Impresa - Tópico Geral

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: pata-hari, Ulisses Pereira, MarcoAntonio

Algo mudou!

por sol » 12/1/2007 9:59

Alguém confirma com um gráfico, se de facto este rapariga, rompeu a resistência que tinha na zona dos 4,80.

Ou então alguém se lembrou que não valia a pena a Prisa andar as turras por causa da Média Capital, se ainda existe a impresa!!

sol
 
Mensagens: 869
Registado: 17/12/2002 10:41

por Nyk » 1/2/2007 8:43

SIC quer destronar TVI com seis novelas
Uma novela brasileira, "Páginas da Vida", está a dar um novo fôlego ao horário nobre da SIC. A estação conseguiu nos primeiros 30 dias de Janeiro um "share" em "prime time" de 28,1%, enquanto a TVI manteve a liderança, nos 31,4%. Em declarações ao Jornal de Negócios, Francisco Penim afirma que esta recuperação mostra "a reconciliação do público com o 'prime time' da SIC".

--------------------------------------------------------------------------------

Daniel Vaz
danielvaz@mediafin.pt



Uma novela brasileira, "Páginas da Vida", está a dar um novo fôlego ao horário nobre da SIC. A estação conseguiu nos primeiros 30 dias de Janeiro um "share" em "prime time" de 28,1%, enquanto a TVI manteve a liderança, nos 31,4%. Em declarações ao Jornal de Negócios, Francisco Penim afirma que esta recuperação mostra "a reconciliação do público com o 'prime time' da SIC".

Os números revelam uma aproximação das duas estações em horário nobre. No período homólogo, em Janeiro de 2006, a estação do grupo Impresa tinha entre as 20 e as 24 horas ("prime time") uma quota de 24,9%. Passado um ano, subiu 3,2 pontos percentuais para 28,1%. A TVI desceu de um "share" na mesma faixa de 38,8% em Janeiro de 2006 para 31,4% no último mês, o que revela uma queda de 7,4 pontos percentuais.

Em declarações ao Jornal de Negócios, Francisco Penim afirma que esta recuperação mostra "a reconciliação do público com o 'prime time' da SIC". O director de programas prometeu que o canal da Impresa regressaria à liderança em 2007. "As minhas promessas são para cumprir. Este é o ano da SIC", reforça agora.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 2/2/2007 18:24

Impresa diz fundos Millennium detêm 2,03 pct capital


02/02/2007


LISBOA, 2 Fev (Reuters) - Os fundos de investimento do Millennium bcp reforçaram a posição no capital da Impresa para 2,03 pct após a aquisição de 100.000 acções, anunciou a Impresa.

Adianta em comunicado que a operação de aquisição foi realizada a 31 de Janeiro de 2007, passando os fundos do Millennium bcp a deter um total de 1.708.575 acções da Impresa.

"A Millennium bcp - gestão de fundos de investimento, em representação dos fundos mobiliários por si geridos comunica que, em 31-01-2007, aumentou a sua participação na Impresa para 1.708.575 acções correspondentes a 2,03 pct do capital social e dos direitos de voto", refere a nota.

A 30 de Janeiro a Impresa comunicou que os fundos do Millennium tinham reduzido a posição no capital para 1,92 pct após a venda de 145.794 acções.

Foram negociadas 2,9 milhões de acções da Impresa a subir 2,19 pct para os 5,13 euros.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por tek » 2/2/2007 22:59

Não sei se percebi bem esta última noticia.
No dia 30/01 venderam e no dia 31/01 compraram novamente?
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 542
Registado: 28/12/2004 14:51
Localização: Porto

por Luka! » 2/2/2007 23:31

tek Escreveu:Não sei se percebi bem esta última noticia.
No dia 30/01 venderam e no dia 31/01 compraram novamente?



EXACTO ! dai o meu comentario no post acima!

1/Venderam!
2/Informaram-se dos "insides" ou então esperaram uma franca ruptura da barreira dos 5 Eur
3/ Voltaram a comprar !
... if you feel like doubling up a profitable position, slam your finger in a drawer until the feeling goes away !
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3349
Registado: 21/10/2003 21:48

por michael » 2/2/2007 23:35

e será que já não venderam hoje a 5,20 e tal?
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 332
Registado: 28/12/2006 1:38
Localização: Lisboa

por Nyk » 3/2/2007 13:44

Impresa nega venda à RTL João Paulo Madeira* , * com agências A Impresa nega estar em negociações com a RTL para a entrada da cadeia alemã no seu capital. Fonte oficial da empresa de Francisco Pinto Balsemão afirmou ao Jornal de Notícias "não ter qualquer informação" de contactos entre representantes dos dois grupos. A RTL anunciou ontem a decisão de alienar a participação de 33% na Media Capital, que detém a TVI. A cadeia alemã vai vender à Prisa a posição no âmbito da Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada por esta última, a 7,4 euros por acção, conseguindo um encaixe de 206,4 milhões. O Jornal de Negócios, que já avançava esta informação na edição de ontem, noticiou também que o grupo alemão continuaria interessado em permanecer no mercado português, nomeadamente em adquirir uma participação no grupo que detém a SIC, o Expresso e a Visão, entre outros títulos. Segundo o matutino, o presidente-executivo da cadeia alemã terá estado reunido com Pinto Balsemão esta semana, aproveitando uma vinda a Portugal para ultimar a venda da sua participação na Media Capital. Por enquanto, a eventualidade de o grupo alemão já ter adquirido acções da Impresa é desvalorizada pelo grupo português, uma vez que, segundo a mesma fonte contactada pelo JN, 40% do capital da Impresa está disperso em bolsa. A Impreger, a holding do grupo de Francisco Balsemão, controla actualmente 50,31% do capital. A notícia sobre o interesse da RTL na Impresa fez disparar as acções da empresa nacional. Durante a manhã de ontem, os títulos atingiram o máximo desde Abril do ano passado, alcançando uma cotação de 5,28 euros e um ganho superior a 5%. No fecho da sessão, estavam já a 5,13 euros, ainda assim a melhor performance da bolsa.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por michael » 3/2/2007 14:50

:shock:

o que se espera para segunda-feira? que as acções caiam a pique? recordo que a Impresa é a acção que recebeu mais recomendações para este mês, é a hot stock de fevereiro.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 332
Registado: 28/12/2006 1:38
Localização: Lisboa

por michael » 3/2/2007 14:54

Elmar Heggen rejeitou comentar o interesse da empresa em entrar no capital da Impresa.

"Nesta altura só posso dizer que não comentamos especulações no mercado", afirmou, recusando fazer comentários em relação a um encontro que o presidente da RTL terá tido com o chairman da Impresa, Francisco Pinto Balsemão.

Acrescentou que o mercado português continua atractivo para a empresa e que mantém contactos no país, mas recusou adiantar pormenores sobre as próximas operações da RTL.

"Não seria sério estar a avançar com timings para qualquer operação que possamos vir a fazer em Portugal", disse Elmar Heggen.

A RTL poderá entrar no concurso para as licenças de Televisão Digital em Portugal, operação que seria feita em parceria com um 'player' local.

"Não conheço os contornos do concurso mas potencialmente poderemos reunir com um parceiro local e analisar as condições para ver se nos interessa ou não", afirmou.

DE http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/ ... 35527.html
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 332
Registado: 28/12/2006 1:38
Localização: Lisboa

Impresa nega contactos com a RTL

por edgar araujo » 3/2/2007 15:38

Impresa nega venda à RTL João Paulo Madeira* , * com agências A Impresa nega estar em negociações com a RTL para a entrada da cadeia alemã no seu capital. Fonte oficial da empresa de Francisco Pinto Balsemão afirmou ao Jornal de Notícias "não ter qualquer informação" de contactos entre representantes dos dois grupos. A RTL anunciou ontem a decisão de alienar a participação de 33% na Media Capital, que detém a TVI. A cadeia alemã vai vender à Prisa a posição no âmbito da Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada por esta última, a 7,4 euros por acção, conseguindo um encaixe de 206,4 milhões. O Jornal de Negócios, que já avançava esta informação na edição de ontem, noticiou também que o grupo alemão continuaria interessado em permanecer no mercado português, nomeadamente em adquirir uma participação no grupo que detém a SIC, o Expresso e a Visão, entre outros títulos. Segundo o matutino, o presidente-executivo da cadeia alemã terá estado reunido com Pinto Balsemão esta semana, aproveitando uma vinda a Portugal para ultimar a venda da sua participação na Media Capital. Por enquanto, a eventualidade de o grupo alemão já ter adquirido acções da Impresa é desvalorizada pelo grupo português, uma vez que, segundo a mesma fonte contactada pelo JN, 40% do capital da Impresa está disperso em bolsa. A Impreger, a holding do grupo de Francisco Balsemão, controla actualmente 50,31% do capital. A notícia sobre o interesse da RTL na Impresa fez disparar as acções da empresa nacional. Durante a manhã de ontem, os títulos atingiram o máximo desde Abril do ano passado, alcançando uma cotação de 5,28 euros e um ganho superior a 5%. No fecho da sessão, estavam já a 5,13 euros, ainda assim a melhor performance da bolsa.
" os homens mentiriam muito menos, se as mulheres fizessem menos perguntas "

Bons negócios
EA
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 530
Registado: 19/7/2006 16:27
Localização: Algarve

interesse logico das duas partes a dissimular

por Luka! » 4/2/2007 9:03

E perfeitamente normal que o Balsemão , pelo menos na fase inical negue que vai entrar en negociações para ceder parte da IPR.
Ele continua à cabeça da Impresa e é classico por questões de gestão interna et motivação dos empregados gerir a informação de uma forma gradual.
Neste momento apenas alguns dos gestores de confiança deverão estar ao corrrente do que se esta a preparar o que é perfeitamente normal.

E necessario que os empregados da Impresa continuem motivados e concentrados no dia a dia ... a estratégia de comunicação do Balsemão é assim classica .

Por outro lado (face a esta fuga de informação) a RTL tem todo o interesse em manter as coisas em segredo)para evitar pagar mais caro ... mesmo se dado o PER da IMPRESA (16,5) face ao da MCP (33,0) estaria a pagar a IMPRESA 50% mais barata) ...

Interesse logico das duas partes em evitar estas fugas e por motivos diferentes.
Anexos
bertelsmann.jpg
bertelsmann.jpg (2.96 KiB) Visualizado 4343 vezes
... if you feel like doubling up a profitable position, slam your finger in a drawer until the feeling goes away !
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 3349
Registado: 21/10/2003 21:48

por Nyk » 8/3/2007 22:09

Resultados Impresa 2006 2007-03-08 16:46
Lucro da Impresa cai 26% para 16,4 milhões de euros
O lucro da Impresa ascendeu a 16,4 milhões de euros em 2006, o que representa uma queda de 26% em comparação com o ano anterior. Este valor encontra-se abaixo das estimativas dos analistas, que esperavam um lucro entre 16,8 e 19,3 milhões de euros.

Pedro Latoeiro

A recuperação das audiências da SIC no último trimestre de 2006 ajudou a melhorar os números da empresa, mas foi insuficiente para anular o impacto negativo do início do ano.

As receitas do grupo situaram-se nos 255,2 milhões de euros, dentro das expectativas dos peritos, o que corresponde a uma descida de 0,7% em relação a 2005.

O EBITDA caiu 16,8% para os 40,4 milhões de euros, novamente aquém das estimativas dos analistas, que apontavam para o intervalo entre 41,9 e 44,8 milhões de euros.

Já o passivo líquido ficou nos 208,9 milhões de euros, menos 2,5% em relação ao exercício anterior.

Em 2006, o grupo de Balsemão registou uma descida de 10,5% nas vendas de publicações e uma queda de 1,5% nas receitas com publicidade.

Os resultados do quarto trimestre foram, no entanto, muito positivos, com lucros de 9,4 milhões de euros, isto é, mais de metade do valor total dos resultados líquidos.

SIC brilha no quarto trimestre

A recuperação verificada desde o início do Verão, permitiu que as receitas totais da SIC registassem uma subida de 1,2% no final de 2006 para os 164 milhões de euros. O EBITDA caiu 2,9% para os 25,7 milhões de euros.

Recorde-se que a SIC fechou o ano em segundo lugar nas audiências, com uma média de 26,2%.

“A transmissão do Mundial de Futebol, a forte competitividade da novela de prime-time ‘Floribella’, a manutenção da liderança das manhãs com o ‘Fátima’ e o regresso da liderança do programa da tarde ‘Contacto’ foram as principais razões para a subida das audiências ao longo do ano”, refere a empresa.

O grupo de comunicação destaca o crescimento das receitas das áreas do GMTS, merchandising e multimédia, com aumentos de 110%, 43,3% e 23%, respectivamente.

Os canais temáticos terminaram o ano praticamente inalterados (+0,1%), com receitas de 31,2 milhões de euros.

A Sic Notícias foi, pelo sexto ano consecutivo, líder de audiências no Cabo com uma audiência média de 12% em 2006.

Jornais e Revistas condicionam resultados

O total das receitas dos jornais atingiu os 54,9 milhões de euros, o que equivale a uma descida de 3,1%, principalmente com as quebras de receitas na venda de produtos associados e, em menor escala, com a descida das receitas de publicidade e venda de publicações.

Os custos operacionais subiram 4,4% para 46,3 milhões de euros, enquanto o EBITDA recuou 30,1% para os 8,6 milhões de euros.

O ano de 2006 foi marcado por várias iniciativas neste sector, nomeadamente a reestruturação do semanário “Expresso” efectuada em Setembro.

Na área das revistas, as receitas totais desceram 6,9% para 38,1 milhões de euros, devido principalmente ao decréscimo das receitas de circulação. O EBITDA diminuiu 50% para os 2 milhões de euros.

As receitas com publicidade, que representam 43,4% do total dos proveitos, subiram 1,2% neste segmento.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 9/3/2007 19:57

Convoca AG
Impresa prepara “stock split”
A Impresa está a preparar um "stock split", sendo este um dos pontos de discussão da assembleia geral extraordinária da companhia, agendada para 12 de Abril. Por cada acção detida um accionista passará a deter duas.

--------------------------------------------------------------------------------

Sara Antunes
saraantunes@mediafin.pt



A Impresa está a preparar um "stock split", sendo este um dos pontos de discussão da assembleia geral extraordinária da companhia, agendada para 12 de Abril. Por cada acção detida um accionista passará a deter duas.

A Impresa convocou hoje uma assembleia geral extraordinária para o dia 12 de Abril e um dos pontos da agenda é deliberar sobre a alteração do valor nominal das acções, ou seja, a empresa está a preparar um "stock split".

Esta operação tem como objectivo principal aumentar a liquidez do título e ajudar a atrair investidores.

O valor de mercado da Impresa não sofrerá alterações. Haverá apenas uma duplicação de acções. Se o "stok split" fosse realizado ao valor de fecho da sessão de hoje da Impresa, por cada acção detida, os accionistas passsam a deter duas no valor de 2,325 euros cada, já que os títulos da companhia encerraram hoje a valer 4,65 euros.

Para além desta AG extraordinária, a Impresa convocou ainda a AG anual, para o mesmo dia, onde deverão ser aprovados as contas da empresa e a aplicação dos resultados de 2006.

Será também deliberada a eleição dos órgãos sociais, que deverá ser marcada por um novo mandato de quatro anos de Pinto Balsemão à frente da companhia.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Jiboia Cega » 12/3/2007 19:27

Lá vêm eles com os stock split! E não me parece que seja com novelas que consigam destronar a TVI.
Ontem antes de sair de casa para regressar à capital do fim de semana fiz um zapping e qual não foi o meu espanto ao ver um programa na TVI que sinceramente parece conseguir bater os big brothers em termos de falta de nível. O problema é que isto é sinónimo de liderança para a TVI, basta ver as audiências de ontem.
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1694
Registado: 21/3/2006 10:46
Localização: Madrid

por Nyk » 19/3/2007 20:30

Impresa vende terrenos da Sojornal por 6,5 milhões de euros
O grupo Impresa anunciou esta tarde a alienação de dois lotes de terreno da Sojornal por 6,5 milhões de euros.

--------------------------------------------------------------------------------

Jornal de Negócios Online
negocios@mediafin.pt



O grupo Impresa anunciou esta tarde a alienação de dois lotes de terreno da Sojornal por 6,5 milhões de euros.

A empresa de Francisco Pinto Balsemão celebrou o contrato promessa de compra e venda de dois lotes de terreno, situados no concelho de Lisboa, por 6,5 milhões de euros. Estes terrenos eram detidos pela Sojornal, empresa do grupo Impresa.

Segundo o comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa diz ainda que a escritura dos terrenos vai ser realizada no próximo mês de Dezembro.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

SUBIDA COM VOLUME

por CCL » 20/3/2007 19:04

:?:

Alguém sabe o que se passou que justifique a subida da Impresa ?

:?: :?:
 
Mensagens: 493
Registado: 26/2/2006 10:26

por lutav » 20/3/2007 19:47

post anterior ao teu? receitas extraordinárias? :oops: :roll:
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2174
Registado: 22/9/2006 22:36
Localização: 14

por Garfield » 20/3/2007 23:04

Reuters Escreveu:A Impresa <IPR.LS> destacou-se com um ganho de 2,78 pct para os 4,80 euros. Ontem, após o fecho do mercado a Impresa anunciou ter celebrado um contrato para a venda de dois terrenos por 6,5 milhões de euros (ME).

"A notícia funcionou como um trigger, é um valor significativo para a Impresa, não foi divulgada para já a mais-valia mas de qualquer forma é algo que deverá ter impacto positivo nas contas", afirmou um analista.


Mas a IPR vai trocar a Televisão pelo Imobiliario?
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 2239
Registado: 9/2/2005 4:29
Localização: Porto

Entrada da RTL ... a estes preços

por CCL » 21/3/2007 9:31

Garfield Escreveu:
Reuters Escreveu:A Impresa <IPR.LS> destacou-se com um ganho de 2,78 pct para os 4,80 euros. Ontem, após o fecho do mercado a Impresa anunciou ter celebrado um contrato para a venda de dois terrenos por 6,5 milhões de euros (ME).

"A notícia funcionou como um trigger, é um valor significativo para a Impresa, não foi divulgada para já a mais-valia mas de qualquer forma é algo que deverá ter impacto positivo nas contas", afirmou um analista.


Mas a IPR vai trocar a Televisão pelo Imobiliario?



A Impresa esta a entrar nos novos média (internet: compra do portal AEIOU por exemplo) para isso precisa de CASH .

Ao vender os terrenos realisa mais valias e evita endividar-se : parece logico não ?

Media (ACT.) 2007-03-08 18:56
Impresa quer investir 10M€ em aquisições e crescimento orgânico em 2007
A Impresa vai investir 10 milhões de euros em aquisições e no fomento do crescimento orgânico em 2007, um valor 5% superior ao aplicado em 2006, disse hoje o presidente do grupo, Francisco Pinto Balsemão.

Tiago Silva com Reuters


O presidente da Impresa reiterou que os lucros da Impresa deverão crescer 35% em 2007 para um valor a rondar os 22 milhões de euros, marca que já havia sido definida pelo grupo no 'Investor Day' realizado em Novembro.

"O investimento em 2007 será de 10 milhões de euros e será, sobretudo na área da multimédia, grande parte será para aquisições e o resto para ajudar o grupo a crescer de forma orgânica", disse Pinto Balsemão na conferência de imprensa de apresentação de resultados anuais da Impresa.

Em 2006, a Impresa investiu 9,5 milhões de euros, dos quais 3,8 milhões de euros se destinaram a aquisições de empresas.




Mas penso que hà outra coisa a justificar a subida de ontem.

Creio que apesar de tudo o interesse da RTL deve manter-se... e a estes preços a IMPRESA esta muito mais atractiva.


Impresa dispara com possível entrada da RTL
As acções da Impresa chegaram a subir 5,2% para o máximo da sessão nos 5,28 euros, perante especulação de que a RTL poderá vender a sua posição na Media Capital e entrar no capital da empresa liderada por Francisco Pinto Balsemão, disseram operadores.

DE com Reuters

Os mesmos responsáveis acrescentaram que, se esta teoria se vier a confirmar, é muito natural que a Impresa tenha a curto prazo tendência para se valorizar, uma vez que ficando a RTL com fundos disponíveis a Impresa seria uma boa alternativa à Media Capital.

Uma fonte oficial da Impresa disse que não comenta a informação e ainda não foi possível conseguir um comentário da RTL.

Às 13h11, a Impresa ganhava 2,99% para os 5,16€, com 2 243 653 acções negociadas e um volume de negócios de 11 685 811 euros.

"Se a RTL decidir vender na OPA fica com fundos disponíveis para uma outra opção e a Impresa é uma boa alternativa", disse um operador.

"A confirmar-se a notícia de hoje, é muito provável que a Impresa continue suportada nos próximos


Lem
 
Mensagens: 493
Registado: 26/2/2006 10:26

por Nyk » 4/4/2007 18:09

Lisbon Brokers revê em alta preço-alvo e recomendação para a Impresa
A Lisbon Brokers reviu em alta o preço-alvo para as acções da Impresa em mais de 3,5% para os 5,50 euros. A casa de investimento considera que 2007 será marcado pela aproximação da estação de televisão SIC à TVI, com a disputa pela liderança nas audiências a aumentar.

--------------------------------------------------------------------------------

Sara Antunes
saraantunes@mediafin.pt


A Lisbon Brokers reviu em alta o preço-alvo para as acções da Impresa em mais de 3,5% para os 5,50 euros. A casa de investimento considera que 2007 será marcado pela aproximação da estação de televisão SIC à TVI, com a disputa pela liderança nas audiências a aumentar.

O preço-alvo para as acções da Impresa [Cot] passou de 5,30 euros para 5,50 euros, o que representa uma revisão em alta de 3,77% e um potencial de valorização das acções de 11,5% tendo em consideração o valor actual dos títulos.

A recomendação passou de "manter" para "comprar".

O analista John dos Santos prevê um aumento dos lucros da empresa, uma aproximação entre a SIC e a TVI em termos de audiências e um aumento do contributo da Impresa Digital nos resultados da companhia liderada por Pinto Balsemão.

O resultado líquido da Impresa este ano deverá situar-se nos 22 milhões de euros, estima o analista, o que representa um acréscimo de 33,8% face a 2006.

"Esperamos que 2007 seja o ano em que a SIC volte a disputar a liderança nas audiências", segundo uma nota de "research" publicada hoje.

O analista acrescenta que "esperamos um maior contributo da Impresa Digital, o negócio de media digital da companhia", acrescentando que este segmento "deverá ser um dos principais catalizadores nos próximos anos".

As acções da Impresa seguiam estáveis nos 4,93 euros.
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Nyk » 13/4/2007 16:58

'Stock split' da Impresa é 'Neutro' para o papel
Os analistas do Caixa BI consideram que a operação de desdobramento de acções ontem aprovada pelos accionistas da empresa de Pinto Balsemão não deverá ter impacto no título, mas que será "positivo para o mercado", uma vez que irá aumentar a liquidez das acções cotadas.



Às 13h09, a Impresa subia 0,20% para os 5,08€.

Na Assembleia Geral ontem realizada, os accionistas da Impresa aprovaram um 'stock split', passando o valor nominal de cada papel de um para 0,5 euros, e ficando o capital social da empresa a ser representado por 168 milhões de acções. Cada accionista irá receber duas acções por cada um
"A incerteza dos acontecimentos,é sempre mais difícil de suportar do que o próprio acontecimento" Jean-Baptista Massilion.
"Só sabemos com exactidão quando sabemos pouco; à medida que vamos adquirindo conhecimentos, instala-se a dúvida"Johann Goethe
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 12031
Registado: 2/9/2005 12:45
Localização: Algures, Perdido Neste Mundo.

por Jiboia Cega » 14/4/2007 0:36

Alguém tem informaçao de quando será a data doi stock split?
Obrigado
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 1694
Registado: 21/3/2006 10:46
Localização: Madrid

por Sam » 20/4/2007 15:55

Boas a todos.

Resolvi chamar o tópico visto esta menina estar a subir, e devagarinho o que é bom.

Acho que ela está a caminho da zona do 5,30, vamos ver se é desta que passa, sem noticias favoraveis não sei se vai lá, pode ser a novelas ajudem :mrgreen:

Alguem pode comentar e postar um gráfico por favor.
Grão a grão enche a galinha o papo
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 231
Registado: 18/8/2005 14:27
Localização: 16

por wolfmen » 20/4/2007 17:03

Sam Escreveu:Alguem pode comentar e postar um gráfico por favor.


Boas,

sai um gráfico em um comentário,

A impresa está bull (zinha), pois claro, :lol: :lol:

tem uma Lta definida e com espaço para algumas mais-valias se necessário
passa a bull depois de superar a resistência entre os 5,40/5,50 +/-


ps: havia ai um amigo que queria despir a floribela para o shere,
pode ser que seja o ingrediente que falta para partir a resistência
:lol: :lol: :lol: :oops:

wolf,
Anexos
impresa.gif
impresa.gif (0 Bytes) Visualizado 3340 vezes
Avatar do Utilizador
 
Mensagens: 771
Registado: 14/12/2004 18:21

por andren » 20/4/2007 17:09

deixo os graficos, esta em cima de resistencia de 5.15 e passou ligeiramente o canal descendente de medio prazo.
Anexos
ipr1.png
ipr1.png (0 Bytes) Visualizado 3331 vezes
ipr2.png
ipr2.png (0 Bytes) Visualizado 3321 vezes
 
Mensagens: 179
Registado: 29/11/2004 15:19
Localização: 16

AnteriorPróximo

Quem está ligado:
Utilizadores a ver este Fórum: Bing [Bot], FirminoPereira, Francisco Miguel, LoneWolf, m-m, MSN [Bot], pattern e 43 visitantes