PS. Antonio Costa. e agora?

Espaço dedicado a todo o tipo de troca de impressões sobre os mercados financeiros de uma forma genérica e a todo o tipo de informação útil que possa condicionar o desempenho dos mesmos

Moderadores: Ulisses Pereira, MarcoAntonio, pata-hari

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Perito » 20/3/2017 20:26

JohnyRobaz Escreveu:Cada vez mais concordo que as velhas teorias políticas não serão suficientes para resolver os nossos problemas na era pós-robotização. Nem a ideologia neoliberal nem a socialista, nem os meios termos. Não sei bem como se resolverá esse problema.. :-k


O Greenspan uma vez disse numa conferência que o problema não é os empregos em si mas a qualidade de vida. O problema dessa alegação é que as pessoas votam consoante a qualidade de vida que inclui o emprego. No seu núcleo as democracias são bastante frágeis. Quando os problemas surgem o sectarismo e o bloqueio ideológico vêm logo a seguir. E isso favorece o surgimento de autocracias. Paradoxalmente, a maior virtude da democracia é ao mesmo tempo o seu pior defeito: a diversidade de opiniões. Não há ideologias perfeitas.

Por falar em ideologias, a malta mais liberal persistentemente agarra-se à utopia do padrão-ouro. Se começassem a pensar nos detalhes veriam que isso é impraticável. Basta comparar a quantidade de ouro que existe com a população mundial e com a quantidade de dinheiro que é movimentado todos os dias. Claro que uma qualquer economia (como os EUA) poderia tentar implementar o padrão-ouro. Mas o que aconteceria a seguir seria mais ou menos dejá vu. Sempre que houvesse uma qualquer crise financeira num qualquer país poderia haver uma corrida ao ouro-dólar. E isso muito provavelmente levaria novamente à extinção.

O mercado bolsista é dos principais motivos subjacentes à crescente desigualdade. É um instrumento muito útil e o pequeno acionista não faz grande mossa. Mas é através do mercado bolsista que os ricos ficam cada vez mais ricos sem que haja grande trabalho envolvido. Torna-se numa economia extractiva em que os trabalhadores são sacrificados para que os acionistas fiquem contentes. Tudo tem virtudes e defeitos.
Perito
 
Mensagens: 153
Registado: 1/6/2016 0:03

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Àlvaro » 20/3/2017 22:55

A conversa fiada teria de dar mau resultado. Vem aí pázada!
http://www.jornaldenegocios.pt/economia ... taquesTopo
Àlvaro
 
Mensagens: 1091
Registado: 31/5/2014 23:07

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Opcard » 20/3/2017 23:39

JohnyRobaz Escreveu:
Perito Escreveu:O PIB enquanto medida para avaliar a qualidade do crescimento é, basicamente, uma trampa.

Por exemplo, o crescimento da Irlanda foi largamente inflacionado pelas multinacionais. Até há bem pouco tempo o emprego total estava abaixo dos tempos pré-crise. A evolução dos salários é muito díspar. A emigração foi também bastante elevada. No tempo da crise acho que até houve um ministro que mandou cartas à população para emigrar (algo que é pior do que o Passos fez).

Outro exemplo...

A Espanha no ano passado cresceu algo como 3.2%. No lado de cá é visto como um sucesso estrondoso. Mas certas coisas são iguais. Veja-se a dívida pública nominal que tem uma evolução semelhante à portuguesa:

http://www.bde.es/webbde/es/estadis/infoest/e0602.pdf

O SMN na Espanha subiu brutalmente (8% para os 707 euros). Estranho tendo em conta o crescimento brutal não? Mas aí volta-se ao passado em que a época dourada acabou e dificilmente voltará:

https://www.thelocal.es/jobs/article/sp ... ks-in-2016

A Espanha assistiu a um aumento brutal das exportações mas a população ativa está a encolher:

http://www.bde.es/webbde/es/estadis/infoest/e0401.pdf

E isso tem consequências reais. O crescimento não está a chegar a todos. E isso leva a insatisfação social que mais cedo ou mais tarde tem consequências políticas.

Este tipo resume bem o que se passa:

https://www.youtube.com/watch?v=D-ysUu-sT1Q

A inovação tecnológica é algo insidiosa. Aumenta a produtividade e dispensa grandes quantidades de trabalhadores. Se não há emprego não há procura. Sem procura há maior necessidade de reduzir custos (com a robotização) para aumentar os lucros.

A conversa do aumento do SMN é fait diver. A ideologia liberal é contra apresentando muitos argumentos teóricos. Na realidade o SMN é o que está a impedir que todos os salários caiam mais ainda. É o que acontece num ambiente de pouca procura e excessiva mão-de-obra. Como é que a desigualdade desaparece na realidade? Há quem tenha uma resposta pouco agradável:

https://twitter.com/TheAtlantic/status/ ... 8678016001

Acho que é mais ou menos óbvio que é para aí que caminhamos.


Cada vez mais concordo que as velhas teorias políticas não serão suficientes para resolver os nossos problemas na era pós-robotização. Nem a ideologia neoliberal nem a socialista, nem os meios termos. Não sei bem como se resolverá esse problema.. :-k




Durante a Barragem das Três Gargantas na China um grupo de engenheiros ocidentais visitou a obra e ficou espantado com as máquinas utilizadas com pouca necessidade de mão de obra .

Não resistiram a perguntar ao responsável ,com mão de obra tão barata porque investir neste equipamento a resposta foi se o objectivo fosse resolver do emprego o nossos trabalhadores utilizariam colheres de sopa para movimentar as terras .

Sempre que há mudanças é o pânico , os milhões que foram agricultura para a indústria os milhões da indústria para os serviços. os milhões de técnicos que a 4ª revolução precisa e não tem .
Opcard
 
Mensagens: 1773
Registado: 14/3/2009 0:19
Localização: 16

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Perito » 21/3/2017 0:46

Opcard Escreveu:Durante a Barragem das Três Gargantas na China um grupo de engenheiros ocidentais visitou a obra e ficou espantado com as máquinas utilizadas com pouca necessidade de mão de obra .

Não resistiram a perguntar ao responsável ,com mão de obra tão barata porque investir neste equipamento a resposta foi se o objectivo fosse resolver do emprego o nossos trabalhadores utilizariam colheres de sopa para movimentar as terras .

Sempre que há mudanças é o pânico , os milhões que foram agricultura para a indústria os milhões da indústria para os serviços. os milhões de técnicos que a 4ª revolução precisa e não tem .


A Space X consegue aterrar foguetões usados, o que reduz a necessidade de adquirir outros. Essa 'inovação' não cria empregos novos. Reduz os custos da empresa e até elimina alguns empregos na indústria da construção de foguetes. Esse é apenas um exemplo. O IoT é muito interessante. Mas ligar o smartphone com o frigorífico e a TV dificilmente trará empregos por aí além. Empregos sempre haverão. Suficientes para impedir desempregos persistentemente elevados? Aí tenho muitas dúvidas.

Não estou a dizer que a inovação vai parar. Mas escrevo que o período de transição é incerto e isso trará grandes clivagens intergeracionais (que já há). Esse tipo de problemas, independentemente da opinião que se tem do 'governo', terão que ser resolvidos. Se não forem, surgem os 'populistas'.

No caso chinês, essa situação não é mais que um soundbyte. Não faz sentido nenhum prolongar a construção de uma barragem tendo em conta os motivos subjacentes e a complexidade da construção. O governo chinês teme um desemprego elevado por causa das implicações políticas e isso vê-se nas cidades fantasma, no excesso de capacidade industrial e no esforço do governo em reencaminhar os desempregados para outras profissões.

O Xi Jinping no outro dia defendeu o comércio livre. Isso é outro soundbyte. Ele quer manter abertos os mercados para onde exporta ao mesmo tempo que dificulta a entrada de negócios estrangeiros. O objetivo é tornar a China num país tecnologicamente avançado com o mínimo de intervenção externa.

Soundbytes há muitos. Mas a realidade muitas vezes é diferente e há que saber diferenciar.
Perito
 
Mensagens: 153
Registado: 1/6/2016 0:03

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Perito » 21/3/2017 1:09

A pior disrupção tecnológica ocorrerá no setor dos transportes.

Em 2020 espera-se que os primeiros navios autónomos comecem a navegar. Já se experimenta com carros autónomos. Escrevam-me, qual será o boom de empregos que surgirá disso? Meia dúzia de técnicos altamente qualificados que vão atualizando o software. E o resto? Nem a Uber será a salvação. Para quê contratar humanos quando as máquinas fazem a mesma coisa 24 horas por dia a um custo muito inferior?

Claro que haverão sempre empregos. Os rebocadores quer de navios quer de carros terão sempre pessoas e nas estradas mais difíceis é improvável que o humano desapareça. Mas isso é uma minoria. Nas cidades haverá uma devastação laboral que se espalhará para o resto da economia. Duvido que a geriatria seja a salvação. Em PT não há muito velho com dinheiro.

Esse tipo de mudança social é insidiosa. Lutas de classe podem surgir em que os que têm emprego culpam os desempregados de serem preguiçosos e outras coisas do género. A realidade não é preta e branca. Há muito cinzento.
Perito
 
Mensagens: 153
Registado: 1/6/2016 0:03

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor lfhm83 » 21/3/2017 8:32

Perito Escreveu:O mercado bolsista é dos principais motivos subjacentes à crescente desigualdade. É um instrumento muito útil e o pequeno acionista não faz grande mossa. Mas é através do mercado bolsista que os ricos ficam cada vez mais ricos sem que haja grande trabalho envolvido. Torna-se numa economia extractiva em que os trabalhadores são sacrificados para que os acionistas fiquem contentes. Tudo tem virtudes e defeitos.


lol que evidências estatísticas tens para uma afirmação dessas? Na minha opinião é exactamente o oposto, quanto mais recursos se colocam nas mãos do estado mais se aumenta a desigualdade.

De qualquer forma não vejo nenhum problema na desigualdade, per se, o problema é a falta de prosperidade. Claro que um bom socialista é um gaijo tinhoso e invejoso que deseja a desgraça dos outros para não cair em desgraça.

Quanto ao que dizes dos robots e afins, deixa que te diga que todos os dias quando vou a caminhar pela rua vejo uma verdadeira infinidade de coisas a melhorar, aviões que não poluem que são mais seguro, calçadas por arranjar, ar limpo, o aquecimento global, aceleradores de partículas maiores e mais potentes, chegar a marte, a alpha centauri, a Andrômeda. E vêm com essa preocupação ridícula que á falta de coisas por fazer, o homem é um ser criativo, tudo o que se possa delegar em prol da criatividade é e sempre será um bom investimento.
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
lfhm83
 
Mensagens: 2156
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor soso » 21/3/2017 9:11

Palavra dada, é palavra honrada :shame: :shame: :shame: :shame:

----------------------------------------------------------------

BCE quer ultimato a Portugal: mais reformas ou sanções

Banco central pede mão mais pesada da Comissão Europeia para os países com desequilíbrios excessivos que não implementam as reformas necessárias.

É o caso de Portugal que no ano passado prometeu muito, mas acabou por fazer pouco.

http://www.jornaldenegocios.pt/economia ... %C3%ADcias

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

--------------------------------------------------------------------------------------------

CARLOS CÉSAR
O presidente do PS escreveu uma carta aos deputados socialistas na qual lhes pede que defendam o "serviço público" na reestruturação da rede de balcões da CGD.

Esta solicitação encerra uma dose considerável de desfaçatez na medida em que o Governo PS, sobretudo através do ministro das Finanças, tinha plena consciência de que a reestruturação do banco público, aprovada em Bruxelas, obrigava ao encerramento de balcões.

Mas como estamos em época de autárquicas, há certamente valores mais altos que se levantam.

http://www.jornaldenegocios.pt/elevador ... f=Elevador

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
1886 – Estátua da Liberdade; oferecida pelos Franceses como aniversário do 1º século de independência dos EUA
A estátua era um símbolo da democracia e das leis
Avatar do Utilizador
soso
 
Mensagens: 1763
Registado: 4/2/2008 13:37
Localização: Coimbra

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Caramelo » 21/3/2017 10:32

Daqui a uns tempos, deve passar a ser obrigatório mostrar-se feliz quando se vai a um serviço público e dar direito a ministério e tudo, como na Venezuela :wall: :oh:

Sorria. Se estiver feliz, o Governo quer que seja filmado

O Governo criou esta segunda-feira uma página onde estão a ser partilhados vídeos de cidadãos felizes após se dirigirem a serviços públicos. É a forma de comemorar o Dia Internacional da Felicidade.

http://observador.pt/2017/03/20/sorria- ... a-filmado/

http://www.portugal.gov.pt/pt/ministeri ... idade.aspx

http://www.tsf.pt/internacional/interio ... 97505.html
Caramelo
 
Mensagens: 63
Registado: 25/4/2007 21:23
Localização: Lisboa

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor JohnyRobaz » 21/3/2017 11:21

lfhm83 Escreveu:
lol que evidências estatísticas tens para uma afirmação dessas? Na minha opinião é exactamente o oposto, quanto mais recursos se colocam nas mãos do estado mais se aumenta a desigualdade.

De qualquer forma não vejo nenhum problema na desigualdade, per se, o problema é a falta de prosperidade. Claro que um bom socialista é um gaijo tinhoso e invejoso que deseja a desgraça dos outros para não cair em desgraça.

Quanto ao que dizes dos robots e afins, deixa que te diga que todos os dias quando vou a caminhar pela rua vejo uma verdadeira infinidade de coisas a melhorar, aviões que não poluem que são mais seguro, calçadas por arranjar, ar limpo, o aquecimento global, aceleradores de partículas maiores e mais potentes, chegar a marte, a alpha centauri, a Andrômeda. E vêm com essa preocupação ridícula que á falta de coisas por fazer, o homem é um ser criativo, tudo o que se possa delegar em prol da criatividade é e sempre será um bom investimento.


Como dizes isso, se o socialismo é exactamente o excesso de igualdade? E com os exemplos que há por esse mundo fora que demonstram exactamente o oposto disso? :-s
“E assim como sonho, raciocino se quero, porque isso é apenas uma outra espécie de sonho.”, Fernando Pessoa
“Nothing good ever comes of love. What comes of love is always something better” , Roberto Bolaño
"A ciência e o poder do homem coincidem, uma vez que, sendo a causa ignorada, frustra-se o efeito. Pois a natureza não se vence, senão quando se lhe obedece." Francis Bacon
Avatar do Utilizador
JohnyRobaz
 
Mensagens: 3549
Registado: 20/8/2014 16:50

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Dr Tretas » 21/3/2017 11:48

JohnyRobaz Escreveu:
lfhm83 Escreveu:
lol que evidências estatísticas tens para uma afirmação dessas? Na minha opinião é exactamente o oposto, quanto mais recursos se colocam nas mãos do estado mais se aumenta a desigualdade.

De qualquer forma não vejo nenhum problema na desigualdade, per se, o problema é a falta de prosperidade. Claro que um bom socialista é um gaijo tinhoso e invejoso que deseja a desgraça dos outros para não cair em desgraça.

Quanto ao que dizes dos robots e afins, deixa que te diga que todos os dias quando vou a caminhar pela rua vejo uma verdadeira infinidade de coisas a melhorar, aviões que não poluem que são mais seguro, calçadas por arranjar, ar limpo, o aquecimento global, aceleradores de partículas maiores e mais potentes, chegar a marte, a alpha centauri, a Andrômeda. E vêm com essa preocupação ridícula que á falta de coisas por fazer, o homem é um ser criativo, tudo o que se possa delegar em prol da criatividade é e sempre será um bom investimento.


Como dizes isso, se o socialismo é exactamente o excesso de igualdade? E com os exemplos que há por esse mundo fora que demonstram exactamente o oposto disso? :-s


Países Nórdicos em 3, 2, 1... :mrgreen:

Em todo o caso, eu também não só não vejo nenhum problema na desigualdade, como acho que ela é necessária, dá motivação. É a natureza humana, nós não somos formigas, temos individualidade.
Avatar do Utilizador
Dr Tretas
 
Mensagens: 2440
Registado: 29/10/2013 12:15
Localização: Almada City

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor JohnyRobaz » 21/3/2017 12:13

Dr Tretas Escreveu:
JohnyRobaz Escreveu:
lfhm83 Escreveu:
lol que evidências estatísticas tens para uma afirmação dessas? Na minha opinião é exactamente o oposto, quanto mais recursos se colocam nas mãos do estado mais se aumenta a desigualdade.

De qualquer forma não vejo nenhum problema na desigualdade, per se, o problema é a falta de prosperidade. Claro que um bom socialista é um gaijo tinhoso e invejoso que deseja a desgraça dos outros para não cair em desgraça.

Quanto ao que dizes dos robots e afins, deixa que te diga que todos os dias quando vou a caminhar pela rua vejo uma verdadeira infinidade de coisas a melhorar, aviões que não poluem que são mais seguro, calçadas por arranjar, ar limpo, o aquecimento global, aceleradores de partículas maiores e mais potentes, chegar a marte, a alpha centauri, a Andrômeda. E vêm com essa preocupação ridícula que á falta de coisas por fazer, o homem é um ser criativo, tudo o que se possa delegar em prol da criatividade é e sempre será um bom investimento.


Como dizes isso, se o socialismo é exactamente o excesso de igualdade? E com os exemplos que há por esse mundo fora que demonstram exactamente o oposto disso? :-s


Países Nórdicos em 3, 2, 1... :mrgreen:

Em todo o caso, eu também não só não vejo nenhum problema na desigualdade, como acho que ela é necessária, dá motivação. É a natureza humana, nós não somos formigas, temos individualidade.


Vês que tu sabes... :mrgreen:

Eu também não vejo problema nenhum na desigualdade, até certo nível! Como já aqui disse muita vez, sou um adepto da meritocracia, e não gosto do socialismo nem do comunismo.
O problema é que actualmente a nossa sociedade tem caminhado para níveis bastante desequilibrados de riqueza, mesmo dentro da mesma sociedade. Para não falar num contexto global, claro, em que 80 pessoas detêm metade da riqueza do Mundo, ou algo do género... E não perceber isto, ou não querer perceber os conflitos sociais que poderão advir disto, é o motivo do aparecimento de todos estes populismos como resposta única para aqueles que tiveram que o perceber da pior maneira. E sim, a robotização da economia tem tudo a ver com isto.
“E assim como sonho, raciocino se quero, porque isso é apenas uma outra espécie de sonho.”, Fernando Pessoa
“Nothing good ever comes of love. What comes of love is always something better” , Roberto Bolaño
"A ciência e o poder do homem coincidem, uma vez que, sendo a causa ignorada, frustra-se o efeito. Pois a natureza não se vence, senão quando se lhe obedece." Francis Bacon
Avatar do Utilizador
JohnyRobaz
 
Mensagens: 3549
Registado: 20/8/2014 16:50

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor chico_laranja » 21/3/2017 13:35

A questão da automação é bastante mais complexa mas deixo aqui mais um ou dois pontos para apimentar o debate.

O Estado, com a extinção dos postos de trabalho, também é fortemente prejudicado uma vez que deixa de ter também muitas receitas ao mesmo tempo que tem um aumento brutal de despesas por via dos apoios cada vez maiores que tem que oferecer à população que ficou desempregada.

Se formos a olhar para a folha salarial de um empregado por cada 1000€ que ele recebe o estado recebe logo à cabeça entre IRS e TSU (estou a incluir Seg. Social no Estado) uns 400 ou 500€ (% cá do burgo... e o desgraçado do empregado nem sequer lhe vê a cor não vá o coitado querer escolher ele onde esturrar o dinheiro) e por cada desempregado além de deixar de receber uns milhares de €/ano tem também uma nova despesa pois terá que pagar algo indexado ao SMN (0.7, 0.8....) para que a pessoa não caia na miséria.

Para contrabalançar este efeito há quem defenda que os robots, principalmente os autómatos industriais que substituem de forma directa trabalhadores humanos, comecem a pagar impostos como se de uma pessoa se tratasse. Um deles é o Bill Gates.
http://www.recode.net/2017/2/17/1465288 ... -pay-taxes
https://www.theguardian.com/commentisfr ... -pay-taxes
https://www.project-syndicate.org/comme ... portuguese
Mais interessante é ser um capitalista a levantar a voz sobre este assunto, muito embora seja reconhecidamente um filantropo.

Se por um lado esta troca é justa, por outro lado é um desincentivo à inovação existindo também a questão de como e quanto paga cada robot além de que era um novo jogo de gato e rato, sendo mais um factor para deslocalização de empresas, principalmente transformadoras que são criadoras de valor acrescentado e as economias mais fracas novamente ficariam (ainda) mais para trás pois não conseguiriam competir com uma economia mais pujante (ou irresponsável) que conseguisse sobreviver taxando menos a automação.
https://www.bloomberg.com/view/articles ... -robot-tax

É preciso ver que em muitos sectores (o sector industrial pesado no geral é exemplo) há sectores inteiros de produção que são todos automatizados bastando ter 4 ou 5 operadores e 1 ou 2 funcionários para manutenção/limpeza/pequenas reparações (o típico handyman usando o inglês) para essa linha de produção funcionar em pleno :shock: .

Até aqui mostrei a visão do capitalista/filantropo, agora a visão mais radicalizada à esquerda embora levante bastantes questões pertinentes aqui:
https://www.project-syndicate.org/comme ... portuguese

Isto também tende a ser uma discussão filosófica/política como podem ver na opinião do Varoufakis ou no Quora havendo quem defenda isto, alguns(como o Varoufakis) defendem até que uma parte das empresas que usem robots numa IPO passe automaticamente para o Estado (confisco para as já existentes?) para que ele receba parte dos dividendos dos robots e há quem ache esta história de taxar robots pura e simplesmente ridícula.

A EU já tem grupos a estudar este assunto agora vamos lá ver que lobby ganhará e que lei da treta sairá daqueles gabinetes :-# :-#

https://www.quora.com/Should-robots-pay-taxes
https://www.theguardian.com/commentisfr ... -pay-taxes
https://www.forbes.com/sites/timworstal ... f06dfc1060

Lanço o debate para mais uma dúzia de páginas deste tópico embora mereça no geral um tópico em si pois o Costa nada tem a ver com isto e o offtopic pode prolongar-se :mrgreen:
Ao fim de semana o tempo é para o mercado dos afectos para com a cara metade e com os filhos pelo que raramente passarei no Caldeirão. Se for algo urgente mandem PM que pinga um mail a avisar e eu tentarei vir cá.
Um abraço e bons investimentos.
chico_laranja
 
Mensagens: 1260
Registado: 29/11/2007 2:37
Localização: Avanca

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor JohnyRobaz » 21/3/2017 13:55

chico, de facto não sabia que o Bill Gates defendia isso, assim de repente e sem pensar muito acho que é a solução que mais me parece viável das que já ouvi, pois a disputa fiscal que falas já existe no trabalhador humano... Os governos vão perceber que não arranjar uma solução do género será catastrófico socialmente, e acabarão por ponderar. No entanto, mesmo o próprio Estado pode poupar milhões automatizando tarefas que estão a ser feitas por FP's, pelo que para os seus cofres não é tudo a perder, mesmo assim, apesar do eterno problema do desemprego, que não é apenas financeiro, mas sim social. O ser humano não foi feito para ficar a olhar para o ar. As pessoas precisam de se ocupar com alguma tarefa.

De qualquer forma, convido-te a fazeres repost neste tópico, mais adequado à discussão:

viewtopic.php?f=3&t=84742&hilit=robots&start=75

Cumpts!
“E assim como sonho, raciocino se quero, porque isso é apenas uma outra espécie de sonho.”, Fernando Pessoa
“Nothing good ever comes of love. What comes of love is always something better” , Roberto Bolaño
"A ciência e o poder do homem coincidem, uma vez que, sendo a causa ignorada, frustra-se o efeito. Pois a natureza não se vence, senão quando se lhe obedece." Francis Bacon
Avatar do Utilizador
JohnyRobaz
 
Mensagens: 3549
Registado: 20/8/2014 16:50

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor JohnyRobaz » 21/3/2017 14:03

http://expresso.sapo.pt/blogues/blogue_ ... e-e-imoral

Isto é inadmissível. Mas o PERES não era só para empresas em dificuldades? :shame:
“E assim como sonho, raciocino se quero, porque isso é apenas uma outra espécie de sonho.”, Fernando Pessoa
“Nothing good ever comes of love. What comes of love is always something better” , Roberto Bolaño
"A ciência e o poder do homem coincidem, uma vez que, sendo a causa ignorada, frustra-se o efeito. Pois a natureza não se vence, senão quando se lhe obedece." Francis Bacon
Avatar do Utilizador
JohnyRobaz
 
Mensagens: 3549
Registado: 20/8/2014 16:50

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor soso » 21/3/2017 17:53

Este atronhado, já está preocupado com o tacho e a tampa dele :oh: :oh: :oh: :oh:

http://www.jornaldenegocios.pt/economia ... taquesTopo

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vocês já repararam que os grandes grupos económicos que pagaram mais de 150 M no PERES, se vencerem a batalha jurídica em Tribunal, vão ser ressarcidos :?:

Ou seja, adiantaram o dinheiro à geringonça, mas na expectativa de o recuperarem :?: Que belo governo que só sabe empurrar com a barriga :clap: :clap: :clap: :clap:

-----------------------------------------------------------------------


EDP aderiu ao PERES. “Financiámos o Estado”

A EDP revelou hoje que o grupo participou no programa de regularização de dívidas ao Estado. Mas fê-lo ciente de que poderá reaver o dinheiro com juros.

https://eco.pt/2017/03/02/edp-aderiu-ao ... -o-estado/

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

EDP + JMT + CIMPOR + etc..... excelentes negócios : não pagam juros nem custas, já o ESTADO, se um dia perder em tribunal...... o governo que lá estiver que apague a luz :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Grandes empresas aproveitam “perdão fiscal”: Jerónimo Martins, Corticeira Amorim, Cimpor e EDP

Jerónimo Martins, Corticeira Amorim, Cimpor e EDP são grandes empresas que aderiram ao PERES (Programa Especial de Redução do Endividamento ao Estado).

Poupam e mantêm os processos contra o fisco.

http://observador.pt/2017/03/20/grandes ... por-e-edp/
---------------------------------------------------------------------------------------------

Qualquer pessoa, até o PR, vê que isto é só empurrar com a barriga..... é gato com rabo de fora..... quem vier a seguir que bata a porta :wall: :wall: :wall: :wall:

PR, pq és tão conivente com esta fantochada :?: :?: :?: :?:

Se fosse o Henrique Neto, outro galo cantaria :!: :!: :!: :!:
1886 – Estátua da Liberdade; oferecida pelos Franceses como aniversário do 1º século de independência dos EUA
A estátua era um símbolo da democracia e das leis
Avatar do Utilizador
soso
 
Mensagens: 1763
Registado: 4/2/2008 13:37
Localização: Coimbra

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Perito » 21/3/2017 18:46

lol que evidências estatísticas tens para uma afirmação dessas?


Basta ver o efeito do QE nas fortunas dos mais ricos e comparar com o que a aconteceu com os menos ricos. Como deves saber, pode-se ganhar muito dinheiro na bolsa sem criar riqueza nenhuma.

Mais, não existe uma mão invisível nos mercados (e aí volto à muita ideologia e pouco realismo). Basta ver as multas dos grandes bancos associadas à manipulação dos mercados.

De qualquer forma não vejo nenhum problema na desigualdade, per se, o problema é a falta de prosperidade.


O que é 'falta de prosperidade'?

Também não escrevi que a desigualdade é um problema. Escrevi sim, por outras palavras, que estão-se a formar tendências que vão estagnar a mobilidade social ainda mais. E com isso virá uma desigualdade abismal permanente que mais cedo ou mais tarde terá consequências políticas.

Quanto ao que dizes dos robots e afins, deixa que te diga que todos os dias quando vou a caminhar pela rua vejo uma verdadeira infinidade de coisas a melhorar, aviões que não poluem que são mais seguro, calçadas por arranjar, ar limpo, o aquecimento global, aceleradores de partículas maiores e mais potentes, chegar a marte, a alpha centauri, a Andrômeda.


Não invalidaste nada do que escrevi.

Abordando o que escreveste e, por exemplo, os aviões mais seguros advêm de uma brutal regulação estatal que vai contra a ideologia mais liberal em que as empresas são perfeitamente capazes de se autoregular e o fazem automaticamente (a realidade é outra).

As viagens espaciais são boas coisas para torrar dinheiro mas nem tão cedo ficarão acessíveis para o homem comum e é isso que traz a 'prosperidade'. Muita da inovação de Silicon Valley é financiada pelo contribuinte americano mediante o Pentágono e outras agências. Infelizmente isso não é geralmente referido nas ocasionais odes que se faz à iniciativa privada.

Eu vejo impressoras 3D que vão ser capazes de fabricar 1001 coisas, máquinas capazes de assentar tijolos (capazes de construir casas e muros), máquinas capazes de criar hamburgers do MacDonalds... e não estou a ver uma correspondente explosão de empregos potenciais de forma abrangente. Este é outro caso em que a ideologia cega. A Revolução industrial está na infância o que permitirá o surgimento de muitos negócios antes que comece a ocorrer uma consolidação generalizada (como já aconteceu na nossa sociedade industrial). Mas há grandes diferenças entre as revoluções. O grande capital (vou usar um termo comunista) irá absorver rapidamente muitas das novas empresas (veja-se o Facebook comprando a concorrência) e a vaga de novos empregos está ser muito elevada em termos de qualificações e parca em números. E isso tem consequências no mercado de trabalho.
Perito
 
Mensagens: 153
Registado: 1/6/2016 0:03

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor chico_laranja » 21/3/2017 19:10

JohnyRobaz Escreveu:(...)
De qualquer forma, convido-te a fazeres repost neste tópico, mais adequado à discussão:

viewtopic.php?f=3&t=84742&hilit=robots&start=75

Cumpts!


Feito :wink:

viewtopic.php?f=3&t=84742&p=1275277#p1275277
Ao fim de semana o tempo é para o mercado dos afectos para com a cara metade e com os filhos pelo que raramente passarei no Caldeirão. Se for algo urgente mandem PM que pinga um mail a avisar e eu tentarei vir cá.
Um abraço e bons investimentos.
chico_laranja
 
Mensagens: 1260
Registado: 29/11/2007 2:37
Localização: Avanca

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor Marco Martins » 21/3/2017 19:14

http://www.jornaldenegocios.pt//economi ... _Destaques


Porque é que o Marcelo aparece a reclamar quando quem faz as decisões e tem de garantir uma sustentabilidade nos números é o governo?!?!?

O Marcelo até pode ser um "tipo" porreiro, mas continua a ser um eterno comentador!!!

Portugal pode ter um défice de 2% que isso não impede que as coisas se descontrolem facilmente!!! Antes do país estourar com o Socrates, também teve um défice muito bom!!!!
Marco Martins
 
Mensagens: 4170
Registado: 7/4/2007 17:13
Localização: Algarve

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor ativo » 21/3/2017 20:20

JohnyRobaz Escreveu:
(...)
Como já aqui disse muita vez, sou um adepto da meritocracia, e não gosto do socialismo nem do comunismo.
(...)

:shock:

Mas depois defende-se a política do governo da "geringonça", a qual é constituída por um partido socialista, por um partido comunista e por um partido de extrema esquerda ... :roll:
ativo
 
Mensagens: 2287
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor lfhm83 » 21/3/2017 22:30

JohnyRobaz Escreveu:O problema é que actualmente a nossa sociedade tem caminhado para níveis bastante desequilibrados de riqueza, mesmo dentro da mesma sociedade. Para não falar num contexto global, claro, em que 80 pessoas detêm metade da riqueza do Mundo, ou algo do género... E não perceber isto, ou não querer perceber os conflitos sociais que poderão advir disto, é o motivo do aparecimento de todos estes populismos como resposta única para aqueles que tiveram que o perceber da pior maneira. E sim, a robotização da economia tem tudo a ver com isto.


Falar que no contexto global as coisas nunca estiveram tão mal é um absurdo. Só se os padrões para aquilo que se considera pobreza subiram mas acho que não se pode comparar um Portugal dos anos 50 com o actual, nem uma India, nem uma Angola. Talvez um bom indicador seja o da mortalidade infantil, que é um excelente reflexo do desenvolvimento de uma sociedade. Comparando os valores dos anos 50 com a actualidade vê-se que a redução é na ordem dos 10x, a diferença é mais macabra quanto mais os países caminham de políticas sociais a liberais, o que mostra que a globalização é sem margem para qualquer dúvida um factor de desenvolvimento e progresso.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_c ... ality_rate
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
lfhm83
 
Mensagens: 2156
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor lfhm83 » 21/3/2017 22:44

chico_laranja Escreveu:Mais interessante é ser um capitalista a levantar a voz sobre este assunto, muito embora seja reconhecidamente um filantropo.


Capitalista para o que lhe interessa, como são grande parte dos donos de grandes empresas, mas quando é para financiarem campanhas para terem leis promulgadas em favor do negócio que gerem já não são tão capitalistas... Nenhum verdadeiro capitalista advoga a favor do pagamento de impostos sobre o trabalho, quando muito sobre a produção e sobre o valor acrescentado.

Claro que pagando os robots impostos, o bonito é que depois tinham de surgir leis em que a manutenção dos robots era assegurada pelo estado e bem voltava-se ciclo de aumento da burocracia, logo era criado a comissão gestora das pensões dos robots, etc...
“It is not the strongest of the species that survives, nor the most intelligent, but rather the one most adaptable to change.”
― Leon C. Megginson
Avatar do Utilizador
lfhm83
 
Mensagens: 2156
Registado: 15/2/2011 11:59
Localização: 22

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor JohnyRobaz » 21/3/2017 23:36

ativo Escreveu:
JohnyRobaz Escreveu:
(...)
Como já aqui disse muita vez, sou um adepto da meritocracia, e não gosto do socialismo nem do comunismo.
(...)

:shock:

Mas depois defende-se a política do governo da "geringonça", a qual é constituída por um partido socialista, por um partido comunista e por um partido de extrema esquerda ... :roll:


Pois, percebo que haja certas coisas que não entendas... mas enfim, não posso fazer nada quanto a isso.
“E assim como sonho, raciocino se quero, porque isso é apenas uma outra espécie de sonho.”, Fernando Pessoa
“Nothing good ever comes of love. What comes of love is always something better” , Roberto Bolaño
"A ciência e o poder do homem coincidem, uma vez que, sendo a causa ignorada, frustra-se o efeito. Pois a natureza não se vence, senão quando se lhe obedece." Francis Bacon
Avatar do Utilizador
JohnyRobaz
 
Mensagens: 3549
Registado: 20/8/2014 16:50

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor JohnyRobaz » 21/3/2017 23:37

lfhm83 Escreveu:
JohnyRobaz Escreveu:O problema é que actualmente a nossa sociedade tem caminhado para níveis bastante desequilibrados de riqueza, mesmo dentro da mesma sociedade. Para não falar num contexto global, claro, em que 80 pessoas detêm metade da riqueza do Mundo, ou algo do género... E não perceber isto, ou não querer perceber os conflitos sociais que poderão advir disto, é o motivo do aparecimento de todos estes populismos como resposta única para aqueles que tiveram que o perceber da pior maneira. E sim, a robotização da economia tem tudo a ver com isto.


Falar que no contexto global as coisas nunca estiveram tão mal é um absurdo. Só se os padrões para aquilo que se considera pobreza subiram mas acho que não se pode comparar um Portugal dos anos 50 com o actual, nem uma India, nem uma Angola. Talvez um bom indicador seja o da mortalidade infantil, que é um excelente reflexo do desenvolvimento de uma sociedade. Comparando os valores dos anos 50 com a actualidade vê-se que a redução é na ordem dos 10x, a diferença é mais macabra quanto mais os países caminham de políticas sociais a liberais, o que mostra que a globalização é sem margem para qualquer dúvida um factor de desenvolvimento e progresso.

https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_c ... ality_rate


Uma coisa é progresso, outra é desigualdade. Estava a falar de desigualdade.
“E assim como sonho, raciocino se quero, porque isso é apenas uma outra espécie de sonho.”, Fernando Pessoa
“Nothing good ever comes of love. What comes of love is always something better” , Roberto Bolaño
"A ciência e o poder do homem coincidem, uma vez que, sendo a causa ignorada, frustra-se o efeito. Pois a natureza não se vence, senão quando se lhe obedece." Francis Bacon
Avatar do Utilizador
JohnyRobaz
 
Mensagens: 3549
Registado: 20/8/2014 16:50

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor ativo » 22/3/2017 0:05

JohnyRobaz Escreveu:
ativo Escreveu:
JohnyRobaz Escreveu:
(...)
Como já aqui disse muita vez, sou um adepto da meritocracia, e não gosto do socialismo nem do comunismo.
(...)

:shock:

Mas depois defende-se a política do governo da "geringonça", a qual é constituída por um partido socialista, por um partido comunista e por um partido de extrema esquerda ... :roll:


Pois, percebo que haja certas coisas que não entendas... mas enfim, não posso fazer nada quanto a isso.

E tu próprio entendes? :mrgreen:
ativo
 
Mensagens: 2287
Registado: 24/1/2014 17:24

Re: PS. Antonio Costa. e agora?

Mensagempor JohnyRobaz » 22/3/2017 0:56

ativo Escreveu:
JohnyRobaz Escreveu:
ativo Escreveu: :shock:

Mas depois defende-se a política do governo da "geringonça", a qual é constituída por um partido socialista, por um partido comunista e por um partido de extrema esquerda ... :roll:


Pois, percebo que haja certas coisas que não entendas... mas enfim, não posso fazer nada quanto a isso.

E tu próprio entendes? :mrgreen:


Melhor que tu certamente. :wink:
“E assim como sonho, raciocino se quero, porque isso é apenas uma outra espécie de sonho.”, Fernando Pessoa
“Nothing good ever comes of love. What comes of love is always something better” , Roberto Bolaño
"A ciência e o poder do homem coincidem, uma vez que, sendo a causa ignorada, frustra-se o efeito. Pois a natureza não se vence, senão quando se lhe obedece." Francis Bacon
Avatar do Utilizador
JohnyRobaz
 
Mensagens: 3549
Registado: 20/8/2014 16:50

AnteriorPróximo

Voltar para Forum Geral

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: AlfaTrader, bigest, darkreflection, fitas, Flavc, Garfield, Google [Bot], Google Adsense [Bot], habanero, HCC1, imcb, isa77, JohnyRobaz, KAWA, LoneWolf, m-m, manuelfaf, maturidade, nsd, nunorsilva, Opcard, OverDose, P-Mendes, Primvs, Qualnhick, Ranger, tradermoraisbravo, trend=friend, varinho11, visit e 94 visitantes