000.

A Impresa já havia comunicado ontem, após o fecho do mercado, esta decisão do Tribunal, que levou à anulação de uma coima de 540 mil euros aplicada à detentora da SIC.

Negociaram-se 311.886 acções da PTM a subir 0,68 pct para 11,82 euros e 335.257 acções da Impresa a cair 3,52 pct para 2,47 euros.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
 
Mensagens: 12032
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Adam hedge » 19/8/2007 17:55

boa tarde,gostava de ler a opinião dos entendidos que seguem de perto a PTM,quanto a fazer em relação á acção nos proximos dias.
temos os indicies a cair a pique,temos a economia dos E.U.A. a entrar em rececção,temos os probemas da alta volatilidade nos mercados,enquanto que esta acção se tem comportado como de refugio.
será devido ao aproximar do spin off que faz com que esta acção não corrija como as outras?

será que quem está a segura-la vai continuar a faze-lo mesmo com os indicies a continuar com dexidas fortes?
será que a luta pelo seu controle vai evitar a dexida?

desculpem estas perguntas banais que estou a fazer,mas é uma acção que sigo já á algum tempo e tem me supreendido a sua "não desvalorização"

por isso gostava de ler a opinião dos entendidos na materia,pois se entrar mos em bear market ninguem pode esperar que uma acção suba só por se aproximar o seu spin off,correcto?

não sei se me fiz entender,quanto as minhas questões.

desde já o meu muito obrigado a quem tiver a paciência de me ilusidar.

o meu muito obrigado

J.matias
 
Mensagens: 2001
Registado: 21/2/2007 18:24
Localização: zamzibar

por silva_lopes » 21/8/2007 16:38

Uma noticia como estas poderá causar que efeito? Aumento ou diminuição da cotação da PT? E em relação à Algerie Telecom vai fazer com que acção em principio tenha um pequeno aumento, certo?


Portugal Telecom is interested in Algerie Telecom - report
Published: Tuesday 21 August 2007 | 09:30 AMCET


Portugal Telecom (PT) is interested in the privatization process of 35 to 51 percent of Algerian incumbent Algerie Telecom, a company source told Portuguese daily Jornal de Negocios. Algerie Telecom currently has 2.8 million fixed telephony clients, 7.4 million mobile and more than 1.5 million internet subscribers. The privatisation process had been planned for this year, but was delayed to June 2008. Interest has already been cited from BT, France Telecom and Telefonica. The final decision as to the size of the stake lies with the head of state, writes La Tribune. Algerie Telecom has issued a press release confirming the information, stating that other interested parties include Turkcenn, UAE's Itissalat, Koweit's MTN, South Africa's Vodacom, Korea Telecom, Qatar Telecom and other French, Canadian, US, Saudi and Russian operators and consortia.
 
Mensagens: 88
Registado: 28/4/2007 0:41

por Peter_Borgas » 1/9/2007 18:32

LISBOA, 31 Ago (Reuters) - O Governo excluiu a PT Multimédia 31-08-2007 22:54
LISBOA, 31 Ago (Reuters) - O Governo excluiu a PT Multimédia (PTM) de participar no concurso de Televisão Digital Terrestre (TDT) e a participação da Portugal Telecom (PT) está dependente da conclusão do spin-off da PTM, refere o projecto de regulamento do concurso. O Governo prevê, no mesmo documento, a atribuição de cinco direitos de utilização de frequências reservadas para o serviço de radiodifusão TDT e o licenciamento de um operador de distribuição, como previsto. Segundo o projecto de regulamento do concurso publicado hoje, a PTM, dona da TV Cabo, não poderá concorrer por deter mais de 50 pct de quota no mercado de TV por subscrição. Adianta que está vedada a participação neste concurso a "qualquer entidade que seja dominada directa ou indirectamente por outra entidade que, por sua vez, domine ou influencie significativamente, directa ou indirectamente" a PTM. Acrescenta que se considera "influência significativa" a imputabilidade de pelo menos 20 pct dos direitos de voto. O spin-off da PTM está previsto para o próximo mÊs de Setembro mas a imprensa tem referido que pode sofrer um atraso. A Caixa Geral de Depósitos será o maior accionista da PTM, após o spin-off, e actualmente detém 11,5 pct da empresa. A Telefónica é o maior accionista da PT com 9,96 pct do capital, seguida do Grupo Espírito Santo com 7,77 pct. "O concurso público previsto no presente regulamento tem por objecto a atribuição de cinco direitos de utilização de frequências reservadas para o serviço de radiodifusão televisiva digital terrestre (...) e o licenciamento do operador de distribuição responsável pela actividade de televisão (...)", refere este projecto publicado em Diário da República. "Os cinco direitos de utilização de frequências e a licença de operador de distribuição são atribuídos a uma única entidade", adianta ainda. Este projecto de regulamento vai estar em consulta pública durante 30 dias. O Governo prevê lançar o concurso de TDT até ao final deste ano. A União Europeia estabeleceu o final de 2012 como limite para a transição da TV analógica para a digital. Negociaram-se 1.718.252 acções da PT a subir 1,0 pct para os 10,07 euros. ((---Elisabete Tavares e Patrícia Vicente Rua, Lisboa Editorial 351 21 3509207, lisbon.newsroom@reuters.com; Reuters Messaging: patricia.rua.reuters.com@reuters.net))
 
Mensagens: 281
Registado: 3/11/2006 12:56

AnteriorPróximo